História My Little - Vhope - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Suga, V
Tags Taeseok, Vhope
Visualizações 30
Palavras 553
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá você que não foi direto pra fanfic e tá lendo isso aqui por curiosidade ♡
Essa one shot foi adaptada de uma fanfic Jigyu escrita pela Jihoney, se puderem deêm uma olhada lá porque é muito boa. Enfim, boa leitura, espero que gostem ♡

Capítulo 1 - I Miss You


Kim. Taehyung.

A simples menção desta duas palavras trazem-me à tona os mais variados, belos e talvez perigosos sentimentos. Consequentemente, eles me trazem num lindo e fugaz flashback de todos os nossos momentos felizes juntos.

Nesses momentos eu me recordo da época mais feliz de minha pacata vida. Mesmo que ela estivesse conturbada, você conseguia ser o meu Sol.

Iluminar. Você conseguia me iluminar por dentro. Ah Taehyung, isso era terrivelmente bom. Eu me sentia tão feliz e completo. Tranbordavam-se de mim todos os mais puros e belos sentimentos. Você. Só você tinha esse efeito sobre mim.

Seu aroma doce e convidativo era de enlouquecer. Sempre que tinha você em meus braços, desejava cada vez mais sentir o seu perfume tênue que entorpecia-me.

No começo eu só conseguia enxergar te como amigo, entretanto, o doce e carrancudo garoto de Daegu foi ocupando aos poucos os meus pensamentos, e por fim, meu coração.

Falei tantas vezes com Yoongi sobre você que ele deve estar traumatizado até hoje. Eu sempre quis dizer tudo, mas nunca tive capacidade para tomar uma atitude. Nem adiantou eu conseguir juntar coragem, afinal, no mesmo dia alguém teve a sorte de ocupar o meu tão sonhado lugar.

Jimin havia te pedido em namoro.

Nesse tempo que vocês estiveram juntos, eu fiquei muito inquieto. Ao mesmo tempo que eu me sentia bem por te ver sorrindo e feliz ao lado dele, me sentia deprimido e péssimo comigo mesmo por não ser o motivo de seus sorrisos e por ter sido fraco e covarde por tanto tempo.

Depois de um tempo vocês se desentenderam e terminaram. Você ficou inconsolável. Todos os dias acordava chorando e iria dormir aos prantos. Isso me quebrou em milhares de pedaços, que até hoje, eu tento catar um por um, mesmo que seja trabalhoso.

Sempre tive um receio com Jimin, mesmo assim nunca havia passado em minha mente que ele poderia te machucar tanto e do pior jeito possível. Eu só queria voar no pescoço dele e desferir nele meus socos cobertos de ódio e raiva até as minhas mãos sangrarem. Me arrependi muito de não ter feito tal ato.

Eu cuidei de você como se fosse um bebê tão frágil e carente que precisasse à todo instante de atenção. Você realmente se tornou isso. Em um momento de loucura eu me declarei para você.

Nunca havia desejado tanto voltar no tempo.

Você olhava para mim com repúdio, talvez seu olhar também carregava raiva?

Essa maldita pergunta martelava em minha cabeça. Atordoava-me. Minha visão já turva só conseguiu ver você se distanciando de mim. Eu apenas fiquei estático no mesmo chão que até minutos atrás eu afagava seus cabelos e cantava uma bela melodia. Eu só queria que você estivesse fazendo o que eu fiz.

Eu só queria poder chorar em seu colo, ouvir a mais bela voz cantarolar uma música calma e reconfortante enquanto recebo suas carícias.

Eu só tinha tinhas lágrimas. Tudo o que eu poderia fazer naquele momento era chorar.

Eu te amo meu pequeno.

Se antigamente eu falasse isso, você ficaria com suas bochechas rubras e me distribuiria alguns soquinhos, logo após dizendo "Não fale coisas assim seu idiota!" em um tom indignado. Aliás, falsamente indignado.

Machuca-me e muito dizer isso, mas

 

eu nunca vou poder mudar o que eu sinto por você.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...