História My Owner •|• Imagine Kim Namjoon- RapMonster •|• BTS - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Drama, Sexo, Suspense
Visualizações 548
Palavras 1.224
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Tenham uma boa leitura!

Beijos do meu kokoroko!

Capítulo 26 - To run away


Fanfic / Fanfiction My Owner •|• Imagine Kim Namjoon- RapMonster •|• BTS - Capítulo 26 - To run away

Kim Namjoon Povs.

Já havíamos pagado a conta e estávamos dentro carro. Colocamos nossos cintos e sigo o caminho. Eu não esperava que o jantar fosse daquele jeito. Foi muito melhor do que imaginava. (S\N) escutava tudo que eu falava e ria do que eu dizia engraçado. Graças à Jin, que lida muito bem com mulheres, sei bastante coisa para puxar papo.

Quando estávamos perto de casa, o sinal fecha e o carro estava bem silencioso. Quando fui perceber, __________  dormia que nem um anjo. Sua respiração baixa ainda se ouvia. Dirigi mais alguns metros e já tinha chegado. Eu não queria acordá-la, então sai do carro e fui até o outro lado do mesmo. Abro a porta do carona, tiro seu cinto de segurança envolvido em sua cintura,  a pego no colo e por conta do vinho, ela não acordou. Tranco a carro e me dirijo  casa.

Segurança: Quer que eu a leve, Senhor Kim? - perguntou estendendo os braços

Namjoon: Não, obrigado. Pode deixar que eu a levo. - digo. Como Sakura já deve ter ido dormir em seu quarto ou ido pra sua casa fixa, tive de me virar. Levo a mesma até seu quarto e a coloco em sua cama. Dou um beijo em sua testa e saio.

(S\N) Povs.

(...) 

Acordo ainda meio zonza e reparo que estou no quarto. Não me lembro aonde eu dormi. Namjoon deve ter mandado algum segurança me pegar. Ainda estou com a mesma roupa e quando olho pro travesseiro, está todo sujo de maquiagem. Deve ter sido culpa do vinho. Posso estar parecendo exagerada mas ainda estou com sono. Sou totalmente fraca com qualquer bebida e acho que todos já perceberam isso. 

Me levanto com dificuldade pois meu braço estava dormente. Porque dormia praticamente em cima dele, colocando todo meu peso corporal. Vou ao banheiro e faço minha higiene matinal. Coloco minhas roupas e desço, encontrando Namjoon vendo tv.

Namjoon: Bom dia. - me olhou

(S\N): Bom dia. - o que está havendo com ele? Até bom dia ele está dando.

Namjoon: Dormiu bem? - perguntou. Ele deixou a tv falando sozinha e me olhou dos pés a cabeça.

(S\N): Sim. Vou tomar meu café da manhã. - fugi da sala com seus olhares e fui a despensa. Estava com um pouco de preguiça de fazer alguma coisa, então tentei pegar um sucrilhos. Mas o pior de tudo é que ele estava na última prateleira. Fiquei na ponta dos pés e estiquei meu braço pra pegar, quando sinto mãos em minha cintura. Saio rapidamente daquela posição e tento me virar mas me puxam contra seu corpo.

Namjoon: Não tente escapar, baby. - falou em eu ouvido, me fazendo arrepiar. Me corpo em segundos se esquentou. - Se arrepia quando estou perto? - roçou seus lábios em meu pescoço nu. Tento resistir mas meu corpo quer. - Está tão gostosa nessa roupa... - apertou minha bunda, me dando um susto.

(S\N): Senhor Kim... Eu... - tento falar mas ele me interrompe

Namjoon: Namjoon... - disse me corrigindo. Suas mãos passeavam pelo meu tronco. Uma sensação gostosa subia pelo interior do meu corpo.

(S\N): Namjoon... Eu não... - peço 

Namjoon: Eu sei que você quer. Vou te foder duro a noite toda. Vou te tornar só minha. - ele me vira e ficamos nos olhando fixamente. Até nossos lábios se encontram e ficamos nos desfrutando de um beijo feroz e carregado de desejo. Levei minhas mãos até o roda pé de sua blusa e passei as mesmas por dentro da camisa, sentindo o abs do mesmo. Não posso ficar sem tocá-lo. O beijo ia ficando mas quente e logo Namjoon me paga no colo e me leva até a bancada da cozinha, me colocando na mesma.

(S\N): Ahh, Nam... - gemia com seus toques em minha intimidade coberta pelo short. Quando o mesmo ia retirar minha camisa a campainha toca. Vejo Namjoon bufar e me ajuda a descer da bancada.

Namjoon: Depois a gente termina... - disse e me deu um selinho. Ele foi indo da frente e eu o segui. Quando ele abre a porta:

Sook: Meu filho! - ela rapidamente abraça Namjoon

Namjoon: Tia? - ele retribuía ao abraço

Sakura: Oi mocinha! - me abraçou mas logo deu espaço a Sook

Sook: (S\N)! - me abraçou, me sufocando.

(S\N): Oi.. - disse ainda meio surpresa.

Sook: O que estavam fazendo? Está tudo bem? - perguntou

Namjoon: Está sim. Entrem! - Namjoon fechou a porta nervoso e sentamos no sofá, eu e Sook. Namjoon e Sakura foram a cozinha preparar algo.

Sook: Estava com tantas saudades.. - disse segurando minhas mãos.

(S\N): Também estava. Como foi lá em seu apartamento?

Sook: Ele é tão lindo! Quero que um dia vá lá me preparar algo do Brasil. - pediu

(S\N): Claro! Com muito prazer! - disse a abraçando e ela retribui.

(...)

Já era tarde e estamos lanchando. Namjoon parecia estressado. Não queria falar com ninguém. Prestava tanta atenção na tv. Tudo por causa de um transa. 

Sook: Eu acho que já vou dormir. - bocejou se levantando

Sakura: Eu também. Te acompanho... - deram os braços, se despediram e subiram. Me levantei com o mesmo propósito mas Namjoon foi mais rápido.

Namjoon: Espera. Vem comigo... - pegou em minha mão e subimos até seu quarto. - Me espere aqui que eu vou tomar um banho e já volto... - falou e entrou no banheiro. Era isso. Ele só quer transar. Isso me frusta. A vida não é só sexo.

(S\N): Aff! - Namjoon já estava começando a demorar e eu nervosa por esperar tanto. 

Ando pelo seu quarto e me deparo com um porta retrato virado pra baixo. Não sei o quem tem mas estou bem curiosa. Pego o mesmo em minhas mãos e analiso. Tinha uma criança, que detectada por mim, era Namjoon. Tinha dois adultos o abraçando por trás. Um homem feliz e uma mulher tão linda.

Namjoon: O QUE ESTÁ FAZENDO AI? - gritou me dando um susto e fazendo com que eu coloque o porta retrato no lugar. - NÃO ERA PRA MEXER NISSO! - ele me olhava com um ar estranho. 

Sinto lágrimas quererem descer. Sei que não aguentaria por muito tempo. Não sou tã forte contra grosserias.

(S\N): Me desculpa... - digo ainda meio assustada. Mas ele chegou mais perto e rápido.

Namjoon: EU NÃO QUERO QUE MECHA NELE, PORRA! EU NÃO PERMITI! SAI DAQUI! - me empurrou pro lado oposto e colocou o quadro do jeito que estava. 

Minha vontade de chorar era tão grande que saí do quarto correndo. Quando estou em meu quarto Sook e Sakura entram. Eu não estou aqui pra ele ficar gritando comigo e me tratar assim. Não quero mais saber de nada. Eu vou fugir. Já estou decidida. Pego minhas coisas, inclusive o dinheiro guardado e boto numa bolsa.

Sook: Aonde vai? O que aconteceu? - não respondo e saio. 

Vou até a porta dos fundos, sem que ninguém perceba o mais rápido que pude e não vejo sinal de seguranças. Abro a mesma e em segundos estou correndo o mais rápido que posso. Olho para trás e percebo que estou longe da casa e fico recuperando meu ar. Não vou mais olhar pra trás. Não vou mais voltar pra lá. Estávamos tão bem. Porque ele ficou assim com aquela foto?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...