História "My imperius boss" 2° Temporada(Imagine Jay Park) - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias GRAY, Jay Park, Kim Hyun-Jung "Hoody", LOCO, Simon D., Zico
Personagens GRAY, Jay Park, LOCO, Personagens Originais, Simon Dominic, Zico
Tags ~motijae, Aomg, Bias, Imagine Jay Park, Jay Park, Você
Visualizações 610
Palavras 1.788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura....

Capítulo 16 - "Achamos ela"


Fanfic / Fanfiction "My imperius boss" 2° Temporada(Imagine Jay Park) - Capítulo 16 - "Achamos ela"

Flashback off.

- Como você conseguiu...- tirei o sinto e peguei meu celular.

- Eu disse que era novo motorista...- tentei ligar pra alguém mas ele puxou o celular da minha mão, e guardou no bolso.

- Por favor...para o carro - falei nervosa.

- Fica calma, eu não vou te machucar...- falou.

- Pra onde vamos?

- Acho que vai gostar do lugar...

Eu comecei sentir um sono, e acabei fechando meus olhos, caindo em um sono profundo.

(...)

Quando acordei, ele é estava estacionado na garagem de uma mansão na frente da praia.

- Venha...- abriu a porta. Peguei minha bolsa e desci.

Olhei ao redor e não tinha nenhuma casa por perto.

- Porque estamos aqui? O que você quer?!

- Podemos entrar?

- ME RESPONDE! - gritei.

- Estamos aqui porque eu queria ficar perto de você...- falou abrindo a porta - essa casa eu ganhei do meu pai - abriu a porta e deu espaço pra mim.

Entrei e era mas linda por dentro, os móveis combinando com tudo, móveis caros. Tinha um tv enorme, o sofá era bem grande também.

- Vou te levar no seu quarto...

- Meu quarto? Posso ligar pra polícia! - ele estava subindo as escadas, mas parou, eu olhei pra trás e vi a porta entreaberta.

Sai correndo e abri a porta, dando de cara com um segurança.

- Onde vai? - segurou meu pulso.

- Solta! Me solta seu!

- Seu o que?!- apertou mas o meu braço.

- Solte-a! - ele ordenou.

Subimos as escadas e ele abriu um porta. Entrei e era um quarto do tamanho do meu e do Jay.

Olhei as coisas e reconheci alguns objetos.

Flashback on.

- Ajumma...você viu meu relógio?

- Não!

....

- Amor você viu minha escova de cabelo?

- Não..

- E aquele vestido lindo que eu comprei?

- Também não.

Flashback off.

- Eu peguei algumas coisas que eu sei que você gostava muito...- sorriu.

- Ali é seu guarda-roupa, tem roupas do seu gosto. O banheiro...- abriu outra porta.

- Você é louco...- olhei todos os objetos meus que tinha sumido.

- Eu te amo...minha deusa.

Ele não parecia assustador como no dia do estacionamento.

- Você....- eu olhou em volta - quero ir embora!

- Você não pode ir embora...- saiu do quarto.

Sentei na cama e fiquei pensando em como fugir.

Ele voltou e me olhou.

- Fique a vontade ,não fuja porquê não irá conseguir.

- Onde você vai?! - me levantei.

- Fazer uma ligação - saiu do quarto.

Eu abri a porta e vi ele descendo as escadas, caminhei nas pontas dos pés, desci as escadas fiquei escondida ouvindo ele falar com alguém.

Ele desligou e eu subi as escadas correndo.

- Perfeita hora pra fugir....

(...)

Ouvi vozes e olhei pela janela, tinha 4 homens com um uniforme.

Desci as escadas e olhei para ver se o homem estava lá.

- Oi!- falei

- Oi..

- Por favor...me tira daqui! Eu...ele está me obrigando a ficar aqui! - falei segurando o braço dele.

- O que está falando?

- Ele...estou sendo mantida em cárcere de privado!

- Oh..querida!- enlaçou uma das mãos na minha cintura.

- Me solta! - me afastei dele - esse louco, ele está me prendendo aqui!

- Não ligue para ela, a gente brigou, e ela quer ir embora...- o homem sorriu e continuou fazendo o trabalho dele.

- Deixe-me ir !

- Não...eu não posso ficar sem você! - tocou meu rosto.

- Eu tenho...quer ir...- o olhei...

- Seus bebês vão ficar bem...

- Por favor...- lágrimas começaram a brotar.

(...)

Jay P.O.V

Ligação on

- Oi ajumma, aconteceu algo?

- A (S/n) saiu e até agora não voltou.

- Já ligou pra ela?

- Sim, mas só da caixa postal! E os bebês acordaram, o Jung e a Yumi estão com fome!

- Vou ligar pra ela! Sabe onde ela ia?

- Na casa da MiCha...

- Vou ir lá..

Ligação off.

Tentei ligar para a (S/n), mas não chamava. Fui na casa da MiCha.

Toc toc toc

- Oi Jay Park!

- A (S/n) está ai?

- Não, ela não veio aqui.

- Ela não entrou em contato com você?

- De manhã ela mandou uma mensagem falando que iria vir, mas até agora nada.

- Obrigado - entrei no carro e fui pra casa.

Ligação on.

- Sunhee a (S/n) está aí?

- Não....como você está?

- Obrigado

Ligação off.

- Já liguei para todas as amigas dela, e ela não apareceu em nenhuma.

- Ligou pro Ayato?

- Não...

Ligação on.

- Oi fedelho!

- Oi Ajoshi...

- A minha esposa está aí?

- Está aqui na cama comigo - riu.

- E sério, ela sumiu e você é a última esperança.

- Não, ela não está aqui....estou indo para sua casa.

- Tá.

Ligação off.

- Ela não está lá...- sentei no sofá.

- Vou ligar pra polícia!

(...)

- Algo de diferente aconteceu?- o policial perguntou pra ajumma.

- Não...- ela pensou...- sim! - a olhei - tinha um homem no corredor , eu nunca tinha vesti ele aqui na casa, ele disse que era novo motorista.

- Novo motorista? - perguntei.

Abri a porta e fui até a portaria.

- Porque não me disse do novo motorista?- perguntei.

- Não tem nenhum motorista novo...

- Quero ver as câmeras!

Ele me mostrou e tinha um cara diferente andando pelo jardim, ele entrou dentro de casa e depois de alguns minutos saiu. Depois entrou no carro do meu motorista e esperou, momentos depois a (S/n) apareceu.

- Ela foi sequestrada!- falei pro delegado.

- Como sabe?

- Olhei as câmeras...

- Sr.Park...dois dos gêmeos não para de fora..

- Pode ir - o delegado falou - vou dá uma olhada..

Fui até a cozinha e pedi para as babás prepararem o leite próprio para eles.

Subi e peguei os dois que estavam chorando.

(S/n) P.O.V

- Já tomou banho?- entrou no quarto.

- Não!

- Por favor...eu não quero machuca-la...

Peguei as roupas e entrei no banheiro. Tomei um banho demorado.

Vesti a roupa e sair do banheiro, desci as escadas e fui na cozinha.

- Fiz sua comida preferida...- sentou na mesa.

Peguei meu prato e sentei a sua frente.

- Pode comer...

Coloquei meu prato e comecei a comer, ele não parava de me olhar.

- Até o ângulo do seu maxilar é perfeito e alinhado...- falou me deixando assustada.

- Qual o seu problema?

- Você é meu problema...desde quando eu te vi em uma entrevista com o Jay Park...eu não conseguir tira você da cabeça.

- Como sabe de tudo isso?

- Eu te seguia...- ele olhou em meus olhos.

- Como entrou em casa?

- Disse as seguranças que era seu novo motorista, e mostrei um documento falso. Entrei na sua casa e a vi dormindo.

- Você tem que se tratar...

- Eu não vou machucar você...- tocou minha mão.

- Como se chama?

- Chang...- ele era bonito, vesti uma blusa branca de gola alta, o deixando charmoso.

- Chang...mora sozinho?

- Sim...mas essa não é a casa que vivo no dia-a-dia.

- Entendi...você trabalha?

- Sim, sou engenheiro da nasa...

- Hm...

Jay P.O.V

- Entra logo fedelho!

- Sabe onde procurar?

- Não, achei que você soubesse!

- Não!

- Você gosta dela?- liguei o carro.

- Depois a gente conversa sobre isso...

Procuramos em várias lugares onde ela poderia está, mas ela não passou em lugar nenhum.

- Faculdade - falou

- Você até que é inteligente! - falei dando a volta no carro.

- Japoneses são inteligentes.

- Está falando que coreanos não são?!

- Japoneses são mais...

Estacionei o carro de qualquer jeito e entrei na faculdade perguntando pela (S/n), mas ninguém tem notícias dela.

Voltei pro carro e ele me olhou esperando eu falar algo.

- Nada...tenta ligar pra ela...

- Tá...

Ele pegou o celular dele e ligou.

- Só chama...

(S/n) P.O.V

- Deixa eu atender meu celular...não vou falar que você está me mantendo presa.

- Não...

- Por favor...vou apenas falar que estou bem..!

- Se você falar para ele que está comigo! Ele vai morrer, tenho pessoas que trabalham para mim, e para ele ao mesmo tempo - seu comportamento mudou ao se tratar de Jay Park.

- Tudo bem...

Ligação on.

- Oi!

- Aish...(S/n)..

- Ayato...fala pro Jay...- me interrompeu.

- Estou aqui com ele! Vou colocar no viva-voz.

- Jay Park eu estou bem, e fui embora....- olhei pra ele que me observava - porque...eu não aguentei mas...- menti - eu cansei..estou bem, cuide do nossos filhos...

- Espera! Onde você está?!

- Tchau!

Ligação off.

Eu desliguei e comece a chorar, ele veio até mim e retirou o celular da minha mão.

- Ele vai ficar bem sem você! - ele saiu da cozinha me deixando.

(...)

Depois de tanto chorar, eu terminei de comer, coloquei o prato na pia e fiquei sem saber pra onde ir.

Jay P.O.V

- Como assim! Ele não pode ter ido embora...- falei parando o carro.

- Troca de lugar, vou dirigir! - ele desceu do carro e eu fui pro banco do passageiro.

- Não....pode ser!

Chegamos na casa dele e ele entrou sem falar nada e subiu pró quarto.

- A (S/n) foi embora por que quis!

- O que? - ajumma arregalou os olhos.

- Ela ligou e disse que foi embora por conta própria.

(...)

Depois de tanto pensar eu subi pro quarto dele.

Toc toc toc

- O que quer?! - falou frio.

- Posso entrar?

- Pode...!

- Temos que ir na polícia, eles podem rastrear o celular dela!

- Não a ouviu?! Ela não quer mas...- deitou na cama.

- Vai desistir?

- Vai atrás dela! Você não gosta dela!

- Gosto! Mas ela te ama...

- Ama...ela gosta de você também.

- Não o suficiente para ter filhos e casar comigo...- ele não falou nada.

- Se quiser levar meu celular...- ele jogou nos pés.

~ 2 semana depois ~

Ajumma P.O.V

Ele não saia do quarto, os bebês estavam bem, as vezes eles choravam por falta dela, mas quando o Jay os pegava eles ficavam quietos.

- Jay Park..- bate na porta.

- Hm?

- Posso entrar?

- Pode...- entrei com a bandeja na mão, coloquei em cima da cama - não quero comer..

Ele estava magro, tinha cancelado os shows e só do quarto para ver os bebês.

- Olhe para você!

(S/n) P.O.V

Acordei com a luz do sol batendo no meu rosto. Abri os olhos e vi o Chang me olhando.

- Você é tão perfeita...minha deusa!

- Já disse para não me chamar de deusa!

Eu já conversava com ele como se ele fosse um colega. Ele era até fofo comigo, trazia café da manhã na cama para mim.

- Olhe o que eu comprei para você - me deu uma caixa grande com uns furos - abri...

Quando eu abri, tinha um filhote de Pug, ele estava dormindo e tinha um laço no pescoço.

- Ele é lindo...

- Sei que você queria um...o nome dele é Yato!

O nome que eu daria para meu cachorro.

- É meu?

- Sim...

Jay P.O.V

Ayato entrou com tudo no meu quarto e foi até o closet, pegou umas roupas e jogou em cima de mim.

- O que você quer?!

- Cara! Anda, vai se vestir! Achamos a (S/n).....


Notas Finais


Q linduuuu os dois estão se dando bemmmmmmm

Boa noite...até beijo...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...