História My little Cass - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Castiel, Dean Winchester, John Winchester, Personagens Originais, Sam Winchester
Tags Castiel, Dean Winchester, Drama, Família, Sam Winchester, Supernatural
Exibições 49
Palavras 1.105
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá meus amores, sei que já estou até a cabeça de fanfic, mas eu estava dando uma olhada em minhas antigas histórias(Que nunca cheguei a publicar) e encontrei essa aqui.
Traz uma abordagem diferente, não será Destiel (Nada contra, tato que tenho fics do gênero). Aqui Cass possui outro tipo de relação com Dean.
Se passará em uma realidade alternativa, sem anjos, caçadores ou demônios.
E já devo avisar que se tratará de uma fanfic bem... forte.
Espero que gostem amores :)

Capítulo 1 - Surpresas



   Um jovem homem de pele clara e cabelos loiros, tomava um drink acompanhado de uma belíssima morena de olhos castanhos.
  — Quando vai me convidar para sair daqui Dean? -Pergunta a mulher, de forma sedutora enquanto mexia no cabelo.
  — Que tal agora? -Sorri o loiro, deixando a taça sobre o balcão.
  Estavam em uma festa particular de um amigo da família de Dean. Essas festas sempre eram horríveis, e ele sempre arrumava alguma distração para passar o tempo. Aquela noite a distração se chamava Rachel.
 — O que estamos esperando?
   Ele sorri e segura em sua mão, a dama o acompanha em direção as escadas, seu vestido longo e elegante ,cor de pérola, combinando perfeitamente com seu tom de pele, Dean já imagina quanto tempo levaria para tirar aquela preciosidade da mulher mais bela daquela festa.
   Estava usando terno e gravata, uma roupa social que lhe deixava ainda mais atraente do que já era.
   Subiram sigilosamente, Dean já conhecia a casa portanto lhe conduziu até um dos quartos que sabia que estaria vazio. Fechou a porta atrás de sí ,e sorriu para a dama que lentamente se deitou na cama ,tirando os sapatos.
  — Vai ser uma noite divertida. -Murmura o belo rapaz, afrouxando a gravata.
   Teve uma das melhores transas da sua vida ,a mulher parecia incansável.
   Mas quando finalmente terminaram percebeu que Rachel não demorou para pegar no sono. Se levantou sem cuidado nenhum, já havia conseguido o que queria. Se vestiu e mesmo assim a mulher não despertou. Suspirou e escreveu uma nota que deixou sobre a mesa de cabeceira: "Foi uma ótima noite, pensei em te acordar, mais você fica linda dormindo...espero te ver novamente.”.
   Saiu do quarto enquanto arrumava a gravata, voltando para a festa como se nada tivesse acontecido.
   Passa o resto da noite conversando com diferentes pessoas, até decidir que já estava na hora de voltar para casa.
   Embora tivesse muito dinheiro e pudesse comprar qualquer carro que quisesse, Dean amava os clássicos, e ainda quando era um adolescente seu pai comprou um Chevy impala 67 para que o filho pudesse usar em dias se lazer, ele simplesmente amava o carro como se fosse seu bebê.
   Havia vindo com ele há a festa, adentrou no carro e dirigiu rumo a sua mansão, que não ficava muito longe dali.
   Odiava festas como aquela que acabara de sair, festas sociais dadas por pessoas da classe mais alta, onde nada de divertido acontecia. Gostava mesmo de festas em clubes e pubs, festas de verdade.
   Dirigiu cerca de vinte minutos antes de chegar em casa, os portões de aço, perfeitamente desenhado. Os muros altos, cada detalhe deixando a propriedade ainda mais bonita.
   Estacionou o impala na garagem, onde estavam outros 7 carros, cada um diferente do outro, desde o clássico até o carro do ano.
   Entrou na enorme mansão, tudo estava silencioso, confirmando que o magnata morava completamente sozinho. Nesses momentos Dean dava conta de como sua vida era solitária, mas com alguns copos de whisky tirava esses pensamentos da cabeça.
   Toda vez que ficava só, sentia a falta de alguém, não conseguia entender como podia se sentir assim, com tanto dinheiro, ele podia ter o que queria, qualquer garota que quisesse. Mais tudo isso parecia tão pouco...
   Tira os sapatos pelo caminho, e se joga no sofá, estava com preguiça de ir até seu quarto, e o sofá era bem confortável, não era a primeira vez que dormia ali.
   Fechou os olhos e pouco tempo depois já estava adormecido.
   Acordou com a campainha tocando, o som era alto e era impossível alguém não ouvir, mas decidiu ignorar. Estava exausto e não queria atender ninguém. Se irritou ao ver que a pessoa era insistente, olhou que horas eram em seu relógio de pulso, passava das duas da tarde. Dean se perguntou quem ia na casa de alguém tão cedo?
   Decidiu que não valia a pena levantar para ver, uma hora desistiriam de tocar.
   Abriu os olhos e ficou esperando a merda da campainha parece de tocar.  Bufou irritado.
   Seu celular começou a vibrar.
  — Tiraram o dia de hoje para me atormentar? -Gritou sentando-se no sofá de má vontade. Não reconheceu o número, mas atendeu querendo acabar logo com aquilo.
 
Ligação on...
 
  — Diga.                               
  — Dean?
  — Depende... quem está falando?
  — Você está em casa?
  — Quem está falando?
  — Sou eu... Castiel.
   O loiro desliga o celular sem dizer nada.
 
Ligação off...
 
 
   Levanta-se e caminha com passos rápidos em direção a porta, aquilo só podia ser uma brincadeira. Não podia ser Castiel, o garoto estava estudando na França. Não deveria estar ali.
   Abre a porta e caminha ainda mais rápido pelo pátio, o quintal era grande. Parou quando chegou ao portão. Viu o que não esperava ver. Um belo rapaz estava sentado na calçada, ao seu lado estava uma mala de viagem grande. Ao ver o dono da mansão o rapaz se levanta rapidamente. Seus cabelos castanhos estavam desgrenhados, e os olhos de um azul profundo fixos no homem a sua frente.
   Dean ficou alguns segundos lhe encarando sem dizer uma palavra sequer, não estava conseguindo acreditar que aquele dali era o Castiel que conhecia. Como ele havia mudado tanto?
   Fazia quase oito anos que não o via. A última vez que o vira, Castiel não passava de um garotinho, pequeno e travesso. Agora já era praticamente um homem feito, era mais baixo que Dean, deveria ter cerca de 1,78 de altura...o corpo bem definido não lembrando nada do garotinho que um dia fora. O cabelo parecia mais escuro do que o mais velho se lembrava. A única coisa que permanecia desse garotinho eram a cor dos olhos, sempre azuis, embora agora possuíssem um brilho diferente.
   O rapaz sorriu levemente.
  — Pensei que não iria me atender. -Murmurou timidamente.
   Dean digitou uma senha na parede e os portões se abriram.
  — Cass? -Teve que perguntar, o chamava assim quando era pequeno, e precisava ter certeza que aquele ali, bem na sua frente era o mesmo que conhecia.
  — Você não mudou muito... -Diz ele, arrastando a mala para dentro dos muros.
  — Não posso dizer o mesmo de você...
   O garoto para diante do mais velho e lhe estende a mão em forma de cumprimento. Dean faz o mesmo, sem ter ideia nenhuma do que fazer. Não seria mais prudente se abraçarem? Fazia anos que não se viam. Mais a iniciativa não partiria dele, disso tinha certeza.
   E ao parecer muito menos de Castiel, que voltou a segurar as malas, dando a entender que aquele seria o único contato físico que teriam.
  — O que faz aqui?
   O garoto sorri, antes de responder:
  — Vim passar as férias em casa... Será que eu posso ficar papai?
  
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro ortográfico, ou de formatação. Prometo que se ficar ruim irei rever.
Comentem o que acharam, se devo continuar ou não... A decisão é de vocês amore :D


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...