História My Life - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Got7
Personagens BamBam, Jackson, JB, Jinyoung, Mark, Personagens Originais, Youngjae, Yugyeom
Visualizações 7
Palavras 1.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiie como vão ? Aqui está mais um pouquinho de mim rsrs boa leitura ❤

Capítulo 4 - Lembranças


Fanfic / Fanfiction My Life - Capítulo 4 - Lembranças

Depois dessa decepção, tentei agir como se nada tivesse acontecido , não foi fácil mais eu não tinha escolha . O pior era que o Nei continuava sendo meu amigo, afinal ele nem imaginava que eu sentia algo por ele então, continuava a me tratar bem. As vezes ele até comentava sobre seu rolo com a garota, eu só ouvia e não opinava. Não podia demonstrar ser contra.

O bom é que eu tinha as meninas que me davam apoio então, não me sentia tão mal. As aulas eram bem interessante, principalmente as de Biologia.. eu adorava , era como estudar um mundo todo, o universo e tudo que nele existe. O professor era demais, Alberto sabia dar aula, não tinha como não aprender.

Alberto era o professor que eu mais gostava, ele é descendente de japonês, era tão baixinho , bom corte de cabelo e os olhos puxados. Também era muito divertido. As aulas de Geografia também eram legais , o professor se chamava Florisval , mais conhecido com “Flor” kkk era um sarro e ele não passava lição no quadro-negro, ele só ditava. Eu e meu irmão apostavamos corrida pra ver quem terminava primeiro hahaha era divertido.

Resumindo, eu me dava bem nas outras matérias, menos Inglês, Física e Química. Eu realmente não entendia nada e os professores também não ajudavam muito. Mais conseguia ficar na média pelo menos.

(...)

Em casa, as coisas continuavam as mesmas , até um pouco piores por causa da “ovelha negra” . Tentávamos lidar com a situação mais era complicado. Fora isso estava tudo normal. Eu passava a maior parte do meu tempo vendo TV ou jogando com meus irmãos. Como só tinha eu de menina , eu não tinha muitas escolhas, fora que eu adorava rsrs. Foi meus irmãos que me viciada em animes , acho que o primeiro anime que vi foi “Os Cavaleiros do Zodiaco” , não perdíamos um episódio.

E quando chovia? Aaahhh , o sinal da TV ficava horrível. Alguém tinha que ir lá fora mexer na antena para tentar melhorar o sinal kkk e ficava gritando “MELHOROU? PRA DIREITA, PRA ESQUERDA, AINDA NÃO.. AEEE TÁ BOM!” Kkkkkk coisas que só pobre entende . Tudo para assistir TV.

Agora quando a chuva era daquelas que caia a energia, ficávamos todos na sala reunido kkkk a conversa rola solta, dávamos tantas risadas, era momentos únicos que até hoje acontecem quando chove desse jeito. Outro momento marcante era quando ficávamos horas vendo os álbuns de fotografias, a cada vez que isso acontecia, era novas histórias para guardar na mente.

Nós não éramos ricos, bem longe disso mais tínhamos uma vida feliz embora tivesse problemas, sempre tentávamos nos divertir com o que tínhamos. Lembro quando nosso vídeo game era de fita, tinha que assopra nela quando não pegava kkkk. Meu pai comprou um PlayStation 1 e nossa, foi o dia mais feliz das nossas vidas. Era quase o dia todo jogando, jogos de luta onde quem morresse, passava o controle rsrs.. Eu gostava de jogar Yu-Gui-Oh aahh era o melhor jogo juntamente com os jogos de skate.

Depois de um tempo ganhamos outro presente, era um computador. O computador já não era mais novidade pois quase todas as casas havia um mais para nós.. Nossa .. era tudo tão novo , não sabíamos bem ligar direito. Como era algo novo, todos queria usar então, foi estipulado horários para todos, cada um podia usar o PC por 3 hora a, depois que acabasse, era a vez do outro e assim por diante kkkk. Como eu é Gustavo estudavamos de manhã, os outros mexiam nesse horário. A tarde Gustavo ficava no PC enquanto eu fazia as lições de casa. Eu geralmente mexia a noite. E isso por que não tinha internet kkk.. ficávamos jogando os joguinhos que vem no PC como paciência e pinball ...

Não demorou muito e logo tínhamos internet. O primeiro jogo que baixamos foi PW (Perfect World) nossa.. joguei demais esse jogo por anis. Eu sou do tempo do “MSN e Orkut ” rsrs meu primeiro e-mail do msn era meu nome e o da banda que eu gostava rs NxZero . Lembro que no dia seguinte, passei meu e-mail para as meninas , elas deram risada do e-mail mais me entendiam, era minha banda favorita juntamente com Fresno. Eu me considerava “emo”, era muito meu estilo ouvir músicas tristes, melancólicas e românticas mais também ouvia muito rock , Linkin Park , Panic At The Disco, My Chemical Romance ... Fora as músicas japonesas que até hoje ouço. Basicamente sempre ouvi de tudo um pouco, só reagge e funk que sinceramente ..não me apetece. Todos os dias de manhã ao acordar, minha mãe deixava o rádio ligado , num volume agradável então ouvia de tudo enquanto tomavamos café.

(...)

Apesar de tudo, minha família sempre foi bem apegada, lembro que praticamente todos os domingos íamos na casa da nossa avó rsrs almoçavamos lá e depois brincava com meus primos. Na mesma rua havia uma locadora de filmes rsrs coisa que hoje em dia é extinto. Nossa.. alugamos tantos filmes , de comédia, animação, ação, terror ... todos os gêneros possíveis, só havia uma ala em que eu não podia ir kkk.. Não víamos a hora de chegar em casa para assistir com a família toda na sala.

Eu gostava muito de sair com meu pai, quando eu via ele com a chave do carro nas mãos, eu e o Gustavo já ficávamos “prontos” rsrs. Adorava ir no bar com ele, calma calma rsrs meu interesse era os doces e sorvetes que vendia lá só isso kkkk. Era engraçado por que não pedíamos mais nossos rostos sim kkkk nosso pai só olhava e falava “Anda, pega logo kkk” .. não perdíamos tempo , eu sempre pegava chocolate branco , lacta era meu favorito e continua sendo rs.

Meu pai é daqueles durão sabe, ele não demonstrava afetividade com frequência, era coisa rara de se ver, só recebíamos abraços quando era nosso aniversário ou no Natal e Ano Novo. Mais eu o idolatrada, sempre foi muito trabalhador e nunca deixou faltar nada. Ele podia ser rígido e super protetor comigo mais para mim , ele era o melhor pai do mundo, eu poderia morrer por ele e por minha mãe. Ele era do tipo de pessoa que eu me espelhava... Mais um dia .. descobri que meu pai não era tão perfeito quanto eu idealizava.

Eu não me lembro exatamente como fiquei sabendo mais sei como aconteceram as coisas. O fato era que nós tínhamos uma meia-irmã. Minha mãe nos contou a história. Como nasci com problema na vista, ia muitas vezes ao médico para exames. Até três vezes por semana. Para meus outros irmãos não ficarem sozinhos em casa, uma amiga da minha mãe se ofereceu para cuidar deles enquanto ela não estiver.

Meu pai por ser caminhoneiro, viajava bastante e as vezes não estava em casa para nos levar então, um tio meu levava minha mãe e eu.. bom já podem imaginar o que aconteceu. Depois de um tempinho, essa “amiga” apareceu dizendo que estava grávida do meu pai ... Foi um back para todos ... Minha mãe quis pedir o divórcio mais todos disseram para ela não fazer isso pois todos nós éramos muito pequenos então ela não pediu. Quando eu fiquei sabendo disso .. me senti arrasada, toda aquela imagem que eu tinha do meu pai foi por água abaixo , eu não conseguia imaginar o que minha mãe sentiu na época , ela foi muito forte .. se fosse eu creio que não suportaria.

Eu fiquei um bom tempo sem falar com meu pai, não conseguia nem olhar para ele. Foi difícil.. eu o tinha em um pedestal e agora ele havia despencando de lá. Minha mãe me dizia que não adiantava eu ficar assim, que já havia passado muito tempo e o melhor era aceitar..

Me lembro da primeira vez que vi ela, foi em uma ocasião triste, era no funeral de um parente. Quando ela chegou, me falaram que era ela, Stephany é seu nome, era 3 anos mais nova que eu. Ela veio nos cumprimentar juntamente com sua mãe. Eu disse somente um oi seco para as duas. Sinceramente , as via como estranhas, duas intrusas em nossas vidas. Eu não conseguia olhar para aquela mulher e não sentir ódio.. e consequentemente mantinha o mesmo olhar gélido sobre Stephany, mesmo sabendo que ela não tinha culpa.. Eu não conseguia esconder meu desprezo.. e eu fiquei assim por um bom tempo..

Eu sabia que ficar assim não era bom para mim por que eu sentia isso, eu não queria ter esses sentimentos ruins com relação a elas, principalmente com minha irmã.. esperava que um dia, isso tudo passasse e enfim pudesse aceita-la .


Notas Finais


Muito obrigado por leren!! ❤ até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...