História My Hybrid SeokJin - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Hibridos, Hybrid, Menções De Outros Shipps, Namjin
Visualizações 26
Palavras 1.548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Capítulo logo no dia seguinte? Siim!

Porque eu resolvi escrever logo o capítulo e pensei que não precisava esperar pra postar.

Desculpem se tiver algum erro ortográfico.

AVISO: O capítulo de hoje é mais sobre a história do Jin.

Boa Leitura ♡

Capítulo 5 - CP4


        POV NAMJOON  

Eu não estava bravo a ponto de explodir e quebrar tudo, mas tenho motivos pra dar uma bela bronca em Jeon Jungkook.

- Nam, aconteceu alguma coisa? -perguntou o moreno assustado porque até então não havia me movido. 

 - Aconteceu que você passou o dia inteiro fora com Jin e nem me avisou, eu pensei que tivesse acontecido algo com vocês, além do mais você me disse que iria passar o dia aqui com ele, fora que te liguei umas 4 vezes e você nem me atendeu, além de não vizualizar nenhuma das minhas mensagens. 

- Meu celular descarregou criatura! E não tinha nada pra fazer, pensamos que você iria demorar, porque você disse "Kook você pode ficar com um amigo meu lá em casa? Depois explico, é que eu vou voltar mais tarde hoje." -disse imitando uma voz que ele pensa que se parece com a minha. 

- E ia mesmo, mas fiz tudo correndo pra vir pra casa mais cedo, para poder ficar com o Jin, porque como você é um sem noção com certeza iria encher ele de besteiras o dia todo. 

- Ué oque esperava? Sabe que quem cozinha lá em casa é o Tae. -disse fazendo um biquinho bravo cruzando os braços. O moreno parecia realmente chateado. 

 -Aish! Chega os dois, o Jin ainda está aqui e não é nenhuma criança. Nam, não sabiamos que iria chegar cedo e Kookie-ah só levou o Jin pra passear, e o celular dele descarregou no caminho porque o amigo dele não parava de mandar mensagem, nos destraimos e esquecemos de ligar. -confesso que senti uma ponta de ciúmes pela forma carinhosa que chamou o moreno.  

Acho que acabei fazendo muito drama, Jin deve estar se sentindo uma criança por eu ter o tratado como tal, mas não foi intensão e Kook deve estar chateado com minha atitude, ele tem 19 anos mas já tem maturidade o suficiente.   

-Aish, desculpa gente não foi intensão trata-los como criancinhas, só me preocupei demais porque os dois são novos e Jin é um híbrido, qualquer moleque poderia tirar essa touca por gracinha e acabar vendo as orelhinhas do Jin, se algum vagabundo resolvesse pegar o Jin, Kook não iria ter forças pra defende-lo de alguém mais velho. Kook me desculpe? Mesmo sendo mais novo sei que é responsável. -Vi o moreno assentir meio confuso. -Jin, me desculpa? Só não queria que machucassem vocês. 

- Tudo bem Nammie. -deu um de seus sorrisos doces e me abraçou. 

- Então gente, agora que tá tudo paz e amor, alguém me explica esse papo de híbrido e orelhinhas? -Jin e eu nos olhamos e começamos a rir deixando o moreno mais confuso . 

 - Minha santa CL. -disse limpando as lágrimas do rosto e respirando fundo.  

- Kook, é uma história muito louca - bota louca nisso! - mas pra te contar o Jin tem que me permitir. -disse e olhei para o castanho ao seu lado e vi o mesmo assentir. 

- Bom, então vamos sentem-se porque a história é longa. -os dois foram se sentar e eu os acompanhei. 

- Primeiro eu e Jin temos que nos apresentar -o moreno ficou mais confuso ainda. 

- Como assim? Não são amigos? Eu não to entendendo mais nada. -fez seu biquinho bravo cruzando as pernas e os braços . 

- Você vai entender, calma! Quero dizer, nós vamos entender! - dei ênfase no nós porque na verdade nem eu e Jin sabia ainda oque estava acontecendo. 

- Oi, meu nome é Kim Namjoon mas pode me chamar de Nam ou Nammie e tenho 22 anos, prazer. -ele sorriu por ter usado o apelido que o mesmo me deu, estendi a mão para cumprimentar Jin junto de um sorriso e ele retribui. 

- Oi Namjoon, o nome do Jin é Kim SeokJin mas pode me chamar de Jin ou Jinnie...-foi interrompido por Jungkook. 

- Neeem pensar, só eu posso chamar você assim. -fez uma carinha de bravo, mas parecia um coelhinho de pelúcia. 

- Eu vou chamar ele de Jinnie também porque não sou obrigado -mandei um beijinho e o mesmo fez careta. 

-Agora não interrompa, continua Jinnie. -dei ênfase em "Jinnie" pra ver a cara de bravo do moreno. 

- E tenho 20 anos, prazer -Jungkook abriu a boca em perfeito "o". 

- O JIN TEM 20 ANO? MENTIRA, VOCÊ TEM CARA DE NO MÁXIMO 16. -disse gritando. 

- Kook para! Tá machucando as orelhinhas do Jin -disse com as mãos na orelha. 

- Aish, Jungkook pra que gritar? -fiz cara de bravo e o moreno se desculpou.

- Eu pensei que o Jin era uma... Criança, por isso falava em terceira pessoa e confesso que eu só não te apertei de tanta fofura pra não ficar com medo de mim e fugir. -Jin começou a rir. 

- É o Jin tem 20 e tem um motivo pra Jin falar assim. 

- Bom, então vamos começar? -perguntei olhando para Jin como se perguntasse se o mesmo tinha certeza e ele assentiu. - Ok, Jin quando estiver pronto é  só começar tudo bem? 

- Ok -ele respirou fundo e começou...                     


               POV JIN  

Eu acho que ainda não estava pronto pra contar tudo aquilo, mas se iria conviver com Namjoon o mesmo tinha que saber de tudo.  

- Ok -respirei fundo pronto pra soltar tudo aquilo pra fora, iria doer  mais no fim sei que vou me sentir mais leve.  

Tudo começou quando eu nasci, minha mãe não gostava de mim -e pelo ocorrido ainda não gosta- por eu ser um híbrido, mas eu não entendia oque havia de mal nisso pois o Appa também era híbrido, mas eles viviam brigando e isso me fez ver que ambos não se amavam e a cada briga que eu escutava do meu quarto uma pergunta não saía de minha cabeça "Se não se amam, porque se casaram e até mesmo fizeram um filho?"   

No dia em que Omma... -acho que chama-la assim agora tem menos sentido do que tinha antes- Min Hee me deixou no parque foi o mesmo dia em que ela me explicou o porquê de me odiar tanto, ela disse que Appa (Chung Hee, híbrido de gato ) e ela se casaram por acordo de paz de seus pais, depois de um tempo pais de ambos viraram melhores amigos e depois do casamento Min Hee e Chung Hee começaram a se amar de verdade.  

Mas 1 ano depois o pai de Chung Hee (Dong Yul) morreu de velhice com 42 anos, 3 meses depois mãe de Chung Hee (Hwa Young) não suportou a dor da perda de seu amado e havia ficado com depressão, após o filho voltar para casa depois de ter ido lhe visitar, amarrou uma corda em uma árvore em que em baixo havia um banco, onde o casal passava algumas tardes assistindo o pôr do sol, pegou um banquinho e subiu, após colocar a corda em seu pescoço com a pouca força que a idade lhe dava chutou o banquinho, assim sufocou e morreu ali mesmo com 40 anos.   

Chung Hee quase teve depressão, perdeu seus pais no mesmo ano o pior foi o dia dos pais, o mesmo só soube chorar o dia todo Min Hee só sabia o abraçar, tentar cosola-lo e se segurar pra não se derramar em lágrimas, depois de 4 anos Chung Hee tinha "superado" e no aniversário de ambos os pais ia levar flores e conversar com os dois mesmo sabendo que nunca obteria resposta.   

4 anos depois foi a vez de Jae Hwa (48 anos) e Jung Hee (50 anos), (Pais de Min Hee) mas esses não morreram, Jae Hwa descobriu que seu amado a traía mas quando descobriu quem era a amante passou a odiar o genro junto de toda sua espécie, a amante de Jung Hee era uma híbrida.    

Depois disso, Jung Hee fugiu com a amante e Jae Hwa fugiu cansada de tudo e todos a sua volta, foi deixando um bilhete para filha dizendo que talvez não voltaria mas que a amava muito, após Min Hee descobrir passou a pensar que o marido também a traía com uma híbrida.  

Min Hee sufocava o marido de perguntas toda vez que chegava do trabalho, um dia Chung Hee se cansou e foi embora, 7 meses depois Min Hee descobre estar grávida e tenta todo tipo de contato possível com o ex-marido, após conseguir fez com que o mesmo voltasse para ela mesmo que fosse somente pela criança e assim foi feito.  

Casaram-se novamente depois do meu nascimento e assim permaneceram até  meus 17 anos, e aquela rotina com Min Hee voltou e Chung Hee foi embora definitivamente sabe-se Deus pra onde, Min Hee me criou, com muito ódio e maus tratos mas criou, mas com o modo que ela me tratava um dia explodi perguntando o porquê de me odiar tanto e ela explicou, mas depois disse que se arrependida de me tratar tão mal e que dali pra frente tudo iria mudar, nos abraçamos e choramos muito e mais tarde ela resolveu que iríamos dormir fora, mas antes iria passar em um mercado e o resto Namjoon te explica depois.  

Namjoon e Jungkook tinham o rosto encharcado e os olhos arregalados em espanto. 

- Meninos ?? -perguntei olhando para ambos..


Notas Finais


Ooi, gostaram?

É amores, pelo que a beta informou foram 42 parágrafos!!

E terá muito mais capítulos assim, mas se vocês preferirem mais curto é só avisar.

Até logo
Kissus ♡
Betagem: @Carol234BTS
Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...