História My Little Star - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail, Mitologia Egípcia, Mitologia Grega, Mitologia Japonesa, Mitologia Nórdica
Personagens Acnologia, Anna Heartfilia, Carla (Charle), Erza Scarlet, Frosch, Gajeel Redfox, Grandeeney, Gray Fullbuster, Igneel, Jellal Fernandes, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Lector, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metallicana, Minerva Orland, Mirajane Strauss, Natsu Dragneel, Personagens Originais, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Rufus Lore, Skiadrum, Sting Eucliffe, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Chaves, Dark Angel, Estrela, Little, Lucyxoc, Maga Santa, Mais Forte, Nova Guilda, Romance Proibido, Stars, Zeref, Zeref×lucy, Zerlu
Visualizações 90
Palavras 1.125
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Steampunk, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ok, demorei um pouco (um século), para postar, mais atirem o primeiro celular em mim quem nunca fez isso (de preferência um IPhone 7).

Agora sem brincadeiras.

Me desculpem por não ter postado, estava em tempo de provas e precisava de pontos (algo que nunca aconteceu), além da pressão de competição que eu tive e bloqueio de criatividade.

Mas sem papo, aqui está um capítulo com 1.000 palavras ( e algumas à mais ).

Boa leitura para vocês...

Capítulo 3 - Capítulo I


"Crescer significa mudar e mudar envolve riscos, uma passagem do conhecido para o desconhecido" - A Cabana

***

- Mestre - abri sua porta com força, assustando o velhinho, que cai da cadeira cercado de papéis

- Lucy minha filha... -se levantou e colocou a não no coração - Não me assuste desse jeito...

- Me desculpa mestre - suspiro - Mais o que eu quero falar e um assunto sério...

O mestre se senta em sua mesa e apoia o queixo em suas mãos - E o que seria esse assunto sério Lucy - disse e apontou com a cabeça a cadeira à sua frente em uma menção para mim me sentar.

Sento-me e olho para baixo, brincando com a borda da minha saia, como se ela fosse a coisa mais importante nesse momento.

- Lucy - o mestre começa chamando minha atenção

- Mestre eu... - deixo um suspiro pesado sair de meus lábios - Eu... Quero... Sair da guilda - murmuro baixinho

- Por que minha filha? - disse o velhinho com uma voz de cortar o coração

- Sou fraca... - murmuro sentindo as lágrimas se acumularem - Não devia...

- Besteira - disse uma voz feminina infantil.

Olhei e vi a pequena "fantasma" loira de olhos verdes, parada no lado do mestre com um sorriso.

- Primeira - sorri alegra para a pequena ilusão, enquanto o mestre caía pela segunda vez da cadeira de susto.

Eu e a Primeira começamos a rir enquanto eu ajudava o mestre Makarov a se levantar e a catar os papéis.

- Como assim Primeira - disse Makarov olhando para a pequena mestra.

- Simples - Mavis deu um sorriso maroto - Se Lucy está se achando fraca para está na Fairy Tail...

- Anda logo Primeira termina - disse quase pulando na fantasma agora em minha frente em curiosidade.

- Posso treina-la - o sorriso da primeira aumentou

- Eiinnn!!!???? - grito em surpresa.

- Isso mesmo... você não se acha fraca? Que tal você ir à Tenroujima comigo e ser treinada por mim lá? - comentou sorridente

- É uma boa ideia minha filha - comentou o mestre se aproximado e colocando sua mão em meus ombros

- Bem... - murmurei olhando para o chão - Acho que...

- Queeee... - incentivou Mavis com uma voz de curiosidade/tensão

- Eu aceito - sorrio para a primeira e o mestre.

- Ótimo Lucy - disse animada a primeira – Hoje mesmo quero que você pegue um barco para a ilha, mas somente alugue um barco pequeno, não quero que ninguém dá guilda saiba.

Estranhei essa ultima frase da primeira, mas sem reclamar balancei a cabeça em afirmação.

- Mestre vou sentir saudades – disse o abraçando pela ultima vez – Obrigada por tudo... pai – sussurrei desfazendo o abraço e olhando para o mesmo sorrindo levemente com lagrimas nos olhos, assim como o mesmo que lutava para não chorar.

Sem dizer mais nada, sai de sua sala, indo em direção à saída dá guilda, sem falar com ninguém. Já no lado de fora, olhei para minha mão e depois para o céu límpido.

- Prometo que ficarei forte – sussurro por fim.

Quebra de Tempo

-Droga, por que eu não chamei a Virgo mesmo – reclamo, parando de remar e me jogando para trás do pequeno bote que eu tinha alugado.

Fazia três horas que eu já estava remando, três horas que eu não como nado, por que eu fiz questão de guardar minhas coisas incluindo minha comida com a Virgo. Por que eu não a chamo? Simples, segundo a mesma, ela está resolvendo alguns problemas e não pode ser chamada.

- Cansei, sei que pode me matar mais é melhor que remar - murmuro pegando uma chave especifica do meu molho de chaves - Abra te o Portal da Guardiã da Água ... Aquarios

Coloquei a chave na água e um redemoinho se formou, saindo de lá uma sereia segurando um jarro, meu espírito mais antigo... Aquários....

- Para que você me chamou Pirralha - disse com uma expressão não muito boa para mim, me fasendo tremer um pouco.

- Aquários você poderia... - parei de falar ao ver sua cara assustadora de psicopata para mim - Me levar a ilha Tenrou - teeminei me encolhendo de medo

- Claro - olhei para ela supresa mais acabei me encolhendo mais ao ver sua expressão psicopata com um sorriso no rosto - Vou leva-lá com maior prazer....

Aquárius pegou seu jarro e o girou para cima, criando um grande tsunami, para depois vira-lo em minha direção fazendo o tsunami me carregar junto com o bote, fazendo com que eu apagasse.

Quebra de Tempo (Navamente)

- Lucy acorda - ouvi uma voz de longe me chamando

- Só mais alguns minutos Erza - murmuro ainda sonolenta - Já vou me arrumar para ir à estação....

- ACORDAAA - gritou a voz me acordando de uma vez no susto

- To acordada quem morreu - disse rapito me sentando.

Ouvi alguem rindo e levantei a cabeça, dando de cara com a primeira rindo de mim, enquanto eu percebo que estou na praia, coberta de areia, um pouco molhada e já está de noite.

- Aquários sua maldiat - disse entre dentes

- Fez um bom passeio Lucy? - disse a loira à minha frente segurando o riso

Não disse nada apenas me levantei olhando para a mesma com um olhar de morte.

- Bem - começou tentando disfarçar - Me siga, vou te levar para onde você vai ficar

Mavis começou a andar, adentrando a floresta, me guiando pelo labirinto infinito de árvores, até chegar à uma clareira aconchegante e bonita, cujo ao lado estava um rio cristalino.

No maio da clareira pude perceber uma pequena cabana feita de madeiras. Não parecia abandonada nem nda do tipo, ao contrário parecia bem cuidada e aconchegante.

- Aparti de agora Lucy, essa será a sua nova casa - sorriu a primeira - Coma alguma coisa e descanse, amanhã eu lhe explicarei sobre o seu treinamento e começaremos a primeira etapa do mesmo amanhã

- Ok Primeira - sorri abertamente - Boa noite e até amanhã.

- Boa noite Lucy - sorriu a loira e desapareceu

Sem nenhuma cerimônia, caminhei em direção a cabana vendo que possuia uma varanda com uma janela e uma porta que vi que era à entrada (N/A: Não imagina / Lucy: Cala boca / N/A: Me respeita, se não faço você ficar velha e solteira / Lucy: Hai, Hai Autora-sama).

Entrei sem prestar atenção em nada e sem ascender as luzes, e segui para o andar de cima que prezumir ficat os quartos. Já no andar de cima, vi que tinha duas porta, apenas entrei em uma.

Já dentro do quarto, chamei Virgo e pedi para ela me trazer um pijama, ela se assustou por eu está no escuro mais não falou nada ao ver minha expressão cansada e me trouxe uma camisola com mangas.

Me vesti ainda no escuro e me joguei na cama de solteiro que tinha no quarto apagando logo em seguida.

Continua...


Notas Finais


Se gostaram coloquem nós comentários, se não coloquem nós comentários também, amo comentários críticos que me ajudam a melhorar ou me incentivam, mas sem comentários maldosos ou brigas por favor.

Até o próximo capítulo.... Bjos de Nutella😙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...