História My Life Chenged - Capítulo 4


Escrita por: ~

Exibições 66
Palavras 2.150
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Lemon, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Yuri
Avisos: Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura

História nova: B•R•O•T•H•E•R•S

Capítulo 4 - Um passado não contado........


Fanfic / Fanfiction My Life Chenged - Capítulo 4 - Um passado não contado........

Bibi:

Acordo com o sol na minha cara, OBRIGADO LUZ DO DIA!, olho pro lado e vejo o Pedro dormindo como um anjo.....meu Jesus como ele pode ser tão lindo.....mas mudando de assunto, sei que o Pedro é tímido mas como posso tirar essa timidez dele? ( Autora: olha minha filha se você não sabe muito menos eu! ) Já sei... Ele disse que não me conhece bem como hoje é sábado, que tal uma volta no parque que eu saiba o Pedro adora ficar de baixo de uma árvore. Tava pensando que não nem vi o Pedro acordando.

- bom dia! - ele fala com uma voz meio roca.

- dormiu bem? - falo dando um selinho nele.

- dormi, e você?

- dormindo com você eu até sonho.

- não exagera... - ele fala e o beijo. Nos levantamos e fomos pra cozinha que estava o Jean e a coelha conversando.

- bom dia cambada! - falo me sentando na messa.

- bom dia - a coelha fala.

- mal dia! - o Jean fala.

- pq? - o Pedro fala pegando uma caneca no armário.

- pq não foi você que dormiu no sofá...

- galera tava pensando em a gente ir no parque.

- boa ideia - o Pedro fala se sentando.

- opa eu ouvi parque hoje! - o total fala.

- sim - a coelha fala e o total beija ela.

- gente eu tô carente - o Jean fala.

- pq? - eu falo 

- pq a Larissa não tá aqui - ele fala se levantando.

- coitadinho - a coelha fala.

- tenha dó de mim... 

- então parque hoje?

- simmmmmmmmm - a coelha grita.

As horas se passaram e era por volta de umas 11: 30 da manhã e comecei a me arruma. logo depois de me arrumar fui pra cozinha e encontro o Pedro.

- amorzinho?

- eu? - ele fala.

- sabe eu tava pensando em a gente ir no cinema, no parque ou até na minha casa...

- bibi sabe que não posso ir na sua casa.

- sei, mas eles não estão em casa!

- bom se minha mãe não ver a gente, tudo bem.

- sabe que eu te amo - eu falo entrelaçando meus braços nele.

- sei

- e você?

- eu gosto de você mas sabe que não tô pronto pra isso - ele fala.

- eu sei.......

- sei que quer aquilo mas cada pessoa tem seu tempo

- do o tempo que precisar pra você ficar comigo.

- ok então - eu falo e o beijo, foi um beijo selvagem, quase ele foi pra cima da pia com o beijo.... estávamos nos beijando até escutamos uns passos mas não me separei dele adoro o gosto dele na minha boca.......

- na cozinha não é lugar de se pegar, Amiguinhos! - o total fala com um voz irritante.

- depois fala de mim e do total - a coelha fala pegando as chaves na messa. Mas eu estava tão concentrada que nem ouvi e acho que o Pedro também não ouviu.

- gente.......bibi.....Pedro! - o total fala. E nós afastamos.

- ah vocês estão ai a quanto tempo? - eu falo e o Pedro fica corado e eu também, pq o total e a coelha nunca tinha visto a gente se beija.

- o bastante pra ver esse baijo super hiper,mega selvagem... - a coelha fala.

- tá bom... - eu falo um pouco tímida.

- vamos galera o carro tá na rua - o total fala abrindo a porta. Eu olho o Pedro e ele me abraça e nos vamos pra fora onde tinha o Jean no banco de trás do carro, entramos e fomos pro parque mais próximo.

Pedro:

Nós fomos para um parque garde que tinha perto da casa da coelha, como ninguém vê a Geraldine, ela estava em cima de minha cabeça, chegamos no parque lá tinha o monte de crianças correndo pra lá e pra cá tinha também um grupo de adolescentes e famílias por todos os lugares.

- chegamos! - a coelha fala saindo do carro.

- mano tem o monte de criancinhas, que fofo - o total fala saindo do carro e indo no lado da coelha.

- calma que você vai ter também - a coelha fala e o total da um beijo nela. QUE FOFO. Saímos do carro e fomos pra um lugar mais aberto onde tinha uma árvore enorme tipo gigante, e nos sentamos na grama eu estava deitado no chão e a bibi em cima de mim, a coelha estava com a cabeça no colo do total e o Jean tava esperando a Larissa.

- Pedro... - a bibi fala olhando pro lado.

- que foi?

- queria fala sobre você, sabe, você disse que não me conhece muito então fala sobre você - ela fala e a Geraldine olha pra mim, ah já ia me esquecendo a Geraldine estava sentada de perna de índio no meu lado. E a Geraldine fala........

- fala Pedro, não gagueja pelo amor de deus.

- bem, tenho 18 anos,tenho duas irmãs que estão viajando, meu pai me abandono com a minha mãe mas levo minhas irmãs, eu, sou um pouco inteligente, e tenho uma amiga/ "namorada", tenho vários amigos de outras cidades e tenho um canal que tá chegando a 1 milhão.

- você tem um canal?

- sim... - falei um pouco tímido.

- meu deus eu tenho um amigo/"namoramdo" famoso!

- acho que sim

- por isso que eu te amo - ela fala me beijando. Adoro o beijo dela, me deixa calmo.

- e você?

- eu?, Eu tenho 17 anos e tenho um irmão, já namorei várias pessoas e o pior foi o Juninho, adoro toca violão, e eu também tenho um amigo/"namoramdo" sabia disso?

- sabia!

- continuado, conheço a coelha dês do meus cinco anos e somos amigos a inseparáveis o total eu conheço a poco tempo mas é um grando amigo e o Jean eu conheci pela Larissa. E você?

- eu conheci primeiro o Jean, foi o único que me deu oi no primeiro dia de aula o total conheci ele junto com o Jean - eu falo olhando o Jean, ele é um grando amigo mas depois que ele conheceu a Larissa ele não dá muita bola pra mim mas o total sempre vai fica comigo - sério que você tem 17?

- sim, as pessoas acham que tenho mais mas não tenho.

- nossa.

- mas você gosta de mim, né?

- claro! - falo e beijo ela.

- vai chuve hoje, sempre sou eu que te beijo.

- shhhhhhhhh

Passo algumas horas e fomos embora, era 3:30 da tarde, eu fui pra casa da Bibi nos entramos pela portas dos fundo pra ninguém me vê.

- senhora bibi! - minha mãe fala.

- oi tia... - a bibi fala, eu estava atrás do balcão me escondendo.

- tudo bem? - ela fala indo em  minha direção.

- tudo...

- a sua mãe ligo.........ah!.......Pedro?

- oi mãe - eu falo abandono.

- que diabos você tá fazendo aqui?

- vim com a bibi

- filho sabe que não pode ficar aqui

- pf tia, ele fica no meu quarto trancado - a bibi fala me abraçando.

- tá bom, mas juízo seus pais vão chega 4:00 horas em ponto, vam!

- obrigado - a bibi fala pulando - eu disse que ela ia deixa.

- ela deixo, pq eu gosto de você e você de mim - eu falo e ela me empurrar pra parede.

- bibi!

- que foi? A casa é minha eu faço o que eu quiser.

- mas o corpo é meu...

- e daqui a pouco vai ser meu também - ela fala me beijando.

- e se a minha mãe vê a gente assim?

- não se preocupa ela tá com a gente - ela fala e eu pego ela no colo como cacunda, foi difícil pq tinha escada mas tudo bem. Entramos no quarto dela, era tri bonitinho ela fecha a porta e tranca pra ninguém me vê.

- posso......me deita? - eu falo e ela vai no quarda roupa, ela pego uma echarpe.

- pôde a cama também é sua, na verdade varias pessoas já deitaram aqui - ela fala se deitando.

- e essa pessoa séria o Juninho?

- sim, já deito várias vezes. Mas pedi pra sua mãe lava cinqüenta vezer esses lençóis.

- ok.......... - eu falo e ela senta em cima de mim.

- posso também? - ela fala como um sussurro.

- o que?

- só fala sim

- tá bom.... - eu falo e ela arama a echarpe nos meus olhos, Jesus o que ela vai fazer?

- bibi.......eu não tô vendo nada...... - falo balançando a cabeça pro lado e pro e outro.

- calma........ - ela fala segurando minha cabeça e me beijando.

- vai fazer o que?

- isso - ela fala abre o zíper da minha calça.

- bibi, para!

- só um pouquinho - ela fala me levantando e tirando a minha calça. Cadê a Geraldine? e nos sentamos na cama de novo.

- bibi é sério,PARA!

- eu não vô ti machuca, eu só quero senti o seu gosto.

- bibi eu não quero! - falo me afastando.

- tá bom.................. - ela fala tirando a echarpe.

- eu não consigo

- eu sei disso mas eu tô aqui pra te ajuda.

- não tenho coragem - eu falo olhando pro lado.

- grandão, não fica assim........sei que não tem coragem mas eu quero tentar e você?

- não sei

- Pedro!

- que foi?

- por favor................... - ela fala me abraçando.

- bibi......... - eu falo e ela me empurrar, ela me beija.

- olha pra mim, eu sei que não consegue mas se não arisca não vai saber, então não precisa ter medo. Eu tô aqui com você.

- você tem razão........... - falo e escuto alguém patendo na porta.

- Bianca, troce umas coisinhas pra você! - a mãe dela fala.

- já abro, Pedro se esconde no armário.

Entro no armário junto com a Geraldine.........

- oi mãe - a bibi fala.

- Geraldine cadê minha calça? - falo

- como eu vô sabe traste! - a Geraldine fala.

- tá mas eu deixo eu não?

- Pedro ela tem razão, se não seber como é não vai conseguir fazer no dia específico.

- então eu deixo?

- sim, só um pouco.

Bibi:

Abro a porta e minha mãe entra.

- filhinha pq tranco a porta?

- pra mãe do Pedro não entra.

- pq?

- pq, eu tava fazendo uns trabalhos de ciências, só isso!

- ah............eu troce esse conjunto, gosto?

- que lindo - falo e a minha mãe olha pro lado onde tinha a calça do Pedro.

- Bianca o que é aquilo? - ela fala apontando.

- uma calça...... - falo e ela pega a calça no chão.

- Bianca conheço o Juninho a anos e esse não é o tamanho dele!

- eu encontrei no garda roupa

- de quem é?

- de ninguém

- de ninguém? Então vô joga fora - ela fala saindo do quarto.

- NÃO!

- BIANCA DE QUEM É ESSA CALÇA?

- do gagui.......

- seu irmão não é desse tamanho.

- é de um amigo....

- que amigo,BIANCA, sabe que o filho da empregada não pode estar nesta casa!

- pq o Pedro não pode entrar?

- pq eu não quero!

- me fala pq.........

- pq eu tenho medo que você goste dele e ele de você.

- não é isso

- não vou contar.

- me fala!

- CHEGA, cadê ele?

- sai do meu quarto, agora! - eu falo apontando pra porta.

- ma fala agora onde ele tá!

- eu falo se não demiti a mãe dele.

- é claro que não vou demitir a melhor empregada que tenho!

- tá - eu falo e abro o armário.

Pedro:

- oi tia - eu falo.

- rapaz sabe que não pode entrar nesta casa! - minha mãe fala cruzando os braços.

- eu sei mas pq?

- é mãe pq?

- queren saber?! Eu conto mas antes, Pedro bota as calças, pf - ela fala e da as calças pra mim - bom não quero ele aqui minha filha por um motivo, bem, acho que ele não se lembra muito bem mas esse mansão é do seu pai Pedro.

- do meu pai? - eu falo.

- sim, ele me deu quando você nasceu e ele me pediu pra você não entrar nesta casa se não ia se lembrar e eu tinha que dar a casa.

- é só isso? - a bibi fala

- não, e quando eu tive a bianca ele disse que se a minha filha gostase dele eu teria que dar a casa então, proibiu de entrar aqui. Por isso! - ela fala e eu me levanto indo pra janela. Olho pro lado e vejo a Geraldine chorando.

- pq tá chorando? - falo baixinho.

- pq eu sabia disso é não te contei - ela fala.

- pq?

- pq pensei que ia atrapalhar a minha missão.

- pensou bem...........

- Pedro, não chora - a bibi fala.

- não tô chorando - falo me virando pra mãe da Bibi - obrigado por me disser isso - falo saindo do quarto e indo pra cozinha.

- que foi filho?

- mãe pq nunca me conto que esse mansão é nossa?

- o que? Meu filho você tá bem?

- mãe tem algo que não me conto?

- não tenho nada pra te conta filho

- então pq o pai foi embora?

- filho vamos pra casa, você tá muito atacado - ela fala entrelaçando seus braços no meu pescoço.

Bibi:

- mãe e seu te disser que eu me apaixonei? 









CONTINUA.......................??????????


Notas Finais


TCHAUZINHO😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...