História My Mother's Boss - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Michael Jackson
Visualizações 151
Palavras 1.507
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura meus amores ♥️

Capítulo 41 - Fresh start


Fanfic / Fanfiction My Mother's Boss - Capítulo 41 - Fresh start

Um ano e meio depois...

Assim que me mudei para Las Vegas, me hospedei em um hotel simples e acabei arranjando um emprego lá. Trabalhava como camareira, assim, tinha desconto na minha estadia no lugar e ainda dava para economizar uma grana. Nesse meio tempo, conheci uma garota chamada Hanna, ela acabou se tornando uma amiga e me incentivou a alugar um apartamento para dividir com ela. 

Nos dávamos bem, ela era uma boa amiga, mas nem por isso, eu confiava 100% nela. Após muito esforço e força de vontade, acabei arrumando um emprego em um hotel luxuoso na avenidas Las Vegas Strip, que só era uma das ruas mais famosas do mundo. Mais uma vez, eu trabalhava como camareira, mas isso não me incomodava. O salário era ótimo, eu trabalhava muito mas compensava muito. 

Eu me estabilizei em Las Vegas mais rápido do que eu pensava, estava vivendo bem, ganhava dinheiro em um emprego digno...Mas nem tudo eram flores. Sofri de forma absurda por causa de Michael, eu o amava e ainda não havia encontrado uma forma de esquecê-lo, já que isso era praticamente impossível se tratando do Rei do Pop que estava estourando com o primeiro single de seu novo álbum "Dangerous". Black Or White não parava de tocar um segundo sequer, e isso era em todos os lugares possíveis. O que acabava me dando mais saudade ainda daquele homem incrível que eu havia deixado há um ano e meio. 

Não tive mais contato com Michael e muito menos com minha mãe. Não fazia ideia de como ele havia reagido à minha fuga, nem se ele havia me procurado ou algo do tipo. Porém, por mais cruel que fosse ficar longe dele, eu precisava levar a minha vida e tentar esquecer de fato de que um dia fiz parte de um caso com Michael Jackson. 

POV Michael On:

 Flashback On:

Após uma reunião cansativa na gravadora, cheguei em casa chamando por Briana, pois sabia que ela ainda estaria muito mal com tudo que havia acontecido mais cedo. O problema foi que eu não estava a encontrando em lugar nenhum, pensei que talvez ela estivesse dormindo em seu quarto, porém, quando subi, não encontrei nada. Apenas uma carta em cima de sua cama.

"Michael, eu amei e ainda amo você, provavelmente irei continuar amando. Sei que ninguém mais vai abalar o meu mundo da forma que você abalou, pois acredito que uma vez amada por você, nenhum outro homem será capaz de me satisfazer. Você me proporcionou momentos incríveis e ensinamentos sábios que irei levar para o resto de minha vida. Tudo valeu a pena, mas isso não pode continuar...Não quero acabar com sua vida, não quero que você passe por situações constrangedoras por minha causa, não quero ser motivo de notícia para os tablóides, não quero ser empecilho na sua carreira brilhante. Simplesmente não quero ser um incômodo, você não merece nada disso. Você merece alguém muito melhor, alguém que seja incrível o suficiente para você, e não alguém como eu...Pois assim como minha mãe disse, só trago decepções para todas as pessoas que estão ao meu redor. Não quero que seja assim com você também. Seja feliz Mike, eu amo você. Adeus". - Briana

Li aquela carta quase dez vezes, pois as palavras sempre embaralhavam devido às lágrimas que insistiam em invadir meu rosto. Não acreditava que Briana havia me deixado e levado meu coração com ela. Busquei por suas roupas e nada encontrei, a única coisa que ela havia deixado era aquela carta e seu cheiro no travesseiro. Corri até a casa de Bernadeth feito um desesperado, após várias batidas na porta, ela me atendeu assustada. 

 — O que foi Michael? 

— Me diga onde a Briana está, por favor – Eu implorei.

— Eu não sei Michael, ela foi embora. 

— Ela falou com você? 

— Sim, ela veio até mim acompanhada de uma mala. Disse que ia sair da sua vida e da minha e que seu último pedido, era saber como eu havia descoberto sobre vocês dois. Eu contei e em seguida, perguntei para onde ela ia e ela disse que ia sumir, foi isso.

— Espera...Último pedido? Sumir? Como assim...Bernadeth, a sua filha foi embora e você não fez absolutamente nada?

— Você sabe meus motivos Michael.

— NÃO, EU NÃO SEI MAIS! EU NÃO CONSIGO ACREDITAR QUE UMA MÃE PODE GUARDAR TANTO RANCOR DE UMA FILHA DESSA FORMA! – Gritei de forma descontrolada, a deixando assustada. 

— Michael, a Briana me magoou da pior forma possível! Você não sabe das coisas que eu senti então pare de me julgar!

— Não Bernadeth, nada justifica as coisas que você disse a ela! Eu sei que a Briana errou muito, muito mesmo, mas ela tinha seus motivos. Ela tinha muitos traumas que nunca contou a ninguém, somente a mim. Ela se machucou muitas vezes e acabou seguindo um caminho errado, mas aos poucos estava descobrindo o lado certo da vida. Se você tivesse um pouco de piedade, ela ainda estaria aqui, ela ainda estaria tentando, mas você foi cruel. Então sim, eu julgo você – Disse, dessa vez mais calmo, porém ainda estava nervoso. 

— Michael! Você está falando como se a Briana estivesse morta, para com isso! Além de que eu tenho certeza que ela só está fazendo drama. 

— E você tem certeza que ela pode não estar morta? Pois repense, certa vez eu encontrei sua filha desacordada na piscina. Coisa que até hoje eu acredito que tenha sido uma tentativa de suicídio, vai saber se ela não fugiu para tentar fazer uma besteira. Se algo acontecer com ela, eu vou culpar você, pois foi você que disse coisas terríveis a ela e a tratou como lixo – Talvez eu estivesse pegando um pouco pesado, mas estava realmente preocupado com o que podia ter acontecido com aquela garota. 

— Michael, você está me deixando preocupada – Ela disse com lágrimas nos olhos – Eu fui cruel porque  ela não aprendeu da forma certa, então teria que aprender pela dor. Mas eu nunca pensei que isso deixaria ela dessa forma, eu não quero perder a minha filha – Ela terminou, deixando as lágrimas caírem. 

— Agora pode ser tarde demais...Droga, por que eu fui deixar ela sozinha?! – Me culpei. 

Bernadeth estava arrasada, se sentindo culpada por tudo. O que de um lado, era verdade, pois as atitudes dela fizeram com que Briana ficasse destruída e isso me deixava ainda mais nervoso. Mas também não queria vê-la se sentindo mal, pois os motivos não eram só ela, já que na carta que Briana havia deixado claro que "não queria ser um empecilho" na minha vida. O que estava errado, pois ela nunca seria um empecilho, já que eu a amava muito.

Flashback Off.

Me peguei lembrando dia em que Briana havia me deixado. No decorrer de um ano e meio que tinha se passado, já havia virado rotina lembrar de Briana e sentir uma saudade imensa dela. Naquele mesmo dia em que ela foi embora, começamos uma busca impossível por ela. Coloquei todos os meus seguranças atras dela, mas foi tudo em vão. 

Eu ainda a amava, mas tentava seguir minha vida, não poderia sofrer pra sempre por uma pessoa que havia me deixado. 

Bernadeth continuou trabalhando comigo, mesmo após nossa briga. Ela sabia que havia errado com sua filha, e eu percebi que não valia a pena ficar lembrando do que ela tinha feito sempre, pois ela já tinha que conviver com a culpa e o remorso. 

Algumas mulheres passaram por minha vida no decorrer desse tempo, mas nenhuma foi o suficiente para preencher o vazio deixado por ela. Nenhuma era tão incrível, nenhuma tinha o poder que Briana tinha sob mim. Apesar de tudo isso, eu precisava focar no trabalho, era a única coisa que realmente importava no momento. 

Meu dia estava cheio, como de costume. Estava tendo que ir até Las Vegas para dar algumas entrevistas sobre o álbum novo. 

POV Briana On: 

Todo mundo no hotel estava agitado, provavelmente alguém muito importante estava para chegar. Mas na verdade eu estava estranhando, os famosos sempre se hospedavam ali, todos já estavam acostumados com isso, por que dessa vez era diferente? 

Ao decorrer das horas, fui informada de que teria que ir até o quarto 1100 e verificar se estava tudo em ordem por lá. Aquele era um dos quartos mais importantes do hotel, então, provavelmente o hóspede especial ficaria nele.  

Entrei no quarto e chequei cada canto, estava tudo na perfeita ordem. Sai de lá e segui até o elevador dos funcionários, que por sorte estava subindo para o mesmo andar que eu estava. Assim que o elevador abriu, me deparei com Michael Jackson, seus seguranças e um homem que eu acreditava ser seu empresário. Meu estômago embrulho, senti meu corpo tremer por inteiro, eu havia congelado diante dele, que me olhava fixamente com aqueles olhos penetrantes, visivelmente chocado ao me ver na sua frente. Ele saiu do elevador e eu entrei, mas em nenhum momento, seus olhos desgrudaram de mim, isso só aconteceu quando a porta do elevador se fechou e eu pude me entregar ao choro.


Notas Finais


Gente, desculpa ter demorado pra postar.
Tenho demorado porque os últimos capítulos foram bem difíceis de vocês, e vocês sabem que eu me cobro bastante, não gosto de postar qualquer coisa. Mas cedo ou tarde tá sempre aí ❤️
Muitas reviravoltas, e esse reencontro entre Michael e Briana? Terminei na melhor parte né 😂🙈? Não me matem 😂 Beijossss e até o próximo 💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...