História My life... - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Hidan, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kisame Hoshigaki, Konan, Naruto Uzumaki, Pain
Tags Ação, Etc, Naruto
Exibições 10
Palavras 2.196
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi meus amores esse capitulo ficou pequeno, mas eu acho que amanhã tem outro!

Capítulo 10 - Reencontro...


Fanfic / Fanfiction My life... - Capítulo 10 - Reencontro...

AYAME FALANDO:

Orochimaru tinha me chamado para nós irmos embora e eu sempre estou ocupada mordendo os outros,quando chegamos curei um monte de gente e antes de irmos embora uns dos prisioneiros me chamou.

Ayame: Olá!- disse entrando na cela.

Prisioneiro: Aí está ela!- disse me puxando para uma entrada secreta dentro da cela.

Ayame: Pra onde está me levando? O Orochimaru sabe deste lugar?

Prisioneiro: Não, mas sei que se você souber oque tem aqui tenho certeza que não contará!

Ayame: Você deposita confiança de mais em mim!

Prisioneiro: Se eu quiser a sua confiança primeiro preciso ter em você!

Descemos um monte de escadas até que chegamos em um garoto doente em uma mesa acorrentado, quanto mais eu chegava perto parecia que minha boca se enxia de água e a marca saiu, mas na hora que eu respirei parecia que eu tava com fome por cem anos, só que eu não conseguia adivinhar o tipo sanguineo dele.

Ayame: O que é isso?

Prisioneiro: Esse garoto é meu filho, mas sua mãe morreu em seu nascimento, a marca da maldição dela passou pra ele, mas parece incompleta...

Ayame: E você acha que eu possa curá-lo?

Prisioneiro: Sei que se alimenta de sangue negativo e o dele é O-, mas por favor cure-o sem feri-lo.

O homem se ajoelhou no chão na minha frente com as mãos juntas e chorando, mas o que eu ia fazer? Se eu pusesse a boca naquele garoto sei que vou machucá-lo, mas não posso deixar que ele fique sentindo dor!

Ayame: Olha só.....- tentei avisar o homem, mas ele me interrompeu.

Prisioneiro: Por favor, eu já perdi quem eu mais amava, estou pedindo que salve a unica pessoa que liga eu e ela mesmo morta eu quero sentir sua presença e só vou conseguir com a sua ajuda.

Eu estava tremendo, com pavor de machucar outra pessoa, mas se eu não fizer isso vou machucar o pai dele mais ainda! NÃO POSSO PARAR, vou até o fim, andei até a mesa onde estava o garoto dormindo o sacudi um pouco para que ele acordasse.

Ayame: Oi, eu vim aqui pra te ajudar, mas pra isso vou precisar que você sinta um pouco de dor...

Menino: PAPAI- gritou o menino e seu pai correu e segurou sua mão.

Prisioneiro: Estou aqui, e eu quero que essa garotinha te ajude, mas pra isso você vai ter que ativar a marca da maldição.

Menino: Tudo bem!- disse ativando a marca da maldição- AAAAAAAHHHHHHHHH.

Não aguentava ver ele agonisando de dor, então o mordi rapidamente e saí de perto, ele parou de gritar e seu pai o soltou e começou a abraça-lo como se não houvesse amanhã, eu não aguentava mais sentir aquele sangue então saí correndo, mas quando ia passar por um corredor cheio de celas um homem me parou pondo o braço pra fora da cela e na mesma hora todos fizeram o mesmo.

Ayame: O que é isso?

??: Você nos ajudou agora nós queremos te ajudar, vamos lá, a maioria aqui tem sangue negativo, pode beber a vontade!

Ayame: Agradeço, mas quando você vão perceber que eu não tenho controle, ou que eu não quero machucar ninguem?

Saí correndo sem nem olhar pra eles até que encontrei um cofre com umas 50 fechaduras eu o abri e entrei, depois fechei, mas quando fui ver ele travou e lá dentro havia um garoto abaixado parecendo que estava chorando, será que esse é o tal do Juugo o psicopata que o Orochimaru me falou que tinha em uns dos esconderijos? Meu deus agora estou em um cofre com um psicopata que talvez me mate caso eu faça qualquer barulho, coloquei a mão na boca e fiquei encostada na porta, por minha surpresa ele levantou a cabeça e falou comigo.

Juugo: Não fique nervosa e nem convencida que vai curar!

Ayame: Você sabe quem sou?- disse tirando a mão da boca.

Juugo: Conheço assim como você deve me conhecer!

Ayame: Já que me conhece, por que disse pare que eu não ficasse  convencida, está dizendo que não poderei te curar?

Juugo: Se a carapuça serviu!

O QUEEE? Que abusado agora ele me irritou não importa se ele é um psicopata ele vai lutar contra mim querendo ou não, tirei da minha bolsa onde ficava as kunais e shurikens( não sei escrever isso por favor alguem comenta o nome disso) um par de luvas sem dedos.

Juugo: O que vai fazer com isso?

Coloquei a luva e fiz com que saísse da minha mão um fogo azul no qual eu virei dando um soco na porta fazendo com que voasse quebrando sete paredes a frente e fosse parada pelo Orochimaru em seu labolatorio.

Orochimaru: Quem fez isso?- ouvi ele gritar.

Ayame: Anda- saí daquele cofre.

Juugo: O que acha que tá fazendo? E da onde você tirou toda essa força?

Ayame: Se você não ataca eu vou atacar- andei até ele segurei seu queixo ficando cara a cara com ele- Fracote!

Ele se levantou correndo ativando a marca e tentando me dar um soco, mas eu desviei e ele caiu no chão quebrando tudo, nossa! Imagina se eu sou atingida por isso? Mesmo assim não parei por enquanto estava no chão dei outro soco que quebrou tudo em volta e ele cuspiu sangue.

Juugo: Vamos lá pra fora antes que você acabe com tudo!- disse se levantando e limpado o sangue.

Saimos correndo quando chegou lá fora ficamos um pouco longe um do outro, mas quando corremos pra dar o soco nossas mãos se encontraram fazendo uma cratera no chão, depois logo eu dei um chute fazendo voar longe depois ele saiu do buraco rindo igual  um psicopata e falando que queria matar agora eu corri novamente para dar um soco nele, mas fui interrompida por Orochimaru que segurou nossas mãos.

Orochimaru: Gosto de uma batalha mais do que ninguem, mas isso é infanti!- disse nos mandando longe em direções diferentes.

Quem disse que aquele maniaco parou? Ele se levantou correndo para matar o Orochimaru, mas eu ativei o Manguekiô sharingan fazendo ele cair com as chamas negras.

Ayame: Seu louco você não tem salvação mesmo- dissefazendo o fogo se apagar e eu fui até ele e o controlei com o sharingan, fazendo com que se acalmasse- Seu problema não é com a maldição ele é psicologico!

Orochimaru: Pode recostruir o esconderijo?

Eu fiz o sinal de mão e pensei" estilo terra, jutsu reconstrução eterna" de repente tudo voltou com era, eu coloquei o Juugo em meu ombro e o levei até o cofre depois o curei fazendo com que mordesse meu pulso.

Ayame: Precisa de alguma coisa.

Juugo: Só uma resposta.

Ayame: Então faça a pergunta!

Juugo:  Sabe na hora que você me disse que meu problema é psicologico! Pois bem, naquela hora seus olhos mudaram e você conseguiu controlar a minha marca, como fez isso?

Ayame: Eu usei o sharingan, mas ele não é dos Mashibas e sim dos Uchihas e também desculpe por te queimar com as chamas do inferno!

Juugo: Tudo bem, mas da proxima vez eu vou te enfrentar sem interferencias!

Ayame: Tudo bem- disse sorrindo e me levantei e saí de dentro do cofre, mas quando ia fechar a porta ele segurou-a

Juugo: Eu te verei novamente?

Ayame: Claro! Afinal tenho que te enfrentar!

Ele entrou no cofre e eu tranquei, mas não sei se vou poder vê- lo novamente, mas talvez eu dê um jeito, mas até lá Juugo por favor não machuque ninguem!

3 MESES DEPOIS:

NARUTO FALANDO:

Já era o terceiro mês do desaparecimento da Ayame,mas será que ela está bem? Por hora vou pensar que sim, mas enfim hoje é o dia que vai começar as provas jonin e eu estava tão animado nem queria saber em comer, mas aí lembrei que a Ayame ta sempre falando que pra ter energia preciso me alimentar. Depois fui para o portão onde teriamos que fazer a prova de sobrevivência, só que não será a mesma coisa sem a Ayame, mas quando cheguei eu fiquei paralisado com a cena que eu vi, ela estava lá parada com uma ruiva e um garoto, mas estava com uma bandana da vila do som.

Naruto: Sasuke olha só- disse segurando o braço do Sasuke e apontando pra ela.

Sasuke: A gente ta sonhando?- disse paralisado também.

Kakashi: Vão lá ver ela- disse chegando como sempre atrasado.

Saímos correndo e chegamos abraçando-a e bagunçando seu cabelo e fazendo sua bandana que estava como tiara cair...

Ayame: Aí seus idiotas será que nunca me deixaram em paz?- disse rindo.

Naruto: Onde você tava? 

Ayame: Na vila do som, treinando.- disse pegando a bandana.

Sasuke: Por que não avisou?

??: Então esse é o Sasuke Uchiha que você me falou que tava com saudades? E o loiro deve ser o Naruto!- disse a ruiva.

Ayame: KARIN- disse rindo- não precisa falar isso.

Karin Foi mal, mas é que eu achei melhor eles saberem...

Sasuke: Bom a prova vai começar então nós vamos ficar perto do Kakashi e da Sakura!

Ayame: Não me diga que o Kakashi me viu aqui?

Naruto: Por que?

Ayame: Senão lá vem ele me dar lição de moral...

Sasuke: Em falar em lição de moral- deu um cocão na cabeça- O QUE PENSOU QUE TAVA FAZENDO? POR QUE NÃO ME AVISOU QUE FOI EMBORA?

??: Ayame, Karin venham logo temos que começar!- disse o garoto com elas.

Nós também fomos até a Sakura, depois que a moça explicou nós fomos esperar até que podessemos entrar na selva!.

Sasuke: Eu vou dar uma volta pra tentar engolir tudo isso que está acontecendo!

Sakura: Eu vou com você!

Sasuke: Eu não pedi pra ninguem vir comigo, então fique aí!

Nossa que chato, mas dane-se eu vou procurar a Ayame, to tão feliz dela ter voltado, depois de andar muito eu a achei só que o Sero já estava lá atrapalhando com que ela conversasse normalmente comigo, então me escondi para ouvir sua conversa.

Ayame: E aí por que não deixa a ANBU?

Sero: Você ta louca eu lutei muito pra conseguir isso, alem do mais vou investigar onde você estava.

Ayame: Já disse que eu estava na vila do som.

Sero: Para, para, para de mentir eu fui na vila do som e você não estava lá!

Ayame: Você foi atrás de mim?- disse chegando perto do rosto dele com um sorriso malicioso e ele ficou vermelho.

Karin: AYAME VEM JÁ PODEMOS ENTRAR!- Veio ela correndo e o o Sero saiu andando.

Ayame: Tchau seu Tenagi imprudente!- gritou ela acendo.

Sero: Tchau sua Mashiba barraqueira!

Graças a deus que a ruiva chegou, se eu vesse esse beijo eu matava aquele garoto, pois eu sei que o Sasuke gosta da Ayame, mas eu não sei  oque ela sente por ele...

Depois de entrarmos na tal mata, começamos a caçar o pergaminho da terra, pois ja tinhamos o do ar, parecia tão fácil pra a Ayame, não havia um que poderia detê-la e parecia que ela ja tinha conseguido os dois pergaminhos.

Naruto: Não vai ir para a torre?

Ayame: Estou cassando a Karin você viu ela?

Naruto: A ruiva que interrompeu seu beijo com o panaca do Sero?- disse vendo ela ficar corada.

Ayame: Que beijo?

Naruto: Quando você tava conversando com o Sero, eu vi você se aproximando lentamente com um sorriso besta...

De repente saiu um cara de um arbusto, com uma blusa laranja parecia ser da vila da areia, ele tentou nos dar um soco, mas a Ayame segurou o pulso dele.

Ayame: Você estava me espionando?- disse apertando a mão do garoto quebrando-a em segundos.

Depois saiu mais dois de azul e verde pareciam ser seus parceiros e eu como sempre fiz clone das sombras.

Naruto: Não- disse dando um chute na cara de um- Só queria conversar com você!

Ayame: Conversa agora- disse mandando o de laranja longe ficando em pé somente o de verde.

Naruto: É bom te ver!- peguei a mão dela e juntos fizemos um Rasengan enorme e que brilhava feito um arco-íris, depois acertamos ele fazendo voar longe quebrando um monte de árvores.

Ayame: Isso vai chamar muita atenção temos que ir embora!-disse puxando minha mão.

Naruto: Sabe eu acho que você não mudou nada! Só deixou de ser tarada...

Ayame: Claro que deixei- disse com um sarcasmo.

Dei um passo pro lado, mas logo nossa conversa foi interrompida com a chegada do garoto que estava com ela e a Karin.

Ayame: Bom eu tenho que ir tchau minha raposinha- disse me dando um beijo na bochecha.

Nossa! Será que ela sabe como eu adoro esse carinho que ela tem comigo?

Sakura: NARUTO SEU IDIOTA- disse me dando um cocão- Você não pode se afastar assim da gente!

Sasuke: Você tava falndo com quem?

Naruto: Com a Ayame- disse olhando para trás e ela já não estava mais lá- Deixa queto.

Sakura: Você ta louco com a volta dela...

Sasuke: Sakura faça o favor de calar a boca, pois muita gente ficou feliz menos você!

Saimos dali e só pensava se ela iria de novo embora, por favor Ayame não faiz mais isso...

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
BJS MEUS GATINHOS E GATINHAS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...