História My man with baby face - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Aluno, Bangtan Boys, Bottom!jk, Jikook, Kookmin, Lemon, Professor, Pwp, Top!jm
Visualizações 144
Palavras 1.542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Uuuhl, voltei.
Bom, como eu disse, hoje o cap vai ser narrado pelo Jimin, e enfim, num tenho muito o que falar. AMO VOCÊS, bj

Capítulo 11 - Yoo


Depois que Jungkook bateu a porta na minha cara, eu desci pra conversar com Yoongi, ele parecia bem nervoso quando chegou aqui.

- Voltei. - disse assim que cheguei no andar de baixo, vendo o branquelo mexendo na minha cozinha. Que folgado. - O que aconteceu, Yoon? - perguntei, me sentando de frente para ele, que estava do outro lado apoiado no balcão.

- Esses dias eu fui no mercado, sabe, comprar alguma coisa pra tentar cozinhar, enfim, péssima escolha. Eu estava lá de boa quando do nada o Kihyun aparece, eu até tentei me esconder, mas ele me viu. Eu quase morri, Jimin-ah.

Deixa eu explicar pra vocês, antes do Min ir embora, ele teve um relacionamento com Kihyun, os dois namoraram por dois anos, e quando Yoongi decidiu fazer faculdade fora, Kihyun não quis continuar o namoro com ele, o Min ficou arrasado, mas era uma oportunidade que ele não podia deixar passar.

- Tá, e aí? Você falou com ele? - perguntei, vendo como a expressão de Yoongi era de agonia, como se ele quisesse muito fazer algo mas não o fizesse por medo.

- Ele me chamou pra conversar, Jimin. - eu conhecia muito bem meu amigo, ele tem esse jeito todo dele, mas ele é muito sentimental, eu sei que ele não quer se machucar de novo.

- Yoon, você deveria aceitar, quem sabe vocês não se acertam. - eu era um péssimo conselheiro, mas essa era minha opinião, então eu falei.

- Eu não quero me envolver com ele de novo, Jimin, eu ainda o amo pra caralho, mas acho que não é recíproco.

- Como não? Ele te chamou pra conversar, talvez ele tenha algo pra falar. - eu queria muito que meu amigo se acertasse com ele, Yoongi me disse que depois dele nunca mais namorou ninguém.

- Você acha mesmo que eu devia aceitar? - ele perguntou e eu confirmei com um aceno, e caso não desse certo, eu e Jungkook - mesmo o Jeon não gostando dele - estaríamos ali para ampará-lo.

- Tá bom, eu vou falar com ele. - o Min respondeu com um suspiro.

- Você tem o número dele? - perguntei, vendo o loiro acenar. - Liga pra ele então, agora. - incentivei, eu sabia que se não fosse agora, Yoongi iria enrolar para dar lhe a resposta.

- Aish, tudo bem. - ele retirou o celular do bolso, discando o número do Yoo, enquanto eu observava tudo com um sorriso divertido no rosto.

- A-Alô? - ele disse depois de esperar alguns segundos, ele parecia mais branco que o normal. - Então, eu... eu pensei na sua proposta. Eu aceito sair com você. - eu não sei o que Kihyun disse do outro lado da linha, mas foi algo que fez o Min sorrir mínimo.

- Tudo bem, até quinta então. - disse por fim, desligando a ligação e dando um suspiro.

- É isso aí, Suguinha. - usei o apelido que à tempos não usava com ele, fazendo-o rir.

- Obrigado pela ajuda, Jimin-ah. E desculpa por toda a confusão com o seu garoto. - enquanto falava, o Min já havia se levantado para ir embora.

- Não se preocupe, amigos são pra isso. - me levantei também para acompanhá-lo até a porta. - E sobre Jungkook, ele já está melhor em relação à isso. - mentira, meu menino ainda tá' puto da vida, mas ele vai se acalmar.

- Uhum, claro. - disse irônico, parando já do lado de fora da casa. - Até outro dia, Jimin. Fala que eu mandei um beijo pra ele. - Yoon disse rindo, filho da puta.

- Até, branquelo. - disse por fim, fechando a porta quando ele se afastou.

Depois de trancar minha casa, porque eu não queria que ninguém entrasse aqui e nos matasse, eu praticamente corri até o quarto - não sem antes pegar a caixa no sofá -, eu precisava acalmar a minha ferinha.

- Bebê? - chamei assim que entrei no cômodo, fechando a porta atrás de mim.

- Seu "Yoon" já foi embora? - perguntou emburrado, achei fofo, mas se eu falasse ele provavelmente iria me bater.

- Jungkookie, deixa de ser assim. E já, ele já foi embora. - deixei a caixa na ponta da cama, engatinhando até estar de frente para Jungkook, abrindo suas pernas para que eu pudesse me encaixar no meio delas.

- Eu já disse que eu não vou transar com você. - ele disse sério e ainda emburrado, sem me olhar nos olhos.

- Não precisa transar comigo... Só deixa eu usar o vibrador em você, vai... - pedi manhoso, vendo Jungkook me encarar com os olhos semicerrados.

- Por que eu nunca consigo negar nada pra você, hein? - ele parecia revoltado e isso me fez rir, comemorando internamente por ele ter aceitado.

Não lhe respondi nada, apenas passei a distribuir beijinhos por seu rosto, lhe dei um beijo molhado na bochecha, passando para a outra e apreciando meu garoto de olhinhos fechados, aproveitando meus toques.

Passei os beijos para o pescoço, onde mordi e chupei de leve, vendo Jungkook arfar. Deixei algumas marcas ali, e logo direcionei minhas mãos até a barra de sua camisa, vendo Jeon levantar os braços para me ajudar a retirar a peça.

Minhas mãos fizeram o contorno de sua cintura, levei meus lábios até sua barriga, beijando ali e puxando a pele entre meus dente, os dedos de Jungkook se enrolando entre meu fios.

Dei algumas lambidas pela área até chegar em seus mamilos, chupei e mordisquei cada um, me deliciando com os suspiros de Jungkook, sentindo meus fios serem puxados de leve.

- Jiminnie... - ouvir seus gemidos me deixava excitado pra caralho, ele por si só já me deixava excitado.

- Tira o resto da sua roupa pra mim, eu já volto. - falei enquanto me afastava, indo até o banheiro, apenas para pegar o tubinho de lubrificante.

Quando voltei, a cena de Jungkook peladinho fez meu pênis pulsar, ele estava todo aberto pra mim. Quer dizer, pra mim não, mas para o vibrador sim.

Me encaixei no meio de suas pernas mais uma vez, colando meus lábios nos seus e iniciando um beijo quente, nossas línguas brigavam por espaço, e eu me separava apenas para morder seu inferior. Quando o ar fez falta, me separei de si chupando sua língua, fazendo Jungkook gemer manhoso.

Desci meus lábios para seu pescoço, distribuindo beijinhos molhados enquanto levava meus dedos até sua entrada, apenas provocando.

Introduzi um dedo dentro de si, fazendo-o arfar e jogar a cabeça para trás. Não deixei meu dedo muito tempo ali, foi apenas para lhe provocar.

- Você quer qual? - perguntei, me referindo ao vibrador.

- O azul... - o jeito manhoso dele já estava me deixando louco, e saber que eu não iria entrar nele no final dessa brincadeira me deixava frustrado.

Peguei o vibrador que ele queria, abrindo o lubrificante e despejando uma boa quantidade pelo objeto.

Depois de bem lubrificado, levei o vibrador até sua entrada, pincelando e fazendo-o arfar, introduzi apenas metade dele, vendo Jungkook fechar os olhos e arquear as costas.

- Awn, Jimin... - enfiei tudo nele, não demorando a ligá-lo na velocidade média, me deliciando com os gemidos altos do meu garoto.

Passei a estocar o objeto dentro dele, ao mesmo tempo em que vibrava, Jungkook tinha os olhos fechados e a boca entre aberta, deixando escapar arfares e gemidos.

Aumentei a velocidade para a máxima, estocando ainda mais rápido nele, sabia que Jungkook já estava perto do ápice, ele contorcia os dedinhos do pé, as costas arqueadas e a cabeça jogada pra trás, junto dos gemidos que ficavam cada mais altos.

- V-vai, continua aawn... - não demorou muito para ele atingir o orgasmo depois disso.

Jungkook gozou forte, e eu continuei estocando-o, vendo ele tentar fechar as pernas e tremer pelo prazer.

- P-Para aaah, Jimin-ah, para. - ele segurou minha mão, e eu fui diminuindo o ritmo aos poucos, porém o vibrador ainda continuava ligado, fazendo ele ainda ter os dedinhos dó pé contorcidos e continuar gemendo.

Depois que vi que Jungkook não aguentava mais, desliguei o vibrador e o retirei de si com cuidado, vendo-o respirar pesado e fechar as pernas, os olhinhos fechados em cansaço.

Lhe peguei no colo, levando o até o banheiro. Porém eu não iria tomar banho com ele, eu ainda estava duro pra caralho e provavelmente não me controlaria.

- Toma um banho, eu vou te esperar no quarto. - lhe dei um beijinho na testa, vendo o acenar positivamente com a cabeça. Ele realmente falou sério quando disse que iria me deixar na seca.

Saí do banheiro e fui arrumar as coisas no quarto, e bom, eu até pensei em, sabe, bater uma, mas antes que eu pudesse sequer pensar em abrir minha calça, ouvi a campainha tocar.

Bufei irritado e desci as escadas, o Park Jr. se acalmando aos poucos. Antes de abrir a porta, fui até a cozinha, bebendo um copo de água e ouvindo a campainha tocar outra vez.

- Já vai! - gritei da cozinha, deixando o copo na pia e correndo até a sala.

Assim que abri a porta, arregalei os olhos, eu estava surpreso por ela ter vindo assim, do nada. Mas estava feliz, afinal, eu sentia saudades.

- Omma!?






(LOGO EU VOLTO)


Notas Finais


Hummm, a omma do Jimin??? Hhsus

Bom gente, espero que tenham gostado, comentem aqui pra eu saber, sim? Obg por tudo! ♡♡
PS: desculpem pelos erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...