História My kitten monster - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathalie Sancoeur, Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain
Exibições 88
Palavras 411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 18 - My Lady


Não estava acreditando naquilo. Por que ele não me contou? Será que ele estava me protegendo? As mãos do Ilustrador do Mal limparam minhas lágrimas.

_ Não chorei, não foi minha intenção matar seu tio, pois eu te amo Marinette.

Nathanaël? Não pode ser ele? Por que? Isso faz todo o sentido. É por isso que eu me sinto meio estranha quando ele chega perto, Chat Noir só queria me proteger, não queria que eu ficasse com medo, com sua companhia eu me sentia protegida, mas ele me deve uma explicação.

_ Se você me ama por que fez isso?

De medo, foi para raiva, não só no meu olhar e como na minha voz, deixando um pequeno sorriso no rosto do...... Nathanaël.

_ É por isso que estou aqui.

Ele se retirou de cima de mim, me permitido mexer meu corpo, ele estava dolorido, como se eu tivesse levando uma surra e aquele momento fosse o de recuperação. Levantei com um pouco de dificuldade e me sentei na cama, para ouvi-lo antes de mais nada.

_ Meus akumas, podem observar qualquer coisa como uma câmera, porém eles só te vigiam do lado de fora, em breve ele registraram tudo, como você agem dentro de casa, na escola, nas lojas e no seu ballet.

_ Meu meu.....

_ Eu sei que você é a Ladybug, a melhor bailarina de toda a França é apenas uma garota desastrada de 15 anos.

_ Isso era verdade, eu era apenas isso, mas eu tinha talento, talento esse que pouca pessoas tem eu posso ser a pessoa mais desastrada de todos, mais serei melhor do que todos esses.

Ao dizer isso ele ficou em silêncio e prosseguiu sua explicação.

_ Ou seja esta é a última noite que você poderar ver seu gatinho.

_ Ah?

_ Não se fassa de boba. Eu sei que você é o Chat Noir tem um caso, ou seja se você falar pra ele sobre mim, eu mato ele, se você continuar falando com ele depois desta noite, eu mato ele, se você não terminar com ele hoje, adivinha?

_V-Você m-Mata e-Ele?

_ Não eu lhe Mato Marinette, para fazer de você minha.

Fiquei com muito medo daquelas palavras, quando eu menos pensebi já estava sozinha. O que será que aconteceu com o Chat Noir? O que eu vou fazer?

Quando sai do quarto da Marinette, eu fui para o local do crime, cheguei lá e era o corpo do tio da Mari, e com várias bombas, e em uma parede estava escrito:

Saia dessa Gatinho

Marinette, está em perigo



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...