História My little pervert criminal ( imagine Kim Nanjoom) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Visualizações 57
Palavras 2.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiii gente voltei, eu sei que vocês devem estar me odiando mas, peço perdão mesmo por ter sumido por tanto tempo, bom espero que gostem

Capítulo 12 - I'm come back home


Acordo me sentindo leve, abro os olhos me deparando com um lugar todo branco, me levanto de onde estava deitada e não vejo nada apenas aquele vazio branco, ando um pouco mais e me deparo com uma garota virada de costas. Aqueles cabelos loiros, os conheço em qualquer lugar.

- Sahara? Sahara é você!?

- Irmãzinha minha querida

Sahara é minha irmã mais velha…. bom…ao menos era até morrer em um tiroteio, ela era policial, ela morreu quando eu ainda tinha dez anos, e por pedidos meus, meus pais concordaram que deveria ser como se ela nunca tivesse existido para ninguém além de nos.

- O que faz aqui? Ou melhor, que lugar é esse?

 Estamos em paradoxo de escolha

- Paradoxo de que?

- Paradoxo de escolha – ela ri, senti saudades dessa risada – eu fiquei muito mal de ver como você ficou em relação a Mihun, e resolvi te dar mais uma chance. Você poderá escolher entre continuar sua vida da onde está com Mihun morta e você com os meninos ou você pode levar o tiro no lugar da Mihun, claro que você não vai morrer ou essa escolha não faria sentido mas em troca de mate-la viva você terá que esquecer dos meninos, perder todas as suas memorias com eles, claro que essas memorias com eles você pAdeu

econstruir ou você tem mais uma opção que foi a meu pedido, eu sei que vai doer muito te dizer isso mas se sua resposta for o que eu acho que vai ser ficarei feliz, a terceira opção é você realmente me esquecer irmã, eu vi o quanto você tem sofrido com minha morte, agora com os meninos você sorri mais e tudo, mas eu sei que ainda sofre então, me esqueça e salve Mihun e mantenha sua memorias com os meninos intacta

- Mas…. você é minha irmã

- ___ querida, não posso te induzir a nada, apenas escolha o que acha certo, e caso pense que te odiarei por escolher me esquecer saiba que, ficarei feliz com sua felicidade

- Irmã eu te amo tanto

- Eu sei pequena, eu também te amo. Adeus minha irmã

- Adeus minha irmã, saiba que mesmo não lembrando de você eu ainda vou te amar com todas as minhas forças, sonhos e lagrimas

- Adeus

Em um clarão muito grande eu vejo todas as minha poucas memorias com minha irmã, onde a imagem dela vai desaparecendo onde sobra apenas eu. Logo outro clarão e eu volto a cena em que Mihun morreu

\\Agora// 

Policial – ei vocês! Paradas! – ele sacou a arma

Mihun - __ corre, vai lá maninha corre, eu te amo minha pequena aprendiz, você foi minha única família

Corri, mas não em direção a saída, corri na direção de Mihun, a abracei de costas recebendo a bala no meio da minha coluna

Mihun - __!

___ - O que está esperando sua tola, corri!

Corremos juntas Mihun na frente e eu atrás e alguns segundos antes de entrarmos no Mustang, recebo outro tiro dessa vez no braço. Começo a dirigir, mesmo com Mihun insistindo para ela dirigir já que avia sido baleada

___- onde eu te deixo? 

Mihun – na estação central, tem três caras me esperando lá – ela dizia com lagrimas nos olhos enquanto analisava meu braço e minhas costas cobertas com sangue – por que? Por que você fez isso? Eu mandei você correr

__- mas eu corri, só que para o lado certo – sorri

Mihun – lado certo?  __ você foi baleada duas vezes, está sangrando muito e-

__ - MAS VOCE ESTA VIVA – gritei para que ela se cala-se – E é isso que importa-  sorri

Ela abaixou a cabeça e chorou, chorou de um jeito que eu nunca imaginei vê-la chorando, ela chorava, gritava e soluçava como se finalmente tivesse percebido que quase morreu, como se finalmente a trava que ela tinha na garganta para recolher as lagrimas e os gritos tivesse sido quebrada

Mihun -  Ninguém nunca se importou comigo assim, ninguém nuca pois minha vida acima de nada, ninguém nunca disse que minha segurança era o mais importante, eu nunca fui nada mais que uma rata eu nunc-

___- Vai realmente perder tempo me agradecendo por manter minha irmã viva ou vai admirar a vista da cidade que não vê a 7 anos? – abaixei o vidro para que ela olhasse a cidade

Mihun – eu te amo __

__- eu também te amo boba – voltei a olhar a estrada

Depois de um tempo chegamos no destino, onde eu me despediria da minha irmã

- É aqui que você fica

Mihun – É sim, os rapazes estão logo ali

- Olha pra mim – ela o fez seria – me prometa que estará em boas mãos, prometa que não importa o que for, vai estar segura

Ela voltou a chorar

Mihun – prometo! Eu prometo – disse chorando enquanto me abraçava fortemente, e mesmo estando com o braço sangrando eu retribui o abraço

___ ótimo, agora vá, tenho certeza que seus rapazes sentiram sua falta – disse a soltando e abrindo a porta do carro para ela

Ela saiu do carro e correu em direção a eles, que a abraçaram e giraram no ar, eu podia vê-la sorrir como uma criança, ela pode até ter dito que eu era sua única família, mas parece que agora ela percebeu que só disse isso por que tinha esquecido da que a esperava aqui fora. Volto a estrada só que agora, a caminho de casa

Chego lá e estaciono o carro, as luzes estão acesas e o carro estava lá, eu podia ouvir eles gritarem, meu coração aqueceu, estou em casa, desci, soltei meu cabelo, porém continuei com a roupa laranja, afinal eu não tinha outra, andei em direção a porta, respirei fundo e a abri, dando de cara com cinco meninos sentados no sofá com fortes olheiras e olhos extremamente vermelhos e mais dois, mais especificamente Yoongi e Namjoon em pé, olhando para a porta, também com olheiras profundas e olhos muito vermelhos. Sorri, sorri como uma criança que acaba de ganhar seu doce preferido ou um grande pedaço de bolo de chocolate, sem ligar para as feridas e para as dores extremas que sentia, eu corri e os abracei, com os dois braços, sem ligar para a bala nas costas ou o meu braço cujo osso avia sido quebrado pela bala que o avia atravessado, eu só os abracei e chorei, mas dessa vez de felicidade, um sentimento que a um tempo atrás não fazia parte do meu vocabulário

Jimin - __?__é você mesmo?

__- por favor não falem nada só me abracem – eu disse chorando muito porém com um sorriso no rosto

Depois do abraço coletivo sinto alguém me puxar e abraçar com força muita força, depois me balançar de forma bruta enquanto gritava

Namjoon -O QUE VOCÊ TEM NA CABEÇA?! O QUE TEM NA CABEÇA PARA SE ENTREGAR NO NOSSO LUGAR?! SABE O QUANTO SOFREMOS?! SABE O QUANT-

Ele parou de falar assim que eu o abracei com força e disse rente ao seu ouvido mas a uma altura boa para que todos ali escutassem  

__- Eu não viveria sabendo que vocês estavam presos… não eu não sei o quanto sofreram, e peço um milhão de desculpas por esse sofrimento, mas o que importa pra mim e a segurança de vocês, e se fosse preciso eu faria tudo de novo, não importa o quanto diga que é perigoso, não importa o quanto diga para eu não o fazer, se a segurança de vocês estiver em risco eu vou interferir, não importa o risco, não importa o que aconteça, eu vou mantes vocês seguros.

Antes que pudessem dizer qualquer outra coisa, tudo ficou preto, e eu simplesmente senti meu corpo ir ao chão sem ter mais nenhuma força.

\\Sonho//  

- Vejo que tudo correu melhor do que eu esperava- disse uma garota de cabelos loiro e vestido branco

 - Quem é você?

- Ninguém em especial, não se preocupe, creio eu que não vamos mais nos encontrar – ela disse sorrindo e olhando para mim com carinho – quer fazer algum pedido para mim?

- Quero! Mas posso saber seu nome antes – a olhei sorrindo sem nem saber porque, eu só estava feliz     

- Claro! por que não? Meu nome é Sahara

- Sahara é um bonito nome

- Eu sei, eu também acho

- Sobre meu pedido, quero que cuide de alguém para mim

- Quem seria?

- Mihun

- Sei de quem fala, farei seu pedido, prometo mantê-la em segurança

- Muito obrigada

- Agora está na hora de você ir embora. Adeus  

- Adeus

\\sonho//

 Acordo na cama, com o braço faixado assim como a região das costas, olho para o lado e vejo Namjoon dormindo calmo ao meu lado, me levanto com um pouco de dificuldade e cuidando para não acorda-lo, consegui, após sair da cama vou ao quarto dos meninos, todos ainda dormiam, olhei meu celular 13 de setembro de 2019 , fazem exatos 9 meses que eu conheço eles, que tal eu dar alguns presentes, olho o horário, são exatas 3:00am, sei de uma loja de presente que está aberta, perfeito e como os meninos acordam as 6:00 ainda tenho tempo de cozinhar para eles.

Saio de casa cm cuidado para não fazer barulho nenhum, vou até a loja de presentes que não era muito longe dali e compro, para Jimin – uma bandana preto com detalhes em azul, para Hoseok – um moletom verde e alguns anéis, para Namjoon – o livro 번개의 도둑 (o ladrão de raios), para Jin – uma figura de ação da princesa Peach, para Yoongi – uma câmera canon branca, para Taehyung – um sapo de pelúcia verde com terno preto e gravatinha branca, e por último para Jungkook – um sapato vermelho com detalhes em preto. Pedi para a moça embrulhar tudo para presente e comprei um cartãozinho para cada um escrevendo o nome deles e colocando colado em cima da caixa, volto para casa e vejo que nenhum deles avia acordado ainda, deixo os embrulhos na mesa onde cada um se senta e começo a fazer o café, faço apenas um café, um suco de laranja, panquecas e pão de queijo, quando termino coloco tudo arrumado na mesa, olho no relógio, 5:58, eles já vão acordar, deixo tudo lá e vou para o jardim onde eles costumam atirar, apenas para ficar sentada, recebendo a leve brisa da manhã.
 
\\Namjoon//
 
  Acordo ainda meio sonolento, me viro para o lado e vejo a cama vazia, uma forte dor preenche meu coração, foi só um sonho, minha doce __ ainda está na cadeia, ela ainda não voltou pra casa, me levanto e saio do quarto, vendo os meninos fazendo o mesmo, todos com cara de sono
 
Jimin – Eai cara como está a __?
 
Namjoon – também sonhou que ela tinha voltado? – disse quase chorando novamente
 
Tae – como assim sonhou? – ele disse também enchendo de lagrimas
 
Namjoon – ela não está na cama, foi só um sonho gente
Todos me olharam com os olhos arregalaram, secamos as lagrimas teimosas que insistiam em descer, Jungkook desceu enquanto todos nós nos olhávamos tristes, logo ele volta sorrindo
 
Jimin – como pode sorrir numa hora dessas Jungkook
 
Jungkook – simples, não foi um sonho
 
Tae – como não?!
 
Jungkook- desçam lá na cozinha e vão entender
 
Descemos a escada correndo e nos deparamos com um café da manhã fresco e muitos presentes em cima da mesa, jungkook pegou o cartão do seu presente e leu
 
Jungkook – espero que goste com amor __, agora me digam como pode ter sido um sonho?
 
Comemos e abrimos nossos presentes, ___ nos conhece bem, sabia exatamente o que nos dar, depois de guardarmos nossos presentes, fomos procurar por __ pela casa já que ela não estava no quarto, nos deparamos com a cena linda dela sentada no gramado do nosso jardim de tiro ao alvo, os cabelo soltos sendo balançados pelo vento enquanto ela era iluminada pelo doce so da manhã, É parece que eu me apaixonei, queria estar errado, pois jurei nunca amar mas agora percebi que me tornei seu cativo ___ e eu não quero nunca perder você, quero ser para sempre seu pequeno criminoso pervertido.     .     


Notas Finais


Espero que tenham gostado, beijos e ate o próximo capítulo. Ah antes que eu esqueça MUITO OBRIGADA PELOS 111 FAVORITOS FILHAS EU AMO TANTO VOCÊS, BEIJINHOS

PS: desculpem o cap curto ta? Bjao


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...