História My Passion - G- Dragon - Capítulo 9


Escrita por: ~ e ~carolovesuga122

Postado
Categorias Big Bang
Personagens G-Dragon, Personagens Originais
Exibições 61
Palavras 997
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigada pelos vinte e seis favoritos, vocês são demais!

Amo vocês<3

Capítulo 9 - Sentimentos confusos


Passei a mão em meus lábios não acreditando no que havia acontecido, o doce gosto de seus lábios eram baunilha e tinham encostados nos meus, isso é errado?

Sim, é e muito, afinal, somos primos.

Por cinco segundos imaginei coisas nojentas e  logo depois veio o peso que eu havia dado corda e, sem saber. Piscando nervosamente, virei meu rosto pro lado vendo ele olhar o celular me perguntando cem vezes isso havia mesmo acontecido , e provavelmente aconteceu. Voltei a respirar normalmente e meu olho voltou ao normal, corri do sofá indo até a varanda e corri dali sem ligar se ele vinha atrás ou não.

A ultima coisa que vinha na minha cabeça era ele me beijar e isso aconteceu. Um primo beijou o outro, e eu aceitei o beijo. Mês sinto suja, até porque ele é meu primo e primos normalmente não se beijam.

Eu provoquei ele? Eu só, eu só estava lhe ajudando, como fui tão inocente? Como não percebi que ele queria algo a mais do que o relacionamento normal de primos?

Tinha a viagem e tudo que eu não queria era ficar algumas horas no avião com ele, não agora. Talvez eu nem queira mais ficar aqui, talvez eu devesse ficar Aqui.

Voltei para a casa de GDragon, estou arrepiada só de falar esse nome, respirei fundo umas vinte vezes antes de entrar. GDragon não estava na sala e nem na cozinha. Uma parte de min estava feliz e a outra preocupada, estou tão confusa...

Subi as escadas em direção ao quarto dele, bati a porta e nada de responder bati novamente e a mesma coisa, nada.

Saí dali correndo as escadas a baixo me deitando no sofá e pegando meu celular. Abri o chat de mensagens de GDragon e tentei não escrever um livro.

 

Eu:


Realmente entendo ficar bravo comigo, não sei onde você está bati em seu quarto esperando resposta e não consegui nenhuma. Eu realmente queria falar, falar e perguntar porque fez aquilo. Mas voce não respondeu. Eu estou triste, acho que isso é errado, acho que estamos pecando. E eu gostei desse pecado, provavelmente vou queimar no inferno, mas fazer oque? Quero saber oque acha, e principalmente não ir naquela viagem, preciso pensar. Espero que entenda.    22:59

Ajeitei as almofadas no sofá, estava tão distante, ainda sentia suas mãos em minha cintura ou até mesmo seus lábios de baunilha.


O tempo foi passando e eu perdi a esperança dele me responder, joguei o celular no chão e me virei pro lado esperando o sono chegar.

Me acordei ainda na sala, me espreguicei e ajuntei meu celular que estava jogado no chão. Haviam duas notificações, uma do Twitter e outra da conversa, curiosa abri a conversa

Priminho:

 

Você tirou um peso na minha consciência, achei que não havia gostado e até mesmo nem olhasse mais na minha cara, e isso ia ser a pior coisa. Fiquei horas esperando você dormir para sair, não queria que nós ficássemos estranhos, não saberia como agir. O pior e o melhor Pecado que já cometi foi o nosso beijo. Nós cometemos. Prometi a min mesmo que não iria mais fazer nada, sem que você queira. Me desculpe, mas eu precisava disso, do seu beijo. Entendo não querer ir. Saiba que fiquei triste por não ter vindo, mas você escolhe. 12:12

Não conseguia ficar parada em uma ligar só, parecia que uma carga elétrica tinha caído em min. Andei pro lado e pro outro, desci e subi as escadas umas vinte vezes. Meu coração parecia que ia sair pela boca ou explodiria no meu peito.

Me acalmei, deitando no chão tentando controlar minha respiração. Ouvi a campainha tocar não diz nada até porque ia ser muito difícil com a preguiça que estou sentindo.

Tocou e tocou mais duas vezes.

  -- Já vou, calma aí.
Falei um pouco irritada.

Me arrastando fui até a porta, me deparando com Erika, que estava toda arrumada e chique, bem diferente de min. Ela entrou e me abraçou me arrastando até o sofá.

  -- Daesung me contou oque aconteceu. Me diga os detalhes.

Nessa hora, eu tive um ataque de pânico e tudo que eu queria era sumir, mas a única coisa que fiz foi dar a volta no sofá e contar para ela.

  -- Isso é errado. - Tentei justificar -- Eu sei, isso é muito errado.

  -- Não! Isso é como um dorama ou até um filme de romance, um primo e uma prima, um amor verdadeiro.

  -- Você não sabe o quão ruim estou me sentindo.

Joguei minha cabeça para trás no sofá.

  -- Quer que eu te deixe sozinha? - Ela perguntou com os olhos lacrimejados, minha culpa? Totalmente.

  -- Você... Não, quer dizer não vai chorar, né?

  -- Me desculpa. É que ele me disse que... - vi ela piscar várias vezes -- Droga! Você não pode falar! - Sussurrando bateu em sua boca três vezes.

A encarei com incerteza e me levantei fazendo ela me olhar.

  -- Estou cansada, não dormi bem hoje pode ficar mas eu vou subir e ver se já arrumaram o meu quarto.

Ela apenas ficou quieta com cara de paisagem, pensando em alguma coisa. Eu subi procurando o quarto dele, onde iria pegar minha mala.

  -- Ei, desce ai! - Gritou Erika, sai do quarto descendo as escadas rapidamente.

  -- Seu quarto não está pronto - Me perguntei como ela sabia, e não sei a resposta.

  -- Como sabe disso? - Perguntei.

  -- Por que GDragon me falou que iria adiar até o ultimo momento para mandar arrumar seu aquecedor.

Me intriguei um pouco com sua resposta, achei que eles são bem próximos e essa proximidade não me deixa muito bem.

  -- Acho que falei demais. - Ela falou d eu sorri fazendo ela instantaneamente sorrir também.

Nos despedimos, e após isso procurei na internet alguém para arrumar meu aquecedor. Até pensei em ficar sem, mas não dá.

E o primeiro dia sem vê-lo se foi.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...