História My Happy Ever After - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bra, Bts, Casamentos, Drama, Jikook, Markson, Namjin, Romance, Vhope, Viadagem, Yoonmin
Exibições 82
Palavras 1.571
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioiiiin, gentey!! Demorei deeenoooovo... Mas eu tenho uma desculpa descente dessa vez... FOI DIFÍCIL ESCREVER ESSE CAP, DSCLP, EU N TENHO CAPACIDADE DE ESCREVER GUERRA, EU N SEI SE FICOU BOM, PELO MENOS EU TENTEI AIFJEKFNKEJF
Espero que gostem, e boa leitura!!~~♡

Capítulo 12 - An enemy among us


Fanfic / Fanfiction My Happy Ever After - Capítulo 12 - An enemy among us

-;-


Os guerreiros de Prisma e Illéa, em pouco tempo, entram em área inimiga, Chung-Hee tremia com o friu do local, e possivelmente por medo.


Dois reis se entreolharam. O reino de "fogo" guardava lembranças térreas e tristonhas de guerras passadas, que ainda marcavam o presente de cada reino. O céu nublado dificultava a vista dos guerreiros, NamJoon olhou para cima, uma tempestade deveria estar por vir.


- Vamos logo - A voz de Chung, sempre fria e grossa, retornou aos ouvidos dos cavaleiros e aos da realeza.


- Certo... - NamJoon respondeu, tentando não deixar suas emoções, e a vontade de que tudo aquilo fosse irreal, o dominar. Se aproximaram do castelo, seus enormes cavalos de batalha relinchavam ao ver guerreiros inimigos.


"Na guerra eterna a humanidade se torna grande - na paz eterna, a humanidade se arruinaria"


-;-


- Jimin... – A voz mandona de Kook se espalhou pelo quarto – Depois conversamos sobre isso... Agora eu tenho que avisar a sua realeza... – A falsidade era vista em seu olhar, e notada em cada fala – A guerra está para iniciar, os guerreiros de Prisma e Illéa estão adentrando ao reino.


- Por que não me falou isso antes?! – Yoongi se levantou da cama, deixando Jimin jogado na mesma – Você sabe o que fazer, Vamos.


JungKook encarou Jimin, iria falar algo, mas hesitou.


- Vamos... 


Min correu para fora do quarto, pegou a espada de bronze que tinha deixado ao lado do trono, no salão principal. JungKook estava de atrás dele, teria a obrigação de enviar ordens aos guardas e cavaleiros, foi o que fez.


Tudo aconteceu tão rápido, parecia uma cena de filme, os relinchos dos cavalos eram ouvidos pelo reino inteiro, vários camponeses que se abrigavam em áreas de pouca renda do reino foram obrigados a fugir, ou, pedir abrigo em lugares vizinhos.


O objetivo de Prisma não era machucar nenhum morador do local, mas, se deixassem o reino inimigo fazer o primeiro ataque e se aproximar do reino deles, estariam em desvantagem.


-;-


~P.o.v.NamJoon~


Em um campo de batalha, nada é nem um pouco facil; há corpos caídos, sangue, inimigos por todo lado, muito barulho, muitos gritos.


Meu corpo estava em êxtase, poderia ser relacionado como morto por dentro.


Minha cabeça já estava dolorida, tudo parecia acontecer muito rápido, já tinha perdido o controle de meu próprio cavalo de corrida, não me importaria de deixar o animal correr para longe.


O cheiro insuportável de sangue e terra se espalhava por todo aquele reino, quem diria que em tão pouco tempo, tudo isso teria acontecido?


Perdi de minha zona de visão o cavalo em que meu pai cavalgava, também não conseguia avistar a Chung-Hee, deveria focar em entrar no castelo inimigo.


-;-


~P.o.v. SeokJin~


Minha cabeça doia, tudo ao meu redor girava, parecia que tinha acabado de sair de uma brincadeira de "Roda cutia".


Corri pelo corredor o mais rápido que consegui até o quarto de Hoseok, o mesmo ainda não parecia aceitar essa guerra desnecessária.


"Quem aceitaria??" Perguntei-me mentalmente várias e várias vezes, nada fazia sentido, tudo poderia estar um mar de rosas agora...


Mas na verdade, tudo se converterá a um mar de sangue.


-;-


Sentiram saudades da autora linda aqui?? Então... entenderam até aqui? Eu juro que estou tentando, é difícil descrever uma guerra em todos os deus detalhes!! 


Mas voltando a historia, Yoongi agora estava correndo pelos arredores de seu castelo desesperadamente, realmente, tinha um trauma enorme por guerras e tudo que era relativo a elas, queria ficar trancado em um dos quartos do castelo, totalmente sozinho,"como sempre foi", como um covarde, como aqueles fracotes de colegiais fugindo da própria sombra.


Agora ele estava realmente encrencado, seu medo em atrapalhar os combatentes se alastrou, então realmente decidiu ficar trancado em um dos quartos, as paredes já pareciam se aproximar, se fechando em seus lados. Os olhos do monarca ardiam, as vozes e gritos do lado de fora eram como socos em seu corpo, o enfraquecendo.


- A-ah.... - Suas pernas bambas já amortecidas, caiu no chão de joelhos - Seu fraco... deveria estar honrando o reino... Mas está aqui... sozinho... com medo e dor... idiota, idiota, idiota! - Repetia para si mesmo, estaria sendo muito duro com si? Sim, ele não fazia conta de seu potencial, se culpava tanto pela morte do pai que nem ligava para seu futuro, em sua visão, era um assassino.


- I.D.I.O.T.A - Uma voz o repetiu, pausadamente e entre dentes a suas costas, não deu muita bola, seria apenas coisa de sua cabeça?? - Você nunca seria bom para esse cargo, você, um rei?? - Riu, uma risada congelante - E agora aqui, com medo, seu reino está sendo perdido em mãos adversárias...


Um silêncio agoniante se espalhou pelo pequeno quarto, Min olhou aos lados, sua tontura passava aos poucos.


- E aonde você estava quando o reino foi invadido?? - A voz era sendo reconhecida aos poucos, Yoongi se virou, tendo a visão de JungKook a sua frente, o mesmo sacou a espada contra seu peito rapidamente, o causando um machucado fundo, mas não tão grave - Estava aos "carinhos" de uma pessoa comprometida... 


- J-jungKook... ah... irei te matar... - Seu uniforme ja ensanguentado, seu peito doia, se sentia exausto, mas teve forças o suficiente pra pegar a espada e se por em pé.


- Que feio, ein, Min Yoongi? 


Ambos se olharam penetrantemente, o barulho da chuva, que aos poucos começava, se perdia no meio dos gritos e da batalha de fora do castelo. Porém naquele momento nada mais havia além dos dois, seus olhares se encontravam suas mãos pairavam próximas a suas espadas esperando um momento de distração para que um deles pudesse desferir o primeiro golpe. Contudo, JungKook não gostava de esperar, essa espera sem fim o feria mais do que a mais afiada lamina de espada.


Sem pensar duas vezes ele puchou sua espada ao mesmo tempo que Min fizera, as laminas se escontravam ferosmente em uma batalha surreal...


Algum movimento errado e tudo iria a o esculacho, Yoongi mantia suas mãos firmes ao puxador de sua espada, a raiva e ódio que tanto sentia pelo general cobriu seu corpo por inteiro, agora ele era apenas um sentimento friu e assassino.


"Ele é um obstáculo,preciso traspassar...."


JungKook se mantia firme, ria da situação de Yoongi, que tinha como um segundo adversário, seus medos.


- Você vai mesmo tentar ir contra mim?? Você é fraco... - Bateu com força a lâmina de sua espada contra a do outro, que sentiu seu corpo tremer e esquentar em um choque, se encolheu um pouco, abaixando a espada, mas logo a levantando rapidamente contra o rosto de Jeon, que acabou largando a espada de suas mãos -Idiota... - Passou a mão perto do olho, um corte fundo e dolorido, que por sinal sangrava como uma cachoeira de sangue.


Yoongi aproveitou para jogar o adversário distraido no chão, não queria mata-lo, mas Agora, nessa situação, parecia que era o certo.


- O que foi Yoongi? - Perguntou, sua voz calma não se encaixava com tudo que acontecia - Vai me matar?? Por que?? - Era realmente um cínico, um real filho da puta.


- Não, irei apenas brincar com a minha espada enfiada na sua garganta - Apertou a ponta da espada contra o pescoço de Jeon, o mesmo estremeceu ao sentir o objeto gelado.


- Yoongi... Eu só queria... ah... - Fingir, Jeon conseguia fingir como ninguém - Você meche com o homem que eu amo... está tirando ele de mim...


- Você finge de um jeito tão cafona ... Mas não posso te matar agora - Retirou o objeto afiado de perto dele e se afastou, JungKook, surpreso, se levantou devagar, aquela carinha de santo escondendo seu demônio inferior -Vá para o seu trabalho 


- Não consegue sem mim, é? - Perguntou de uma forma estúpida, o esculachando.


- Trate de morrer na guerra - Lançou um olhar sarcástico - E isso é uma ordem.


- Eu irei, e isso será seu último mandato, querido - Partiu para cima de Min, que já estava a espera disso, se defendeu fazendo ambos os punhos desarmados se chocarem, o Jung bateu dois socos contra o rosto do rei, que teve forças o suficiente pra se abaixar e socar a barriga do mais alto, que tombou para trás caindo de costas.


Min praticamente pulou para cima de Jeon, o acertando em cheio, mas tendo seu braço segurado e puchado, Jung jogou Yoongi no chão e o segurou de qualquer forma possível e se levantou rapidamente, Yoongi levantou suas pernas, chutando a barriga do outro o mais forte possível, fazendo o mesmo cospir sangue.


- EU ME CANSEI TOTALMENTE DE VOCÊ!! - Reuniu todas as duas forças, se levantando e pegando uma das espadas que estavam atiradas no chão - DEVERIA TER TE MATADO A ANOS ATRÁS - Desferiu um ultimo golpe, rápido e forte, reto contra o peito de Jeon JungKook.


O rosto do maior ficou pálido, seus olhos arregalados, Min retirou a espada do peito dele, o mesmo rapidamente suspirou forte, segurando o local do ferimento, seu corpo amoleceu e caiu ao chão, aos poucos, uma poça gigante de sangue se formou ao seu redor.


Seus gemidos fracos de dor, seus pedidos baixos, e não atendidos, de socorro, Min observava seu fracasso, agora sim era um real assassino, mas não se arrependia.


- Boa viagem ao inferno, Idiota...


-Continua...-


Notas Finais


Vcs poderiam me dizer o que achaaaaram? >×< TO PREOCUPADA COM ESSE CAP, É OLHA Q SÓ É A PRIMEIRA PARTE!! KAJDKDKSJFJEJ
ATÉ O PRÓXIMO ♡♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...