História My light, my hope (J-Hope) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Imagine, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Sobrenatural, Suga, Taehyung, Você
Exibições 158
Palavras 1.912
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá... Não resisti então trouxe mais um capitulo pra vocês! <3

O capitulo hoje está meio simplesinho... Mas mesmo assim espero que gostem!

Capitulo que vem, começam as batalhas cheia de efeitos! *3*

Tenham paciência e boa leitura! <3

Capítulo 9 - Objetivo


Fanfic / Fanfiction My light, my hope (J-Hope) - Capítulo 9 - Objetivo

Acordei de repente com o grito de Chiyun nos chamando pra descer pra tomar café... O dia vai ser pesado hoje. Foi uma briga pra ver quem entrava primeiro no banheiro, então resolvi descer logo pra não enfrentar fila, depois eu tomo meu banho.

Tomei meu café devagar, aqui embaixo estava calmo, apenas os atuais guardiões estavam sentados na enorme mesa de jantar, e pareciam distantes, cada um estava imerso em seus próprios pensamentos. Pareciam todos preocupados por causa de ontem. Com o tempo ouvi os passos rápidos lá de cima, os meninos já estavam descendo. Pronto, só foi eles descerem que a paz aqui desapareceu rapidamente.

Todos estavam animados, era hoje que iríamos aprender a sermos verdadeiros guardiões. Até eu estou um pouco animada também. Fiquei conversando um pouco com Jimin enquanto tomava meu café da manhã.

 Depois de terminar de comer, subi para o quarto pra tomar meu banho. Peguei minhas roupas na mochila e entrei no cômodo. Tranquei a porta, e tirei minhas roupas e liguei o registro. A água estava quente, e com o tempo o banheiro estava cheio de fumaça. Ensaboei-me, passei o shampoo em meus cabelos e fiquei apreciando a água quente batendo no meu corpo.

Até que ouço um barulho aqui dentro, olho pelo box e vejo Suga. Rapidamente pego a toalha e cubro meu corpo nu e desligo o chuveiro.

— O que pensa que está fazendo? — Digo irritada e completamente envergonhada.

— Escovando os dentes, não está vendo? — Diz com cara de bunda e com a escova na boca, ele olha pra mim, e arregala os olhos, ele desvia o olhar rapidamente para o espelho embaçado pela fumaça... Pude perceber suas bochechas vermelhas. Realmente esses meninos daqui parecem que nunca viram ou interagiram com garotas. Eles ficam vermelhos por absolutamente tudo.

— Que bela visão está me proporcionando! — Diz Suga terminando de lavar a boca, virando seu rosto pra mim e me lançando um sorriso malicioso. Tudo bem... Retiro o que eu disse.

— Tem como sair? Eu estou tomando banho! — Digo ríspida.

— Eu estou vendo eu não sou cego, garota! — Diz em tom arrogante. Minha mão tá coçando pra não dar uma bela surra nessa carinha fofa.

— Então por que não sai logo? — Digo me segurando ao extremo.

— E por que eu deveria? Pelo que eu saiba esse banheiro não é só seu! — Diz me dando um sorriso cínico.

— Sai daqui Yoongi, por favor! —

— Já disse que pra você é Suga! — Diz me olhando friamente.

— Qual o seu problema comigo? — Pergunto curiosa, eu não fiz nada pra ele me tratar desse jeito.

— Eu não confio em você, e eu não gosto de nenhum guardião da Luz, Vocês poderiam sumir, por que não estou nem aí! — Diz com a expressão séria.

— Por que todo esse ódio? — Pergunto desconfiada, ele com certeza está falando de Akira.

— Já viu como aquele seu amigo infla seu ego quando fala que é um dos mais fortes guardiões? Eu odeio pessoas exibidas! — Diz em tom arrogante novamente.

— Esse meu amigo é o meu pai... Trave sua língua quando for falar mal dele! — Digo quase que avançando em cima de Suga, mas me segurei. — E eu não sou ele! —

— Mas é filha! — Diz Suga.

— Adotiva! — Acrescento.

— Quando anda com gente errada, tende a fazer coisas erradas, quando anda com gente boa tende a fazer coisas boas. — Diz Suga suspirando alto, logo continua. — Não adianta... Apesar de sermos meio guardiões ainda somos humanos. Por mais que neguem, as pessoas são facilmente influenciadas. Por isso é melhor eu não confiar em você. Só por precaução! — Diz ele olhando fixamente pra mim.

Logo após vira de costas e vai até a porta do banheiro, mas para por um segundo volta a olhar para mim.

— Ah, só mais uma coisa... — Diz me olhando dos pés a cabeça. —... Tem homens vivendo aqui, aprenda a trancar a porta! — Diz ele com aquela cara de bunda que eu detesto.

— Não é você que disse que não está nem ai pra mim? — Digo o enfrentando.

Ele fica me encarando seriamente, mas depois vai mudando para um sorriso cínico.

— E não estou... Mas não quero que eles vejam algo que eu quase tive o privilégio de ver! — Diz ele me olhando intensamente. Meu sangue ferveu, e minha vontade de acabar com esse sorrisinho irônico só aumentou.

Suga sai batendo a porta fortemente. Fico parada olhando para a mesma. Eu podia jurar que tranquei a porta. Como ele conseguiu entrar aqui?

Fico olhando pra mesma até que percebo algo.

— Cadê a maçaneta? — Pergunto pra mim mesma surpresa.

Olho pra baixo e vejo algo derretido... Era metal derretido. A maçaneta, ele derreteu a maçaneta só pra entrar aqui dentro. Eu sabia que eu havia trancado.

Que cara safado... Mas muito esperto, já está aprendendo a usar suas habilidades.

— Ah (S/N) não pense agora! Você ainda vai aprender a usar seus poderes! — Digo pra mim mesma. Ligo o chuveiro e termino o que Suga interrompeu.

 

(...)

 

Sung-soo chama todos os escolhidos para um campo no jardim do chalé, disse que nos sentiríamos mais a vontade em treinar ao ar livre. Teríamos mais espaço para praticar e não correríamos riscos de quebrar nada. Admirei por uns instantes o lindo e grande campo verde.  Todos nós nos sentamos na grama verdinha e esperamos Sung-soo começar a falar.

— Bom... Com certeza todos aqui sabem o que são guardiões correto? Mas com certeza vocês não tem a menor ideia do que é esse mundo em que agora vocês vivem! — Diz Sung-soo sentado na grama descontraído, mas mantinha a expressão séria.

— Primeiramente temos que começar com o básico. Vocês tem que saber tudo sobre os seres sobrenaturais, o que cada um de vocês tem que fazer. Qual é o objetivo dos guardiões! — Diz Akira.

Todos nós ficamos em absoluto silencio apenas ouvindo as explicações.

— Os seres sobrenaturais se dividem em raças: Os vampiros, os lobisomens, as sereias, os magos, os gigantes, as fadas, os dragões e nós: os guardiões! — Diz Ji-hu.

— Opa, pera aí! Existem dragões? Tipo sério mesmo? — Pergunta Taehyung animado.

— Sim, são raros mais ainda existem... São os mais primitivos e somente os guardiões com grande poder podem doma-los! — Diz Erika.

— Uau... Eu espero um dia ver um! — Diz Taehyung com os olhos brilhando.

— Não queira ver essas aberrações! E se ver, corra imediatamente! — Exclama Jimin de cabeça baixa.

— Você já viu um dragão, Jimin? — Pergunta Jungkook.

— Sim, e daria tudo pra não ter visto! — Exclama Jimin olhando pra baixo.

— O que aconteceu? — Pergunta Chiyun preocupada.

— Não quero falar sobre esse assunto! — Diz Jimin olhando pro nada. Deve ter acontecido algo de muito ruim pra não querer falar nisso.

— Bom vamos continuar... — Diz Sung-soo.

Ele ficou um bom tempo explicando que os seres sobrenaturais não atacam os humanos e nem a si mesmos por causa dos guardiões e do equilíbrio. Que o equilíbrio é importante... Que nós quebramos o equilíbrio... Eu estou realmente cansada dessa palavra.

— Então é por isso que somos tão importantes, nós mantemos a ordem e... — Sung-soo para de falar de repente. Ele olha pra nós e percebe que ninguém estava mais prestando atenção.

— ESCOLHIDOS PRESTEM ATENÇÃO! — Grita o mesmo.

— Desculpe hyung... Mas você é cansativo! — Diz Jin.

— Não podemos ir direto para o que interessa? — Pergunta Suga.

— Mas... — Sung-soo é interrompido por Young.

— Você tem que pensar um pouco... Eles já sabem que nós fizemos merda no eclipse, já sabem que o equilíbrio foi quebrado e já sabem que eles é que vão cuidar da Terra e impedir alguma guerra ou coisa parecida! O resto eles vão aprender com o tempo e experiência! — Diz Young tentando nos ajudar.

— Tem razão, vamos direto ao ponto! — Diz Sung-soo suspirando.

— Essa é minha noona! — Exclama Namjoon batendo os punhos com Young.

— Então vamos resumir aqui... Nós fizemos burrada; e vocês vão ter que concertar! — Diz Erika.

— Como assim concertar? — Pergunta Jungkook.

— Quando vocês virarem guardiões puros, vão ter que achar o escolhido das Sombras! Com ele nós poderemos restaurar o equilíbrio do mundo! — Diz Akira.

— Mas não é só guardião das Sombras que pode acha-lo? — Pergunta Jin.

— Só ele pode localiza-lo, mas isso não significa que só ele pode procurar...  Vamos ter que arriscar para tentar acha-lo, se todos vocês se juntarem tem uma grande chance de encontra-lo! — Exclama Akira.

— Mas e se deixarmos somente Riki procurar? Não é dever de ele procurar? — Pergunta Suga.

—Riki está com raiva porque fizemos a cerimônia sem ele... Com toda certeza se ele achar seu escolhido ele vai planejar algo contra nós. Por isso temos que achar o escolhido antes de Riki... Quando ele perceber que o futuro guardião está com a gente... Ele não poderá fazer nada de mal! E vai ter que fazer a cerimônia querendo ou não! — Diz Akira seriamente.

— Mas como faremos isso? Quando nos tornarmos guardiões puros, o eclipse vai ser depois de cem anos. — Diz Jin.

— Sim, mas Riki ainda vai poder passar seus poderes para o escolhido. — Diz Erika.

— Mas então por qual motivo o eclipse afinal? E por que todos têm que fazer juntos? — Pergunta Suga.

— Fazemos a cerimônia todos juntos no eclipse, porque a lua no eclipse lunar é como uma anestesia. — Diz Akira.

— Como assim? — Pergunto.

— Se passarmos nossos poderes pra vocês sem o eclipse, será muito doloroso. Vocês iriam sentir uma dor insuportável... Por isso fazemos a cerimônia no eclipse, pra evitar que vocês sentissem esse desconforto. A luz do eclipse lunar praticamente anula qualquer dor que possam sentir ao passarmos nossos poderes pra vocês. — Diz Akira serio.

— Mas parece que com (S/N), essa anestesia não funcionou! — Diz Suga apontando pra mim. Ele não perde tempo mesmo.

— Observação desnecessária, hyung! — Exclama Jimin.

 — Ainda vamos ver o que causou essa reação nela! — Diz Chiyun.

— Muito bem, que assim seja! — Diz Jimin.

— Então esse é o plano? Procurar o herdeiro das sombras? — Pergunto apreensiva, eu estou com uma sensação muito ruim.

— É nosso objetivo! — Diz Min-jun que até agora estava em completo silencio.

— Missão encontrar o escolhido perdido! — Grita Taehyung em um pulo.

 

(...)

 

— Bom, começamos agora! Vou escolher agora as pessoas para batalhar! — Diz Young animada. — Espera aí batalhar? Nós nem aprendemos como usar os poderes! — Exclama Namjoon em completo desespero.

— Nada melhor que o perigo para suas habilidades florescerem! Se forem em batalhas que usam os poderes, vai ser em batalhas que vão aprender!— Diz ela em um sorrisinho assustador.

— Jin vai comigo; Jimin vai com o V; JungKook vai com Namjoon, e Suga com (S/N)! — Diz ela.

— Como é?! — Exclamo completamente surpresa.

Suga vai batalhar comigo?... Isso vai virar uma coisa pessoal, isso vai dar ruim, certeza.

Olhei pra Suga e ele sorria, veio em minha direção vagarosamente.  Quer saber? Eu estava querendo dar uns sacodes nesse rostinho mesmo. Vai ser uma boa oportunidade. Eu com certeza não perderei essa chance.

Suga estava olhando pra mim intensamente. Com certeza estava empolgado.  

— Não pegue leve... Yoongi! — Sim, eu queria provocar. Quero que essa carinha linda se irrite. Mas ele soltou uma risada... Não uma risada irônica, mas uma risada... Verdadeira, uma que dá uma sensação boa de ouvir. Logo depois vejo um sorriso surgindo de seus lábios. Mas era um sorriso doce... Um lindo sorriso.  Pela primeira vez vejo Suga sorrindo docemente pra mim. Isso realmente me empolgou. Essa batalha vai ser interessante.

— Já disse, pra você... — Ele piscou pra mim. —... É Suga! — No mesmo instante, punhos de fogo se formam entre suas mãos. Ele sorri e corre em minha direção iniciando assim a tão esperada batalha.


Notas Finais


Yoongi do meu coração, apesar de tudo nós te amamos ! <3

Essa implicância está me parecendo outra coisa! kkk Não acham?

Espero que tenham gostado!

Comentem! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...