História My Love Forever... - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias AOA, Bangtan Boys (BTS), CrystaL Clear (CLC)
Personagens Choa, Jimin, Jungkook, Mina, Seunghee, Sorn, V
Tags Kookhee, Taehee, Vhee
Exibições 11
Palavras 1.151
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Boa leitura...

*Cof Cof chorando por causa do disband do 2NE1 Cof Cof*

Capítulo 2 - Decidindo e Na casa do Kookie


Depois da aula de biologia acaber decidimos passar o recreio juntos para escolhermos quais seriam os animais que nós estudaria para não tirarmos nota vermelha. Por que Deus? Só por que?

-Por que não escolhemos da espécie da tartaruga? - Taehyung  faz uma pergunta bem idiota.

Você pode achar que como a gente estava estudando a gente ia ficar em paz? Errou feio, começou a chegar um monte de meninas pedindo atenção de uma criança que está estudando. Acredita?

-Gente, agora não dá, estou fazendo as coisas para o trabalho. -O Jungkook disse assim o Taehyung.

-Meninas... PORRA NÃO ESTÃO VENDO QUE A GENTE ESTÁ FAZENDO AS COISAS PARA A GENTE TIRAR NOTA BOA NO TRABALHO PORRA?! CACETE AGORA VÃO FAZER ALGUMA COISA NA VIDA E DEIXEM A GENTE ESTUDAR!! -Esse grito foi meu tá? Acho que exagerei um pouco.

-Calma Seunghee... -Sorn disse, como ela é doce...

-Obrigada Seunghee, eu não teria coragem de fazer isso. -Taehyung disse.

-Agora vamos pensar quais vão ser os animais? -Disse me sentando de volta.

O bom do grito que eu dei é que em dois segundos aquelas meninas sumiram, o ruim é que apareceu o atormento na vida da Sorn: Choa, Mina e Jimin.

Como elas são um bando de filhas da puta derramaram refrigerante na roupa do Sorn.

-Desculpa anti-social, não vimos que ia derrubar em cima de você! -Elas disse dando uma risada bem forçada.

Não aguentei e abri minha garrafa de um litro de água e joguei em cima da Choa que jogou em cima da Sorn.

-Desculpa Choa, não vi que ia pegar em você. -Disse me sentando pela segunda vez.

-Vocês vão ver.

-Ver o que? Três garotas mimadas chorar pela mãe e pai? Licença!

Pronto, foi a única coisa que fez elas saírem todas putas.

-Obrigada de novo Seunghee, acho que você é uma pessoa que se deve casar. -Ela disse dando risada, a Sorn!  

Então, peguei um papel e coloquei os animais que provavelmente a gente teria mais facilidade de fazer, era animais que já conhecia e também a maioria conhece né?!

-Que tal ser esses animais? -Perguntei.

-Bons... -Todos responderam.

-Sorn, escolhe quatro desses oito. -Disse fazendo o Taehyung ficasse com uma cara tipo: "Ela vai escolher os mais difícil, não"

Ela apontou para o que ela queria e eu marquei um "T" e os que sobrou eu coloquei um "J", coloquei um "J" e um "T" porque se fosse um "S"  iriamos nos confundir.

-Pronto, agora é só pesquisar quando chegar em casa. -Disse copiando os animais que a Sorn escolheu.

-Sorn vem na minha casa para a gente estudar. -Taehyung disse pegando na mão dela.

-Seunghee vem na minha casa. -Jungkook disse.

-Sim. -Sorn e eu disse juntas.

[...]

Depois das aulas acabarem e eu FINALMENTE poder ir para casa vem Jungkook sei lá do que me lembrar que terei que ir na casa dele fazer os trabalhos... QUE VONTADE DE MATAR ELE!

-Jung... -Quando ia terminar de falar ele fala em cima de mim:

-Não precisa de Jungkook, me chame de Kookie. -Ela disse dando um sorriso encantador.

-Tá, mas antes vou falar com minha mãe.

Falei com minha omma querida e ela deixou, com uma condição: Chegar cedo em casa senão a surra rola e se atrasar, até porque vou na casa de um garoto, e eu sou heterossexual...

-Kookie minha mãe deixou eu ir, vamos? -Perguntei tímida porque teria que ir para casa de um menino.

Então ele pegou na minha mão, segurou, e me levou na casa dele para a gente fazer o trabalho, o rostinho dele ficou vermelho quando eu dei um beijo na sua bochecha.

[...]

A casa dele não era longe mas também não era perto, então continuamos a andar e mãos dadas e falando sobre coisas completamente sem noção, como zoa, BR´s...

Quando chegamos ele foi muito gentil comigo e abriu a porta e deu passagem para eu entrar, depois que entrou fechou a porta e me deu um beijo na bochecha.

-Cadê seus pais? -Perguntei olhando a grande casa do Jungkook.

-Foram trabalhar, mas calma, já avisei sobre sua presença na casa... Sinta-se em casa... -Ele disse me dando outro beijo na bochecha.

-Kookie, seu beijo na minha bochecha por algum motivo é molhado... -Digo secando a parte que ficou molhada.

-E que eu queria que fosse na sua boca, mas, vamos estudar lá em cima, no meu quarto. -Ele diz, confesso que quando ele diz que queria beijar-me eu não ouvi, foi bem baixo.

A gente subiu e quando chegou no quarto dele POR ALGUMA RAZÃO ELE TRANCOU A PORTA, O FILHA DA PUTA TRANCOU A PORTA BRASIL, CORÉIA DO SUL E CHINA, ELE TRANCOU A PORTA.

-Por que trancar a porta, ninguém vai fazer barulho, está só nós aqui na sua casa! -Disse retirando meu material escolar da mochila.

-Sei lá, sempre faço isso. -Ele diz. -Senta na cama, no chão é ruim.

Ele me levanta no COLO e me deita na cama, só para vocês verem a audácia do garoto. "Mas que audácia e essa?.." 

-Precisava me levar no colo? E também, precisava me deitar na cama? -Pergunto me sentando.

-Precisava! -Ele diz me dando outro beijo na bochecha, só que um pouco perto DEMAIS da boca.

-Okey, agora vamos começar o trabalho? -Pergunto pegando meu celular para pesquisar.

Ao longo das pesquisas ele pesquisou dois e eu pesquisei dois também.

Mas, eu percebi que ele passava a mão na minha coxa só que era de leve, olhava concentradamente para meu peito, olhava concentradamente também para a minha boca.

-Ah... Finalmente terminamos... E ainda bem que que falta três horas para o previsto de eu ir embora, eu vou poder me arrastar de boas. -Digo me deitando na cama dele, no mesmo momento sento de volta, lembro que estou na casa de uma pessoa. -Desculpa.

-Se você tivesse continuado deitada iria facilitar meu trabalho. -Ele diz passando a mão na minha barriga.

-Mas que audácia em garoto? -Digo me levantando e recolhendo meus materiais. -Tchau...

Quando ia girar a porta para abrir a porta ele brota na minha frente e rouba um beijo meu e vai me levando até a sua cama devagar até eu deitar nela.

Ele se separou de mim e começou a beijar a minha barriga e começou a passar a mão em minha parte intima e fazer movimentos nela, então eu me toquei e joguei ele para longe.

-Desculpa e tchau... -Digo pegando minha mochila e indo em direção á porta.

-Saiba que machucou e está doendo. -Não resisti a isso e levantei ele pelo braço, tenho uma alma boa. -Obrigada.

Deu um beijo na bochecha dele e vou embora, estava vermelha de vergonha por quase ter me rendido ao um "estranho", e também queria minha cama para eu dormi e pensar se eu fiz merda em falar para meus pais que eu iria odiar aquela escola.

 


Notas Finais


Tchau...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...