História My little white - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Tokyo Ghoul
Personagens Ayato Kirishima, Hideyoshi Nagachika, Ken Kaneki, Nishiki Nishio, Touka Kirishima
Tags Ayatoxkaneki, Drama, Hidexkaneki, Sadomasoquismo
Exibições 142
Palavras 1.978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá
Gostaria de pedir desculpas pela demora, mas é que eu estou estudando muito por que o ENEM está chegando, então me perdoem se este capitulo ficar pior que o normal ou se eu demorar pra postar o próximo.
Assim que o ENEM passar ficarei melhor.
Meu primeiro lemon, então por favor, sejam bonzinhos ><
Queria agradecer a todos os comentários, favoritos, ou só quem lê mesmo, obrigada a todos <3
Boa leitura

Capítulo 6 - Capitulo 6


Fanfic / Fanfiction My little white - Capítulo 6 - Capitulo 6

Hide preparava o almoço enquanto observava Kaneki cortar os vegetais para a salada, cabisbaixo, com os olhos nublados desde que encontraram com Ayato no parque.

 

Podia se lembrar do sorriso enlouquecido de Ayato como se ele estivesse a sua frente. Estremeceu. O sentimento de medo não havia passado, talvez não passasse ate que o ex-namorado de Kaneki se acalmasse. Esperava que ele se acalmasse na verdade.

 

Por que tudo tinha que ser tão difícil para eles? Finalmente tinha conseguido se declarar, finalmente tinha conseguido que Kaneki desse uma chance para ele, ou pelo menos ele via que o perolado tentava dar-lhe uma chance, mas então o namorado psicótico decide ameaça-los e agora, três horas depois daquele abraço que deram depois da cena do azulado, Kaneki mal o deixava se aproximar.

 

Aproximou-se do Ken por trás, abraçando-o enquanto o ajudava a cortar os legumes, como se fossem um casal, porém, logo sentiu como se levasse um soco ao senti-lo se encolher em seu abraço, além de logo conseguir se afastar.

 

- Droga Kaneki, não leve aquilo tão a serio, você vai mesmo continuar me evitando assim por causa do louco do smurf? – o ruivo rosnou irritado.

 

- Você ouviu tudo o que eu ouvi? Você estava lá, como pode estar tão calmo assim? - o perolado passa as mãos pelos cabelos nervoso.

 

Hide suspira e se aproxima abraçando o melhor amigo, acolhendo-o em seu peito com delicadeza e acariciando seus cabelos brilhantes.

 

- Eu ouvi, mas você sabe que vou te proteger, de tudo, principalmente dele, mas por enquanto quero aproveitar você. – se afastou um pouco para olha-lo nos olhos, castanhos nos cinzentos. – Sabe a quanto tempo amo você? Sabe a quanto tempo eu esperei para ter você assim, nos meus braços? Por favor, não fuja de mim. – sussurra por fim no ouvido de Kaneki, causando arrepios no garoto.

 

Ken olhou para o garoto com quem passou a maior parte de sua vida e suspirou, enquanto erguia a mão e acariciava a bochecha do maior. Estava sendo infantil, não estava? Devia estar aproveitando, não com medo.

 

Logo os lábios se encontraram em um doce beijo, com um começo lento e tranquilo, para logo tornar-se caótico e sedento. Os vegetais foram deixados em cima da pia enquanto tropeçavam para o quarto, sem se separarem do beijo, que parecia ter se tornado uma necessidade maior que o ar. Mãos percorriam os corpos alheios em cada parte que conseguiam e logo a roupa só parecia atrapalhar.

 

Kaneki sentiu a parte de trás dos joelhos encostar na cama enquanto era deitado lentamente, sentindo todas as sensações das mãos de seu melhor amigo percorrerem seu corpo. Era tudo mágico de mais para ser verdade. E muito quente.

 

Em meio a todos os toques, parou para encarar os olhos castanhos de Hide e se surpreendeu. Era a mais bela e sexy imagem que já tinha visto. Os olhos entreabertos de cílios longos lhe encaravam de uma forma predatória, de uma maneira que nunca tinha pensado que seu carinhoso amigo conseguiria. Um sorriso de canto cheio de malicia se repuxava nos lábios finos que tanto gostava de beijar.

 

- Eu sempre esperei por isso e agora que consegui, você vai sofrer, por que eu vou prolongar o máximo que eu puder, vou fazer você delirar, vou fazer você ficar rouco de tanto gritar e você não vai poder fazer nada, sabe por que? - todas as palavras foram sussurradas com uma voz rouca no ouvido do perolado, que estremeceu em seguida.

 

- P-Por que? - perguntou gaguejando.

 

O sorriso predatório de Hide só aumentou com a pergunta e logo Kaneki foi deixado na cama, enquanto o ruivo procurava por algo em uma das gavetas de seu guarda-roupa, logo tirando algo metálico de lá. Voltou a cama balançando um par de algemas na ponta do indicador, seu sorriso continuava lá.

 

- N-Não Hi-Hid... - não conseguiu terminar de falar, tendo seus lábios pressionados pelos de Hide, que aproveitou a distração para algema-lo na cama.

 

Aquele era mesmo o seu amigo sorridente? Os cabelos ruivos grudados na testa suada, os olhos castanhos brilhavam em tamanha malícia, que causava tremores pelo corpo do perolado, o peito desnudo trabalhado com músculos certos e todos no devido lugar por conta da faculdade de educação física e da vida naturalmente ativa que o Nagachika tinha faziam Kaneki salivar em expectativa.

 

Seus pensamentos foram cortados quando seus lábios se separaram e o ruivo fez questão de rapidamente se livrar da camisa que atrapalhava a visão de seu pequeno Ken, que só pôde manter-se estático enquanto Hide o encarava com um amor e desejo que nunca julgou ser possível ser transmitido por um único olhar.

 

- Você é tão... - não conseguiu completar a frase, apenas um urro excitado foi transmitido pelos lábios de Hide no lugar de palavras.

 

Não esperou mais, abaixando-se e rapidamente tomando para si os pequenos pedaços rosados de carne com os lábios, sugando os mamilos de Kaneki com fervor e paixão, ouvindo os maravilhosos sons que o perolado soltava a medida que aumentava a pressão dos lábios no local, sugando, beijando e mordendo. Enlouquecia aos poucos quando os gemidos do Ken aumentavam, trocando de um mamilo para o outro ocasionalmente, planejando torturar o garoto por mais tempo, até que ele mesmo não aguentasse mais.

 

- Hi-Hide... - suplicou o menor gemendo manhoso. - M-Me solte, po-por favor.

 

- Não, aguente mais um pouco, a brincadeira só começou. - sorriu levemente sádico.

 

Com as ultimas palavras subiu os lábios até o pescoço albino criando marcar que o faziam seu, só seu. Sempre que olhava para aquele pescoço tinha vontade de marca-lo, e agora podia. Entendeu os sentimentos possessivos de Ayato por um momento, enquanto deixava inúmeras marcas no pescoço maculado de Kaneki, sentiu o grande sentimento que tomava conta dele enquanto o marcava, delimitava-o como seu, somente para si. Seus lábios caminhavam pressionados contra a pele quente, sugando os lugares onde queria e lambendo-os em seguida, deixando uma trilha de saliva por onde passava.

 

Kaneki se contorcia abaixo do ruivo, puxando as algemas tentando se soltar, apesar de ser inútil. Mordia os lábios tentando impedir que os gemidos saíssem, mas isso não os impedia, algumas vezes não conseguia resistir e acabava por entreabrir os lábios deixando que os sons manhosos escapassem deles. Sabia que as marcas que Hide fazia em sua pele ficariam roxas no outro dia, no mínimo vermelhas. Sabia que deveria para-lo, pois aquilo seria uma dor de cabeça para esconder. Mas não conseguia, estava tão imerso nas sensações que preferiu esquecer de pensar.

 

Hide desceu as mãos pelo abdômen magro do perolado, decorando cada canto com as mãos por onde passava. Suas mãos pararam no botão da calça, abrindo lentamente enquanto procurava os lábios de Kaneki com os seus, mordendo-os apenas para provocar, enquanto descia o zíper.

 

- P-Pare de me torturar. - o perolado implorou começando a se irritar.

 

- Você tem ideia do quão fodidamente sexy está? - o ruivo ignorou o pedido sussurrando no ouvido do menor.

 

O perolado corou até as raízes do cabelo, arrepiando-se. Hide sorriu malicioso enquanto puxava a calça de Kaneki, retirando-a e observando o volume considerável na box preta, fazendo com que o perolado ficasse ainda mais corado se possível, remexendo-se na cama para tentar se esconder dos olhos sedentos de Hide.

 

O ruivo segurou os quadris de Kaneki com firmeza, logo descendo as mãos por baixo do corpo do perolado, apertando suas nádegas fartas com força, retirando um gemido alto do menor. Subiu as mãos pelas costas do garoto arranhando por onde passava, causando um choque agradável no corpo do perolado que suspirava a medida que as mãos se movimentavam. Logo as mãos desceram novamente puxando a box com elas, deixando finalmente o corpo albino completamente nu.

 

Hide parou para observar o corpo abaixo de si, fascinado pela cena que queria guardar para toda a sua vida. Os cabelos brilhantes de Kaneki estavam grudados em sua testa por conta do suor. Suas bochechas coradas com um ar adorável. Seus olhos cinzentos brilhantes e nublados de prazer. Sua boca entreaberta ofegante pelas sensações. O pescoço completamente marcado. O tórax com marcas vermelhas de dedos. O membro duro e ansiando por toques. Tudo em Kaneki era lindo. Era maravilhoso. O ruivo temia ficar insano de tanto amar aquele garoto.

 

Levou uma mão enrolando-a em volta do membro do perolado, que quase gritou pelo toque que tanto aguardava, levantando o quadril em busca de mais contato. O ruivo passou o polegar sobre a cabeça do membro de Kaneki, tirando dali o pré-gozo brilhante, fazendo o perolado gemer mais alto, enquanto começava uma masturbação lenta, apenas observando o corpo de seu amado se contorcer abaixo do seu, enquanto os sons que já amava ouvir escapavam por seus lábios.

 

- Hi-Hide, vo-vou... Wa-Wah... Ma-Matar vo- awn vo-você... - ameaçava deploravelmente entre gemidos.

 

O ruivo sorria divertindo-se com as ameaças, aumentando os movimentos ocasionalmente para enlouquecer o garoto. Em algum momento seus movimentos aumentaram tanto que Kaneki não resistiu gozando em um grito, seu corpo inteiro relaxando completamente com o orgasmo que o atingiu com força, fechando os olhos e ofegando enquanto tentava se recuperar.

 

Quando abriu os olhos um gemido ficou preso em sua garganta quando encarou Hide lambendo a mão em que tinha se derramado, ofegou sentindo seu membro criar vida novamente apenas com aquela cena. Observou o ruivo esticar os dedos para que ele os acolhesse em sua boca. Abriu os lábios sugando os dedos, molhando-os o máximo que conseguia.

 

O ruivo observava os lábios de Kaneki se moverem ao redor de seus dedos e tudo só fazia com que a calça que vestia se tornasse uma prisão ainda menor, enquanto seu membro vibrava dentro dela. Puxou os dedos assim que achou que fosse enlouquecer e os levou até a entrada rosada do perolado, rodeando o indicador lentamente, enquanto o garoto tremia em antecipação. Penetrou um dedo mexendo-o dentro do menor, logo adicionando o segundo, alargando-o com cuidado enquanto buscava em seu rosto algum sinal de que estava sentindo dor. Logo o menor já estava gemendo sem parar, movimentando os quadris em busca de mais contato. Soltava o nome do ruivo as vezes em meio a gemidos, fazendo com que a cabeça do maior girasse.

 

- Hi-Hide... E-Eu n-nã- aw-awn a-aguento ma-mais. - gemia alto manhoso.

 

Nem o ruivo aguentava mais, por isso fez questão de se livrar rapidamente da calça e da box laranja que usava, puxando a gaveta para pegar o tubo de lubrificante que ficava ali, espalhando-o por seu membro enquanto se posicionava na entrada do perolado, retirando os dedos para logo dar lugar ao membro.

 

Gemeram juntos com a sensação que os tomou. Enquanto Hide aguardava que o menor se acostumasse, beijou-o com amor, logo sentindo-o remexer os quadris levemente dando permissão para começar a se mover. Começou lento, mas logo o barulho dos corpos se chocando com força ecoava pelo quarto, junto com os gemidos altos de Kaneki e os contidos de Hide. Se beijavam ou se mordiam a medida que o prazer foi ficando mais poderoso. O perolado gritava sempre que o ruivo acertava-lhe a próstata, o que passou a acontecer seguidas vezes desde que ele a achou, fazendo com que ele chegasse ao delírio.

 

Gozaram juntos, Kaneki sujando ambos os corpos e Hide se derramando dentro dele. O ruivo caiu sobre o corpo do perolado, ofegando cansado enquanto se recuperava, mas se obrigando a levantar o bastante apenas para soltar seu amado e abraça-lo com força, deitando-o em seu peito, plenamente feliz.

 

- Te amo.

 

O perolado levantou os olhos para responder, encontrando seu ruivo ressonando angelical ao seu lado e sorriu.

 

- Eu também te amo.

 

Poderiam enfrentar as consequências depois, por enquanto, o perolado só queria se aconchegar mais nos braços de quem amava e dormir.

 

E foi o que ele fez.


Notas Finais


Até o próximo
Comentem o que acharam <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...