História My obsession - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber
Exibições 50
Palavras 779
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais 1

Capítulo 2 - Capítulo 2


Fanfic / Fanfiction My obsession - Capítulo 2 - Capítulo 2

 

* Justin

_Oi, meu nome e Justin Drew Bieber tenho 24 anos e sou o maior traficante da Atlanta e dono da maior empresa do Canadá.

Aí vocês estão se perguntando como um cara que comanda o tráfico, trabalhar em uma empresa? Qual a necessidade? Bom o motivo e Jazmyn e Jaxom os meus irmãos mais novos, está empresa será deles um dia, mesmo eu sendo todo errado não quero que eles se tornem um criminoso como eu no futuro, então essa será o negócios deles.

Ter que trabalhar na empresa e um sacrifício para mim, mas terei que fazer isso por meus irmãos até eles ficar de maior e assumir a empresa o que vai demorar muito ainda. O que eu amo mesmo e ser traficante isso ta no meu sangue e pura adrenalina e uma sensação tão boa. Não tráfico apenas droga, tráfico mulheres também. Comando seis boates noturnas onde minhas prostitutas fazem um belo trabalho já que eu ganho uma grana preta. Também faço assalto a banco por pura diversão. Uma diversão que fatura bilhões de dólares.

Não pense que sempre fui assim, Já fui uma boa pessoa! Mas aquele que deveria me proteger me destruiu...

Me envolvi no trafico quando tinha apenas 13 anos obrigado pelo Jeremy Bieber aquele que dizia ser meu pai.

Foram três anos de puro sofrimento, vendo todos os tipos de Barbaridades, vendo o demônio do meu pai torturando os seus inimigos de todas as formas possíveis, esquartejando cada parte do corpo daqueles indivíduos e eu era obrigado a olhar, não podia abaixar a cabeça a cada vez que fazia eu levava um soco no estômago. Mas o que mais me doía era ver o olhar de sofrimento da minha mãe Pattie Mallette por não puder fazer nada. Com apenas 14 anos fui obrigado a matar uma criança de oito anos que era filha do rival do meu pai...

Lembro como se fosse ontem

Minhas mãos estavam tremulas segurando aquela arma, gotas de suor escória pelo meu rosto. Aquela garota me encarava pedindo ajuda com os olhos; olhei pro Jeremy, e lá estava ele com aquele sorriso doentio no rosto, pedi piedade, e ele apenas falou calmante.

_ Ou mata ela ou eu mato sua mãe.

Meus olhos marejam; como uma pessoa podia ser tão fria a esse ponto, eu tinha que fazer isso, sabia que ele era capaz de matar minha mãe.

Olhei para garota pela última vez, ela tinha suas bochechas rosadas molhadas de lagrimas; fechei fortemente os olhos e atirei, acabei cambaleando uns dois passos para traz por conta do impacto, abrir meus olhos e lá estava ela caída no chão com uma grande quantidade de sangue no peito, o tiro tinha atingido o peito da pequena menina, tirei o olhar da daquela imagem quando àquele desgraçado começou a bater palmas e gargalhar, eu não agüentava mais ficar naquele lugar, sai correndo daquele galpão, chorando, chutando tudo que eu via pela frente com o único pensamento "eu nunca mais séria o mesmo"

Com 16 anos já fazia coisas psicóticas como tortura os integrantes da gangue rival para arrancar informações.

Até esquartejei um cara sem dó alguma, quando aquele infeliz tentou seqüestrar minha mãe a mando do Louis, o chefe da gangue que quer destruir o patrimônio do meu pai...O nosso maior inimigo até hoje!

Ao passar dos anos eu não sentia mais pena, não sentia mais remoço, me tornei um cara frio, sem sentimentos, a única coisa que me dói na alma ate hoje foi ter matado aquela garotinha dos olhos azuis. Uma coisa que eu tenho certeza e que vou me vingar!Eu ainda vou matar o desgraçado do Jeremy.

Hoje em minha vida só tem três pessoas que eu amo! que mato e morro, que e minha mãe e meus dois irmãos. Amor entre homem e mulher para me não existe mais! esse sentimento foi banido do meu coração, desde que a vadia da Selena me abandono há cinco anos atrás, eu amava aquela filha da puta e o que ela fez? Ela simplesmente foi embora sem ao menos me dizer o porquê. Eu mandei todos os meus capangas atrás dela, mas não a encontraram em nenhum lugar.

Hoje pego quatro ou mais mulheres em um único dia.

Não gosto de frescuras! Eu não faço amor eu faço sexo!

Não beijo! Eu dou e tapas!

Esse sou eu atualmente; nunca mais vou amar ninguém!!! jurei isso para mim mesmo o meu lance agora e fuder o máximo que eu poder e jogar fora todas as vadias que sentar no meu pau.

_ Ah Não quero que você tenha pena de mim, porque não vou ter de você!

 


Notas Finais


Paro ou contínuo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...