História My Lovely Ômega • [ABO] - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Alfa, Beta, Bromance, Cio, Humor, Jikook, Namjin, Ômega
Visualizações 204
Palavras 1.402
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oeoe!
Demorei? Demorei!
Mas trouxe att nova.
Espero que gostem.
Desculpem a pequena – não tão pequena – demora.
Boa leitura!

Capítulo 9 - Meu casal favorito


Fanfic / Fanfiction My Lovely Ômega • [ABO] - Capítulo 9 - Meu casal favorito

JEON JUNGKOOK

O que fazer quando você acorda e a primeira coisa que você pensa é em um ômega lindo, fofo, inocente – talvez –, simplesmente perfeito?

O Jimin parece com uma droga. Eu não consigo parar de pensar nele. De querer ele perto. Sentir seu cheiro. E as suas mãos pequena nas minhas. Ele me faz ir contra tudo que eu planejei para mim. Eu só quero estar com ele e aproveitar cada momento. Eu estou totalmente viciado em Park Jimin.

Minha tia também já notou minha mudança. Ela está curiosa para saber o que me deixou assim, e se eu contar para ela que foi um ômega, ela vai pirar. O que ela mais quer é me ver achar e marcar um ômega, segundo ela, eu preciso de alguém que cuide de mim. Mesmo que eu diga que eu sei me cuidar sozinho, ela me diz que tem coisas que só um ômega pode fazer por seu alfa. Eu não entendi o que ela quis dizer com isso, e também nem fiz questão de tentar descobrir. Minha tia consegue ser meio estanha as vezes.

Mas voltando ao Jimin. Acabei de passar pelos grandes portões do colégio e senti um corpo se jogar nas minhas costas. O cheiro bom denunciou quem era e eu passei a segurar em suas coxas, para que ele não escorregasse.

— Bom dia hyung! – ele falou enquanto beijava minha bochecha.

— Bom dia Mochi! – sorri e ele abraçou mais apertado meu pescoço. E logo apoiou a cabeça no meu ombro enquanto eu caminhava em direção aos seus amigos, que talvez sejam meus também – Que preguiçoso! – escutei uma risadinha do mesmo.

— Seu cheiro é bom hyung. Eu gosto de abraçar você. – agora me responde, tem como não cair de amores por essa coisa fofa? Não que eu esteja caindo de amores por ele, não, nada a vê. Bom, talvez um pouco. Mas isso não importa agora.

— Olha o nosso otp interagindo Taehyung. – Seokjin falou assim que chegamos perto deles.

— Super apoio vocês como um casal. Se casem logo e tenham muitos minis Kookies e Jiminies. – minha bochechas coraram levemente com os pensamentos que rodaram minha cabeça quando nele falou sobre ter filhos. E eu senti o ômega esconder o rosto no meu pescoço, o que me causou arrepios.

— Aish, não exagera Taehyung. – Yoongi falou, finalmente uma pessoa sensata aqui – É óbvio que os filhos serão uma mistura dos dois. – esquece o que eu falei.

— Vocês estão deixando eles envergonhados. – Namjoon falou enquanto abraçava Jin – Continuem, é legal ver eles assim.

— Hyungs, parem com isso. O Jimin está com vergonha. – ele falou ainda com a cabeça enterrada no meu pescoço.

— Meu Deus alguém me socorre. Fui atingido pelo tiro de fofura chamado Park Jimin. – Horseok falou enquanto se jogava em cima de Yoongi e Taehyung.

— Certo certo. Mas só porque você pediu Minie. – Jin falou e logo o sinal tocou. Nos fazendo entrar no colégio.

Ainda carregando o Jimin nas costas, fui seguido por Taehyung, que se despediu dos seus namorados, até a nossa sala. Ele começou a tagarelar sobre um monte de coisas e o Jimin se juntou a ele. As vezes eu opinava sobre algo, mas logo ficava calado. Assim que entramos na sala, fomos para os nosso respectivos lugares. Não tardou muito para o professor entrar e iniciar mais uma manhã de aulas chatas e tediosas, mas eu tenho que aguentar, não é? Afinal, quero conseguir um bom emprego e estar estável para quando tiver um ômega.

Um ômega!

Há uns dias atrás, se me perguntassem sobre esse assunto, eu só teria uma coisa a dizer: Não quero ter um ômega tão cedo. Mas agora, quando eu penso nesse assunto, a única coisa que eu consigo imaginar é o garoto de olhos castanhos, cabelos pintados de rosa e que tem o sorriso mais lindo do mundo. Hoje, os meus pensamentos se contradizem com as minhas antigas escolhas, e eu não estou me importando com isso agora.

~•~

Era o intervalo. Ou seja, o momento em que os amigos nada normais do Jimin se unem para nos deixar envergonhados. Fico pensando se devo considere-los meus amigos. Ainda é estranho para mim estar convivendo com eles, já que eu sempre fui péssimo em me enturmar e conseguir amigos.

Eu deveria estar feliz por conseguir me aproximar de pessoas tão legais quanto eles certo? Mas ainda assim, fico com um pé atrás. O que é normal, já só os conheço a pouquíssimos dias. Bom, é normal para mim e meu jeito desconfiado.

Desde cara já tinha percebido que a maioria das pessoas que estudam nesse colégio é esnobe. Muitos se acham superior as outras apenas por ter mais dinheiro na conta bancária. E encontrar e conhecer pessoas que não são assim nesse lugar, me deixa um pouco desconfiado. Pode ser apenas paranóia minha? Claro que pode. Mas é o que eu penso. Mas de qualquer jeito, eu falei para mim mesmo que daria uma chance a eles pelo Jimin.

Esse ômega…

E mais uma vez, ele vem e me faz mudar em algo.

— Olha se não é o meu casal favorito… E o Taehyung. – Jin falou assim que nos aproximamos da mesma mesa que eles ficam todos os intervalos.

— Nossa, você falou como se a minha presença não importasse. Fiquei magoado! – Taehyung fez drama se sentando ao lado do Yoongi. Deixando duas cadeiras, uma ao lado da outra para mim e o pequeno.

— Mas a sua presença realmente não importa. – Tae olhou para ele chocado.

— Olha olha que eu vou embora e vocês nunca mais vão me ver. E então, quando se perguntarem o que aconteceu, lembrem-se dessas palavras duras, que cortaram o meu coração e morram entalados com a culpa que vão sentir. – ele aumentou o drama.

— Até parece que você seria capaz de deixar a gente. – Jin rebateu.

— Eu odeio vocês. – cruzou os braços – E odeio ainda mais quando vocês estão certos.

— Relaxa amor. Não liga para as coisas que o Jin fala. Quando a gente chegar em casa, vamos fazer aquelas coisas que você adora. – dava pra sentir a malícia do Yoongi do outro lado do planeta.

— Meu Deus, vocês não se cansam não? Parecem um bando de coelhos. – Namjoon perguntou.

— Preciso mesmo responder? – Yoongi perguntou de volta. Namjoon apenas negou com um sorriso de lado.

— Do que vocês estão falando hyungs? – merda! Esqueci que o Jimin estava do meu lado e não é bom ele ficar ouvindo essas coisas, já que quem sofre com as perguntas depois sou eu.

— Nada Jiminie. – Namjoon tentou desviar o assunto.

— Quem sabe um dia o Jungkook não te mostra. – Suga falou sorrindo malicioso para mim.

Merda, de novo!

— Sério Jungkookie hyung? – ele me olhou com os olhos brilhando e eu me assustei. Porque essas coisas acontecem comigo? Engoli em seco e olhei ao meu redor. Os meninos apenas me olhavam prendendo a risada. E nenhum sequer tentou me ajudar com isso. Isso que são amigos hein?

— O-Olha, depois a gente fala sobre isso certo? – pedi nervoso.

— Certo hyung! – ele abriu um sorriso enorme para mim, e eu soube que não iria me livrar desse assunto.

Suspirei aliviado por pelo menos adiar falar sobre isso. Ouvi risadinhas e vi os meninos vermelhos de tanto segurar o riso. Isso vai ter volta. Ah se vai!

~•~

Fim da aula.

Eu e o Jimin estamos caminhado para a biblioteca, onde vamos terminar o nosso trabalho. O bom desse colégio, é que podemos ficar até depois das aulas e como já fizemos boa parte do trabalho, vamos terminar logo.

O corredor que leva a biblioteca estava vazio, já que os alunos só tinham uma direção: O lado de fora desse lugar.

Jimin andava segurando a minha mão, e eu não vou mentir, adoro quando ele faz isso. O baixinho estava saltitando como uma criança ao meu lado e eu acho estou adorando andar com ele assim. Querendo ou não, Jimin tem um efeito sobre mim, e pensar sobre isso já deixou de ser incomodo. A única coisa que me resta, é aceitar.

Assim que começamos a nos aproximar da biblioteca, notei uma figura masculina meio escondida em uma das elevações que tinham nas paredes. Logo quando senti o cheiro que denunciou quem estava ali, fechei a cara e segurando mais firmemente a mão do Jimin.

— Olha se não é o meu casal favorito. – era a segunda vez que escutava essa frase e eu percebi que prefiro quando ela é dita pelo Jin. — Lee Jinwoo!




Notas Finais


Seria o Taehyung me representando quando faço drama? Jungkook pensando em coisas erradas, e agora vai ter que mostrar essas coisas para o Jimin.... Huuuuummmmmm!!

Gente, se alguém gosta de Fairy Tail, queria dizer que estou fazendo uma fanfic sobre ok?? A fic é Rolu, mas mesmo se não curtir o shipp, da uma olhadinha? Obrigada!!!!!

Devo continuar?
Espero que tenham gostado.
Desculpem os erros.
Obrigada por ler.
Até o próximo!!
Bjoo bjoo 😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...