História My Little Brother - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Incesto, Vmin
Exibições 108
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!❤

Capítulo 3 - Chapter Three


Taehyung on.

Senti os raios de sol batendo no meu rosto, sentia um peso sobre mim. Jimin. Tirei ele com todo cuidado e peguei minhas coisas, precisava sair antes dele acorda, seria difícil me despedir, pensava "É apenas dois anos, passa rápido" "Eu conheço ele a pouco tempo" fui tirado dos meus pensamentos.

- Anda, você vai se atrasar! - apenas segui até o carro entro, fecho a porta e fico olhando pra "casa", logo vi o Jimin correndo até o carro, chorando.

- Hyung...fica comigo! - gritava, caiu e continuava a gritar.

- Para de birra, moleque! - ela olhava pra ele com desprezo.

- Desculpa, pequeno - fechei o vidro logo o carro começou a se movimentar, olho pra trás, e vejo Jimin correndo atrás do carro, aquilo fazia meu coração doer - Eu prometo voltar - sussurro.

•••

Dois anos depois...

Já estava contando pra casa, esses anos foram os mais lentos da minha existência, já estava na frente de casa, a única coisa que vinha na minha cabeça "Jimin", entro em casa, vou pro quarto, tomo banho, me arrumo. Já era hora de buscar o Jimin.

•••

A escola do Jimin era grande, o procurava naquela multidão, vejo, ele mudou tanto, corro até ele, cubro seus olhos.

- Quem é? - tentava tirar minha mão.

- Adivinha...- logo senti minhas mãos molhadas.

- Hyung, você voltou - seus braços me apertavam.

•••

Ele me levou pra de trás da escola, ele tava encostado na parede.

- Como foi esses anos? Muitos amigos? Namoricos? - riu, recebi uma tapa no braço - Continua agressivo!

- Hyung, eu tenho alguns amigos, eu não tenho namorico - fez bico, que saudades disso.

- Nem beijinhos, pequeno? - me aproximei.

- N-ão h-yung! - gaguejou. Deixo um pequeno beijo sobre seus lábios.

- Casa? - sorrio.

- Não, por favor! - disse quase chorando.

- O que aconteceu enquanto eu estava fora? - o abraço.

- Ela me bate todos os dias, me deixa sem comida, me tranca no porão aquele lugar é cheio de insetos...- sua voz era baixa e chorosa. Ele deve ter sofrido tanto.

- Agora estou aqui... lembra? - acaricio seu rosto e o olho.

- Você vai me proteger, você prometeu né hyung?! - um sorriso apareceu no seu rosto, não de felicidade e sim de esperança.

- Exatamente, meu pequeno!

•••

Ele corria atrás do moço do algodão doce e me puxava, conseguimos alcançar, tentava recupera o ar e ele já pedia o algodão doce. Ele sentou na grama, seus lábios cheinhos estavam sujo.

- Hyung, como foi lá? - deitou a cabeça nas minhas coxas.

- Eu peguei todo mundo - seguro o riso.

- Pegou todo mundo?! - sentou e ficou de costas pra mim.

- Tão adorável com ciúmes! - sorrio.

- Eu não estou com ciúmes - seguro o riso.

- Claro que não - o abraço, ele resmunga alguma coisa apenas o aperto - Eu não fiquei com ninguém! - não falou mais nada depois disso, não demorou muito e já estávamos a caminho de casa.

- Hyung...- seus olhos estavam fixados no chão, apenas soltei "hm" pra ele prosseguir - Porque não ficou com ninguém?

- Porque eu só pensava em você - o abraço de lado - Mas isso fica entre a gente, entendeu?!

- Entendi...

•••

Passamos a tarde toda no quarto assistindo alguns desenhos escolhido pelo outro, mas minha cabeça estava bem longe dali.

- Hyung...- sento no meu colo - Parece que alguém está pensando.

- Estou pensando- sento ainda com ele no meu colo - Aqui não - tiro ele dali, seus lábios formaram um pequeno bico.

- Porque não? - sentou no meu colo mais uma vez, deito e ele logo deita por cima de mim, com uma perna de cada lado - Consigo escutar seu coração! - ri e o apertei, logo apaguei estava cansado a viajem foi cansativa.

•••

Já era de manhã, Jimin já estava se arrumando para ir a escola e eu no momento brigava com o sono meu inimigo todos os dias, respiro fundo mais uma vez naquela manhã e sinto um cheiro de perfume.

- Cheiro de perfume! - sento e sorrio.

- N-ão s-into nada...- gaguejou, riu e o olho.

- Acho que alguém quebrou o perfume - vou até ele - se machucou?

- Não, mas era meu perfume preferido! - fez bico.

- O meu cheiro devia ser o seu preferido...- faço bico - Não gosta?

- Eu gosto...mas meu perfume eu posso usar! - logo seus braços pequenos me envolvem - Poderia passar o dia assim!

- Mas não pode, escola senhor Jimin! - ele resmunga alguma coisa - Posso deixar você na escola?

- Claro que pode! - sorrio - Mas tem que tomar banho.

- Eu tô fedendo, Park Jimin? - o olho.

- Não é isso, você ta com cara de morto!

•••

- Está entregue! - me encosto na árvore.

- Hyung, eu quero ir pra casa, não tem nada hoje! - fez bico, se não tivéssemos em público, atacaria esse bico.

- Hoje é o último dia de aula, vá se despedir dos seus amigos! - sorrir.

- Ok...não precisa vir me buscar! - me abraçou - A omma do Kook, vai me deixar em casa - assinto, ele logo corre até o grupinho de amigos.

•••

Taehyung off

Jimin já estava em cima do seu hyung, ainda de farda, mesmo sendo por poucas horas pra ambos era uma eternidade.

- Como foi a aula? - Taehyung acariciava os cabelos negros do menor.

- Foi legal, eu ganhei chocolate...- sorria.

- Ainda tem? - assentiu - Eu quero! - o mais novo levantou, pegou o chocolate que se encontrava na sua mochila logo entregando ao mais velho - obrigado!

- Hyung, uma menina me deu esse papelzinho! O que será? - tentava ler o bilhete.

- Deixa eu ver! - logo o mais novo entregou - "Oppa, meu coração acelera quando te vejo, você é diferente de todos os outros meninos, eu gosto muito de você! Boas férias! Espero te ver logo, beijos." - Recitava e o menor ficava cada vez mais corado.

- Hyung...- Taehyung o olhava sorrindo, mesmo morrendo de ciúmes por dentro.

- Iludida, você é meu! - o mais novo logo pulou nos braços do outro.

- Não ficou com raiva? - o mais velho apertava o outro quase sufocando o menor.

- Claro que não! Quem não se apaixonaria por essa perfeição? - a única coisa que tinha naquele quarto, era amor, sorrisos de ambos, carícias trocadas sem segundas intenções, apenas carícias simples e ao mesmo tempo cheias de sentimentos. Tarde passou rápida na concepção de ambos.


Notas Finais


Finzinho. Obrigadin!❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...