História My lady - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Plagg, Tikki
Tags Adrien, Adrinette, Cat Noir, Lady Bug, Marinette
Exibições 61
Palavras 760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


1° Fanfic de Miraculous! ><
Pretendo escrever pouco,mesmo que ame muito esse desenho.Enfim,boa leitura.

Capítulo 1 - Prologo


Fanfic / Fanfiction My lady - Capítulo 1 - Prologo

"Dediquei todos os versos a ela,pois cada suspiro que vinha de mim era dedicado a mesma.Tão linda,tão heróica e encantadora.Só queria tê-la por um instante para que pudesse fazê-la entender que ela é minha e de mais ninguém.Não quero ser possessivo ou parecer doente,mas se for por alguém que amo,se for por ela,assim será".

Adrien Pov's on

Estava mais uma vez sozinho e em um silêncio absoluto,apreciando a beleza da noite e dos delicados flocos de neve que pareciam dançar em câmera lenta enquanto caiam sobre minha cabeça.Com os braços apoiados na sacada e com um olhar distante colocava meus pensamento no lugar.

Era inverno e Paris havia sido recoberta com um denso e brilhante tapete branco,deixando a visão da cidade ainda mais bela vista de um ponto alto,como a sacada do meu quarto,lugar de onde apreciava tudo.O silêncio era evidente apesar de Plagg produzir ruidos enquanto comia seu Camembert, sentado em meu ombro.

—A noite está tão linda... Quem me dera poder sair...—Comentei.

—Fala como se não pudesse.—Disse Plagg sem rodeios.

—E não posso.—Disse com um suspiro triste.—Tenho uma seção de fotos amanhã,tenho que descansar...

—Como alguém pode cansar de focar fazendo pose o dia todo?—Disse com um certo deboche.

—Canso quando penso que poderia estar fazendo outra coisa...—Disse.

—Então seja o Cat noir e vá correr por ai e salvar Paris do mal na calada da noite.—Disse o gatinho.

—Pare e pense:Adrien tem que descansar.Se ele estiver cansado a seção de fotos sera catastrófica,sem falar na festa que será a noite.Cat noir não precisa,mas se ele ficar cansado ele fode a vida do Adrien.—Suspirei.

—Ah... Sua vida é um lixo.—Disse.

—Obrigado Plagg,você é um ótimo amigo...—Suspirei.—Sei que poderia estar fazendo outra coisa agora... 

—Por exemplo?—Perguntou ele.

—Bom,eu poderia sair mais. Qualquer coisa.Eu me sinto um animal numa jaula aqui—Murmurei.

—Talvez esteja se apegado demais ao Cat noir.Ele e o Adrien Agreste são personalidades totalmente diferentes.—Explicou.

—Me apegando?—Perguntei.

—Sim.Você não gosta da sua vida como um mero cidadão,quer a glória e usa o seu Miraculos,vulgo eu,para fugir disso.—Disse com firmeza.

—Sim...—Disse.

—É como se tivesse duas vidas ou algo assim.—Ele olhou a noite.—Já se perguntou por que?

—O Cat noir é o lado que eu não posso usar quando sou o Adrien.Ele não segue regras,é galanteador e é bom de papo.—Me convenci. 

—E modesto...—Usou sarcasmo.

—Isso também.—Sorri para ele.

—E o Adrien?—Perguntou.

Suspirei antes de respondê-lo.

—É um modelo de roupas do pai que não tem vida própria própria e vive trancado aqui,conversando com um gato de cabeça grande...—Apoiei o rosto no punho.

—Sim,claro,mas...Ei,eu não tenho cabeça grande seu loiro de farmácia que usa licra! 

Farmácia nada,e eu uso aquela roupa porque você me deu ela!—Disse, rindo do gatinho irritado. 

—Eu não escolho isso,e não sou estilista sábia?—Ele ficou me rondando.

—Se fosse séria um péssimo.—Disse.—Devia pedir uns conselhos de moda a... Lady bug!—Mudei o assunto.

—...Lady bug?—Repetiu,confuso.

Puxei Plagg pela cauda e o enfiei dentro do bolso numa velocidade que nem sabia que era capaz de ter,não o impedindo de produzir um barulho irritante com o susto.Fiz cara de quem não quer nada e observei a joaninha pular de um prédio a outro, girando em pleno ar com a ajuda de seu iô iô.

Senti meu coração bater forte no instante que ela me lançou seu olhar,e um arrepio correu por todo meu corpo quando a joaninha sorriu em minha direção.Por alguma razão,ela sempre me dava foras quando eu era Cat noir, mas aquilo mudava quando ela encontrava Adrien.Talvez por eu ser um de seus adoradores e ela ser uma heroína,mas para mim havia algo mais.

—Ela não é incrível?—Falei ainda a olhando sumir na escuridão da noite.

—Deixe-me sair! Deixe-me sair!—Se debatia Plagg com revolta.

—Não seja dramático...—O libertei.

—Dramático?! Você me prende nas suas roupas e eu sou o dramático?! Que insulto!—Fez drama.

—Ei,relaxa...—Sorri bobamente sem olhá-lo,consentrado em pensamentos.

—E ainda fica ai,sorrindo feito umu noiado.—Ele bateu a curta pata em sua testa.—Estou revoltado aqui! 

—Claro...—O olhei—Fiquei feliz agora.Quer entrar e comer mais Camembert?—Sugeri.

—Eu...!—Ele parou de falar e veio voando a mim,esfregando a cabeça na minha bochecha.—Você me entende tão bem!

Balancei a cabeça em negativa e segui para dentro de casa a passos lentos,dando uma última olhada na noite lá fora.Entrei,fechei a porta que dava a sacada e a cortina da mesma.Em seguida segui a cozinha, alimentei Plagg e voltei correndo para o quarto sem ser pego.Aguentei o fedor daquele queijo enquanto ele comia e, depois de desinfetar o odor do quarto, deitei em minha cama e esperei ser pego pelo sono.Os dias que estavam por vir seriam puxados,mas o que me alegrava era o próximo encontro que pretendia ter com My lady,estava pronto para iniciar os próximos passos e não apenas a observar pela janela.Tudo começaria com meu aniversário. 


Notas Finais


Obrigada por ler até aqui ><
Até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...