História My life is a lie - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Visualizações 15
Palavras 947
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


B O A L E I T U R A ❤

Capítulo 16 - ''Lembranças ruins''


Fanfic / Fanfiction My life is a lie - Capítulo 16 - ''Lembranças ruins''

Eu estava decidida. Eu iria me suicidar. Me levantei da ponta do penhasco, respirei fundo e fechei os olhos, abri os braços e quando eu estava disposta a pular, algo acontece...

[...]

Danyllo aparece e me impede de pular, me puxando pelo braço e me levando para outro local.

- Você tá maluca o que ia fazer?
            -  Não é óbvio? Eu ia me suicidar.
            - Por que você ia fazer isso qual é o motivo?
             - Não quero falar sobre isso. 
             - Mais vai ter que falar, começou agora termina. 
              - Tudo bem. -Respiro fundo. Eu fui estrupada quando pequena. Eu tinha 8 anos de idade.
              - O que? 

*FLASHBACK ON 

- Filha eu vou sair e você fica aqui com seu primo tá bom?
            - Tá bom mãe, traz chocolate pra mim. 
                Mamãe saiu e só ficou eu e meu primo Nataniel. 

- Então priminha, do que quer brincar?  
             - Vamos brincar de casinha? -Eu dizia pegando minhas bonequinhas. 
             - Vamos brincar de outra coisa que tal? 
             - Do que? 
              - Você tira sua roupinha e fica pelada.
              - Mais isso é feio. Minha mãe me ensinou que não devo ficar pelada na frente dos outros.
              - Mais eu não sou qualquer um, sou seu priminho querido. Agora tira a roupinha tira. 
                 Como eu era inocente tirei toda a roupa. Meu primo saltou os olhos e logo se aproximou de mim.
              - Você vai ficar tão gostosa quando crescer. -Dizia ele beijando todo o meu corpo.
              - Para priminho não pode fazer isso. 
              - Posso sim e vou. 

         Ele me deitou no sofá e amarrou minhas mãos e pernas. 

- Você vai adorar isso priminha querida. 

           Ele tirou a minha calcinha e eu comecei a chorar de desespero.

- Paraaaaaaaa eu vou gritar sai daqui 
            - Relaxa. 

        Ele começou a tocar as minhas partes íntimas fazendo movimentos com a língua e com os dedos. Eu estava chorando de tanto medo e desespero, eu apenas ficava pensando o por que aquilo aconteceu comigo. Eu estava com vontade de vomitar e minhas vistas escureciam e eu senti vontade de desmaiar. Quando acordei eu estava com roupas e deitada em minha caminha, Nataniel não estava. 

- Filha cheguei, como foi? 
              Eu apenas não respondi, virei pro lado e fechei os olhos até esperar a mãe sair do quarto. Ela saiu e fechou a porta, então eu comecei a chorar, chorar até meu rosto ficar inchado e minha voz rouca. Foi apartir daí que eu comecei a me cortar, eu escondia isso de todos eu me sentia torturada e que a qualquer momento Nataniel voltasse. Ele sumiu do mapa, depois do ocorrido nem eu nem ninguém vimos ele. E espero de coração que ele tenha morrido. Naquela hora eu chorava enquanto via ele tocar nas minhas partes íntimas, eu tentava impedir mais nada adiantava, eu tentava gritar mais minha voz não saía, e parecia que Nataniel estava se divertindo me vendo chorar bastante. Aprendi a esconder os cortes com maquiagem e ninguém nunca desconfiou. 

*FLASHBACK OF 

- Então foi isso que aconteceu. -Digo quase chorando.
            - Não chora. -Ele diz me abraçando forte.
            - Por que isso aconteceu comigo o que eu fiz pra merecer isso?
            - Não foi culpa sua Effy. 
            

Eu me despedaçava enquanto citava aquelas palavras. O Danyllo foi carinhoso e me aconselhou e fez eu me sentir um pouco melhor. Mais eu nunca vou esquecer o dia que minha vida praticamente acabou...

- Tá bom já passou e eu tô melhor. -Digo limpando as lágrimas.
            - Effy, eu te amo e nunca se esqueça disso. -Ele diz me dando um selinho e novamente me abraçando.
             

Com o Danyllo por perto eu me sentia protegida sob qualquer perigo.

*EFFY OF 

*HAILEY ON 

- Ah finalmente achamos uma caverna. Só espero que aí não tenha macumba.
            - Relaxa. Vamos entrar. 

 Justin e eu entramos na caverna, e lá não tinha nada demais só tinha alguns pássaros e pedras jogadas no chão...

- O que é isso aqui? -Diz Justin.
            - Isso o que? 
            - Essa pedra aqui. 

Justin achou uma pedra branca com umas partes coloridas. 

- Será que é uma pedra rara? 
             - Lógico que é nunca vi uma pedra dessa na minha vida.

 - Já achamos. Agora vamos andar mais um pouco por aqui pra ver se achamos outra coisa. 

*HAILEY OF

*ROSE ON

- Kira anda mais rápido pelo amor de deus
            - Aff eu tô cansada não quero mais ir. 
             - Vai tomar no seu cu então. 
            - Tá então eu quero.
            - É serio sua palhaça vamos logo estamos quase chegando em uma caverna. 

- Tu tem GPS ai? 
            - Não mais eu já vim aqui antes idiota. 
            - Tá mais antes vamos fazer um lanchinho por que eu tô com fome. 

- Oh meu Jesus Cristo. 

*ROSE OF

*EFFY ON

- Vamos continuar com a trilha. Eu já melhorei eu acho.
            - Tá bom então. 
                Danyllo e eu andamos por alguns minutos de mãos dadas (fofoos) e achamos uma ''praia'' com luzes azuis (foto na capa).

- Meu deus que lindooo. -Digo feliz pela primeira vez e já entro no mar.
            - Vou entrar aí também então.

Ficamos no mar de ''luzes'' por alguns minutos.. E eu tinha até esquecido o que aconteceu comigo no passado. Depois saímos molhados mesmo e pegamos um pote e colocamos a água com ''luzes'' dentro do pote e colocamos dentro da mochila. E assim voltamos pro acampamento. Pela primeira vez eu me sentia segura e feliz, algo que eu não sentia a muito tempo. Na verdade pras meninas eu sempre fui. Confesso que é difícil você fingir estar feliz e por dentro estar destruída.

 

Continua...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...