História My little desire - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 1
Palavras 1.192
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Só avisando ela é bipolar '-'
Desculpe os erros!

Capítulo 2 - Olhares


Fanfic / Fanfiction My little desire - Capítulo 2 - Olhares

Pov's Henrique Araújo

- HENRIQUE DESCE LOGO VOCÊ VAI SE ATRASAR - como vocês deve ter percebido me chamo Henrique Araújo, tenho 15 anos e, gosto de cantar e jogar vôlei, só bom em matemática, e muito bonito, cobiçado por todas. Desço a escada e vou para sala tomar café

- Bom dia - falo sonolento

- Bom dia - respondem em coro

- isso que dá dormir tarde, eu avise pra você dormir cedo menino - disse minha mãe ela se chama Catarina, e meu pai se chama Gustavo

- Eu nem dormi até tarde só fui dormir 2h:20 da manhã - falo bocejando

- nossa imagine se tivesse dormido cedo - fala meu pai. Termino de tomar café e do tchau para meus pais e vou pegar minha Ferrari Preta, amo esse carro, só não ganha da Bugatti. Entro no carro e vou em direção ao inferno, ops colégio. Quando entro no colégio várias meninas me olham nem dou atenção, com certeza peguei todas, agora só quero uma, Larissa.

Ando em direção a sala e me sento esperando o professor chegar. Em quanto espero, Larissa entra junto com sua amiga, cara essa mina é muito gata, assim que ela senta o professor entra na sala é começa a dar aula.

~~ Triiim

Graças a Deus que acabou, essas aulas estavam insuportável, nenhuma de matemática pra salvar. Espero todos sair e vou para cantina compro um sanduíche e um refrigerante, como tudo e vou para quadra hoje tem jogo de vôlei, como sou o melhor não posso faltar se não, vamos perder feio. Entro na quadra e vejo Larissa e sua amiga conversando, quando ela olha pra mim intensamente, como se soubesse sobre todos o meus pecados, pisco pra ela é vou para minha posição na rede.

O jogo acaba e ganhamos por três sets a zero, somos fodas. Quando termina o jogo vou até Larissa e dou um beijo e sua bochecha, ela faz cara de nojo

- porra Henrique cê tá todo suado - ela fala com cara de nojo

- desculpa amorzinho- falo fazendo cara de gato que caiu da mudança

- amorzinho? - ela fala fazendo uma careta engraçado. Sorrio e dou um beijo no canto de sua boca, e saio andando sorrindo. Essa mina ainda vai ser minha. Vou no banheiro tomo um banho, me arrumo e volto para sala, entro na sala e Larissa me olha e cora, sorrio e sento no meu lugar. O professor de matemática entra e fala

- hoje teremos prova, e eu vou formar as duplas - fala o professor. A turma toda fica espantada, menos eu, ainda bem que eu sou bom em matemática, tomara que o professor me coloque com a novata gatinha.  O professor começa a formar a duplas.

- Joyce e Ian - o professor fala. Joyce faz uma cara triste para a amiga, ela teve sorte o Ian é o nerd da turma.

- Larissa e Henrique - fala o professor, pega porra fala em meu pensamento, ela pega sua cadeira e coloca do meu lado. O professor começa a falar o restante das duplas, depois começa a distribuir a prova olho a prova, tava muito fácil.

- você consegue fazer alguma coisa - pergunto para ela. Ela faz sinal de negação, dou uma risada anasalada, essas questões são de 9 ano. Começo a resolver e vou explicando para ela. Terminamos e eu entrego a prova, o professor fala que podemos conversar e mexer no celular, Larissa pega seu celular e começa a ouvir música observo ela, até que ela me olha, e pergunta

- quer ouvir?

- Eu espero que você não tenha um mal gosto - Eu falo, ela da uma risada anasalada. Ela coloca pra tocar Guns n' Roses.

- caralho essa é minha banda favorita - falo empolgado. Ela sorri

- só não é melhor que Legião urbana - ela fala

- nisso eu vou ter que concordar, mas para mim Guns n' Roses e a melhor. - falo. Ela sorri.

- tchau vou voltar pro meu lugar - ela fala, nem tinha percebido que o professor saiu da sala. A professora de Português entra, e mais uma aula chata começa. A campa bate e vou no estacionamento pegar meu carro entro nele, vou seguindo caminho quando vejo, Larissa, na parada de ônibus, tem um velho barrigudo, quase comendo ela com os olhos, sobe uma raiva em mim paro o carro e desço.

- amorzinho tava te procurando - falo dando um selinho nela

- desculpa amorzinho, e que eu preciso chegar cedo em casa, por isso vim logo para parada, desculpa não te espera - fala ela olhando no meus olhos, eu via no olhos dela que ela precisava de ajuda. Até que ela me dá um beijo, que puta que pariu, quase eu gozo aqui mesmo. Paramos ofegantes, pego em sua mão e abro a porta do carro para ela entrar, ela entra e eu fecho, nossa já tô até cavalheiro, cara o que essa menina tá fazendo comigo. Entro no carro e começo a dirigir sem rumo

- o-obrigado - ela fala corada

- de nada amorzinho - falo dando uma piscada para ela, ela faz uma careta

- acho melhor você mim deixar aqui, eu vou andando o resto do caminho - ela fala olhando para mim

- que isso amorzinho faço questão de deixar você em casa - falo

- não precisa me salvado daquele velho barrigudo, está bom demais amorzinho - ela fala, dando destaque ao "amorzinho".

- fala logo onde você mora - falo estressado

- é só você pegar a direita, ir direto e pegar a esquerda. - ela fala com cara de bunda, até assim ela é linda. Faço o percurso que ela falo. Ela mora em uma casa simples, mas parece bastante aconchegante.

- está entregue amorzinho - falo

- obrigado, você quer entrar - ela fala.

- claro - falo. Descemos do carro, ela abre a porta da casa.

- fica a vontade - ela fala, ela vai na cozinha é pega um copo de água, e me oferece

- quer? - pego o copo de sua mão, e bebo

- vou fazer um lanche você quer? -ela pergunta. Minha barriga ronca na hora. Do um sorriso pra ela, como resposta

- vem vamos, você vai me ajudar - ela fala. Ela fala pra mim pegar o pão dentro do armário, pego pão e começamos a fazer vários sanduíches, fazemos uns 6 sanduíches, eles estavam muito bom, quando terminamos ela começa a lavar a louça e eu vou enxugar.

- não precisa, eu sei que você não tem o costume de fazer isso - ela fala.

- Eu vou ajudar e não adianta nem questionar - falo.

Quando terminamos fomos assistir arrow já falei que essa é a melhor série do mundo, não, poiser agora eu falo, essa é a melhor série do mundo, acho que não existir melhor amo demais, parece que a Larissa também gosta bastante, ela está bastante concentrada, pego na mão dela e ela me olha e sorri, quando vou me aproximar para beijar ela de surpresa...

 


Notas Finais


Até o próximo capítulo
Bye *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...