História My Little Princess - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Lesbicas, Romance
Exibições 137
Palavras 840
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Famí­lia, Festa, Orange, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Chegay, hoje o capítulo vai ser meio pequeno, mas vai ser de tombar. Boa leitura

Capítulo 8 - Festa 🌚


Fanfic / Fanfiction My Little Princess - Capítulo 8 - Festa 🌚

- GENTE A CARNE TÁ PRONTA- gritei da churrasqueira, que não era nada longe da piscina, mas aqueles idiotas já tão meio bêbado e parece que tão surdo também.

- Opa, finamente vou saber se tua carne é assim tão boa, como a gabi ta dizendo- bia diz, saindo da borda da piscina e vindo até mim.

- Aê caralho, aleluia, achei que ia ser mais rápido, to com o estômago doendo- gabi, aquela gorda que é magra comentou saindo da piscina, e ela tem um corpo que  bah 👌 eu pegava( já peguei na real).

- Gabriele do inferno, que corpo é esse minina? Se eu fosse hétero, eu pegava- comentou o viado do Mello olhando pro corpo dela- diz aê caminhão, ela é gostosa assim na cama também?- delicadíssimo né?

- Com certeza, mas garanto que o gemido é muito mais gostoso que esse corpenho aê- respondi rindo e apontado pra gabi.

- IDIOTA, para de falar da nossa intimidade, vamo assustar a bianca/ nova integrante desse grupo de retardado- gabi fala vindo até mim- vou te tocar na piscina só pra ver o estado que tá esse corpo- fala e me joga na água, fiquei meio sem reação, mas logo submergi e comecei a gritar com ela.

- A TIA QUE ME DESCULPA, MAS TU É UMA ARROMBADA, FILHA DA PUTA- gritei saindo da piscina toda molhada, tirei a camisa e senti todos os olhares sobre mim- que foi gente? Até parece que nunca me viram sem roupa, e a bianca que se acostume, ainda vai ver muito ele- falei olhando pra todos que estavam focados no meu corpo- tá vou tirar a bermuda, quem nao quiser ver, que saia daqui, e duda, sei que você nao quer ver então vai lá dentro e pega uma cueca e uma bermuda pra mim- falei já tirando a bermuda, duda foi pegar pra mim.

- Caralho, demora quanto tempo pra chegar nessa intimidade toda? - bia pergunto ainda me olhando, começamos a rir.

- A partir do momento que a gente de considera do grupo arco-íris, tu já tem intimidade- gabi.

- Vish, tá querendo é? Tô dizendo, ninguém resisti ao teu corpo- Mello comentou indo pegar um pedaço de carne, apontando pra mim. Duda chegou com a minha roupa, fui me trocar e fomos comer.

    Comemos, bebemos, comemos de novo, bebemos mais um pouco, rimos, falamos besteira, nos divertimos e bebemos mais um pouco.

- quem topa verdade ou desafio? - perguntei, nessa altura do campeonato tomo mundo já tava meio alterado.

- topo- falaram todos na mesma hora, fiquei surpresa e ri.

- okay, gabi me da tua garrafinha, tá vazia mesmo- ela me entregou, estávamos deitados na grama, jogando de boa.

- caminhão e bixa loka- fala gabi depois de girar a garrafa pela... sei lá que vez.

- verdade ou desafio?- viado.

- desafio.

- beija a bia, nao vale selinho- olhei pra ela e ela tava com os olhos brilando e o rosto corado, fofa, olhei pro Mello e voltei a olhar pra ela.

- Não- respondi, o brilho dos seus olhos sumiram, o sorriso desapareceu, ela quer, e eu quero, mas quero que seja especial, estilo Isabella sapatão. Bebi um shot de vodka e seguimos o jogo.

    Só tinha sobrado eu e a bia, éramos as únicas que ainda estavam acordadas, o resto subiu e apagou. Estávamos deitados lado a lado, olhei pra ela.

- Sabe pq eu não te beijei?- perguntei olhando-a.

- pq vc nao quis?- respondeu com outra pergunta, to ferrada.

- não, eu não te beijei pq quero que seja especial, pra você e pra mim, pra nós- falei e ela me olhou e sorriu, voltou a olhar pro ceu não estrelado graças a poluição- eu gosto de você- falei baixinho, acho que ela nao ouviu.

- nossa, nem parece a pessoa que horas atrás tava falando toda aquelas putaria- riu falando.

- Tem hora que eu falo putaria, mas tem hora que eu falo a verdade- falei e ela riu.

- Santa Inês Brasil- riu e me olhou- vamos dormir? Tô cansada.

- Claro, mas você sr importa de dormir comigo? O sofá tá sendo ocupado pelas meninas e os outros quarto nao tão mobiliados ainda- falei sentada na grama.

- okay, sei que você nao vai me agarrar mesmo- riu e se levantou.

- não garanto nada, mas vou dormir de conchinha com você, tô carente- levantei e fui pro quarto, ela veio atrás rindo, que risada gostosa.

   Ela deitou de calcinha e sutiã, que foi? Tá calor e a gente já tem nosso quase 100% de intimidade, eu deitei de samba canção e top, colei sei corpo ao meu, liguei o ar condicionado e logo o quarto tava frio, coloquei a boca no ouvido dela.

- Boa noite little princess- falei em um sussurro, ela arrepiou, sorriu.

- Boa noite, meu novo Batman- riu, se aconchego melhor em mim, fechou os olhos e dormiu.

    Posso garanti que foi a melhor noite de sono da minha vida.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, comentem, favoritem, tão gostando? Quero saber.
Era isso, boa noite, beiju. ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...