História My Lord, Your Knight. - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Elsword
Personagens Add, Aisha, Ara Haan, Chung, Elesis, Elsword, Eve, Personagens Originais, Raven, Rena
Exibições 60
Palavras 1.106
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Hoje aconteceu umas coisa muito loka:
1 - Eu tive prova de matemática.
2 - Mamis saiu cmg pra irmos com papis comprar um carro da Ford que já tão a 2 meses decidindo qual é.
Extra: Eu ganhei um sorvete \o/
3 - No fim não compramos o carro pq o cara q ia negociar com papis n estava lá.
4 - Fomos em outra loja da Ford, quando chegamos, NO EXATO MOMENTO QUE CHEGAMOS, a mulher trancou a porta na nossa cara e o lugar fechou :3... E A MULHER NOS ENCAROU COM UMA CARA POKER FACE TIPO "Se fuderam." E SAIU ANDANDO VEI, MANO, EU FIQUEI COM VONTADE DE VOAR NAQUELA KENGA, FALO MESMU.
5 - A gente tinha ido de táxi, pegamos o mesmo táxi antes dele ir embora e papis gastou mt dinheiro pq o negócio era longe do centro.
6 - Comemos bauru :3 Alguém ai num deve saber oq é bauru neh? No Rio Grande do Sul usamos a palavra bauru pra representar hamburguer/sanduíche/sas porra.
Extra² - Eu ganhei outro sorvete \o/
7 - Voltamos pra casa e eu to exausta pq andamos muito, só usamos táxi 2 vezes (pra ir na ford, pra voltar da ford e pra ir para casa) resto tudo foi a pé.
Resumindo: Foi um dia do KRL, e eu quero só cair de cara na minha cama e desmaiar, MAS! A preguiça é tão forte que eu sinto até pra ir dormir...Ta foda a vida.
MAS SEM LADAINHAS! (tenho certeza q alguma pessoa ai vai só ler uma partezinha dessas notas e ligar o fodac, qm ler até o final eu dou um abraço de 10 minutos :3)

Capítulo 41 - Dois pombinhos se deram mal! MUITO MAL!


– Filha, filha acorda. – Senti cutucadas na minha bochecha e resmunguei me remexendo leve. – Ei, filha, ou, psiu, filha! Acordaa! – De novo a voz soou perto de mim em tom de sussurro, parece ser minha mãe, abri os olhos devagar e dei de cara com... (T/A: momento fazer contas, ela ta noiada de sono DEIXA ELA!) Oito cabeças me olhando, levei um susto e quando levantei pra sentar na cama dei de cabeça com minha mãe e cai pra trás de choro choramingando junto dela pelas testas doloridas.

– NÃO AGRIDA SUA MÃE! SNIFF! – Berrou com voz de choro enquanto se acolhia nos braços do meu pai que tava com cara de paisagem, ou seja, sem saber o que fazer.

– O- O que aconteceu... Por que eu tava dormindo? – Perguntei acariciando a testa ainda, todo mundo se entreolhou, quando me encararam sorriram torto juntos, exceto a Lu que parecia confusa e o Rise que... Eu... Eu não sei bem como descrevê-lo, parece decepcionado com algo ou sei lá. – VOCÊ DESMAIOU QUANDO A ELESIS/EU BROTOU/BROTEI COM UM LIVRO SOBRE SEXO! – Falaram juntos e Elesis era a mais animada falando, fiquei sem reação com a mesma cara de paisagem do meu pai.

– Sinto que vou desmaiar de novo. – Murmurei baixo vendo eles já se desesperarem, suspirei me levantando da cama e passando pelo monte de louco que nem perceberam, estavam ocupados demais desesperando-se.

Sai do quarto devagar e comecei a andar pelo corredor, ouvi passo rápido atrás de mim e ignorei... Até o momento que sinto alguém me abraçar e já sei quem é, não preciso nem me virar.

– Lu... Se você não soltar minhas pernas eu vou cair. – Falei tentando me equilibrar, ela aperta muito forte minhas pernaaas! É um abraço e não um esmagamento!

– E- Eu fiquei preocupada com você Nee! N- Não queria que você d- desmaiasse do nada! – Falou com voz baixa de choro, sorri leve e me virei com muita dificuldade pelas minhas pernas agarradas, consegui fazê-la soltar e me abaixei ficando do seu tamanho.

– Boba, eu estou bem, viu? Sua Nee ta bem! – Sorri fazendo cafuné na cabeça dela, Lu me abraçou repentinamente, ri leve devolvendo o abraço e ouvi berros chegando cada vez mais perto...

Até que vejo Elesis, minha mãe, Moon e Rise... As três estão correndo e o coitado ta sendo arrastado pelo chão enquanto segura as canelas de Moon tentando de forma falha para-la.

– VEM AQUI MOCINHA, TEMOS MUITO PAPO PRA BATER! – Gritaram juntas, gelei, levantei com Lu nos braços e sai correndo com a mesma querendo continuar com minha vida e a dela.

Do que adiantou? Naaaaaada ~, Elesis apareceu na minha frente do além e me segurou, minha mãe e Moon nos alcançaram, tiraram a Lu de mim e disseram algo a ela que fez a mesma sair correndo, engoli um seco as olhando assustada.

– O- O- O que q- querem conversar? – Perguntei com medo das resposta, Moon sorriu, puxou Rise do chão e pediu para ele ir embora, quando o mesmo se negou ela o olhou assassina fazendo o coitadinho ir embora derrotado, depois o olhar dela voltou-se a mim.

– Sobre como foi perder a virgindade, se vocês usaram proteção e mais importante... – As três ficaram de olhos brilhando.

– SE VOU SER VÓ/TIA/DINDA!! – Gritaram juntas tão alto e tão fino que meus tímpanos doeram, corei fortemente com essas coisas e tentei me afastar, mas Elesis estava me segurando bem firme.

– Vamos para o meu quarto meninas, lá poderemos conversar direito com minha querida filha. – Minha mãe falou toda alegre, a olho chocada, ainda não creio que ela ta do lado delas!

Fui puxada/arrastada para o quarto dela, bons minutos depois chegamos, quando minha mãe abriu a porta do quarto as duas arregalaram os olhos admiradas. – QUE PERFEIÇÃO! TÃO GRANDE! TÃO BELO! EU QUERO PRA MIM! – Falaram sincronizadas, quis rir mas me segurei, não posso rir numa situação dessas que estou praticamente sendo forçada a algo que não quero!

E cadê o Elsword quando eu preciso dele?!

|Elsword Pov|

Estou todo encolhido na cadeira, tenso, suando frio, arrepiado, com o coração acelerado e inquieto querendo sair correndo... O FUCKING REI TA NA MINHA FRENTE ME OLHANDO COM ESSA CARA ASSUSTADORA A... UNS SETE MINUTOS! ENQUANTO TOMA ESSA XÍCARA DE CHÁ BEM CALMAMENTE! SOCORRO!

Ele largou a xícara na mesa meio forte e dei um pulo leve me assustando, ele apoiou o queixo numa mão e suspirou. – Vocês usaram proteção não é? – Perguntou, corei leve e pensei em responder, até que travei...

...N- Não... U- U- Usamos....... AI MEU CU TO FUDIDO, VOU SER DECAPITADO HOJE, TALVEZ AGORA, AI POR QUE EU NUNCA ESCUTEI MINHA MÃE?!

|Palavras da senhora Sieghart (de acordo com Elscud)|

Elscud: Preste bem atenção filho, sua mãe falava bem assim para a Elesis! *limpa a garganta e faz pausa dramática*

Elesis: *fica descrente sentada do lado do Elsword* Conta logo velhote! Meu irmão tem que crescer experiente sobre essas coisas! *abraça o pescoço dele sorrindo largo*

Elsword: Sai fora isqueiro! *empurra ela bufando e olha pro Elscud* Pai, conte logo por favor!

Elscud: Tudo bem, tudo bem! *ri leve e começa* “Se um dia você quiser fazer uma mulher sua, sempre lembre-se, se não estiverem preparados os dois para criar uma família... USEM CAMISINHA!” *tenta, só tenta imitar a voz dela, depois sorri para eles* Entenderam filhos?

Elesis/Elsword: *com cara de paisagem olhando pra ele*

|Fim.|

– E- E- Eu,,, E- Eu... N- Nós... – O QUE EU FALO JESUS?! AI ALGUÉM ME AJUDA!

Depois de longos minutos pensando no que responde-lo eu suspirei fundo e abaixei o olhar desviando o olhar. – N- Não usamos... No momento eu acabei esquecendo... N- Na minha mente só se passava ela! Por isso... Eu... Esqueci... E- E ela n- não deve nem saber ao certo o que é proteção... – Falei sem zombar, porque eu acredito que seja verdade isso.

Ouvi seu suspiro, ela levantou da mesa e chamou uma empregada e veio até aqui, engoli um seco, ele vai pedir pra me levarem para uma masmorra ou algo do gênero?! Provável!

– Mira... Me leve para o quarto, sinto que vou desmaiar a qualquer momento. – Travei, observei ele sendo levado pela empregada, fiquei ali parado sem saber o que raciocinar sobre isso.

Até que vi guardas correndo até mim com uma aura assustadora e gelei, me levantei rápido deixando a cadeira cair no chão e sai correndo a toda a velocidade nem olhando pra onde ia, só ouvindo gritos atrás de mim, vi uma flecha passar do ladinho do meu rosto e entrei mais em desespero.

EU VOU MORRER MESMO, É OFICIAL! POR QUE EU NÃO ESCUTEI MINHA MÃE?! POR QUÊ?!?!?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...