História My Perdition Pink - Capítulo 5


Escrita por: ~

Exibições 88
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Harem, Hentai, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem a demora, a semana foi muito complicada para mim :(( tivemos um musical na escola e foi tudo muito corrido para montarmos, mas deu tudo certo! Na outra semana tem as recuperações, me fudi sjdsjkdjksd. O capítulo também ficou curto, porém o próximo quero por ao menos 3 mil palavras :P

Capítulo 5 - Overdose


Fanfic / Fanfiction My Perdition Pink - Capítulo 5 - Overdose

 E

    Aqueles sons estavam me perturbando de uma forma assustadora, me obrigando a sair do quarto. Eu tinha que tirar a limpo tudo o que estava acontecendo naquele quarto, os gemidos de dor continuavam altos e abafados, aquilo me atordoava de uma forma sinistra. Tenho que tirá-la das mãos daquele cafajeste.

    Coloquei-me de pé na porta de Itachi novamente, pronto para derrubar aquele quarto caso não fosse aberto. Pancadas e chutes eram os recursos que eu utilizava para chamar a atenção deles, além de gritos cobertos de total ódio e repulsa. Eu estava pronto para arrombar aquela maldita porta caso demorasse mais um pouco ao se abrir, mas Itachi destrancou a porta com a maior tranquilidade. Tive que analisá-lo antes de socar a sua cara, ele usava apenas a sua calça de moletom.

- SEU MISERÁVEL, EU SABIA QUE TENTARIA! – meu corpo agiu por instinto, eu parecia um animal selvagem. Meu punho foi de encontro com o rosto de Itachi, obrigando-o a cambalear para trás.

- Sasuke, quem você pensa que é para me bater? – a voz de Itachi saiu mais calma que o normal, seu olhar psicopata parecia me corroer por dentro. Ele nem sequer reclamava de dor.

- NÃO FALE COMO SE NADA TIVESSE ACONTECIDO! – avancei novamente, pronto para socar o rosto do mais velho.

- Você é fraco, lhe falta ódio. – Itachi interviu minha ação, dando um chute em minhas pernas que me obrigou a cair no chão. Tentei levantar, mas ele já se encontrava montado em minhas costas, prensando minhas mãos no chão. Eu estava de bruços e encurralado. – Seu soco é fraco, assim como sua inteligência. – tentei me debater, mas era em vão.

- S-Sasuke-kun? – eu havia esquecido completamente de Sakura quando comecei a briga com Itachi. Ela estava sentada na cama dele, com os olhos cheios de lágrimas. – Por que bateu nele? Ele só estava me ajudando com meu pé. – sua voz saiu chorosa.

- Com seu pé? – tive que forçar minha cabeça para conseguir olhá-la, felizmente ela se encontrava vestida.

- Sim, idiota. – Itachi deu um tapa na minha cabeça, se levantando de cima de mim. – Ela torceu o pé.

- Então por que ela estava gemendo? – eu não queria acreditar naquilo, se fosse verdade eu me sentiria um idiota.

- Não sabe o que é um gemido de dor? Olha o pé dela, está inchado. – ele se ajoelhou perto do pé de Sakura, que realmente estava inchado. – Ainda dói? – ele tentou tocá-lo, mas ela novamente deu um gemido.

- Eu... Foi mal. – falei baixinho, arrependido.

- Tá, tá. – Itachi se levantou e se sentou ao lado de Sakura.

- Você desconfiou de mim, Sasuke? – ela me encarou, senti seu olhar como uma facada no meu coração.

- Sim, me perdoe. – fui sincero. – Mas... Como você se machucou?

- Eu acabei tropeçando em um dos fios do Vídeo Game. – ela disse, esfregando as mãos uma na outra.

- Ela não vai voltar para a Universidade hoje. – Itachi se pronunciou. – Está sem condições até de andar.

- Então eu não vou também. - me ajoelhei perto de Sakura. – Posso cuidar disso? Aliás, já te ajudei uma vez. – tentei sorrir, mas ainda estava constrangido com o que havia feito.

- Tudo bem... – as bochechas dela estavam ruborizadas.

- Itachi, pode trazer um pouco de gelo? – me virei para o mais velho.

- Tá, tá. – ele bufou, se levantando e saindo do quarto.

     Eu estava sozinho com Sakura naquele quarto, ela parecia estar envergonhada por causa disso. Suas bochechas ruborizavam cada vez mais, deixando-a mais fofa do que o normal. Estou virando um bobo apaixonado? Creio que... Não, eu não estou apaixonado por ela, é apenas uma atração que posso apagar se eu quiser.

Não existe amor à primeira vista.

 

Eu te atraí pra mais perto com tudo que eu pude

Agora eu não posso mais voltar

Isso é claramente um vício perigoso

Que pena, não tem ninguém para parar ela.

 

O amor dela, o amor dela

A única coisa que eu quero

É o amor dela

A fantasia fatal dela

Eu estou bêbado de êxtase.

 

Oh, ela me quer

Oh, ela me pegou

Oh, ela me machucou

Bom, estou desejando mais e mais.

 

    Minhas mãos já se encontravam contornando a cintura de Sakura, que ainda não estava totalmente entregue as minhas investidas. Apenas seu perfume já tirava totalmente o meu equilíbrio tanto físico quanto mental. Tenho que beijá-la, tenho que tê-la comigo o mais rápido possível antes que eu enlouqueça. Eu quero essa garota.

- Sasuke, o qu... – não a deixei ao menos ela terminar de falar, calando-a com um beijo feroz e cheio de desejo. Fui colocando-a deitada na cama, ficando por cima dela sem quebrar o contato em momento algum. 

 

Continua...


Notas Finais


O trechinho é da música "Overdose" do EXO-K.

https://www.youtube.com/watch?v=TI0DGvqKZTI

recomendo muito viu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...