História My little miracle Yoonseok - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 108
Palavras 1.855
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Então Galerinha
Cinco e meia da manhã
Eu podia estar dormindo
Mas não
Eu estou atualizando essa caralha
Por vocês
Leiam as notas finais
Perdoem os erro e boa leitura💜
Eu juro que o próximo cap tem focus Jikook, juro.

Capítulo 11 - Chapter 11- Irmão?


Fanfic / Fanfiction My little miracle Yoonseok - Capítulo 11 - Chapter 11- Irmão?

  Pov's Tae
Nesse último mês eu não faço nada a não ser evitar a Irene. Nem consigo dar atenção para Jae direito, ele não tem culpa disso.
- Taehyung você precisa por um fim nisso- Youngjae falava pela milésima vez- Se você não fizer isso, esquece que eu existo- o olhei triste, ele realmente estava machucado- eu cansei Tae, você só fica se escondendo, você não vive mais. Você sabe a quanto tempo não nos divertimos? Porra Taehyung
Ele bateu forte na mesa e foi para o quarto. Eu realmente estava acabando com tudo entre eu e Jae.
Olhei para o celular a minha frente, alcancei o aparelho e digitei o número da pessoa que me mandava mensagem todos os dias. Irene.

  ~Ligação on
Irene: Tae! Finalmente, por que não responde minhas mensagens?
Eu: Me encontra amanhã na praça do lado da escola as duas

  ~ligação off

Apenas deliguei o aparelho, me dirigi até a cozinha e tomei um copo de água. De certo modo, isso me fez bem, vou poder acabar com tudo isso.
Olhei para as escadas, segui até elas e subi até o quarto de Jae.
Abri a porta com calma, Young estava sentado próximo à janela, observando o nada.
- Eu liguei para ela... Vou resolver isso tudo amanhã à tarde- falei sentando-me ao lado dele
- Que bom- disse indiferente
- Jae...- falei manhoso, o abraçando e dando leves beijos em seu pescoço.
Ele arfou quando apertei seu membro por cima da calça. Coloquei minha mão por baixo de sua camisa, passando minhas mãos por seu abdômen. Ele virou para mim, puxando-me pela nuca para um beijo cheio de desejo. Deitei na cama, puxando Jae comigo. Continuamos o beijo até o ar realmente se tornar necessário. Retirei sua camisa e ele fez o mesmo com a minha.
Começou a distribuir beijos por todo meu rosto, seguiu para o pescoço até o meu abdômen, marcando ele. Retirou minha calça e começou a chupar meu membro já duro, lambia toda a extensão e isso só estava me deixando mais excitado. Ele fazia movimentos de vai e vem, logo senti meu pré gozo e ele percebeu. Parou de me chupar e retirou o resto de suas roupas.
- Por você ter feito eu esperar tanto tempo, você terá um castigo Kim Taehyung- olhei para ele com os olhos arregalados. Pronto me fodi- É um castigo leve... Eu não vou preparar você
Não tive tempo nem pra raciocinar direito quando senti todo o membro dele me invadir. Senti uma dor imensa na hora, que foi misturada com o prazer. Ele esperou um pouco e começou a dar estocadas calmas, acelerando os movimentos e me enchendo de prazer.
Ele não parou em mento nenhum, nossos corpos se chocavam de maneira excitante e o quarto era preenchido por nossos gritos de prazer.

Não conseguia pensar em nada, não conseguia falar nada, apenas aproveitar aquele momento junto a YoungJae. A dor e o prazer se minsutavam e me proporcionara uma sensação incrível.
Retirou seu membro de mim, o que me trouxe um vazio enorme
- Fica de quatro- ele pediu enquanto massageava seu membro.
Aquilo me excitou cada vez mais, ver ele todo suado, massageando seu pênis da forma mais sexy possível.
Fiquei de quatro, me praparando para sentir todo o prazer do membro dele em mim outra vez. Logo ele segura minha cintura e coloca todo o membro em minha entrada.

Gemi alto quando o mesmo começou com estocadas rápidas e cheias de desejo. Ele gemia alto a cada movimento e isso estava me deixando louco.
- Ahhh... Jae hmmm.... M-mais rápido.... Ahhh- só conseguia gemer cada vez mais alto com ele dentro de mim.
Jae começou a me masturbar em um ritmo descompassado e logo me desfiz em suas mãos. O mesmo aconteceu com ele algumas estocadas depois.
Deitamos na cama com nossas respirações completamente descompassadas e corpos extremamente suados.
- Eu te amo- falei voltando a respirar normalmente
- Eu também te amo seu idiota- ele diz e eu apenas o puxei para um beijo calmo.
Eu gostava de ter ele comigo e, de certa forma, já não sabia mais como ficar sem ele.

  Pov's YoungJae
Eu realmente estava chateado com Taehyung. Porra eu queria comer ele, já não aguentava mais resolver meu "probleminha" sozinho. Eu queria carinho mas aquele idiota só se preocupava com uma coisa. Irene Irene Irene. Aquela piranha voltou para estragar nossa vida.

Depois da incrível noite de prazer que eu e Tae tivemos estava na cozinha preparando o café quando me pego pensando em algo que não havia parado para analisar antes.
O que vai acontecer entre aqueles dois? A Irene não é flor que se cheire e ela vai com toda certeza tentar algo com Tae. Não posso deixar meu namorado tão fácil assim pra uma puta qualquer. Terminei o café e arrumei a mesa. Tae provavelmente estaria com dores por não ter preparado ele então levei um remédio para o mesmo.
Entrei no quarto e ele dormia calmo, agarrado às cobertas de um jeito fofo. Sorri bobo ao ver a cena e me direcionei até a cama para acorda-lo.
- Tae... Tae amor, acorda- faço carinho em seus cabelos- Vamos comer
- Hmm- ele se mexeu na cama e me olhou de uma forma doce- que horas são?- ele estava confuso
- São...- olhei no relógio do lado da cama- 10:35 por que?
- Ah, nada. Vamos comer
Ele sorriu e se levantou, mas sentou de volta quando sentiu uma dor forte que o fez gemer
- Ah eu trouxe um remédio- entreguei o remédio e água para ele- Você mereceu. Agora vem
Ajudei ele a levantar e descer as escadas, sentamos à mesa e tomamos café. Estávamos na sala quando meu celular toca

    ~ligação on
Eu: Sim?
Namjoon: YoungJae-ah, vocês querem almoçar com a gente hoje?
Eu: Ah pode ser
Namjoon: Okay, se arrumem que eu e Jin vamos buscar vocês daqui a alguns minutos
Eu: Okay, obrigada Nam hyung
    ~ligação off

Subi as escadas e tomei um banho rápido junto a Tae. Coloquei uma roupa simples, calça jeans, um blusão preto fino, um cachecol e jaqueta.
Ajudei Tae a se arrumar já que estava com dor. Ele vestiu uma calça preta não muito colada, um moletom azul com preto, cachecol e um tênis.
Descemos para a sala e logo encontramos Jin e Nam hyung nos esperando.
Entramos no carro e no caminho falávamos de coisas aleatórias. Chegamos no restaurante e pedimos a comida, logo recebemos os pedidos e comemos calmamente entre risadas.
- Então... Você já resolveu aquele assunto Taehyung?- Jin falava enquanto saía do reataurante
- Ainda não, mas eu vou falar com ela hoje...- Tae procurou pelo celular- Que horas são?
- Deixa eu ver- Peguei o celular- 13:50
- Puta que pariu- passou a mão pelos cabelos- Hyung você pode me deixar naquela praça perto da escola, eu marquei de falar com a puta hoje. Quero acabar logo com isso
- Claro Tae, entra aí- Nam falou abrindo a porta do carro.
O caminho até lá foi silencioso, quando chegamos eu disse que ficaria para previnir de receber um par de chifres e Tae assentiu. Sentou em um banco na parte mais reservada da praça e eu estava do outro lado da rua tomando sorvete. Cinco minutos depois avistei a piranha da Irene toda feliz indo em direção ao MEU namorado.

  Pov's Irene
Finalmente eu iria encontra Tae, eu estou tão feliz. Cheguei jo local exatamente as duas da tarde e ele estava sentado em um banco. Me direcionei até ele com um sorriso no rosto.
- TaeTae- falei quando fui beijar o maior que virou o rosto- O que foi Tae? Por que não atendeu minhas ligações? Nem respondeu minhas mensagens?
- Porque eu não quis. Porque eu não gosto de você e nunca gostei. Porque eu sinto nojo de você Irene. Eu sinto nojo de você. Por sua culpa eu fiz uma pessoa sofrer. Irene some da minha vida, você sabe que eu te usei para esquecer alguém e, juro, esse foi o maior erro da minha vida. Some daqui e não ouse atrapalhar minha vida ao lado de YoungJae- ele falou ríspido sem sentimento ou expressão alguma sem ser ódio
Não segurei as lágrimas, eu amava aquele garoto
- Tae...
- Irene vai embora e me esquece. Eu não sou o único no mundo
Ele saiu e foi até uma sorveteria do outro lado da rua onde estava sentado Choi YoungJae. O amor de Taehyung e meu obstáculo.
Se eu vou tentar acabar com o relacionamento deles? É claro que vou.
Mas isso fica pra depois.
Voltei para casa e me joguei no sofá. Adormeci assistindo a um filme que não lembro o nome.

  Pov's Namjoon
Depois de levar Tae até a praça, eu e Jin voltamos para casa. Precisávamos conversar. Desde a ligação de meu pai, Jin sempre telefona para a mesma pessoa toda noite, sempre se dirigindo a ele como senhor.
Eu estava desconfiado e sabia que ele estava tramando algo.
Arrumamos a sala, que estava uma bagunça por sinal, e sentamos no sofá.
- Seokjin?- olhei para ele que fitava o chão
- Ah... Nam- me olhou sem jeito
- Para quem você liga toda noite? Por que está agindo diferente desde a ligação de meu pai? O que ele falou para você?
- Namjoon eu... Desculpe mas você vai me agradecer por isso depois- ele me olhou receoso e se retirou da sala, me deixando confuso. Ouvi alguém descer as escadas e quando me viro, vejo meu pai.
- Namjoon, filho- ele sorri e eu sabia que não era brincadeira
- Pai- o olhei sério
Ele sentou no sofá e me olhou
- Você se tornou um homem, veja só- soltou uma risada baixa- E encontrou uma pessoa incrível também- se referiu a Jin
Concordei com a cabeça e sorri fraco com o comentário.
- Namjoon, eu precisava falar com você- olhei para o mais velho- Filho eu estou morrendo, eu tenho uma doença grave e tenho apenas um mês de vida
Se eu estava surpreso? Eu estava. Olhei para ele e tenho certeza que senti uma lágrima escorreu por meu olho
- Olha filho, quando eu e sua mãe nos separamos eu conheci uma mulher que me fazia bem. Íamos a festas juntos e sempre acordava  com ela na minha cama. Sempre cuidamos muito com isso mas uma noite bebemos tanto que não sabia mais quem era. Não usamos proteção nenhuma e, você tem um irmão Namjoon
- Eu tenho o que? Eu não acredito. Como você pôde fazer isso com a minha mãe? Você sabe como ela chorou quando você foi? Não né. Egoísta
- Namjoon sua mãe me tirou de casa. Eu amo ela até hoje, mas foi ela que me mandou embora e eu não iria insistir em algo que não voltaria
- Qual o nome- falei baixo
- Como?
- Eu pedi qual o nome do meu irmão, droga- estaca visivelmente irritado com tudo aquilo. Um irmão, justo agora
- Kim WonSik


Notas Finais


Foi isso gente.
Eu to com sono
Mas enfim, por muita insistência da minha amiguinha, eu vou fazer algumas one shots com alguns shippes do Seventeen
Não sei quando vou postar, estou meio sem idéias e tempo
Obrigada pelos favoritos💕
~bjus no kokoro😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...