História My Innocent Nerd - Capítulo 11


Escrita por: ~ e ~Red_Girl

Postado
Categorias Ariana Grande, Justin Bieber
Personagens Ariana Grande, Justin Bieber
Tags Amor, Nerd, Popular, Sexo
Visualizações 167
Palavras 1.309
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Hentai, Luta, Poesias, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Necrofilia, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Genteeeeeeeeeeeem me desculpe por favor, sumimos sim... Mais foi por que o capítulo dessa vez era meu e meu computador estava uma bosta e também estava sem criatividade, estava pensando em abandonar a fanfic mais decidir continuar por causa de vocês e da @Red_Girl.

Explicação sobre a exclusão do capítulo em que o Justin havia virado "Badboy"

Eu ouvi muitas reclamações sobre o Justin, sobre que não queriam que ele virasse Bad boy e logicamente eu não queria que isso acontecesse então eu parei e li o capítulo que havia feito e percebi que havia ficado uma bosta, então eu refiz e espero que vocês não tenham ficado chateados.

Sem mais delongas... Leiam o capítulo!!

Capítulo 11 - A primeira vez...


Fanfic / Fanfiction My Innocent Nerd - Capítulo 11 - A primeira vez...

Ariana POV’S

 

Ao ouvir que ele estava convicto que queria perder sua virgindade comigo e agora eu dei meu maior sorriso, subi em cima do seu corpo descoberto e fiquei passando minhas mãos sobre seu peitoral até seu abdômen, mordi meu lábio ao sentir sua ereção tocar minha coxa, o que me fez soltar um riso e olhar para seu rosto que demonstrava querer muito aquilo.

 

Me abaixei mais até ficar cara-a-cara com o seu membro, olho ele e passo a língua entre meus lábios, o seguro com firmeza, passo a língua em torno da cabeça do seu membro e sorrio fazendo minhas curvinhas aparecer, olho em seus olhos e coloco a cabeça do seu membro dentro da minha boca e começo a fazer movimentos circulares, sorrio de lado e boto seu membro inteiro dentro da minha boca e ouço seu gemido o que faz minha intimidade piscar e cair uma gota de suor do prazer que estava sentindo.

 

Começo a sugar rápido e forte seu membro, fazia movimentos de vai e vem engolindo ele por completo fazendo eu me engasgar e tirar seu membro da minha boca em seguida, com a mão começo a masturba-lo fazendo movimentos de vai e vem constantes, em seguida sinto seu liquido quente e branco preencher minha mão por completo, sorrio de lado e subo em cima fazendo minha intimidade roçar em seu membro, começo a beijar seu abdômen e subo até seu peitoral com beijos molhados, sorrio e deposito um beijo em seus lábios que me olhava surpreso, suas íris carameladas estava me deixando completamente excitada e seu rostinho puro e inocente o que deixava tudo mais ouriçado.

 

Olhando intensamente em seus olhos eu desço lentamente fazendo minha intimidade lentamente sentir intensidade do seu membro, olho em seus olhos no quais ele espremia, seguro seu rosto o fazendo ele abrir e sussurro.

 

-- Fique com eles bem abertos quero ver seus olhos enquanto sinto seu membro me preencher por completo.

 

Falo e mordo meu lábio sorrindo para ele, quando finalmente desci por completo, sinto seu membro todo dentro de mim o que me fez soltar um gemido alto, esperei ele se acostumar com minha intimidade em seguida comecei a cavalgar em cima do seu membro lentamente, boto meu rosto ao lado do seu pescoço e fico mordendo sua orelha enquanto cavalgava em cima do seu membro, sentia seu corpo completamente suado deveria ser por causa do prazer que estamos sentindo agora.

 

Começo a cavalgar cada vez mais rápido sentindo seu membro sem camisinha o que me fez por um instante arregalar os olhos mais depois me acalmei pois tinha os anticoncepcionais, em um momento inesperado sinto ele inverter as posições fazer eu ficar embaixo e ele em cima de mim, mordo meu lábio e fecho os olhos, sinto ele tocar meu rosto e encaro suas íris carameladas.

 

-- Me olhe enquanto te penetro bem forte e bem fundo...

 

Quando ele falou isso sentir minha intimidade contrair e sorrio maliciosa, logo sentir ele me penetrar forte e bem fundo do jeito que ele havia me dito, estava me surpreendendo com o Justin pois ele aprendia coisas no passar de mágica e isso me deixava muito intrigada, senti seu rosto ir em direção ao meu pescoço e logo minhas mãos foram para suas costas e comecei a arranhar fortemente suas costas deixando várias marcas espalhada por sua costa inteira, sorrio e fico ouvindo as coisas insanas que saiam da sua boca durante nosso sexo digamos “Romântico”. Mordo meu lábio e sinto suas mãos em minhas costas, em um momento pensei que ele iria me aranhar igual como estava fazendo com ele, mas... Ele me surpreendeu ao levantar meu corpo fazendo eu sentar em seu colo, ele me olha e sorri de lado o que fez minhas pernas bambear e meu coração falhar uma batida, fico encarando seus olhos e ele sussurra.

 

-- Pula Ari... Por favor... – Ele sussurra de um jeito manso e calmo e eu sorrio concedendo seu pedido rapidamente.

 

Começo a quicar em seu membro de uma forma rápida e relevante, rebolo querendo o deixar mais louco do que já estava e mordo meu lábio deixando meus lábios bastantes vermelhos, logo paro de quicar pois sentia que meus batimentos estavam muito rápido, logo abaixo o rosto e encaro ele puxo seu lábio com o meu lábio e logo início um beijo quente ao mesmo tempo lento, enquanto o beijava quicava em cima do seu membro sentindo meus batimentos calmos. Corto o beijo e sinto uma corrente elétrica passar pelo meu corpo e em seguida sinto o liquido do Justin me preencher tão brutalmente e sorrio olhando seu rosto, tiro suas mãos da minha costa e deito na cama e sinto ele deitar sua cabeça em meu estômago, suspiro e sorrio de lado, fecho os olhos e adormeço com o Justin em cima de mim.

 

Horas depois

 

Justin POV’S

 

Acordo e ouço passos vindo para o quarto da Ari, cubro ela e levanto rapidamente de cima dela, me escondo debaixo da cama e em seguida ouço a porta ser aberta, vejo sapatos masculinos e femininos me fazendo acreditar que era os pais da Ari, fecho os meus olhos e suspiro aliviado, olho no relógio e vejo que era 20:00 e logo arregalo os olhos pensando “Minha mãe vai me matar!!” e ia mesmo, logo vejo os pais da Ari irem em direção a porta e fechar a mesma, saio de debaixo da cama e pego minhas roupas pensando em como eu sairia dali, não queria acorda-la pois ela mantinha uma expressão de paz em seu rosto.

 

Me visto e boto o rosto fora da janela e fico observando se daria para me pular a janela, vejo que dava e logo pego meu óculos e minha mochila que estava no banheiro, com cuidado subo na janela e fico pelas beiradas, seguro o cano e dou um pulo, caiu no chão me esbagaçando todo e logo me escondo no matos, ouço a porta da casa de Ari ser aberta e aparecer o rosto da mãe dela, coloco os matos na frente e me agacho, em seguida vejo ela fechar a porta e saio de lá.

 

Caminho até um ponto de ônibus e quando passa um peço para parar, entro no mesmo e espero chegar no ponto que eu iria descer. Espero alguns minutos e logo vejo o ponto do colégio, pego meu carro e dirijo para casa, chegando em casa guardo meu carro na garagem e abro a porta de casa bem devagar para minha mãe não ouvir, subo para meu quarto e fecho a porta, entro no banheiro e tomo meu banho rapidamente, saio do banho e acendo a luz, olho para poltrona e vejo minha mãe sentada me esperando.

 

-- C-como a senhora entrou? – Pergunto surpreso.

 

-- Eu já estava dentro do quarto antes de você trancar a porta, estava te esperando e por acaso posso saber a onde você estava até essa hora Justin Drew Bieber?

 

Ouvi ela me chamar pelo nome completo e logo vi que não daria nada certo.

 

-- E-eu t-tava... E-eu t-tava... Tava na casa de um amigo fazendo um trabalho de física... – Falo

 

-- É mesmo Justin, e porque demorou tanto? – Ela pergunta e suspiro passando a mão na cabeça.

 

-- Por que fizemos o trabalho mais acabamos adormecendo e quando eu acordei já era 20:00, calma mãe, não aconteceu nada comigo não.

 

Vejo ela suspirar e levantar.

 

-- Tudo bem Justin, por favor da próxima vez me avisa e... – Vejo ela chegar perto e me cheirar – Espero que tenha usado camisinha meu filho... – Ela fala e me deixa em choque por saber que ela sabia que estava com uma garota. Vejo ela sair do meu quarto e tranco a porta, tomo um banho de novo e visto uma cueca box e me jogo na cama adormecendo.


Notas Finais


Desculpe os erros, eu fiz tão rápido que nem tive tempo de corrigir os erros, mais espero que tenha dado para entender.
Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...