História My New Love - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Girls' Generation, Got7
Personagens Baekhyun, Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, Taeyeon, V
Tags 2seok, Bangtan Boys, Biscoito, Bts, Jikook, Jinseok, Kookmin, Vhope, Vmin, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 87
Palavras 1.592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


BOA NOITE :3
Postando mais cedo pq eu tô inspirada.

Capítulo 30 - Ele me quer?


POV Jungkook

Já estávamos ofegantes de tantos beijos, o rosto de Jimin estava mais que corado — se é que isso é possível —. Nós dois já não vestíamos nossas roupas de cima, e o seu peitoral já estava marcado por mim.

- J-Jungkook-ah... - gemeu ao eu apertar novamente sua coxa. - V-Vamos logo...

- Está com pressa Jiminnie? - falei olhando fundo em seus olhos.

Comecei a desabotoar sua calça lentamente, ainda olhando em seus olhos. Estava louco para finalmente transar com ele, e isso poderia ser possível, até que...

Um celular começa a tocar, era o do Jimin. Como ele estava fora do seu bolso, pude olhar para a tela dele e ver quem estava ligando.

Droga! Era o Baekhyun! Se ele souber o que estamos fazendo, eu serei um homem morto!

- E-Espera... - parei o que estava fazendo e decido atender o celular. - Alô?

- *Jungkook? Onde está o Jimin? E onde vocês estão?! - perguntou a última com um tom de irritação.

- Nós... - eu poderia mentir dizendo que estamos em outro lugar, mas só de olhar pro Jimin já dá pra saber que ele está bêbado. Pela primeira vez eu não consegui inventar uma mentira - Eu vou falar a verdade - suspiro. - Estamos em uma boate.

- *O QUÊ?!?! - grita do outro lado. - VOCÊ É MALUCO?! PRA QUÊ LEVOU O JIMIN AÍ?!

- Eu só queria que a gente se divertisse, mas acho que ele acabou bebendo demais da conta. - olhei para ele e dei uma pequena risada.

- *Vocês beberam?! Jimin ainda é um menor de idade seu idiota! Quer matá-lo?!

- Calma Baek, ele tá bem, ele não vai morrer. Só está agindo um pouco diferente do normal... - ri.

- *Olha Jungkook, eu quero que vocês voltem pra casa agora! Eu e sua mãe estamos os esperando!

- Espera, minha mãe? Vocês estão juntos?

- *Eu a encontrei na rua quando estava voltando.

- Hum... Sei.

- *N-Não mude de assunto! Quero os dois aqui em 10 minutos, ouviu?!

- Sim Baek, eu entendi. Já estamos indo embora.

- *Que assim seja. - desliga.

Vou até Jimin e volto a estar entre suas pernas, mas eu apenas o encaro.

- Parece que não foi dessa vez Jiminnie. - junto nossas testas e sorrio sem mostrar os dentes. - Precisamos ir embora.

- N-Não! Eu não quero ir embora... - novamente me abraçou, mas dessa vez eu consegui me conter.

- Outro dia Jimin, se não Baekhyun vai brigar com a gente. - falei quase rindo da situação.

- Aish, o Baek é muito chato! - cruzou os braços feito criança. Eu apenas ri e vesti minha camisa.

- Vista o seu também. - apontei para o moleton que estava em cima da pia.

Me obedeceu e se vestiu, ainda emburrado.

Tive um pouco de dificuldade para voltar pra casa com o Jimin, ele não parava de cambalear e vomitou uma vez no meio da rua. Chegando na nossa rua eu tive que carregá-lo até a sua casa, pois ele estava quase caindo ao andar.

- Baekhyun! Abre aí! - chegamos. Eu não consegui bater na porta, minhas mãos estão ocupadas o carregando.

Não demorou nem 5 segundos e a porta já foi aberta. Minha mãe também estava lá

- Mas o que você fez com ele?! - perguntou preocupado.

- Eu não fiz nada! Ele apenas bebeu demais! - me defendi.

- E provavelmente você que ofereceu!

- Já chega! - minha mãe, que até agora estava calada, fala algo. - Baekhyun, leve Jimin pro quarto, eu falo com o meu filho. - disse em um tom autoritário.

Baekhyun apenas concordou e pegou Jimin que estava em meus braços, ele já dormia.

- Jungkook, o que eu te falei sobre ir em lugares deste tipo?

- Mas faz tempo que eu não vou! A última vez foi no ano passado quando eu ainda morava sozinho.

- O problema não é esse! Você deixou o Jimin bêbado! E ele ainda é menor de idade! Você não tem noção das consequências? E você também bebeu não foi? Eu tinha te proibido!

- M-Mas foi apenas hoje! Faz muito tempo a última vez!

- Não importa! Só porque Jimin é o garoto que você gosta não significa que você deve levá-lo a lugares desse tipo.

- Q-Quê?

- Vamos para casa.

- M-Mas...

- Vamos para casa! - ordenou.

Decidi obedecê-la — até porque se eu não fazer o que ela mandar eu serei morto — e voltamos para casa.

                      ...

POV Jimin

Acordo e vejo que estou no meu quarto, especificamente em minha cama.

Minha cabeça está doendo, e eu não me lembro de ter me deitado hoje...

Eu não consigo me lembrar de nada do que aconteceu antes de estar aqui...

Ouço a porta abrir e me assusto, mas o susto passa ao ver que era o Baek.

- Você está bem Jimin? - se sentou do meu lado na cama.

- Só com dor de cabeça.

- Hum... Era previsível.

- Baek, o que aconteceu? Eu não me lembro de ter vindo pra cá dormir.

- Bem... Talvez você possa tentar se lembrar sozinho. - se levantou e foi até a porta. - Mais tarde eu passo aqui de novo. - sorriu e depois saiu.

Ele me parece estranho... Bom, deve ser impressão.

De repente uma lembrança se passou em minha cabeça. É verdade! Eu tinha saído com o Jungkook e... Estávamos em uma boate? Ah mas que idiota! Por que me levou naquele lugar?!

Eu não consigo me lembrar de mais nada além do fato dele ter me oferecido uma bebida.

Por falar nisso, tem um cheiro de álcool em mim, eu bebi? Mas eu não bebo! Nunca bebi... Eu acho. Aish, melhor eu tomar um banho.

Me levanto ainda meio tonto e vou para o banheiro. Logo ao entrar me deparo com o espelho e percebo uma marca em meu pescoço, tem mosquitos por aqui? Mas ela não coça... Enfim, deixa pra lá.

Tiro minha camisa e me assusto com o fato de ter mais marcas em meu peitoral.

Com isso eu acabo de me lembrar... Quero morrer.

Eu... Eu não acredito... Ele... Nós...

- BAEKHYUN! - visto minha camisa de volta e corro para o quarto.

- O QUE FOI?! - chegou aos tropeços no quarto.

- V-Você poderia pedir para o Jungkook vir pra cá?

- Hã? Mas por...

- Por favor Baek! - implorei.

- Ok... eu ligo pra ele. - saiu do quarto um pouco desconfiado.

Eu preciso saber o que aconteceu de verdade. Nós realmente fizemos... Aish! Eu não quero pensar nisso! Que vergonhoso!

Depois de alguns minutos Baekhyum volta.

- Jimin? - abre a porta e me olha sério. - Ele já chegou.

- P-Peça pra entrar.

- Vem, pode entrar. - ele sai.

Jungkook entra no meu quarto e meu coração acelera. Eu necessito saber o que realmente aconteceu entre a gente.

- E aí... Você já está melhor? - perguntou de um modo como se não estivesse acontecido algo.

- Jungkook... Me fale a verdade. - suspiro. - O que realmente aconteceu entre a gente? - ficou um pouco surpreso com a pergunta.

- Ah, está falando daquilo... - olhou para cima inocentemente. - Talvez isso te responda. - apontou para mais uma marca em meu pescoço. Coro em seguida.

- E-Então...

- Mas não se preocupe, o Baek nos interrompeu antes de acontecer algo. - falou fingindo estar triste. Fico um pouco mais aliviado.

- Ufa... - suspiro novamente.

- Mas pra ser sincero: Eu fiquei com muita raiva dele por ter atrapalhado. - voltou a me olhar.

- C-Como? Mas por quê? - disse nervoso.

- Será possível que você seja tão inocente assim? - riu. - Você ainda não entendeu?

- E-Eu... - iria falar algo, mas fui interrompido por ele que se aproximou de mim, fazendo-me deitar. Ele coloca suas mãos ao lado da minha cabeça e me encara.

- Você realmente não entendeu que... - aproxima sua boca de minha orelha. Sinto sua respiração quente se chocar contra ela. - Que eu quero você. - sussurrou.

Eu fiquei estático, totalmente sem reação. Eu estaria mentindo se eu dissesse que eu não o queria, mas o meu medo ainda era maior. O medo de me machucar ainda permanecia em mim.

- E-Espera... - me levanto rapidamente e sento-me na cama. Ele apenas riu de lado. - O-Olha, eu ainda n-não tô p-pronto pra esse tipo de coisa e...

- Tudo bem. - deu de ombros. - Eu não vou te forçar a nada. Infelizmente ficarem apenas na vontade. - faz beicinho. Meu rosto esquentou um pouco, mas essa cara que ele fez me deu vontade de rir.

- Jungkook? - Baekhyun abre a porta sem bater. Imagino a cara dele se ele entrasse alguns segundos antes... - A Taeyeon disse pra você ir agora.

- Eu já vou. - Baek assentiu e a fechou. - Mas antes... - quando eu menos espero, Jungkook me dá um selinho, coro em seguida.

- Ainda me pergunto quando que eu te dei permissão pra fazer esse tipo de coisa. - falo ainda corado.

- Se você não reclama é porque deixa. - falou como se fosse algo óbvio e eu ri. - Agora eu vou indo, se não eu apanho. - ri mais uma vez e ele saiu do quarto.

Às vezes eu me pergunto como e quando foi que começamos a agir assim, foi tão rápido... Foi tão rápido que eu me apaixonei por ele.


Notas Finais


Eae, gostaram da nova capa? Baixei um novo APP e agr tenho uma capa de respeito :') (eu só sabia mexer no Cymera antes akqgiqhaja)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...