História My Owner •|• Imagine Kim Namjoon- RapMonster •|• BTS - Capítulo 27


Escrita por: ~ e ~OmmaLetis

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Drama, Sexo, Suspense
Visualizações 752
Palavras 1.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem!

Tenham uma boa leitura!

Beijos do fundo do meu kokoroko!

Capítulo 27 - Demand


Fanfic / Fanfiction My Owner •|• Imagine Kim Namjoon- RapMonster •|• BTS - Capítulo 27 - Demand

(S\N) Povs

Depois de ver na televisão o rosto de Namjoon, com toda sinceridade, eu não quero o mal dele, quero que ele tenha cabeça para pensar no que vai fazer depois de ouvir que seu visual foi localizado. Me levantei da cama confortável e terminei de ajeitar minhas roupas e acessórios, e fui tomar um banho. O banho mais relaxado que já tomei. Sem muito peso na minha cabeça, deixo a água cair sobre meu corpo calmamente. Depois de tomar meu banho, saio e me visto. Pego o computador que eles forneciam e também tinha celulares, pego o mesmo e procuro em que tipo de emprego se encaixa o meu currículo.

(...)

Já amanheceu mas começou estranho. Me sinto diferente. Sinto falta de alguma coisa mas não sei. Simplesmente vou deixar pra lá, minha vida está começando a ter um rumo bom e eu não quero estragar. Me levanto, faço minhas higienes e pego minha bolsa, já saindo do quarto. Desço até o hall do hotel para tomar um café.

Atendente: Bom dia. O que a senhora deseja? - perguntou simpática.

(S\N): Eu queria apenas um cappuccino. - falo e ela vai fazer, que em poucos minutos me serviu. - Obrigada... - agradeci e sai do hotel tomando o café. Até na luz da claridade, essa cidade é linda. Como não tive a oportunidade de não conhecer? Ando pela cidade toda, a procura do que eu queria, mas nada. Já estava desistindo de tanto procurar. Minha fome só aumentava. Fui até uma lanchonete próxima e me sentei em um banco. - Eu queria _________. - (sua comida preferida). Pedi e um homem logo senta do meu lado, eu já estava estranhando. Logo o garçom me traz o que pedi e como ainda cabisbaixa.

Dong: Por que a mocinha está triste? - perguntou e eu o olhei

(S\N): Isso não lhe deve a seu respeito. - digo grossa 

Dong: Não se lembra de mim? - perguntou e olhei novamente, agora o analisando. Olhei bem seu rosto e era o cara da balada. Ele estava diferente. Com um terno preto e bem charmoso.

(S\N): Claro, aquele dia foi demais. Lembro até hoje. Eu estava tão bêbada e você está tão diferente... - disse o olhando da cabeça aos pés.

Dong: Aquele dia eu só fui para me distrair. Eu não sou daquele jeito. E você,o que anda fazendo? Mesmo não estando tão lúcido no dia, eu lembro que um homem te puxou pra fora da boate.... - eu não iria contar que aquele homem era o meu dono.

(S\N): Ele é meu ex- namorado. Não aceitou muito bem o fim do nosso namoro. Desculpa por ele ter te batido... - digo e abaixo a cabeça, mas ele levando com a sua destra delicadamente.

Dong: Tudo bem... Eu que peço desculpa por te beijar, não queria ser tão invasivo a tal ponto. - pediu desculpas

(S\N): Tudo bem... - disse e ele se alegrou 

Dong: Mas o que está fazendo aqui? - perguntou novamente

(S\N): Perdi meu outro emprego e estou a procura de outro agora. - disse e ele me observou falar tudo. Tive que mentir sobre metade de tudo.

Dong: Eu tenho uma notícia que te alegre... - disse me deixando curiosa. - No meu comércio, eu tenho uma vaga...

(S\N): Sério? - ele assentiu - Que tipo de comércio? - pergunto

Dong: Administração de empresas.... - disse - Minha secretária teve de ir embora por motivos de família no exterior. O que acha? - olhou pra mim contente

(S\N): Você faria isso por mim? - pergunto chorosa

Dong: Claro... Você é minha amiga... Foi bem rápido mas é minha amiga... - eu estava muito feliz

(S\N): Obrigada.... - agradeço e o abraço. - Quando começo? - pergunto

Dong: Se puder logo amanhã... - ele me deu o endereço, tipo de uniforme que eles usam lá e um cheque para comprar as vestimentas. - Te espero lá amanhã. Temos que fazer todos os processos pra mim assinar a sua carteira. - disse.

(S\N): Obrigado mesmo. Até amanhã... - nos despedimos e ele foi embora. Pago minhas coisas e logo saio também. Ando até o hotel e chego no quarto. Me solto na cama, descansando e durmo.

(...)

Já era no outro dia e estava um pouco adiantada. Me arrumo e vou até as lojas com o tipo de uniforme que tinha de ir trabalhar. Acho a loja e compro as minhas roupas. Pago tudo e saio andando pelas ruas olhando para todos os lados. Chego no hotel e vou tomar outro banho, Coloco minha roupa que acabei de comprar e como já estava quase na hora, saio e vou andando. Procuro por todas as ruas e quando vejo o número do prédio, era um edifício muito grande e bem elegante. Entro no mesmo e vou até a recepção:

(S\N): Olá. Tenho hora marcada com o Senhor Dong... - disse e ela me mandou subir. Fui até a sala que ela me indicou e bato. - Com licença...

Dong: (S\N)! Entre! - entrei e ele me mandou sentar. - Vamos começar... - falou e pediu todos meus documentos. Falei tudo como o mesmo pediu e estava tudo bem. Minha vida está tomando um rumo tão bom. Só sinto falta de alguma coisa.

Kim Namjoon Povs.

Já faz dois dias que não tínhamos sinal de _______. Eu não sou um homem de admitir, mas agora tem necessidade. Eu estou sentindo muita falta dela. Não deixei nem meus seguranças descansarem. 24 horas por dia a procura desse atrevida encantadora. Porque ela foi fugir? Eu não vou trabalhar desdo o dia do incidente. Vou a busca dela todo dia. Ando pela cidade sem me importar com a polícia. Saio do meu banheiro com minha tia na minha cama me esperando:

Sook: Você precisa descansar. Precisa comer. Isso pode te fazer mal. - disse e estendi minha toalha

Namjoon: Eu não vou descansar, enquanto não achar ela. - disse.

Sook: Ela deve estar bem, Namjoon. Ela é guerreira e muito inteligente, sabe se virar. - falou - Eu deixei o almoço pronto lá em baixo, vá comer. - pediu

Namjoon: Não estou com fome. - falei, me ajeitando e descendo

Sook: Você precisa comer, Namjoon.- me repreendeu e segurou meu braço-  Ela vai aparecer uma hora, filho. - me acalmou, me abraçando. 

Namjoon:  Eu sinto falta dela, tia... - falei. Eu estava magoado demais. Eu só quero ela.

Sook: Olha, vai ficar tudo bem. Vocês vão achá-la... Tenha esperança... - falou - Coma... - me levou até a cozinha e me acompanhou na hora da refeição. Comíamos tranquilos, até que Sakura entra:

Sakura: Notícias dela? - perguntou e eu neguei - Quando vai a procura? - perguntou e Sook a olhou feio

Namjoon: Ainda hoje. - limpei minha boca e me levantei - Mais precisamente agora. Estou de saída. - me despedi e fui até o meu carro. 

Passei mais um dia a sua procura e nada. Eu não vou sossegar enquanto não ter ela em meus braços de novo. Vou procurar até achar. 

Eu sinto sua falta! 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...