História My Neighbor - YoonKook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, Suga
Tags Bottom!jungkook, Destino, Filhos, Jungkook, Mpreg, Top!yoongi, Yoongi, Yoonkook
Visualizações 94
Palavras 1.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello, Babys! Aqui está o primeiro capítulo saindo do forno. Rsrs
Bom, espero que gostem do capítulo e que comentem.
Lembrem-se: O que me motiva mais a continuar a fanfic são os comentários, a opinião de vocês!
Beijos babys. Boa leitura para vocês.

Capítulo 1 - Capítulo Um - Olhares cruzados


Fanfic / Fanfiction My Neighbor - YoonKook - Capítulo 1 - Capítulo Um - Olhares cruzados

Jungkook se encontrava na cozinha de sua casa preparando o almoço dele e de sua pequena Somin, a pequena, no entanto, se encontrava na sala vendo seu desenho favorito, Miraculous: As Aventuras de Ladybug e Cat Noir, a baixinha cantava alegremente a música de abertura do desenho que passava na televisão. Jungkook sorria bobo ao ouvir sua pequena cantar a abertura do desenho, ele se sentia feliz por saber que sua pequena era feliz. Somin via um episódio em que Ladybug dá um beijinho em Cat Noir, então, Somin começa a pensar o porquê de seu “Papai Kook” não ter um namorado que nem as outras pessoas, a Jeon mais nova sabia que seu pai gostava de homens, Jungkook havia explicado para a pequena quando a mesma havia o perguntando do porquê de ela não ter uma mamãe, então Jungkook rapidamente falou que ela tinha outro papai e inventou para sua pequena filha de que seu outro pai havia ido pro céu e virado uma estrelinha, óbvio que a pequena ficou triste, mas seria pior se Jungkook contasse a ela que seu pai nunca a quis.

Minutos depois Jungkook chama sua pequena para almoçar, ambos almoçam normalmente e vão para a sala.

 

SM: Papai por que você não tem um momoladu?

 

O Jeon mais velho riu fraco pela forma que sua pequena falava.

 

JK: Porquê o papai não achou alguém que faça o coraçãozinho do papai feliz.

 

Somin se sentou na perna de seu pai e abraçou seu pescoço.

 

SM: Papai deixa a MinMin achar um momoladu pro papai?

JK: Deixou sim, anjinho.

 

Jungkook sorriu e começou a brincar com sua pequena, porém logo viu as horas e suspirou.

 

JK: Bebê, hora de ir para a escolinha.

 

Somin fez uma cara de tristeza, mas logo pulou nas costas de seu pai rindo.

 

SM: Cavalinho, papai!

JK: *riso baixo* Okay meu amorzinho.

 

Jungkook então pegou a mochila de sua pequena e foi para o carro fingindo ser um avião, apenas para ouvir sua pequena soltar aquela gargalhada gostosa que Jungkook tanto amava. O mais alto logo colocou sua pequena no carro e dirigiu para escola da mesma enquanto a baixinha cantava alegremente uma musiquinha infantil.

Assim que Jeon estacionou seu carro preto, um carro prata e chique estacionou na sua frente. Jungkook então pegou sua pequena nos braços e a tirou do carro, logo a colocando na frente do portão, mas antes de a mesma entrar na escola, Jungkook segurou com delicadeza o bracinho da filha e se agachou na frente dela.

 

JK: Cadê meu beijo na bochecha, Princesa?
 


Jungkook fez um cara de bravo que logo foi substituída por um enorme sorriso ao sentir os lábios fininhos da filha dando um pequeno selar em sua bochecha e logo os bracinhos dela rodearam o pescoço de Jungkook.

 

SM: Tchau, papai. Tinhamu papai!

 

A menor falou com uma voz fofa, Jungkook beijou a testa da pequena que logo correu para a escolar brincar com seus amiguinhos. Jungkook sorriu com a cena e se levantou.

Por poucos segundos Jungkook avistou um homem de pele pálida e de baixa estatura, não era tão baixo, mas era menor que Jungkook. Seus olhos se cruzaram e ambos sentiram um arrepio pelos corpos os fazendo desviar rapidamente o olhar. As bochechas de Jungkook tomaram uma coloração rosada, ele continuou a olhar o homem que dava tchau para um pequeno menininho com dentinhos de coelho e olhinhos negros como a noite mais escuro, de repente Jungkook sente algo, sentiu a mesma coisa que sentiu ao ver seus filhos pala primeira vez, sentiu também a tristeza que sentiu ao ter que dar seu pequeno filho para o orfanato.

Jungkook suspirou afastando seus pensamentos logo voltando para seu carro e dirigindo em direção a sua casa.

 

[...]

 

O dia de Jungkook havia sido normal, porém, ao sair de sua casa para buscar sua filha notou que seu vizinho era o mesmo homem que havia trocado olhares na porta da escola de Somin. Jungkook corou fortemente e entrou rapidamente no carro dirigindo para a escola de sua filha.

Ao chegar na escola de Somin, Jungkook saiu do carro logo vendo sua pequena filha correndo em sua direção e se atirando em seus braços. Jungkook sorriu com e cena e a pegou no colo a abraçando forte e beijando sua bochecha.

 

JK: Como foi a aula, Bebê?

SM: Muito legal, Papai. Eu fiz um amiguinho novo.

JK: Sério, Bebê? E quem é esse amiguinho?

SM: O nome dele é Jeon Won-Woo.

 

Jungkook gelou, não era possível que sua filha havia feito amizade com o filho que ele precisou dar ao orfanato. O coração de Jungkook acelerou, não sabia se ficava feliz por encontrar seu filho, ou, triste por tê-lo abandonado quando ainda era um bebê recém-nascido.

O mais alto foi tirado de seus pensamentos ao ouvir Somin o puxar pela roupa indo em direção ao menino de mais cedo e ao homem pálido.

Ao chegarem perto deles Jungkook gelou por alguns segundos sem saber o que fazer, mas logo sorriu tímido ao garotinho e seu “pai”.

 

SM: Papai, esse é meu amiguinho, Won-Woo e esse é o papai dele, Min YoonGi.

YG: Olá, prazer senhor...?

JK: Jungkook! Jeon Jungkook... é um prazer conhece-lo, Senhor Min.

WW: Oi papai da MinMin! Meu nome é Won-Woo.

 

O garotinho sorriu doce pra Jungkook que retribuiu o sorriso do pequeno.

 

JK: Olá Won-Woo, eu sou o titio Kook, papai da MinMin.

WW: Titiu Kook! A MinMin pode ir brincar um pouquinho em casa, agora? Por favorzinho.

 

Somin e Woo fizeram suas melhores carinhas de cachorrinhos pidões conseguindo amolecer o coração de Jungkook.

 

JK: Claro, Pequeno! Mas só se o seu papai deixar a MinMin ir...

SM: Deixa titiu Yoonnie?

WW: Deixa, Papai!

 

O Min suspirou derrotado, aquelas crianças eram fofas demais para o Min resistir.

 

YG: Deixo sim, crianças..., mas com uma condição.

 

O Min olhou para Jungkook que corou fortemente da cabeça aos pés.

 

YG: Só se o senhor Jeon aceitar jantar conosco hoje à noite

 

O Min sorriu e as crianças começaram a implorar pela aceitação de Jungkook.

 

JK: Okay! Jantar marcado, Senhor Min.

 

Jungkook então entrou em seu carro com sua filha e seguiu em direção a sua casa, e consequentemente, a casa de Min YoonGi.


Notas Finais


E ai? Gostaram? Espero que sim!
Acabei de ver na capa do capítulo que coloquei o nome do menininho errado. Sorry gente, Prometo concertar isso ai o mais rápido possível.

META PARA POSTAR O PRÓXIMO CAPÍTULO:
5 Comentários.

É isso, Babys.
Até o próximo capítulo.
Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...