História My Literature Professor - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jungkook, Suga, V
Visualizações 46
Palavras 1.332
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


TEM HOT 😘

Capítulo 21 - "Ajuda"


Fanfic / Fanfiction My Literature Professor - Capítulo 21 - "Ajuda"

Chegando na delegacia eles nos colocaram na mesma cela, me sentei e cobrindo meu rosto, aquilo era muito humilhante e tinha vergonha só de pensar em ver o Jimin, ou alguém conhecido.

Ana: EU TENHO DIREITO A UMA LIGAÇÃO? -gritava-

Respirei fundo enquanto Ana gritava fazendo tudo piorar, o guarda deu direito a ela ligar para alguém. Sabia que ela iria tentar ligar para o Jimin, depois de uns minutos quem chegou não foi ele e sim o Jungkook!

Jk: o que diabos vocês fizeram? -nos fuzilou- 

Ana: não interessa só me tira daqui, quero ficar longe dela.

- então porque foi atrás de mim? -a empurrei-

Jungkook voltou para a recepção e cerca de 5 minutos passaram e a Ana volto a grita, um dos guardas nos soltaram, chegando na recepção estavam Jimin e Kookie.

Xx: Espero que isso não se repita, mocinhas! -assentimos e saímos-

Fiquei em silêncio enquanto Ana ia falando para os dois o que eu tinha feito, senti Jimin pegar minha mão e entrelaçar nossos dedos. O olhei e ele sorriu dando uma piscada.

Jungkook foi na frente com a Ana, enquanto fiquei calada sentindo o olhar dele sobre mim, ele me deu um abraço apertado soltando um riso abafado.

Jm: acho que ela não vai nos deixar em paz. -me afastei, ele acariciou meu braço que estava arranhado-

- Eu sinto muito....na verdade não sinto, ela ganhou o que mereceu, mas me sinto mal por ter agido tão....

Jm: Ei! -repreendeu- Sei que foi ela quem foi atrás de confusão, não se sinta mal.

- eu briguei enquanto o Yuri dormia. -o fitei- ele deve ter ouvido tudo...

Jm: Yuri dorme como uma pedra, quando cheguei ele ainda estava dormindo.

Suspirei alto e ele brincou com uma mecha de cabelo. Chegando em casa o Taehyung mexia em seu celular e sorriu ao nos ver.

Tae: como está sua mãe? -me olhou terno-

- B.bem... -falei sem graça-

Jm: obrigado por olhar Yuri. 

Tae: melhoras para ela. -me abraçou forte e saiu-

 Olhei divertida para ele que segurava o riso, o envolvi em meus braços e lhe beijei. Suas mãos em minha cintura me apertavam contra seu corpo, acariciei sua nuca ganhando um grunhido entre o beijo.

- o que aconteceu com minha mãe? 

Jm: esta muito gripada, tadinha! 

Rimos e ele começou a beijar meu pescoço, sugando e deixando um trilha molhada, arranhei suas costas e suspirei quando senti ele apertar minha bunda.

Jm: você está merecendo um castigo por se comportar tão mal! -mordeu minha orelha e gemi em seu ouvido- 

Antes de responder ele iniciou outro beijo dessa vez mais intenso, sorrimos entre o beijo quando ele apertou meu peito. Ele me prensou na parede e paramos o beijo, comecei a chupar seu pescoço, Jiminie gemia em meu ouvido e falava besteiras.

Jm: quero sentir essa boquinha no meu pau. -o olhei travessa-

Ele me puxou para outro beijo e acariciei seu membro ouvindo um gemido sôfrego da parte dele, ainda por cima do jeans o provocava passando a mão em seu volume.

- está tão tenso oppa....

Ele me olhou com um sorriso sacana, pressionei seu volume ouvindo-o gemer. Ele abriu os olhos e sorri passando a língua entre os lábios, abri o botão de sua calça, louca pra chupa-lo 

Jm: aqui não! -me impediu- 

Revirei os olhos e ele sorriu me roubando um beijo. Ele me levou para o último quarto do 1 andar que era distante do Yuri. Antes de entrar Jimin já arrancou minha blusa, tirei a dele e iniciamos um beijo desesperado.

- vai ver como ele está...-ele saiu irritado para o quarto do filho- 

Jm: como tinha dito ele ainda está dormindo! -voltou a me beijar- 

Jimin on: 

Ainda estava em pé e ela estava de altura da minha cintura, ele me olhou e passou a língua ente os lábios, causando um formigamento. Ele tirou toda minha roupa e ajeitei seus cabelos em minha mão, Gemi manhoso quando ela pressionou seu polegar em minha glânde.

- você é tão gostoso, Sr. Park. 

Masturbou-me vagarosamente, a olhei irritada e ela sorriu beijando minha dureza. Ainda com movimentos lentos ela começou a lamber como um picolé, joguei a cabeça para trás gemendo arrastado quando senti ela apertar meu membro fazendo-o latejar.

Jm: mais rápido.-falei impaciente-

Suas maos acariciavam meu saco e sua boca fazia um trabalho incrivelmente bem, me levando a loucura, ela me puxou para sentar na cama e em seguida sentou em cima de mim gemendo enquanto a penetrei com força.

Senti que estava completamente dentro dela e beijei seu ombro trazendo seu corpo para mim. Soltei um gemido um pouco alto quando ela rebolou em cima de mim começando a subir e a descer. 

Notei ela diminuir a velocidade e a tirei de mim, deitando ela na cama e beijando sua boca sentindo ela sugar minha língua, desci pelo seu pescoço e chupei um de seus seios vendo-a arquear as costas e gemer.

Continuei ali a chupando sentindo uma enorme necessidade de fode-la logo, mas queria lhe proporcionar prazer. Senti um ardor nas costas enquanto desci beijando sua barriga até chegar em seu íntimo, a olhei vendo minha garota completamente suada de prazer, sorri e lambi seu clitóris vendo seu corpo reagir involuntariamente.

Jm: adoro seu gosto amor.

Continuei a brincar com seu clitóris enquanto um de meus dedos a penetrava, seus gemidos estavam ficando alto a fazendo morder aquela boquinha linda que me chupa como ninguém.

- Jiminie..... -diminui o ritmo- filha da puta! 

Sorri e voltei a beija-la passando seu próprio gosto, ela ficou de quatro a meu pedido e a penetrei com força, ele enfiou a cara no travesseiro e soltou um gemido alto. Dei um tapa em sua bunda para puni-la por não poder gemer alto e mostra-la o quanto prazer ela me dá.

- mais rápido.

Atendi seu pedido a penetrando fundo sentindo suas "paredes" me apertarem me dando mais prazer, estava conseguindo tocar seu ponto sensível. Ela inclinou-se mais contra minha cintura para sentir cada vez quão fundo eu a penetrava.

Jm: Desgraçada! -gemi mordendo meus lábios, lhe dando outro tapa- 

Sentia meu corpo inteiro ficar exausto e o suor pingava de meu queixo e sabia que ela estava da mesma forma, beijei sua costas enquanto a penetrava mais fundo, não demorou para sentir seu gozo e em seguida também cheguei ao meu limite, continuei a penetrando ouvindo seus gemidos abafados 

Ficamos na posição mamãe e papai e voltei a penetra-la devagar e fundo, tentei beija-la mais ela não deixou, depois de alguns minutos aumentei a velocidade sentindo suas unhas em minhas costas e ela atingiu o orgasmo junto a mim.

Saí dela sentindo esparmos no corpo e o cansaço me dominar, ela estava da mesma forma e trazia um lindo sorriso em seu rosto com os seus olhos fechados tentava normalizar sua respiração ofegante. 

Fomos para nosso quarto e esperei ela tomar banho primeiro, um mensagem chegou no meu celular "preciso de sua "ajuda" oppa." 

- terminei amor! -sorri-

Jm: está tão linda, hoje foi incrível! -ela sorriu assentindo-

Travei o celular e caminhei até minha garota segurei sua cintura e a beijei, tirei a toalha de seu corpo e entrei no banheiro. Voltei para o quarto e ela já dormia, deitei ao seu lado dando um beijo em sua bochecha e abraçando sua cintura, sentindo seu cheiro.

| Sn on |

Terminei de me arrumar e desci para tomar café com eles, Yuri falava sem parar e Jimin cozinhava algo, beijei a testa dos dois e tomamos o café. 

Jm: amor, vou ter que sair antes da hora de importa de levar o Yuri? -o fitei- 

- tudo bem, mas onde vai? -nos encaramos-

Yr: papai hoje é reunião dos pais! 

Jm: Sn vai com você! Preciso ir, talvez venho almoçar. -levantou pegando as chaves-

Yr Vc: Talvez? 

Ele me deu um selinho e um beijo na testa do filho e saiu. Fiquei olhando para a porta com cara de paisagem, lavei as coisas e levei o Yuri para a escola e assisti a reunião dos pais, obviamente recebendo vários olhares negativos.

| Jimin on |

Xx: Sabia que você viria, oppa! -sorri malíciosa- 

Jm: Não tenho muito tempo! -entrei em sua casa- 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...