História My Host Sister (intersexual) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Ally Brooke, Camila Cabello, Camren, Camz, Dinah Jane, Fifth Harmony, Lauren Jauregui, Lolo, Normani Hamilton
Visualizações 976
Palavras 2.693
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey my loves!

Capítulo bonitinho pra vocês.
Até o próximo.
Não esqueça de comenta, isso é um incentivo pra mim!

Capítulo 10 - Capítulo 10


Point Of View Camila Cabello| 29 de agosto de 2015| 11:45 A.M| Segunda-feira| Miami High School.

Eu não entendia Lauren, e isso estava me frustando, agora me pergunto o porquê disso? Porque esse interesse por uma garota tão idiota? Porque dessa merda está acontecendo? Eu mal a conheço, talvez seja isso que me atrai, Lauren parece que esconde algo, quem sabe se eu descobrir, isso passe.

Hoje pela manhã ela foi super grossa, e durante a aula de biologia irritante, eu realmente não a entendia, uma hora ela é super agradável, como ontem na hora de me ajudar, outra é grossa, tipo hoje pela manhã, e na maioria das vezes era irritante como na aula mais cedo.

Tudo que eu fiz foi agradecer por ontem, se ela não tivesse me ajudado não sei o que teria acontecido, custava ser um pouquinho simpatia?

Eu também estava com mal humor, não havia dormido bem, não queria está nesse lugar, mas nem por isso eu saia dando coice que nem um cavalo bravo em quem eu visse pela frente, eu sabia controlar meu emocional a maioria das vezes.

Estávamos na aula de espanhol, sim eu optei por essa aula, como era meu idioma de origem, seriam notas fáceis, sem esforço, só não contava com a Jauregui nessa aula também.

A primeira aula eu tive com ela, a segunda e terceira com amigos dela, e agora ela me aparece de novo, eu devia ter feito algo bem errado nas minhas vidas passadas pra ter um karma tão grande.

Se eu queria está longe, mas perto pareciamos ficar, parecia que alguma força fazia com que ficassemos perto, mas pra que? Se ela só sabia me provocar e tira com a minha cara?

Era a segunda aula que eu tinha com ela, espero que sejam as únicas, ela estava sentada entre eu e Ally.

Ally estava em todas as minhas aulas pois completamos nossas grades de horários juntas, pra assim facilitar na minha socialização, conhecendo alguem já ficaria melhor, e assim ela me incentivaria a interagir, coisa que eu não via muito futuro, já estava suficiente apenas Selena, Taylor e ela.

Lauren e Ally estavam conversando, já que o exercício era interagir o máximo de tempo falando espanhol, eu fiquei apenas no meu canto observando a interação das duas, Lauren falava muito bem, e isso me surpreendeu bastante.

Selena, Justin e Zayn, também tinham essa aula comigo, era engraçado ver Selena tentando ajudar os dois.

Faltava pouco tempo para hora do almoço, e eu não via a hora das aulas do dia acabarem, olha que era apenas o primeiro dia, não é como se eu não gostasse de estudar, eu realmente era uma boa aluna, eu apenas não gostava da escola, do lugar em si, da maioria das pessoas que frequentavam.

No pouco tempo que eu estou aqui, percebi que é tipo aquelas escolas de filmes, sabe? Grupinho de todos os tipos, desde a jogadores a líderes de torcida e isso me deixava indignada.

Pra que dividir as pessoas? Humilhar os mais fracos e inteligentes? E idolatrar os sem cérebro, apenas por serem como posso dizer, mais bonitos, por terem grana? Acho extremamente desnecessário, todos somos bons em algo, cada um tem sua beleza.

Ninguém é igual ao outro, seja fisicamente, ou emocionalmente, cada um tem suas qualidades e defeitos, já não bastava o tanto que cada um cobrava a si mesmo? Ainda tinha que atender as espectativas de outras pessoas, isso é pura hipocrisia.

_ Srta. Cabello, algún problema? no estoy viendo interacción con su grupo! _ Diz a professora Miranda, me tirando de meus desvaneios, e fazendo com que toda turma voltasse sua atenção pra mim.

_ ¡No tiene ningún problema profesora, pasaré a interactuar! (não tem nenhum problema professora, passarei a interagir)! _ Digo

Uma coisa que eu odiava era quando me chamavam a atenção, eu ficava totalmente corada, por isso sempre tratei de passar despercebida.

_ Está vermelha Mila! _ fala Ally.

_ Eu sei, não vejo a hora dessa aula acabar! _ resmungo.

_ Mas uma surpresa, quem diria que uma nerd não gostasse de assistir aula, você me surpreende cada vez mais Camz! _ provoca Lauren.

_ Cala boca Jauregui! _ falo.

Sim, Lauren havia me dado um apelido, seria até fofo se ela não fosse tão irritante, e eu não sou nerd, apenas estudo o suficiente para me dar bem nas provas.

O sinal do intervalo finalmente bateu, guardei minhas coisas na mochila e assim que me levantei Ally e eu fomos  arrastadas por Selena.

Por incrível que pareça não me esquivei de seu toque, já estava acostumada com ela ou Taylor fazendo esse tipo de coisa.

_ Pra que toda essa presa? _ indago quando paramos em frente ao refeitório praticamente lotado, ela parecia procurar por alguém.

_ Quero apresentar três pessoas pra vocês! _ fala.

_ Eu não acho uma boa ideia! _ digo tentando sair de fininho.

_ Nada disso, pode ir voltando! _ diz Ally me colocando em frente ao seu corpo e me empurrando pra entrar junto a Selena.

Ally sempre querendo fazer amizades.

_ Achei, venham! _ diz Sel nos guiando pelo mar de mesas, até pararmos em uma.

Onde haviam duas garotas e um garoto, eles eram tão lindos que me sentir ridícula naquelas roupas, o menino eu já tinha visto com Harry na primeira aula, mas não procurei saber seu nome, ele era magro, branco, cabelos bem arrumados, e um lindo sorriso, as garotas eram espetaculares, era a única palavra que veio a mente, um negra linda de tirar o fôlego, e a loira então, sério que eu estava encantada.

_ Camila, Ally, esses são meus amigos, Louis Tomlinson, Dinah Jane, e Normani Kordei! _ fala apontando pra cada um ao falar os nomes.

_ Olá! _ diz Ally cumprimentando cada um com um beijo no rosto e se sentando.

_ Olá! _ digo, eu já fui mais reservada apenas cumprimentei-os com um aceno.

_ Vocês vieram de onde? _ indaga Louis.

_ México, ganhamos o intercâmbio do diretor da nossa antiga escola! _ diz Ally

_ Eu acho que eu já vi você em algum lugar Camila! _ fala Dinah.

_ Pode me chamar de Mila, eu acho difícil, eu nunca sair do México! _ falo

_ Qual seu sobrenome? _ indaga olhando fixamente para o meu rosto.

_ Cabello Estrabão! _ digo.

E percebo um olhar estranho dela com Normani.

_ Hum, deve ser apenas coincidência! _ diz Mani.

_ Deve ter visto alguém parecido comigo, apenas isso! _ digo simples.

_ É, talvez seja isso mesmo Mila, você também pode me chama de DJ, é mais simples! _ diz ela

_ E eu de Mani! _ fala Normani.

_ Pode me chamar do que quiser querida, Lou, Loui, tenho tantos apelidos! _ diz Louis.

_ Apelidos que seus homens te deram! _ provoca Dinah nos causando risadas.

_ Não tenho culpa se os homens se apaixonam pela minha carinha de bebê! _ diz fazendo uma carinha de inocente.

_ Se eu soubesse que se dariam tão bem, teria apresentado vocês antes, mas as meninas estavam viajando, e Louis se perdeu com Harry pela festa ontem! _ diz Selena.

Assim que eu cheguei a escola hoje, Ally e Selena me abordaram na entrada, digamos que eu ignorei todos ontem a noite depois do ocorrido, mas eu pedi pra elas esquecerem o assunto alegando que eu estava bem, mas no fundo eu não estava, eu sentia raiva, chateação, por não ter parado aquele garoto, eu sempre fui e serei fraca, e aquilo me deixou com muita raiva e medo, e se voltasse a acontecer? o que eu faria pra me defender se não houvesse ninguém pra me ajudar, eram essas e outras perguntas que não saiam da minha cabeça, eu era fraca com Marcus, eu era fraca com outras pessoas, eu não duraria muito tempo sozinha, mas eu tinha que tentar, eu não voltaria pra casa, eu não voltaria para aquele inferno.

Por isso mais uma vez eu joguei a bagunça pra debaixo do tapete, uma hora eu teria que limpar aquela bagunça acumulada, mais no momento eu só queria viver um pouco, e se fosse com essas pessoas que eu acabei de conhecer, eu tentaria, eu faria amizades, eu voltaria a viver, eu tentaria ser feliz como eu era antes.

Voltei minha atenção para as pessoas que ainda conversavam sobre Harry na mesa.

_ Oh querida, eu adoraria me perder mais vezes com aquele boy! _ diz Louis em um tom malicioso, levando as meninas a risadas.

_ Eu estou curiosa quem seria esse garoto? _ indaga Normani.

_ Aquele Deus grego que acaba de entrar, com a vampira dark das trevas! _ diz Louis.

Vampira dark das trevas?

Todos as meninas inclusive eu olhamos para porta, onde Lauren e Harry entravam, logo atrás vinham os outros.

O apelido fazia sentido, branca, fria, é uma série de outros adjetivos.

_ Vou comprar meu lanche! _ comunico-os.

_ Vou com você! _ diz Ally.

Ally e eu ficamos cerca de quinze minutos na fila, eu optei por um sanduíche natural e um suco de laranja, e uma banana.

Voltamos pra mesa, os amigos de Lauren estavam lá, menos ela, o que me deixou um pouco decepcionada? Eu só posso está louca.

Eles tinham juntado duas mesas, não sei se isso era permitido aqui, mas já estava feito, sentei o mais longe de Keana que eu consegui, entre Taylor e Selena, Ally sentou ao lado de troy.

Keana dava em cima de mim na cara dura, eu a achava bonita, mas não me interessava por ela dessa forma, não me interessava por ninguém dessa forma.

Eu estava destraida com meu lanche, quando alguém senta do meu lado e pega meu suco, olho pra pessoa e não fico surpresa por ser Lauren.

_ Isso é meu! _ digo com as sombracelhas arqueadas.

_ Agora é nosso! _ fala de maneira provocativa.

_ Babaca! _ digo pegando o copo de sua mão.

_ Talvez um pouco! _ diz em meu ouvido me causando arrepios.

Não arrepios do tipo ruim, foi uma sensação boa, se eu fiquei surpresa? Claro que sim, normalmente meu corpo nem reagia a situações como essa, e quando eu reagia era em puro medo, pra tentar me livrar.

Essa garota vai me enlouquecer.

_ Você está fedendo a cigarro Jauregui e eu odeio cigarros! _ digo olhando em seus olhos.

_ Eu não me importo Cabello! _ fala se estendendo em meu sobrenome.

_ Isso ainda vai dar casamento! _ diz Dinah e volto minha atenção pra o restante das pessoas da mesa, todos olhavam pra nós duas.

_ Dinah e eu éramos assim mesmo, e estamos aqui, três anos de namoro! _ fala Normani.

_ Isso não vai acontecer! _ falo simples voltando a comer meu lanche.

_ Não desdenhe Camz, você não sabe quantas querem está na minha cama! _ sussurra mais uma vez em meu ouvido.

_ Pare com isso, eu não tenho nada haver com quem vai ou não pra sua cama! _ digo me levantando e saindo dali, garota chata.

O que eu tinha haver com as garotas que ela pega?

Sai do refeitório, dando de cara com um corretor totalmente vazio, pelo que eu soube o intervalo durava uma hora, e depois voltavaria-mos pra salas até às quatro e meia.

Estava a caminho de meu armário, no qual ainda não tinha tido a oportunidade de olhar, quando sentir braços em minha cintura e um corpo me prendendo contra os armários.

Oh não, isso não..

__________&_________

      Point Of View Lauren Jauregui.

_ Você é tão idiota Lauren! _ fala Taylor.

Eu sei irmãzinha, eu sei.

Eu fiz merda de novo com a garota, certo que ela tira meu controle, e eu gosto de irrita-la.

Ela tira meu controle? Que porra é essa? Eu nem conheço a garota direito.

Essa latina vai me trazer confusão, e das grandes, eu sinto isso.

_ Vai resolver isso agora! _ diz Chris.

Vou ou não vou?

Todos daquela mesa me olhavam, de quem foi a ideia de sentar com esse povo? Oh sim Harry, voce ainda me paga. Mas até que eles pareciam legais, poderia dar uma chance.

_ Eu não! _ digo dando de ombros.

_ Deixa que eu vou! _ fala Keana.

_ Mudei de ideia! _ falo dando um pulo da mesa e correndo pra fora do refeitório.

O que foi isso? Porque toda vez que Keana quer chegar perto dela eu fico dessa forma? Porra, tantas perguntas sem respostas.

Os corredores estavam totalmente vazios, decidir seguir reto pra ver se a encontrava, e bingo, ela estava próximo aos armários do corredor C.

Porém ela não estava sozinha, um garoto, olhando bem, o mesmo da festa a prendia contra os armários, no início pensei que eles estavam se pegando, e só isso já fez minha raiva subir, mas então me e aproximei e ouvi.

_ Pensou que ia fugir de mim garota, você vai pagar, se tivesse me dado ontem, eu não estaria com o nariz desse jeito, foi tão fácil te encontrar, cadê aquela sua namoradinha pra me impedir de te comer em!?_ ouço ele falar

Ah merda, ele estava visivelmente drogado.

Camila estava com os olhos cheios de lágrimas, e falava coisas como "por favor não faz isso", "me solta", "de novo não", "para".

Ele tentava de todas as formas beija-la e ela desviava, eu precisava fazer algo.

Como se um instinto protetor se apoderasse de mim, fui pra cima dele, ele não encostaria um dedo na minha garota.

Puxei com toda a força que eu tinha ele de cima dela, o jogando no chão, e subindo em cima de seu corpo.

_ Qual a parte do não encostar nela você não entendeu caralho? _ digo o pegando pela gola da camiseta e o sacudindo, ele estava visivelmente surpreso e com as pupilas dilatados.

Drogado de merda.

_ Ah apareceu o príncipe encantado! _ diz em tom de deboche após se recuperar do susto.

_ Vou matar você desgraçado! _ grito lhe acertando um soco, seguido de outros, ele tentava se defender mais com a raiva que eu estava não estava tendo sucesso.

Cara ele ia abusar de Camila? Como permitem uma pessoa dessa numa escola?

Olhei de relance pra Camz e ela estava encolhida no chão, chorando muito, foi nesse momento que o garoto conseguiu acerta um soco em meu olho.

_ Filha da puta! _ grito dando um soco certeiro em seu rosto que o mesmo desmaia, eu daria outro, eu queria mata-lo, mas alguém me segurou.

_ Me solta porra, eu vou matar ele! _ Grito.

_ Lauren, para! O que acontece? _ diz Justin me virando pra olha-lo e me abraçando.

_ E-ele...ia, Camila! _ falo me desvencilhando dele e indo até o corpo encolhida da latina, tentando pegá-la.

_ Não encosta em mim! _ grita chorando.

_ Hey Camz sou eu, a Lauren, eu não vou fazer mal a você! _ digo calma, ela estava visivelmente abalada, e quem não estaria?

Ela levantou a cabeça e me olhou com os olhos repletos de lágrimas.

_ Me tira daqui por favor! _ ela disse tão baixo que se eu não estivesse tão perto, não teria escutado.

Dei uma olhada pra trás, e me surpreendi, meus amigos e os novos amigos também estavam ali.

_ Vai, eu cuido dele! _ diz Justin.

Ele sempre me ajudava quando eu fazia merda, mas o cara merecia.

Peguei a mochila de Camila caída no chão e coloquei em minhas costas, a pegado no colo em seguida.

Ela se agarrou em meu corpo e escondeu seu rosto em meu pescoço, eu até teria comemorado, se a situação fosse outra.

Ela parecia tão frágil nesse momento.

_ Tem câmeras no corredor, vão até a coordenadoria e falem pra diretora ver as imagens, qualquer coisa me liguem! _ dou as instruções para os meninos, saindo dali com Camila chorando em meu ombro.

Coloquei Camila delicadamente no banco do carona e segui para o do motorista, ligando o carro e saindo dali.

De tanto chorar Camila acabou dormindo durante o caminho, como eu não queria preocupar dona Rosa, levei ela até meu quarto/casa e a deitei em minha cama, sentei em uma poltrona e passei a velar seu sono, mesmo com meu olho dolorido, que com toda certeza amanhã estaria roxo, eu não sairia dali, até ela acordar.

Camila esconde algo e bem sério, isso era um fato, notei isso desde o momento que a vi pela primeira vez, eu poderia não descobrir hoje ou amanhã, mas eu iria descobrir.

E também a protegeria de qualquer coisa, mesmo que fosse escondindo ou de longe, ela precisava ser cuidada, e eu faria isso, ela gostando ou não.

Seja o que for que esteja acontecendo comigo? Ou o que ela fez comigo, eu a ajudaria.

Camila Cabello despertava o meu lado protetor, cuidadoso.


Notas Finais


Comentem....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...