História My little fluffy hybrid (JIKOOK) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Híbrido, Jikook, Jimin Bottom, Jimin Híbrido, Jimin Passivo, Kookmin, Namjin, Taeyoonseok
Visualizações 311
Palavras 1.353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Visual Novel, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Cheeeeguei bolinhos, desculpem a demora, mas aconteceu umas coisas, por isso não postei ontem.
Boa leitura.

Capítulo 6 - O bonde maravilha❤


*No outro dia *


—JEON JUNGKOOK, ABRE A PORRA DESSA PORTA AGORA!. - Acordo com algum desesperado/desocupado berrando e batendo na minha porta, que mania desse povo de me acordar gritando. Só não cai do sofá porque Jimin está dormindo em cima de mim.

—Tem alguém gritando Kookie.- Jimin fala se sentando na beira do sofá, ele estava fofo com a carinha amassada, por conta do sono, Jimin coçava os olhinhos e bocejava.

—ABRE OU EU VOU ARROMBAR. - Levanto em um pulo do sofá e procuro a chave pela sala feito um louco, no percurso bati com o dedo mindinho na quina da mesa, oh porra pra doer! Jimin só sabia rir da minha cara.

—JUNGKOOK!. - Outro grito.

—JÁ VOU CARALHO!. - Grito, vou em direção a porta e a destranquei, abrindo em seguida. Dei de cara com o bonde maravilha.

—Pensei que tinha morrido. - Tae fala invadindo minha casa em seguida.

—Pode entrar Tae. - Falo irônico, em seguida os outros 4 entram.

—Você sumiu depois da festa, não ligou, não foi pra faculdade, ficamos preocupados. - Namjoon fala.

—Correção, o Jin e o Tae ficaram preocupados, eu sabia que você estava bem, até porque notícia ruim chega logo.-Yoongi e sua sensibilidade de sempre. Ontem tive que levar Jimin ao hospital, acabei esquecendo da faculdade.

—Eu devia te dar umas boas chineladas pra ver se você aprender a usar o celular e avisa que não vai pra faculdade, e não matar a gente de preocupação, seu moleque!. - Jin diz quase arrancando minha orelha.

—Ai ai Omma. - Digo massageando minha pobre orelhinha.

—Coitada da bolacha Omma. - Hope fala se acabando de rir junto ao outros. Todos nós fomos para a sala, onde se encontrava um Jimin sentado no sofá na famosa posição “perninha de índio” (pelo menos eu conheço assim) os meninos encaravam Jimin boquiabertos. Não é todo dia que se ver um híbrido de gato.

—Gente esse é o Jimin. - Falo e vou para perto do mesmo que me olhava meio assustado. —Oi Jimin, eu me chamo Jin. - Omma se apresenta, ele se aproxima do rosinha e o mesmo dá um pulo do sofá e se esconde atrás de mim.

—Tá tudo bem neném, eles são meus amigos. - Tranquilizo ele, Minnie parece relaxar um pouco e volta a se sentar no sofá.

—Esses são; Jin que já se apresentou, ele é a Omma do grupo. - Digo apontando para o loiro. —Esse poste ai é o Namjoon também conhecido como deus da destruição, ele é o Appa do grupo. - Namjoon dá um sorriso na direção de Jimin.

—Aquele ali com cara de alien é o Taehyung.- Tae joga uma almofada do sofá em minha direção, a mesma passa direto e eu lhe mostro o dedo do meio em resposta.

—O todo sorridente é o Hoseok também conhecido como J-hope ou Hope. - Jimin prestava atenção no que eu falava.

—O albino ali é o Yoongi vulgo Suga ou açúcar trevoso. - Suga me olha com a mesma cara de tédio de antes.

—Oi.- Meu gatinho fala meio tímido.

—Oi. - Os meninos falam.

—Bom, eu não fui pra faculdade porque tive que levar Jimin para o hospital. - Digo, os meninos me olham espantados. —Aconteceu alguma coisa?. - Tae pergunta.

—História longa. - Falo pensando em tudo que aconteceu.

—Temos tempo. - Namjoon se pronuncia.

Resolvo contar tudo a ele, conto como conheci Jimin, como foi a consulta no hospital e peço permissão a Jimin para contar a sua história, o mesmo permite, mas passa todo o tempo escondendo o rosto com as mãozinhas, ele tem muita vergonha de tudo o que aconteceu, só que quem tem que sentir vergonha não é ele e sim o monstro do tio dele.

—Que filho da puta! Como ele machucou um garotinho fofo desses?. - Hope pergunta indignado após eu relatar todo o ocorrido.

—Tem cada monstro a solta por aí . - Tae diz.

—Desgraçado! Merece morrer mofando atrás das grades. - Namjoon fala entre dentes.

—Olha Jimin, nada que eu falar agora vai diminuir o que você tá sentindo, essa sensação de vergonha, de repulsa de si mesmo, mas saiba que você não tem motivos nenhum pra se envergonhar ou sentir repulsa, você foi uma vítima de um maluco, sádico e psicopata. E algum dia ele vai prestar conta de tudo que ele te fez! Eu e todos aqui sempre vamos estar com você pro que der e vier, saiba disso. - Omma falava emocionado olhando nos olhos do pequeno gatinho que derramava algumas lágrimas silenciosas, Jimin se levantou rápido e como um jato atravessou o espaço entre ele e Jin, chegou perto do loiro e o abraçou apertado, Omma só sabia chorar e abraçar Jimin.

—Jimin agradece, muito obrigado por cuidarem do gatinho. - Fala baixinho se separando do Jin.

—Ele fala em terceira pessoa...fofo.-Yoongi fala sorrindo, my God o Suga tá de bom humor, vai chover só pode!

—Meu anjinho vá tomar banho para depois tomar café da manhã. - Pesso.

—Tá bom kookie.

—Pode escolher uma roupa minha, depois temos que comprar roupas pra você. - Digo, Jimin assenti com a cabeça e vai em direção ao quarto.

—É muito bonito o que você tá fazendo por ele filhote. - Jin fala indo se sentar no sofá.

—É verdade, outro em seu lugar o abandonaria. - Appa diz e se senta ao lado de Jin.

—Eu sei que faz pouco tempo que eu conheço o Jimin, mas eu já me apeguei tanto aquele gatinho manhoso que só de pensar na hipótese de deixá-lo, meu coração dói. - Falo, sem perceber lágrimas rolavam soltas por minhas bochechas, eu estou chorando?. Passo a mão por meu rosto e limpo as lágrimas teimosas.

—Assim Kook, por algum acaso teria a possibilidade de você estar… Assim… Como posso dizer isso?!. - Tae diz sorrindo todo bobo, aí vem merda!.

—Para de enrolar Tae diz logo!.-Peço já agoniado.

—É Taetae, para de enrolar! Quero saber se é a mesma coisa que eu tô pensando. - Hope diz curioso.

—Eu acho que é a mesma coisa que todo mundo aqui tá pensando. - Suga fala, esse açúcar negro ainda tá acordado, faz 5 minutos que ele se jogou na poltrona e fechou os olhos, achei que tinha caído na hibernação.

—Calma gente, deixa o Tae falar. - Omma fala e em seguida solta um sorrisinho cúmplice para Taehyung.

—Teria a possibilidade de você estar apaixonado pelo Jimin?. - Taehyung pergunta rápido. Apaixonado? Não acho que eu esteja apaixonado, atraído talvez, ah não sei o Park me deixa confuso!.

—E-Eu não tenho certeza…Me sinto confuso em relação a ele.-Digo sincero.

—Ainda é muito cedo pra ter certeza, com o tempo tudo vai se esclarecer. - Omma fala e me olha com carinho, eu retribuo o olhar.

—O amor é uma droga! Te deixa vulnerável e só decepciona. - Suga murmura, mas mais parecia que ele estava falando consigo mesmo.

—Não fala assim Yoongi, você diz isso porque nunca se apaixonou. - Tae rebate.

—Que seja!. - Yoongi diz ríspido, se Tae soubesse que Suga já se apaixonou sim, e que já sofreu e sofre por amor até hoje, entenderia porque ele pensa desse jeito!.

—Bom, tenho que fazer o café da manhã do Jimin. - Digo.

—Ah eu faço, aproveito e faço pra todos nós. - Jin se oferece, ah como eu amo a comida do Jin, ele cozinha muito bem.

—Nesse caso eu vou tomar banho. - Falo.

—Vai lá, Tae me ajuda!. - Jin fala e Taetae assentiu. Saio da sala e vou para o quarto, Jimin estava secando os cabelos rosas com a toalha. Ele vestia uma blusa minha branca e uma calça moletom preta.

—Minnie quando terminar pode ir tomar café da manhã, Jin está fazendo, ele cozinha muito bem. Você vai gostar. - Digo enquanto pego uma toalha.

—Tá, Jimin vai só pentear o cabelinho e já já vai. - Fala, sorrio e entro no banheiro. Ah em pensar que ainda tenho que trabalhar hoje, acho que vou pedir pra um dos hyungs cuidar do meu anjinho. 


Notas Finais


Desculpe os erros, gente tô tendo que postar os capítulos pelo celular do meu namorado, pq o meu pifou aí estou com o dele, no meu celular eu tinha os capítulos todos revisados certinhos, já no dele estou tendo que elaborar outros novos e não tendo tempo de revisar. É isso, bjss.
Comentários?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...