História My Hero, Midoriya! - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Personagens Originais
Tags Bha, Boku No Hero Academia, Hentai, Iida, Iidaura, Luta, Midoriya, Romance, Todomido, Todoroki, Uraraka, Yaoi
Visualizações 64
Palavras 2.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Festa, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoas espero que gostem do capítulo :D

Capítulo 2 - Aventuras na Praia


Fanfic / Fanfiction My Hero, Midoriya! - Capítulo 2 - Aventuras na Praia

Uraraka Pov´s On

Faz cerca de meia hora que chegamos à pousada que ficaríamos, de lá já podíamos ouvir as ondas do mar na praia, estávamos todos animados e queríamos curtir logo o mar, é a primeira vez que eu venho na praia e estava desesperada para ver logo o mar. Todos pareciam já ser experientes com o mar, mas eu nunca tinha visto, apenas por televisão, deixamos nossas malas no quarto e quando estou saindo ouso as meninas me chamando.

– Uraraka-chan! Você vai com essa roupa? – Perguntaram para mim e me olho de cima a baixo, não vejo qual o problema em ir assim.

– Qual o problema. – Digo e elas ficam em silencio, Asui-chan vem até mim e fecha a porta do quarto. – O que foi? – Perguntei estranhando, parecia que elas iriam me comer viva do jeito que me olhavam.

Elas começaram a me fazer vestir varias roupas de banho, mas não gostava de nenhuma delas, já não tinha mais nenhuma para experimentar e sem outra opção a Ashido-chan teve a brilhante ideia de irmos até a cidade e comprar roupas de banho para mim, todas se animaram e acabei me animando também. Fomos todas até o professor All Might e pedimos sua permissão para sairmos, como ainda era bem cedo ele não negou e nos deu a liberação, mas não podíamos demorar muito. Voltamos ao quarto e nos vestimos com outras roupas, deixamos os uniformes escolares de lado e colocamos vestimentas certas para sairmos, cada uma no seu estilo próprio.

– Estamos todas prontas, então vamos. – Falou bem animada a Hagakure-chan, erguemos os braços juntas e saímos do quarto, no mesmo momento os rapazes também saíram do deles, estavam vestidos de forma despojada também e o Bakugou com seu jeito insano sorriu para todas e disse que estavam saindo.

Todas mostraram a língua para ele e nos viramos seguindo rumo ao ponto de ônibus, mas antes olhei para trás e vi o Midoriya-kun junto com o Todoroki-san e o Iida-kun, fiquei um pouco corada e me desviei o olhar novamente voltando à atenção para a caça à minha roupa de banho.

Uraraka Pov´s Off

Bakugo Pov´s On

Já estávamos todos prontos, mas o Midoriya esqueceu não sei o que no quarto e agora tenho que esperar ele e o Todoroki voltar, eu não tenho muita paciência com esse negocio de ter que ficar esperando.

– MIDORIYA! TODOROKI! VAMOS LOGO. – Grito irritado, vendo todos olharem para mim, coloco as minhas mãos no bolso e começo a andar de um lado para o outro, até que finalmente vejo os dois saindo do quarto. – FINALMENTE, VAMOS EMBORA AGORA. – Começo a andar e atrás os outros vinham também.

– Ai Bakugou esperou a gente, por que tanta pressa assim? – Ouso o Kirishima falando, olho para ele com a cara fechada, depois continuo a caminhar bufando.

Bakugo Pov´s Off

Midoriya Pov´s On

Esta noite tive um sonho estranho, vi o Todoroki todo ferido nela e tudo escuro como se estivesse de noite, ele estava na minha frente apoiado nas paredes atrás de mim, praticamente me prensava, mas não sei o que estava rolando. Ouso com dificuldade ele sussurrar alguma coisa e então vejo seus lábios moverem-se mais não escuto nada nesse momento, ele vai para cima de mim e tudo fica escuro, instantes depois estou de frente para um homem, nos dois estávamos tendo uma batalha. Percebo que não estou de uniforme do colégio e nem com meu traje de batalha, estou apenas de bermuda e sem camiseta, parto para cima do homem com meu corpo fervendo devido ao One For All.

Usando 5% de minha força (atualmente só domino 5%), pulo por cima do homem e em suas costas salto novamente ficando por cima dele, antes de cair preparo meu punho e com o olhar fixo em meu oponente grito: Detroit Smash. O chão ao redor do homem ficou completamente rachado e ele caído ao meio, aperto meus punhos com força e vou caminhando lentamente em direção a ele, me ajoelho por entre ele e começo a golpea-lo com força sem usar meu poder, porem alguém segura meu braço quando estava indo dar o quinto golpe. – Já chega! – Sussurrou.

Depois disso acordei, lembro-me bem vagamente que parecia ser o Todoroki a pessoa que me parou, mas não sei exatamente, quando virei para ver de quem se tratava a minha visão começou a clarear muito, embasando a pessoa e deixando apenas as linhas de sua silhueta.

– Midoriya... Midoriya... Midoriya... – Tenho minha atenção chamada pela voz do Todoroki, quando percebo todos estavam bem à frente e eu andando lentamente, para não me deixar sozinho ele diminuiu os passos também. – Esta tudo bem com você? – Perguntou e eu o olho, começo a desenhar a silhueta que me parou em meu sonho e parecia muito com a dele.

– Não estou bem, só estava pensando alto de mais. – Digo sorrindo, aceleramos um pouco os nossos passos e já estávamos nos aproximando dos outros, olhos para a praia e as ondas estavam fortes, o sol estava bem quente e bom para entrar na água. – Será que vamos ter uma semana inteira livre de problemas? – Perguntei, pois estava preocupado com o sonho que tive, também levando em consideração os últimos dias nossos, não seria nada estranho de se acontecer.

– Na verdade estive pensando nisso também, será que essa viagem é só um agradecimento mesmo ou tem algo aqui que eles querem que nós resolvamos. – Quando ele menciona esta possibilidade paro de andar no mesmo instante, ele se vira e me olha um pouco serio. – Pense bem, ele disse que não receberíamos nada alem de um agradecimento, agora recebemos essa viagem e é algo que todos sabem, sendo que tínhamos que ficar em silencio sobre aquilo, isso é muito estranho. – Disse, olho para os outros lá na frente, percebo que não estão nos olhando, pego o Todoroki pelo braço e começo a correr com ele para uma lanchonete que estávamos passando, entramos e nos sentamos numa mesa, fico ao lado dele e o olho.

– Já falou disso com mais alguém? – Perguntei, ele me olha e nega com a cabeça, olho para todos os lados e não vinha ninguém. – Então faremos o seguinte, hoje à noite vamos ver se tem algo de estranho pela cidade, como não é uma cidade muito grande deve ser fácil. – Digo e quando me afasto um pouco dele noto que fica corado, não entendo muito bem o motivo de ele ter ficado assim e apoio minha mão em sua perna. – Posso contar com você? – Pergunto bem próximo ao seu ouvido, não podíamos deixar ninguém ouvir, então não via mal algum em fazer isso, mas ele novamente cora e se afasta.

– Tu-tudo bem, mas pare com isso, podem achar estranho. – Diz e me afasto também, uma moça vem até a mesa e nós pedimos dois chás gelados e um doce qualquer do cardápio, já tínhamos perdido os outros de vista, então resolvemos fazer nosso próprio passeio.

– Todoroki-kun, você anda estranho ultimamente. – Digo o olhando enquanto comia, vejo na bochecha dele um pouco de creme do doce, sorrio achando engraçado e pego um papel e limpo o rosto dele, ele fica meio envergonhado e pega o papel de minha mão terminando de limpar ele mesmo. – Esta tudo bem? – Perguntei o olhando, então o vejo saindo da mesa e me levanto também, como éramos alunos da U.A. só bastou mostrar a identificação e a conta estava paga, sigo o Todoroki até a rua e o vejo entrando em um banheiro publico. – Ei Todoroki-kun. – Chamo-o e entro no banheiro também, vejo que ele esta usando o mictório e acabo corando, pensando nele ali em pé com o seu p-pe-pe... pensando nele ali. – Vou te esperar aqui. – Digo e me viro de costas, fico ouvindo o som que vinha dele e do nada o barulho some, continuo envergonhado e sinto meu rosto quente.

– Midoriya o que esta fazendo? – O ouso perguntando, ergo um pouco a cabeça e me viro, acabo dando de cara com ele e caímos no chão, com as mãos apoiada no chão me levanto e abro os olhos e o vejo bem próximo de mim, fico envergonhado novamente e me levanto, mas antes de sair de cima dele escorrego e caio sentado em cima do pau dele. – Mi-midoriya! – Disse e o vejo envergonhado também, sinto o volume do membro dele em sua bermuda, não tinha como não sentir, ele me segura com suas mãos e nós dois ficamos nos olhando fixamente, mas instantes depois desviamos os olhares e saiu de cima dele. Caminho em direção a porta e acabo deixando a minha identificação cair, me abaixo para pegar e sinto-o batendo atrás de mim e me segurando pela cintura para que eu não caísse, olho para ele e o vejo um pouco nervoso, olho para frente e vejo que tinha gente vindo.

– Todoroki-ki... Tem gente vindo. – Digo e ele me ergue e fechamos a porta, ele continua atrás de mim e permaneço sentindo aquele membro me cutucando, parecia que o Todoroki estava se esfregando em mim por vontade própria, vejo a maçaneta da porta se mexendo e seguro-a firme, ninguém podia ver o que estava acontecendo. – O que esta fazendo, isso é errado. – Sussurro olhando-o por cima dos ombros, vejo a face dele bem vermelha como se também estivesse envergonhado, mas notava um certo ponto de satisfação naquilo. – Por que esta fazendo isso? – Perguntei e sinto ele pulsando ficando maior, arregalo meus olhos e a maçaneta não parava de mexer, ouvia os rapazes xingando do lado de fora enquanto o Todoroki esfregava aquilo em minha bunda, parecia que não ia ter um fim nunca. – Tudo bem, me deixe ajudá-lo com isso, precisamos sair logo. – Digo e me viro, pego uma das mãos do Todoroki e coloco na maçaneta ele segura firme e me olha.

– O que vai fazer, Midoriya-kun? – Perguntou e eu o olho também, estava com tanta vergonha, queria terminar aquilo logo e ir embora.

– Fica quieto, vou ajudá-lo a se aliviar. – Sussurro próximo ao ouvido dele, não tinha ideia do por que estava indo fazer aquilo, talvez fosse meu lado heroico agindo querendo salvar ele. – Vou ajudar você pra ver se para de ficar se esfregando em mim. – Digo e ainda de pé levo minhas mãos até o pau dele, abro o zíper de sua bermuda e o tiro para fora, fico um pouco assustado com o que vejo, pois é grande e a metade dele era branco gelo, achei engraçado. Fico olhando para baixo e movendo minha mão para cima e pra baixo punhetando o pau dele, seu membro estava muito duro e escorria alguns líquidos transparentes que se misturavam em minha mão melecando tudo, fazia uns barulhos escrotos mais até que é gostoso. – Esta quase? – Pergunto o olhando e o vejo envergonhado me olhando com o rosto corado, ele confirma com a cabeça e permanece segurando a maçaneta, me abaixo e fico com o rosto bem próximo do pau dele sentindo aquele cheiro de sexo. Agarro com uma de minhas mãos as bolas dele e a outra uso para continuar punhetando o pau dele, passou alguns minutos e ele começou a pulsar forte em minha mão e do nada sinto vários jatos de seu gozo em minha cara, me sujando inteiro. – Podia ter avisado que ia gozar. – Digo de costas para ele limpando meu rosto, estava cheio de gozo e precisava limpar logo, como o Todoroki não estava me olhando e depois de sentir aquele cheiro por um bom tempo, havia me acostumado e senti vontade de descobrir o sabor.

– Sinto muito. – Respondeu envergonhado, mas não parecia nenhum pouco arrependido.

Tentando ser o mais discreto possível passo a língua sobre o restante de gozo dele em minha mão, depois começo a esfregar pela minha língua e até gosto do sabor, mas me sinto estranho fazendo aquilo e termino de limpar tudo.

Midoriya Pov´s Off

Iida Pov´s On

Depois de andarmos quase duas horas, notamos que o Todoroki e o Midoriya não estavam conosco, mas não tínhamos culpa afinal eram muitas garotas bonitas para se ver e nem sabia mais quem estava comigo e quem não estava. Depois de algumas horas nós todos nos encontramos nos apartamentos e nos vestimos com roupas de banho, fomos para a praia e encontramos as meninas todas de biquíni lá, mas não pude deixar de fixar minha visão na Uraraka, ela estava simplesmente perfeita em seu biquíni.

Iida Pov´s Off


Notas Finais


E é isso por hoje... O que acharam do capítulo?

Deixem seus comentários, pelo menos mais de 1 dessa vez, vamos ajudar ai. :D

Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...