História My Little Brother - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Death Note
Personagens L Lawliet, Light Yagami, Matt, Mihael "Mello" Keehl, Misa Amane, Nate "Near" River, Personagens Originais, Watari
Tags Melloxnear Yaoi Incesto
Visualizações 65
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Re postando aqui ^^

Capítulo 1 - Prólogo


Fanfic / Fanfiction My Little Brother - Capítulo 1 - Prólogo

Quando eu poderia imaginar que alguém como eu poderia ter tanta         felicidade ?

Não, Não estou falando de dinheiro, ou qualquer bem material que ele compre, Ou qualquer um dos títulos que são direcionados a mim.


"Maior detetivedo mundo"

"Mente mais brilhante do século…"


São Bobagem, falo de algo realmente importante. Eu cresci achando que nunca iria conhecer a palavra felicidade, Não que minha vida ao lado da minha família, que era somente Watari E sua esposa Fosse infeliz, Mas construir uma família..., Era algo surreal para um adolescente "excêntrico".

A palavra “Paternidade”, Também estava extremamente longe da minha mente.Pensar que alguém como eu Poderia se tornar um bom pai…

Mas, Quando coloco Mihael e Nate para dormir, sou invadindo com sentimento  fortes.




No verão de 1989 fui convocado,Ou melhor. Imploraram que eu ajudasse resolver uma série de roubos na cidade de Berlin.lá conheci Leona Keehl, Uma detetive alemã que trabalhou com Watari a 2 anos.

Ela era brilhante com apenas 23 anos de idade foi uma das melhores detetives com quem eu já trabalhei, mas ela colocava suas emoções a frente da Razão muitas vezes e atrapalhava o Caso. Mas sem nenhuma sombra de dúvida ela era uma das mulheres mais lindas que já vi.

Tivemos um breve relacionamento, ela  engravidou,conversamos sobre aquilo ela disse que não queria ser mãe. Não conseguia não me achar culpado, ela carregava uma vida. Uma vida que eu também fui responsável por acontecer.  Então chegamos a um acordo, O filho seria somente meu.


Se eu tive medo ?,Sim e muito...

Mas quando o peguei nos braços pela primeira vez todo aquele medo foi embora, só de ver aquele pequeno ser sorrindo e brincando fez meu coração aquecer a um ponto que eu não enxergava a minha vida sem  meu filho.



Dezembro de 94 fazia dois meses que eu já tinha tirado um tempo para me dedicar ao meu filho ele já estava com cinco anos, 

E  a definição do que ele se tornou, É uma criança realmente enérgica.Era incrível como ele se parecia com Leona com a pouca diferença das tonalidades do cabelo e dos olhos, Os dela eram mais claros.

Infelizmente todos queriam que o grande L ajudasse Em Mais Um Caso, E a razão de ter aceitá-lo foi sua localização.

Em Winchester, dessa vez era uma série de assassinatos, Que ocorriam no intervalo de duas em duas horas, lá conheci a doce Joan River.


Ela era uma ótima detetive diferente de Leona ela não colocava suas emoções em nada que se relacionasse ao caso,Uma era o oposto da outra. Mas eram igualmente lindas.


Eu já tinha percebido sua queda por mim, Em uma noite ela disse o que Sentia em relação a mim. Nós tivemos um relacionamento até o caso acabar, Mas eu já tinha Mihael em minha vida, Quando ela disse que estava grávida eu fui Claro. Caso ela não quisesse a criança eu seria seu único responsável, E ela não poderia vê lo.


Então pedi que ela fosse em frente com a gravidez, então meu pequeno nate nasceu. Ele se parecia com a sua mãe mas alguns de seus traços se assemelham  aos meus diferente do meu pequeno loirinho que só se assemelha a mãe.


No começo, Ele apresentava muito ciúme relação a pequena novidade, Watari dizia que eu Mimei. O fato de ele nunca ter convivido com outra criança ajudou muito para o seu ciúme.

Mais uma noite especial nate deu seus primeiros passos e adivinha ao encontro de quem ele foi ? isso mesmo de seu irmão mais velho.  Foi uma das noites mais felizes e lindas da minha vida.




Sempre mantive minha localização em segredo por questões de segurança e depois que meus filhos nasceram tive que    aumenta-la ainda mais.

Muitos matariam só para ver o meu rosto, Imagine se descobrissem que eu tenho uma família. As possibilidades de alguém machucá-los….

Só a ideia de ver meus filhos machucados me angustia.

Quando somente éramos Watari e a mim, Nunca fomos muito radiais com a nossa segurança, Decidi que não seria algo saudável para as crianças não terem um lar fixo. Providenciei uma Casa em uma área isolada das demais, em Winchester. Minha rotina nunca Seria algo saudável para eles.

Toda educação Fora em casa,não permitiria exposição deles. Acho que sou Um pouco super protetor ?, Sim e muito, Mas eu faço pelo bem deles.


Minhas visitas aos orfanatos ficaram mais frequentes Desde os Dois nasceram, Eu comecei a me preocupar com cada criança do Orfanato.As crianças apesar de serem muito habilidosas tinham problemas com a interação social.muitas foram maltratadas Antes de chegarem ao Orfanato.


Mas nenhum daqueles jovens prodígios Nunca mais seriam maltratadas.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...