História My New Life As A Vampire - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Yui Komori
Tags Ayato, Diabolik Lovers, Yui
Visualizações 193
Palavras 2.122
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia meninas!!😊

Vamos ao ponto desculpa mesmo que não postei na outra quinta, mais for por causa que o meu celular lindo earavilhoso sabe apagou tudo.

Mais ai está outro capítulo boa leitura 📖!!

Capítulo 25 - Surpresa...


 

Yui pov's on:

 

Como estava falando no outro capítulo estou caminhando até o quarto para fazer uma surpresa para Ayato, entrei no quarto trancando a porta. 

 

"Calma aí pra que trancar se ele pode se teleportar?"-Perguntei para mim mesma. "-Deixa pra lá é a vida."-Respondi para mim mesma.

 

 

Fui até a cama, arrumei ela como estava toda bagunçada humm porque será né?...sem comentário haha... bom continuando... acabei de arrumar a cama e depois fui até o banheiro tomar aquele banho um pouquinho demorado. 

 

 

Acabei como me enrolei na toalha, abri a porta devagar vendo se o Ayato estava no quarto, não vi ele nenhum canto, cheguei até  a minha mochila pegando um baby dol curto, que tem uma alça fina, e o tecido é bem fino e a cor vermelha. Coloquei a calsinha vermelha que é o conjunto do baby dol, não botei o sutiã pois como meu peito cresceu  ficou certinho como não ficou muito apertado e nem muito largo como ficou perfeito. (Feliz da vida (^^) melhor do que ser uma tábua sem preconceito tá minhas lindas pois eu também era).

 

 

Bom voltei ao banheiro para pentea o meu cabelo, quando acabei fui na minha mochila novamente para pegar o meu perfume que eu amo e passei em mim, sentei na cama para esperar o Ayato, esperei um tempinho e nada dele.

 

 

Yui: QUE CHATO A ONDE ESTÁ ESSE VAMPIRINHO! -Falei já cansada de esperar ainda sentada na cama com a perninha de chinês e olhando sei lá pra onde.

 

 

Ayato: Estava me esperando pan-que-ca. -Fiquei toda arrepiada ao escutar a voz do Ayato.

 

 

Yui: E-Estava não p-pois eu ainda estou! -Falei olhando para ele séria e ainda corada.

 

 

Ayato: Você está com um cheiro bom. -Falou ele  chegando perto do meu pescoço e  dando ao mesmo tempo um beijo que soltei um gemido só que consegui me controlar antes que ele pense que conseguiu me derrotar.

 

 

Yui: Não muda de assunto. -Falei ficando ainda séria.

 

 

Ayato: Não fica com essa cara. -Disse ele parecendo na minha frente colocando uma das suas mãos no meu queixo puxando para cima colocando nossos olhos conectado um ao outro, nós dois ficamos nos encarando até que nos beijamos, começou a ficar bem quente o beijo. Ele me deitou na cama de vagar até que eu parei de beija-lo empurrando ele devagarinho sabe né devagarinho hahaha Ok não foi devagarinho.

 

 

Yui: P-Para. -Falei deixando ele com uma cara de confuso. -Hoje e-eu q-quero te fazer uma s-surpresa.-Gaguejei ficando corada.

 

 

Virei o Ayato como fiquei em cima dele, ele deu um sorriso e eu devolvi, como depois dei um selinho nele novamente, fui baixando meu lábio para o pescoço dele dei um beijinho e o mordi que fez ele soltou um gemido, quando parei de sugar o sangue dele, sorri  contento, eu estava com uma preça que rasguei a camisa dele (Ok né isso é estranho hahahah mais aconteceu sabe come é né quando alguém está bem animada).

 

 

Ayato: Você rasgou minha camisa preferida! -Disse ele com uma cara de chocado.

 

 

Yui: Me desculpa. -Falei sem graça. 

 

 

Ayato: Eu não aceito sua desculpa. 

 

 

Yui: Sério você tem várias dessa camisa. -Falei.

 

 

Ayato: Mais essa é a minha preferida. -Fez bico.

 

 

Yui: Você parece uma criança assim. -Segurei a risada.

 

Ayato: Mais eu sou. -Falou ele e levantei minha sobranceira.

 

 

Yui: Que pena então, como é proibido fazer sexo com menor de idade sabe né criancinha. -Falei quase me levantando quando ele puxa meu braço e só vejo nossos lábios juntos.

 

 

 Paramos de nos beijar e voltei a olhar para ele que estava com aquele sorriso que amo (nossa nem sei de onde eu tirei essa coragem mentira coragem eu tenho só que eu não podia quero dizer não posso mostrar para ele e para os garotos como poderiam ficar desconfiados).

 

 continuando...

 

 

Então nos beijamos novamente, desci de novo meu lábio para o pescoço dele mais só depositei beijos, depois desci para o tanquinho dele até chegar na bermuda que estava com um volume, mexi no pênis dele e ele deu um gemido.

 

 

"Nossa como está duro!! :O "-Falei para mim mesma.

 

 

Eu olhei para o Ayato tirando a bermuda dele com  uma cara de safada e depois tirei o pênis dele de dentro da cueca. 

 

 

Yui: Meu deus! -Falei chocada, Ayato começou a ri. -Para de ri seu baca!-Fiquei séria e corada.


 

 

Ayato: Desculpa panqueca. -Disse ele parando de ri e eu bom não parei de encarar o pênis dele como é bem grosso como fiquei pensando como ele não acabou com a minha boceta ontem, pó eu acho que se eu fosse humana  eu ia ficar toda dolorida ou ia morre...Ok! não é pra tando né Yui, bom vamos voltar.

 

Olhei para o Ayato e ele olhou para mim como estava segurando a risada.

 

 

Yui: Pra mim já chega. -Falei séria mais ao mesmo tempo envergonhada.

 

Ayato: Mais porquê? -Ele perguntou.

 

 

Yui: Você... Você...

 

 

Ayato: Você é uma fresca. -Disse ele com um sorriso no rosto.

 

 

Yui: Eu já te disse antes que não sou fresca. -Falei.

 

 

Ayato: É sim. 

 

 

Yui: Não sou não.

 

 

Ayato: É sim.

 

 

Yui: Não sou.

 

 

Ayato: É sim.

 

 

Yui: Não sou.

 

 

Ayato: Não sou.

 

 

Yui: Sou sim...-Ele começou a ri. -Isso não vale você me enganou.


 

 

Ayato: Eu não te enganei nada você que assumiu que é sim uma fresca.

 

 

Yui: OK EU SOU SIM UMA FRESTA!-Falei bem alto. -Tá feliz agora?!

 

 

Ayato: Tô sim. -Disse ele me dando um beijo.

 

 

Yui: Idiota. -Falei pelo o beijo.

 

 

Parei de beija-lo e encarei novamente para o membro dele, até enfim tive coragem colocar minha mão no membro dele. Passei minha língua no rosado e no lado do pênis dele, e depois enfiei o membro dele dentro da minha boca comecei descer e subir como só escutei Ayato soltando um gemido como fiquei contente, comecei a fazer mais rápido quando ele já ia gozar eu tirei o pau dele da minha boca.

 

 

Ayato: Porque você parou?-Perguntou ele.

 

 

Yui: É só o começo. -Respondi com um sorriso no rosto.

 

 

Me levantei posicionando o membro dele na minha entradinha, fui desendo devagasinho, que até soltei uns gemidos não muito alto. Quando o membro dele entrou tudo parei.

 

 

Yui: Só vou continuar quando você me prometer uma coisa. -Falei olhando para ele.

 

 

Ayato: Prometer o que? -Perguntou ele.

 

 

Yui: prometer que sempre vai me amar e nunca vai me deixar se acontecer alguma coisa daqui pela a frente quando voltarmos a mansão. -Falei um pouco rápida e triste como não sei o que aconteceu como meus olhos comecaram a marejar. 

 

 

Ayato: Mais pra...

 

 

Yui: Por favor Ayato só prometa. -Cortei ele e uma lagrima escorreu no meu rosto.

 

 

Ayato: Eu prometo. -Falou ele passando a mão no meu rosto. Dei um beijo demorado até que comecei a mexer o meu quadril, soltei um gemido pelo o beijo, até que depois soltamos nossos lábios.

 

 

Fui fazendo mais rápido e ele apertava uns dos meus seios até que senti ele derramar dentro de mim, como cheguei ao ápice logo atrás, deitei no tanquinho dele e dormimos daquele jeito mesmo.

 

 

Yui pov's off:

 

 

No outro quarto...

 

 

Victória pov's on: 

 

 

Estou no meu quarto agora pegando uma roupa para dormi com Reiji, infelismente vou dormi com ele, por causa do jogo como até agora  fico me perguntando o porque ele quer que eu durmo com ele se pelo o jeito ele e a Luana devem ter um caso ( avisando não estou com ciúmes e nada).

 

 

Luana: Deve tar feliz né Monamu como vai dormi com meu amor. -Disse Luana aparecendo do nada no quarto.

 

 

Victória: De onde você surgiu? -Perguntei olhando para ela só que ela ignorou. -Estou falando com você. -Falei.

 

 

Luana: Há estava falando comigo?

 

 

"Não sabe estou falando com uma cobra ops é você mesma". -Pensei.

 

 

Victória: Sim. -Respondi.

 

 

Luana: Pela a sua pergunta eu estava aqui mó tempão só que você estava aí na sua imaginação pensando no meu amor. -Disse ela só que não sei mais fiquei com raiva.

 

 

Victória: Hahahaha eu pensando no Reiji? Me poupe garota.

 

 

Luana: Garota uma ova é Luana. -Falou parecendo um dragão.

 

 

Victória: Tchau não vou ficar discutindo com uma cobra. -Falei abrindo a porta e saindo ao mesmo tempo, só escutei ela regramando.

 

 

Andei até o quarto onde Reiji está, bati na porta nada dele responder então abri a mesma dando de frente a frente com Reiji de toalha  e sem os óculos JESUS DO SEU QUE CALOR! 

 

 

Victória: É-É... Nossa como está calor eu...eu acho que vou caminhar um pouquinho. -Quando ia sair vejo tudo rápido até que senti que estava no chão e Reiji encima de mim. 

 

 

Reiji: Não sabe esperar não?-Disse ele sério como sempre né.

 

 

Victória: Eu bati na porta só que você não respondeu então eu entrei. -Respondi normalmente.

 

 

Reiji: Próxima vez espera e não vai entrando no quarto do zotro sem ser chamado.

 

 

Victória: Pelo o que sei você falou para mim dormi aqui com você.

 

 

Reiji: Como você disse dormi comigo e não entrar no meu quarto sem bater na porta.

 

 

Victória: Mais eu bati! Achega eu em agora você pode da licença e sair se cima de mim. -Falei calmamente.

 

 

Ele se levantou segurando ao mesmo tempo a toalha.

 

 

Victória: Gostoso.-Percebi que falei alto de mais.

 

 

Reiji: Eu acho que tenho que te ensinar como ser educada. -Falou ele olhando para mim

 

 

Victória: Hahah antes do meu pai morre ele me ensinou ser educada menos com as pessoas que não  são educada comigo. -Opa falei do meu pai, sorte ele nem deve ter ideia.


Reiji: Desculpa. -Disse ele com um jeito meigo.

 

 

"CALMA AII REIJI MEIGOOO?!E PEDINDO DESCULPA!!"-Pensei, como quase morri.

 

 

Victória: Desculpa pelo o que?-Perguntei confusa quero dizer eu estava fizindo né que estava confusa como sabia que ele estava pedindo desculpa por causa da morte do meu pai. 

 

 

Reiji: Pelo o seu pai. -Disse ele normal.

 

 

Victória: Nada não, já até me acostumei pela a morte dele. -Falei dando um sorriso falso como na verdade não me acostumei nada como sinto ainda a falta dele.

 

 

Reiji: Você ainda sente sim. -Disse ele. -Pois até hoje sinto saudade da minha mãe. -Disse ele sentando na ponta da cama.

 

 

Victória: Mais não foi você que matou sua mãe. -Opa saiu.

 

 

Reiji: Como você sabe disso?! -Voltou aquele cara chato.

 

 

Victória: É -É foi o... Shu.

 

 

"Shu: Ei não bota meu nome não. Victória: Desculpa você foi o único que apareceu na minha cabeça ':D."

 

 

Reiji: Eu vou matar ele!-Disse ele se levantando da cama.

 

 

Victória: NÃO! -Falei bem alto me levantando segurando o braço dele, Reiji me encarou com uma cara sem intender. -Sabe ele deve tá... dormindo. 

 

 

Reiji: Normal ele faz isso todo dia. -Disse ele ainda olhando para mim.

 

 

Victória: Por favor Reiji não faz intriga agora olha a hora todos já devem dormi. -Falei ainda o encarando.

 

 

Reiji: Até que é verdade amanhã eu resolvo isso. Agora você pode soltar meu braço? -Perguntou ele.

 

 

Victória: Desculpa. -Falei corada calma aí gente eu vou ali sabe me matar! Sério parece que está surgindo aquela garota que eu era antes.

 

 

Reiji: Nada não. -Disse ele voltando ser a quele cara de antes como calmo. 

 

 

Victória: Você não vai colocar uma roupa não? -Perguntei para ele.

 

 

Reiji: Até me esqueci calma aí ja volto. -Disse ele indo ao banheiro.

 

Passou um tempinho...

 

 

Victória: Quase dormi. -Falei quando ele saiu do banheiro.

 

 

Reiji: Muito engraçadinha. -Disse ele sério. Esse cara é bipolar uma hora está sério e depois fica gentil. Bom Reiji deitou na cama, como ficou me encarando. -Não vai querer deitar não,pode deixar não vou fazer nada com você. -Disse ele.

 

 

Victória: Mesmo que você fizesse eu te mataria. -Deitei no lado dele é fiquei encarando o teto. -Reiji posso te perguntar uma coisa? -Perguntei ainda encarando o teto.

 

 

Reiji: Se já abriu a boca é claro que pode. -Respondeu grosso.

 

 

Victória: Nossa que coração você tem em e...

 

 

Reiji: Fala logo.-Falou ele me interrompendo. 

 

 

Victória: Ok. -Falei soltando um suspiro. -Esta rolando alguma coisa com você e com a Luana. - sério eu nem sei de onde eu tirei essa coragem. 

 

 

Reiji: Está com ciúmes?-Disse ele virando para mim e olhando nos meus olhos.

 

 

Victória: Eu não. -Respondi me encolhendo um pouco.

 

 

Reiji: Bom se você quer saber não tenho nada com a Luana. -Quando escutei aquilo meu coração pulava de felicidade...Ok né acorda Victória acorda. -Por que? -Perguntou ele desconfiado.

 

 

Victória: Nada não... Aí que sono. -Falei. -Até amanhã tchau. -Me virei para o outro lado.

 

 

Reiji: Boa noite.-Falou dando um beijo na minha cabeça, mas eu não sei o que aconteceu como eu gostei, até que fechei o meu olho e dormi.

 

Continua...

 


Notas Finais


Tomara que gostaram !!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...