História My Little Boyfriend - Suga (BTS) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Drama, Escola, Imagine, Min Yoongi, Poesia, Suga, Você
Exibições 206
Palavras 1.235
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção Científica, Hentai, Poesias, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Six


Fanfic / Fanfiction My Little Boyfriend - Suga (BTS) - Capítulo 6 - Six

[ S/N On ]

Acordei mas eu estava sozinha na cama agora, olhei ao redor mas Suga não estava em meu quarto. De repente ouço alguns pequenos gemidos vindo da sala, me levanto devagar da cama e vou até a porta abrindo uma brecha e eu não acredito no que eu vi... Suga estava se tocando e gemendo meu nome! 

– A-ah... s/n... V-você é t-tão p-per-perfeita... Aish! A-aah... U-uuh... – Ele gemeu com os olhos fechados ainda se tocando.

  Meu deus! O que deu no Suga?! 

  Seus gemidos eram a única coisa que se dava para ouvir naquela casa, eles se ecoavam por todo lugar. 

– A-AH S/N!!! – Dessa vez ele soltou um gemido simplesmente alto, pude perceber que ele chegou ao seu ápice e seu líquido saiu... Meu deus, eu até que estava gostando de ouvir aquilo, mas pera, o quê?!..

  Decido voltar para o quarto, me deito na cama e falo um manhoso “Suga Oppa”... Isso deveria fazer com que ele percebesse que eu já estava acordada, ouço passos e de repente ele aparece na brecha da porta.

– S/n! Você acordou! – Ele diz se sentando na beirada da cama.

– Sim eu acordei, por que saiu da cama? – Questionei.

– Eu achava que estava atrapalhando seu sono então decidi te deixar dormir sozinha. – Hum, sei.

– Ah, okay... São que horas? – Pergunto me sentando.

– Ainda são quatro da tarde. – Ele responde se aproximando a mim.

– Aconteceu alguma coisa aqui? – Abaixei a cabeça.

– N-não... Por que? – Vi ele ficar um pouco corado.

– É que eu ouvi alguns gemidos... E esses gemidos estavam gemendo meu nome... – Digo olhando pro teto.

– Não foi um sonho? N-nada disso aconteceu aqui... – Ele responde um pouco gago.

– É deve ter sido... Mas vamos esquecer isso. – Digo.

– Tá bem... 

– Quer fazer alguma coisa hoje a noite? – Questionei me deitando em seu colo.

– Tipo o quê? – Ele começa a mexer em meus cabelos.

– Tipo assistir um filme... Jogar um jogo... O qualquer coisa que você “quiser”. – Digo sorrindo.


– Por mim tudo bem... – Ele respondeu.

– Posso perguntar uma coisa? – Coloco minha mão em sua coxa.

– Pode.

– Por que... Você me deu aquele selinho? – Fiquei corada.

– Ah... É que me deu uma baita vontade de sentir seus lábios nos meus... Eles são tão fininhos e lindos... – Ele passa um dedo sobre meus lábios.

– E por que não me beija agora? – Dei um sorriso de lado.

– O quê? 

– Por que não me beija agora?!! – Aumentei um pouco o tom se voz.

– V-você... Deixa? – Ele pergunta.

– Claro, se já aconteceu uma vez, por que não pode acontecer de novo? – Saio de seu colo e me ajoelho em sua frente, colocando minhas mãos em seu rosto.

– Então tá bem... – Ele sorri e se aproxima mais a mim.

  Sinto uma de suas mãos em meu rosto e logo nossos lábios se juntaram. Dessa vez não foi um selinho mas sim um beijo de língua. Estava sendo um beijo lento e gostoso de se ter e claro que eu estava gostando, os dedos da mão de Suga adentraram meu cabelo e eu envolvi meus braços em seu pescoço. A falta de ar chegou e paramos de se beijar.

– Viu? Não é bom acontecer de novo? – Questionei ainda com meus braços em seu pescoço.

Me beija de novo...Dessa vez em meu colo. – Ele falou ofegante. – Por favor s/n...

– Okay. – Respondi e me sentei em seu colo.

Sinto as mãos dele em meu quadril e de repente ele envolve os braços em minha cintura. Juntei novamente nossos lábios e iniciei mais um beijo e era que nem o de antes, um beijo calmo e cheio de amor. Rebolei de leve em seu colo e pude sentir as mãos dele subindo para os meus seios, claro que eu gostei daquilo. Ele começou a apertar levemente mas mesmo assim me fez soltar um leve gemido durante o beijo. 

Gostosa...! – Ele sussurrou em meu ouvido.

  Sorri com aquilo e continuei a beijá-lo. Depois de um tempo, paramos pela falta de ar.

– Satisfeito Oppa? – Questionei.

– Mais que isso. – Ele me rouba um selinho.

– Hum! Agora vai pra sala, eu quero tomar um banho. – Digo ainda em seu colo.

– Tudo bem... – Ele toca em meu nariz, fazendo um carinho mesmo.

Sai de seu colo e esperei ele sair do quarto, fechei a porta e peguei uma toalha; fui para o banheiro e me despi, joguei as roupas no cesto e coloquei minha toalha no porta-toalhas, entrei no box e liguei o chuveiro e eu já podia sentir a água caindo pelo meu corpo, passei minhas mãos sobre cada parte e depois peguei a esponja, coloquei um pouco de sabonete líquido na mesma e comecei a passar a esponja por qualquer parte do meu corpo.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

  Terminei o banho e desliguei o chuveiro, sai do box e peguei minha toalha. Enrolei a mesma em meu corpo e sai do banheiro, fui para o quarto e fui até o meu armário, peguei uma blusinha preto e branco com um alienígena e uma saia preta, penteei meus cabelos e os amarrei em um coque bagunçado. 

Q.D.T

Já eram oito horas da noite e eu fazia “cachorros-quentes” pra mim e para o Suga, enquanto ele escolhia o filme. 

– Cê escolheu que filme? – Digo colocando a salsicha no pão.

– Na verdade eu escolhi quatro! – Ele respondeu.

– Quais?

– Doce Vingança 3, As Branquelas, Todo mundo em Pânico e 50 tons de cinza. – PERA, 50 TONS DE CINZA??! COMO ASSIM JAE TINHA COMPRADO ESSE FILME??

– Ah... Tá bom! – Digo voltando a terminar os cachorros-quentes.

  O acompanhamento foi um refrigerante de guaraná, coloquei o mesmo em dois copos e depois levei o prato e o copo para o Suga. 

– Vamos assistir qual primeiro? – Entrego o prato pra ele. – Não come antes do filme começar!

– É... Todo mundo em Pânico. – Ele coloca o prato em seu colo.

– Boa escolha. – Volto para a cozinha.

  Peguei meu prato e meu copo e fui para sala, me sentei ao lado de Suga e ele deu play no filme. O filme mal tinha começado e Suga já tinha começado a rir e eu também não me controlei, ri com as cenas do filme e eu quase que engasguei com o refri.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Algumas horas haviam se passado e nós dois agora assistíamos As Branquelas, eu estava deitada no colo de Suga e ele fazia carinho por todo meu rosto, pego sua mão e levo para a minha coxa e ele sem demora começa a fazer um carinho ali.

– Assim é melhor Oppa... – Digo baixinho.

  Assim como antes, me sentei em seu colo levei minhas mãos para o seu rosto e iniciei mais um beijo, o beijo dele era tão viciante e calmo e... Gostoso. Me dava vontade até de não parar, os braços dele envolveram minha cintura e de repente o beijo se aprofundou mais, mas né, a falta de ar chegou. Assim como o meu sono também.

– Oppa, me leva pra cama, eu quero dormir. – Digo fazendo um carinho em seu rosto.

– Calma Baby, eu quero fazer uma coisa com você. – Ele coloca uma mecha solta do meu cabelo atrás da minha orelha e leva sua boca até meu pescoço.

  Chupões... Era o que Suga fazia em meu pescoço, rebolei de leve em seu colo e comecei a dar gemidos baixos, sinto um ardido em meu pescoço e Suga tinha dado o maior chupão em meu pescoço.

– Agora sim, eu te levo pra dormir, minha Baby. – Ele me abraça e ficamos assim por um bom tempo...

[ S/N Off ]



Notas Finais


Espero que tenham gostado! ♡
Beijos da Unnie!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...