História My KittyNoir - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alya, Chloé Bourgeois, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Tikki
Exibições 53
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Comédia, Escolar, Fantasia, Festa, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


CALMA CALMA!!!! ESTOU ATRASADA MAS PLIS NAO JOGUE NADA!!!!! VAI LE O CAP!!!! *grita em quanto corre*

Capítulo 2 - KittyNoir?


Mari on.


Depois q sai da torre, fui direto pra casa. Estava muito mal com oq fiz com o chat, estou péssima com isso. (Dash: o cara ta sofrendo e vc ta péssima!!! Me poupe!!/ mari: me dexa continuar!!!) Fui tirada dos meus pensamentos com gritos di desespero!! Como ainda tinha bastante tempo da transformação, corri pro local e vi uma cena q me deixou muito culpada!


ChatB- my lady! Bem vinda ao show!


La estava Chatnoir akumatizado por minha causa. Ele tinha torturado três bandidos! Eu estava muito horrorizada com tudo isso. 


Bug- chat!!! Pare com isso!!


ChatB- eu não sou chat, agr eu sou Chatblanc!! Vc destruiu meu coração e eu destruirei o seu!!! Agr me de o seu miraculous!!


Ele largou o homem e veio ate mim. Seus olhos verdes agr estavam amarelos, sem seu brilho di antes. Seu uniforme preto estava branco manchado di sangue. Eu fui pra trás ate ele chegar perto, encostei na parede e vi q não tinha saída. Ele colocou a mao no meu pescoço pronto pra me inforcar, mas antes disse.


ChatB- suas ultimas palavras?


Bug- me desculpe...


Sussurrei já com lagrimas descendo pelo meu rosto.


ChatB- oq?


Bug- ME DESCULPE!!! OLHE PRO Q VC FEZ!!!!


Ele olhou em volta e foi me soltando.


Bug- vc acha q eu tenho culpa di não amar vc!!!? 


ChatB- acho!


Ele apertou mais o meu pescoço e eu já estava sem ar. Dei um murro eu seu estomago e ele foi pra trás, dei um chute em seu rosto e ele caiu. Me abaixei e segurei seu queixo.


Bug- vc acha q eu mando no meu coração? Vc é meu melhor amigo!! Meu parceiro! Eu  não tenho culpa di não te amar!


Ele ss levantou com certa brutalidade e ativou o cataclism e me deu um murro no estomago, nao teve nenhum efeito eu so peguei o pingente q estava em seu pescoço e quebrei, assim saindo o akuma, purifiquei o akuma e fui ate chat. Ele estava estatico, olhando pros lados. Seu olhar focou em mim e ele abaixou a cabeça e se levantou, estava pronto pra sair quando eu segurei seu pulso.


Bug- precisamos conversar!


Ele assentiu com a cabeça e me seguiu ate um prédio qualquer. Nos sentamos e eu o abracei


Chat- me desculpe....


Ele retribuiu o abraco.


Bug- vc não teve culpa! Nunca mais faça isso!!! Só pq não te amo não quer dizer q não gosto di vc! Vc é meu parceiro! Meu melhor amigo!!


Ele se separou do abraço e sorriu triste pra mim.


Bug- é bom ver essas esmeraldas brilhando novamente!


Sorri pra ele e pulei do prédio. Fui pra casa e minha transformação acabou, dei cookies pra tikky e fui dormir.

Acordei no outro dia estranha. Olhei no relógio e vi q estava atrasada, corri pro banheiro tomei um banho rápido, vesti uma roupa qualquer, peguei minha mochila e a tikky, dei tchau pros meus pais e fui correndo pra escola. Cheguei na escola e todos os olhares se direcionaram a mim principalmente o di garotos, fui ate a Alya q estava sentada nas escadas conversando com Nino e Adrien e me sentei ao lado deles. Quando Alya me viu, deu um grito.


Alya- migah!!! Como vc ta linda!!!


Olhei a minha roupa e vi q eu estava usando um short branco cintura alta, uma regata preta, uma camisa branca com um botão desabotoado formando um decote em V e um al star vermelho e os cabelos presos em um rabo di cavalo. Sentei ao lado deles e sorri.


Mari- o-obrigada. 


Nino- vdd mari, vc ta uma gata!


Alya deu um murro no braço do Nino e eu ri. Serio, ainda acho q tem alguma coisa entre eles. 


Adrien- concordo tbm!


Fiquei vermelha e agradeci pelos elogios. O sinal tocou e entramos na sala. Estava sentindo q algo ruim iria acontecer. Ignorei e a professora entrou na sala, ela parecia estar chorando.


Caline- b-bom dia alunos..... Vamos realizar um trabalho em grupo. Vcs podem montar os grupos.


 Assim começando a aula. Depois di um tempo, foi ouvido um grande estrondo e a parede da sala foi destroçada! A professora mandou todos irem pra casa, eu fiquei na sala com Alya escondidas atrás da porta só olhando o akuma. Era um homem alto di pele avermelhada, cabelos castanhos, olhos vermelhos sangue, roupas rasgadas e um chicote em mãos.


Agression- ora ora ora! Onde esta vc, senhorita bustier? Vamos apareça!!


Ela só se encolhia mais e mais no canto q estava escondida com lagrimas rolando pelo seu rosto.


Agression- vamos la!!! Eu não vou lhe machucar!!


Ele jogou umas mesas pro lado e viu a prof, pegou ela pelo braço e a arrastou a força pra fora da sala.


Caline- me solte!!! Por favor!!


Ela gritava mas ele não a soltou. Ate Chatnoir aparecer.


Chat- maltratando mulheres indefesas? Q feio!!


Agression- e isso é vdd!!! Mulheres são tao incapazes q não conseguem se defender! Ou seja, elas são inúteis e indefesas!


Ele começou a rir e senti meu sangue ferver, fui pra frente dele com uma carranca estampada no rosto e falei.


Mari- quem vc chamou di inútil?


Agression- mulheres! E vc é uma delas!


Mari- ah mais isso não vai ficar assim!


Senti um brilho me involver e mudar minhas roupas, derrepente minhas roupas estavam pretas e verdes, eu estava com orelhas di gato e uma calda, fiquei com garras e presas e uma mascara apareceu no meu rosto. Senti alguma arma aparecer em minha mao q mais parecia uma katana, mas não liguei muito e parti pro ataque. Ele soltou a professora e me atacou com um chute, eu revidei com um murro no rosto e outro na garganta. Chatnoir veio me ajudar e continuamos a lutar com ele. Quando chegou a HR di purificar o akuma q com certeza estava no martelo, mandei chat pegar o martelo e jogar pra mim. Ele o fez e eu quebrei o martelo depois o akuma saiu. 


Mari- e agr como vou pegar o akuma?


?- vc pode usar a suas maos!


Mari- valeu!! Mas quem é vc?


?- te falo depois!


Corri na direção di uma das mesas e pulei assim pegando o akuma, quando o peguei, falei as palavras.


Mari- miraculous KittyNoir!


Purifiquei a borboleta e ela foi imbora. Fazendo tudo se concertar. Os policiais apareceram e algemaram o homem q estava foragido e acusado di estupro. Alunos vieram ate mim mas ignorei as perguntas e fui falar com a professora.


Mari- pq ele estava atrás di vc?


Caline- mais cedo.... Ele..... Ele.... Tentou me estuprar! E quando eu neguei e sai correndo ele ficou bravo e tentou me agredir!!


Ela começou a chorar e eu fui ate o homem e o peguei pela gola da camisa e o encarei feio.


Mari- se vc chegar perto dela mais uma vez! Eu irei te perseguir e arrancar aquela parte do seu corpo q vc mais ama! Estamos entendidos?


Ele assentiu e os policiais levaram ele. Busquei em minha mente aquela voz e a encontrei.


Mari- mas então, me diz vc é oq?


?- meu nome é noir e sou um kwamy inventado pelos sentimentos do nooroo kwamy do HawkMoth. 


Mari- ah, tbm kkkkk mas vc só vive na minha mente?


Noir- sim.... Esse é o triste disso. Mas só vou aparecer nas batalhas ok?! Te mais kitty!


Noir foi embora e Chatnoir veio até mim sorrindo bobo.


Chat- parabéns!! Essa é a sua primeira luta?


Mari- ...... Sim.


Menti, claro pq não posso contar q era ladybug. Kkkkk


Chat- ah proposito qual é o seu nome?


Mari- prazer KittyNoir!


Chat- ao seu dispor my kitty!


Ele beijou minha mao e eu sorri. Ele se despediu e fomos imbora em direções opostas.


Notas Finais


Ate a próxima pessoas!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...