História My New Obsession - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Dreka

Postado
Categorias Cobra Starship, The Academy Is
Personagens Adam T. Siska, Andy "The Butcher" Mrotek, Gabe Saporta, Michael "Mike" Carden, Nate Novarro, Victoria Asher, William Beckett
Tags Gabilliam, Slash, Tai
Visualizações 16
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Slash
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Capítulo I I Kissed A Boy


Faltavam poucos minutos para que o show tivesse, finalmente, seu início. Há muito tempo que o público não tinha a oportunidade de presenciar um show ‘Cobra Starship vs. The Academy Is...’. Talvez fosse esse o motivo de estarem tão eufóricos.

– Hey, Beckett! Saporta! Cinco minutos, portanto, se apressem! – James, o patrocinador, invadiu o camarim para ver o que os dois estavam fazendo para demorar tanto – É impossível começar um show sem vocalistas! – e fechou a porta sem ao menos dar tempo a algum deles se explicar.

Ambas as bandas já estariam prontas para entrar no palco se não fosse pelos seus respectivos vocalistas: Gabe, que comia os doces que estavam em cima da mesa do camarim, e Will, que dava uns toques finais em seu penteado.

– Não adianta, Bill, isso não tem mais jeito! – disse Gabe aos risos.

William simplesmente virou-se para Gabe com um sorriso esboçado nos lábios.

– Não adianta criticar, Gabriel! – ele aproximou-se gradativamente da mesa de doces e apoiou suas mãos em cima da mesma – Eu sei que você me quer! – tomou o doce da mão do rapaz e mordeu-o levemente, ainda com os olhos fixos em Gabe, que soltou uma gargalhada ao escutar aquilo.

– Eu? Se enxerga, Bill! – e caiu novamente em risos, apesar de saber que, no fundo, William tinha um pouco de razão.

– Você até pode mentir pra mim, Gabriel... Mas não pode mentir pra si mesmo! – Willy colocou o resto do doce dentro de sua boca e chupou seu dedo indicador vagarosamente com a intenção de provocar o outro ao máximo.

Gabe calou-se e rolou os olhos. Para tentar se esquivar daquela cena, focou no último pedaço de chocolate que estava sob uma travessa e foi apanhá-lo, mas sua mão foi interrompida pelos dedos de Beckett – que foram mais rápidos – tomando o doce para si.

– Qual é, Bill? Eu ia pegar e você viu! – Gabe falou um tanto aborrecido e tentando retirar o chocolate das mãos de Beckett por cima da mesa.

– Você o quer, Saporta? – a voz de Will começou a ficar com um tom desafiador e provocante – Então vem pegar!

– Não me provoca, William! – Gabe advertiu-o, o que fez com que o outro apenas risse.

– Você não disse que o queria? Então vem pegar! Eu te entrego, relaxa.

Por mais uma vez, Gabe rolou os olhos, mas acabou dando a volta na mesa para recuperar seu doce. Quando estava prestes a alcançá-lo com uma de suas mãos, William colocou o pedaço de chocolate entre seus lábios, o que fez Gabe parar.

– Pega! – o menor provocou com alguma dificuldade de manter o chocolate ali.

Gabe respirou fundo e foi pegar com a mão novamente. O outro, simplesmente, segurou-a no ar.

– Sem as mãos! – Willy tentou sorrir pervertidamente, mas o chocolate atrapalhava.

– Afê! Corta essa, Beckett! – o maior bufou, e, novamente, tentou alcançar o chocolate com uma de suas mãos, que mais uma vez foi interrompida pela do outro.

– Você é surdo, Gabriel?

Gabe ficou sem ação, e Will esperava que ele tomasse alguma atitude, pois ele sabia que, no fundo, Gabe também o queria.

O maior pôde sentir sua respiração acelerar. Não queria pegar aquele doce de outro jeito que não fosse com as mãos, mas seu subconsciente o mandava fazer o contrário.

Então, cuidadosamente – e meio envergonhado –, aproximou seu rosto do de William, e tentou resgatar o chocolate com os lábios. Ao perceber que Gabe estava ‘entrando em seu joguinho’, Willy puxou o doce mais pra dentro, e pressionou cuidadosamente a nuca de Gabriel contra seu rosto, que pensou em relutar por um segundo, mas aquilo estava bom demais e ele queria mais. Precisava de mais.

Gabe começou a sentir com precisão os lábios de William. Eles eram tão macios...

Foi aí que segurou firme na cintura do menor e puxou-o mais pra perto, – aprofundando o contato – e massageou carinhosamente os lábios de Beckett com sua língua, que ao senti-la pedido passagem, levou o pedacinho de chocolate para a ponta de seus lábios, e com o auxílio de sua língua, empurrou-o para dentro da boca de Gabe, que a chupou com vontade, tomando o chocolate para si.

Saporta se afastou, ainda deixando Beckett com um gostinho de ‘quero mais’.

– Peguei! – Gabe exibiu seu ‘troféu’ ao outro, virou-se e caminhou em direção a porta, que se abriu num estalo.

– Vamos, já estamos atrasados! – era Victoria quem os apressava.

– Já estamos indo Vicky-T! Só estávamos comendo um pouquinho! – William caminhou em direção a mulher, e ao passar por Gabe, soltou uma piscadela.

Aquilo não poderia ter acontecido! Gabriel saiu do camarim ainda saboreando aquele chocolate. Seus pensamentos estavam fixos em uma só frase:

“I kissed a boy... And I liked it!”

 


Notas Finais


A música "I Kissed A Boy" é a versão paródia de Cobra Starship da música "I Kissed A Girl" da Kate Perry...
Mas aqui nós apenas pegamos a música dela e invetemos a palavra "girl" por "boy a ultima frase, obviamente, é parte do refrão rs
Quem quiser ouvir a paródia é clicar - https://www.youtube.com/watch?v=dy7Dx45IBGg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...