História My life....with you ? - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Cake, Finn, Fionna, Hudson Abadder, Lord Monocromicórnio "Lormo", Marceline, Marshall Lee, Mordomo Menta, Personagens Originais, Princesa Caroço, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Príncipe de Fogo, Rainha Gelada
Tags [gumxlee], Hora De Aventura, Yaoi
Visualizações 135
Palavras 1.415
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Bishounen, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Fluffy, Lemon, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Steampunk, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Gente , esse capítulo eu me esforcei para fazer então eu espero de verdade que vcs gostem..bjs 😘..

Capítulo 30 - Um dia no shopping (parte dois)


Fanfic / Fanfiction My life....with you ? - Capítulo 30 - Um dia no shopping (parte dois)

Virei rapidamente pra ela e acabei dando um selinho sem querer na mesma , ela virou fortemente e depois sorriu , qual o problema dessa garota , eu não consigo entender por que me sinto tão estranha quando estou perto dela...

Continuamos andando pela a loja como se nada tivesse acontecido , depois de comprar várias roupas nós fomos para a praça de alimentação do shopping , comemos e depois seguimos caminho para a casa da mesma , chegando na porta da casa dela ela se virou para mim me deu um beijo na bochecha e entrou sorrindo , o que acabou de acontecer ?...

~MARCHALL POV~

Já estava quase na hora da minha "entrevista" de emprego , peguei as chaves do meu carro entrei no mesmo e sai direção ao restaurante .

Chegando lá , entrei no mesmo só que não tinha nenhum funcionário , escutei o que parecia ser o som de taças sendo colocadas sobre algum lugar , segui o som e cheguei na cozinha lá estava o Cinnamon organizando as taças.

- Ora , você chegou mais cedo do que o combinado , ótimo assim terminamos mais cedo.

- Espero conseguir.

- Cai entre nós Marchall mesmo se você não passasse nesse "teste" eu te contrataria.

- Isso é sério ?.

- Claro que é você é meu amigo a séculos , eu não seria amigo de verdade se não fizesse isso por você não é mesmo .

- É , se você está dizendo.

- Bem agora sem mais enrolação , pegue esse pano e limpe todas as mesas , depois limpe o chão e quando terminar tudo , considere-se contratado .

Sem mais delongas , já fui vestindo um avental por cima da blusa , arragacei as minhas mangas , peguei o pano ao qual Cinnamon se referiu e já fui fazer o meu primeiro trabalho , limpar as mesas , demorou muito mais tempo do que eu imaginava.

- Tô vendo que você está trabalhando muito , toma.

Ele me joga o que parece ser um líquido vermelho dentro de uma garrafa plástica , isso não é o que eu tô pensando que é .

Abri a tampa da garrafa e logo aquele cheiro enebriante subiu pelas minhas narinas , aquilo era o que eu tava pensando com toda certeza ..

- E aí não vai beber ?

- Por que me deu isso ?

- Acho que é bem óbvio por que , Marchall você é um demônio do tipo vampiro , queira você ou não , vai continuar sendo assim e tem mais possivelmente o Hundson Abadder está atrás de você para te levar de volta a noitosfera então como você planeja lutar contra ele estando fraco .

- Eu não sei , quer saber acho que você tem razão.

Terminei de abrir a tampa da garrafinha e bebi um gole , apenas aquele gole me trouxe várias lembranças do passado , apenas aquele gole foi o bastante para me deixar em êxtase , mas eu não posso exagerar , se não posso me descontrolar e não é isso que eu quero.

- Você se controla demais Marchall , devia deixar algumas coisas seguirem seu rumo , você tem que se alimentar e sabe disso , como planeja proteger ele estando fraco ?.

Cinnamon tem razão se eu quiser proteger o Chiclete terei que estar forte e a única maneira de me fortalecer é...bebendo sangue.

Terminei de beber aquela garrafa toda , sentia como se tivessem aplicado uma dose de adrenalina no meu corpo , algumas das vozes já tinham começado a aparecer instantaneamente , aquilo era agonizante , mais pelo Chiclete por ele eu tenho que ser forte.

- Já está bom por hoje Marchall , está contratado , pode ir pra casa.

No mesmo instante eu me levantei do chão e o abracei.

- Muito obrigado , isso vai me ajudar muito.

- De nada , agora ande tem uma pia nos fundos limpe essa boca antes que alguém chegue aqui e veja você nesse estado.

Obedeci o mesmo me dirigi até a porta onde parecia ser o banheiro dos funcionários , estava lavando o meu rosto quando sinto mãos em meus ombros.

No mesmo instante jogo a pessoa que estava pegando nos meus ombros no chão em um só golpe.

- Quem é você ?

- Calma cara...

Era uma garota ? , Era uma garota sim.

Ajudei a mesma a se levantar, e espere era a mesma garota dos cabelos roxos daquele dia.

- Ah não tem problema , eu que fui burra de não falar nada , me desculpe .

- Não tem problemas , é , eu me chamo Marchall Lee , mas pode me chamar só de Marchall.

- Ah é um prazer te conhecer Marchall eu me chamo Core , percebi que agora você vai trabalhar aqui não é ?

- É sim .

- Que bom assim vamos poder nos ver quase todo dia , bem já está tarde eu preciso ir até logo Marchall.

Ela me deu um beijo na bochecha e falou meu nome com certa malevolencia na voz , espera , quem essa garota pensa que é pra já me beijar assim que me conhece , enfim terminei de vestir a minha roupa sai pela as portas dos fundos que já dava direto para a rua onde o meu carro estava estacionado , entrei no mesmo e dirigi de volta para a minha casa.

Chegando na mesma , encontrei Marcy na sala olhando pro nada.

- Ei , o que está fazendo ?

- Nada , então como foi a sua entrevista de emprego ?

- Bem eu fui aceito , e como foi a sua ida as compras ?

- O que , C-como você sabe ?

- Eu não sou cego , vi as sacolas .

- Ah , foi legal.

- Hum , que bom.

- Quando vamos nos mudar ?

- Você está com tanta pressa assim para se mudar ?

- Não é isso seu idiota , é que a gente já arrumou essas coisas faz um tempão e ainda não levamos nada pra casa do seu namorado.

- Então vamos começar a levar agora mesmo .

Começamos a colocar as caixas no carro que possuía um enorme porta malas , eram apenas três caixas já que eu não possuía muitas roupas , todas as três couberam no porta malas , estava dirigindo em direção a casa do Chiclete e percebi que a Marcy estava mais estranha do que de costume .

- O que houve Marcy ?

- Ah nada , só estava me lembrando da mamãe.

- Marcy não fique se lembrando de coisas ruins .

- E desde de quando se lembrar da mamãe são coisas ruins Marchall ?.

- O que eu quero dizer é que não fique lembrando do passado , sabe muito bem como foi nosso passado Marcy estou falando pro seu bem , não fique se lembrando daquelas coisas , ok ?

- Ah foda-se.

Passamos o resto do caminho todo em silêncio , chegando lá desci do carro e fui tocar a campainha enquanto Marcy estava no carro com a cara emburrada.

Chiclete abriu a porta e já foi me abraçando e me dando beijos por todo o rosto.

- Aí amor que saudades , por que você passou o dia todo sem vir me visitar ou me ligar mandar mensagem .

- Calma meu doce eu tô bem , desculpe eu tenho uma notícia pra te dar.

- Sério o que é ?

- Eu arrumei um emprego.

- Que bom , emprego de que ?

- Acho que garçom .

- Espera você acha.

- É , mas olha já trouxe as caixas com as minhas coisas e as da Marcy.

- Que bom , olha a Marcy pode dormir com a Bonnie e você dorme comigo tudo bem ?.

- Claro , tudo bem pra você Marcy.

Ele virou pra mim e deu o dedo do meio e falou algo que eu não entendi muito bem mais acho que era 'Vai se foder'.

- Algum problema com ela ?.

Chiclete me perguntou preocupado.

- Ah não é só uma fase , isso passa, bem vou pegar as caixas no carro tá bom ?.

- Claro , se quiser eu posso te ajudar .

- Não , não quero que você se machuque.

- Marchall o que você pensa que eu sou alguma menininha que não sabe se cuidar , deixa de ser chato claro que eu vou te ajudar.

Fomos em direção ao carro , eu abri o porta malas e eu e ele levamos as caixas para dentro , todos nós já estávamos dentro de casa , e o Chiclete estava mais feliz que nunca , engraçado ele perdeu os pais faz apenas três dias por que ele está tão feliz assim ?....



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...