História My Love - Yoonseok (Hibrido) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga, V
Exibições 179
Palavras 825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shounen, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Rélou Pipou que eu amooooo ❤ Tudo bom com vocês, huh?

Demorei mais broteyyy (^^)

Capítulo 12 - Entenda Hyung


TAEHYUNG

Acordei sentindo um peso a mais sobre mim. Entreabri meus olhos o fechado rapidamente após ser surpreendido pela claridade.

- Suga hyung, o TaeTae não acorda. - ouvi a voz manhosa de Hosoek.

- Como assim? Quem ele pensa que é para não acordar? - hyung parecia estar gritando. Aparentava estar na cozinha. - eu acordei cedo. Você acordou cedo. E ele fica aí, de bunda para cima dormindo igual um bebezinho.

- Suga hyung, TaeTae não está de bunda para cima. - sua risada gostosa ecoou pelos meus ouvidos me fazendo sorrir também. - Suga hyung, o TaeTae acordou.

- Como sabe? - pode ouvir barulho de rodinhas, mochila de rodinhas. - Só porque eu ia pegar uma vassoura e bater nele...

- Muito engraçadão você. - disse ainda permanecendo de olhos fechados.

- Taehyung, não me faça ir aí te bater. - ri soprado enquanto hyung se afastava cantarolando alguma de suas músicas — as mesmas quais eles compunha e não mostrava a ninguém.

- Hobi-ah. - gemi manhoso o nome do felino. Queria ter visto sua reação.

- Taehyung pare de gemer! - meu Deus, o Suga hyung consegue reconhecer um gemido a quilômetros de distância. - Hoseok, pingo de gente vem cá!

- Aish hyung deixe o Hobi aqui. - me sacudi após sentir que Hoseok desceu de me abdômen​.

- Eu quero que você coma e beba tudo! - lá está meu hyung, lindo e maravilhoso engordando minha coisinha​ pequena.

- Suga hyung vem cá!!! - berrei.

- Mais que merda seu idiota! - ouvi o som de rodinhas novamente. Estou até imaginando o que possa ser...

- Nossa hyung... Você é mau. - tombei a cabeça para o lado encarando a janela para me acostumar com q linda claridade.

- Você aí! - levantei-me do sofá encarando meu hyung voltando para a cozinha enquanto apontava para Hoseok. - Come isso direito!

- Suga hyung Hobi está comendo igual gente grande. - pelo seu tom de voz, pude distinguir que estava de boca cheia.

- Hyung eu estou morrendo!! - gritei novamente.

- Isso é bom! Menos um para cuidar. - minha expressão de horror deve ter sido a melhor.

- Aí credo hyung...

- Sabe que te amo, né? - em questão de segundos senti uma almofada tampar meu rosto me "impedindo" de respirar. - Esse é o lindo amor que eu sinto por você. - disse tirando a almofada de meu rosto após perceber meu desespero.

- Aí, aí, aí hyung. - recuperei o fôlego e sai correndo atrás dele. - Volta aqui Suga!

- Para de correr coisa! - gritou enquanto passávamos por Hoseok que olhava atentamente para um pedaço de bolo.

Corremos para a parte detrás da casa. Yoongi se jogou no gramado e ficou a encarar o céu um tanto quanto fosco. Joguei-me ao seu lado.

- Que horas nós vamos? - perguntei.

- Bem, estava pensando em sair daqui às sete.

- Já são quase oito.

- Continuo pensando em sair daqui às sete. - rimos.

- Quantas horas acordaram?

- Bem, Hobi me acordou às três da manhã dizendo que queria fazer xixi. - disse. - Então eu com toda a minha divindade levantei-me e caminhei até o banheiro ao fim do corredor.

- Fala a verdade.

- Ele disse que se não fossemos faria na cama. - escutamos o barulho de algo quebrando. - Não Hoseok, outra xícara não...

- Bem feito Yoongi! - sorri indo atrás dele.

- Hoseok, o que aconteceu aqui?! - observei a reação de meu hyung ao se deparar com o pequeno bolo jogado sobre o chão e uma xícara em cacos.

- Hobi foi descer da cadeira e escorregou. - disse desajeitadamente.

- Hyung, a cadeira é maior que o Hoseok. Como queria que isso não acontecesse?

- Tanto faz. - sorri para Hoseok.

- Oi TaeTae. - abraçou minhas pernas. - Dormiu bem?

- Dormi sim, Hobi. - peguei-o no colo. - E você mocinho? Como foi dormir com essa coisa chata? - apontei para Yoongi que ainda encarava o estrago que Hoseok fez atentamente.

- Suga hyung é legal. - atraiu a atenção do maior. - Ele fica apertando o Hobi, e mesmo que diga todo dia: "Eu não gosto de você." Ele gosta do Hobi sim. - engrossou a voz quando foi falar de meu hyung.

- Seok eu vou te jogar na parede. - Yoongi resmungou. Linda forma de dizer eu te amo. - Por fim. Eu não vou limpar isso. - olhou para mim. - Você vai limpar porque é meu dongsaeng favorito. - sorriu.

- Na verdade eu só sou seu empregado mesmo. - rimos. - Pegue ele hyung. Vista uma roupa mais quentinha. Esta frio.

- Taehyung, pelo amor! Está um tempo agradável. - começou a ajeitar Hoseok em seus braços.

- Hyung, eu não queria limpar isso não! - resmunguei.

- Então deixe aí. - como sempre, Yoongi pouco se importa.

- Nós temos que ir logo. Antes que eu desista!

- Seria até...

- Não ouse terminar de falar.

Ele poderia entender que eu não quero que o pinguinho de gente volte para aquele lugar. Não mesmo. Entenda hyung, apenas uma vez...


Notas Finais


Cabô!!
Grande merda mais ok. Sentiram minha falta? Huh? Huh? Huh?
Eu sei que não :'(

Bay ❤🌈 Auu ☁


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...