História My pervert. ─ Taegi;; - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Chaelisa, Chanbaek, Jensoo, Jihope, Namjin, Taegi, Taehyung!tops, Yoongi!bottom
Visualizações 186
Palavras 1.082
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


IAE MEN, CES VIRAM AS FOTOS? VO MINTI NÃO, EU DEMOREI UM POUCO PRA RECONHECER O YOONGI, ELE TAVA UM POUCO DIFERENTE NA MINHA OPINIÃO KKKK PARAY.

Boa leitura maçãsinhas ke.

Capítulo 10 - Arrepios!¡!



Taehyung



Yoongi era um garoto tímido, porém uma pessoa digamos que, legal, uma pessoa que mesmo triste dá alguns sorrisos, seria bom ver o seu sorriso verdadeiro, me sentiria feliz em fazer parte dessa descoberta. 


Fiz algumas perguntas de seu dia a dia, o mesmo interagia, algumas perguntas ele não respondia, eu dizia que iria deixar para a próxima seção, pude conhece-lo melhor, seu irmão Baekhyun era a pessoa que ele mais confiava ─ eu também espero ser essa pessoa em que ele tanto confia.


A chuva começou a engrossar, eu até fiquei um pouco sentido, fechei a janela, pôs os pingos de água eram voados pelos ventos fortes que viam daquela chuva forte.


Perguntei também sobre a relação de sua omma, ele havia dito que era tudo normal, um amor de omma e filho, havia me dito também sobre seu appa, que o mesmo havia os deixado, fiquei com pena, mais faz um bom tempo que eu não vejo meus pais, faz anos mesmo, talvez devem ter reconstruifdo a vida deles longe de mim, os mesmos não me aguentavam, mais fazer o que, ninguém irá ficar na sua vida para sempre ─ ou vai?


Comecei a conversar com ele sobre mim também, não queria deixa-lo curioso ou algo assim, o mesmo deveria saber com quem estava lidando; claro que eu não havia dito que eu tinha alguns pensamentos pesados com aquela boquinha, tão linda ela, minha nossa.


Passou um tempo, já havia chegado o horário de Yoongi ir embora, até que não foi tão ruim, foi bom conversar com ele e o conhecer pouco a pouco.


Yoongi parecia uma pessoa insegura demais, frágil? Sim, a fragilidade dele me fez querer conhece-lo ainda mais, quero descobrir tudo sobre o mesmo, pôs a vida dele me interessa agora.


A chuva ainda continuava à cair, fiquei preocupado como ele iria ir embora, sozinho, já estava anoitecendo, seria perigoso deixa-lo ir só. 


─ Aqui encerramos nossa seção, okay? ─ ele assente e eu sorrio. ─ o que achou de nossa conversa?


─ Eu gostei... Você parecia interessado, por isso me abri um pouco.


─ Certo, eu espero ser seu amigo, e poder ajudar você. ─ vejo o mesmo olha para baixo, sorrio fechado, mais não pude ver por completo. ─ sorria, sem esconder esse sorriso, ele deve ser muito bonito.


─ Eu não tenho motivos para sorrir como quer, eu não costumo sorrir desse jeito.


─ Deveria tentar, eu espero conseguir fazer isso acontecer.


─ Se conseguir, irei dar doces para você. ─ o mesmo apoia suas mãos em seus braços. ─ eu gosto bastante de doces.


─ Eu te garanto que poderei fazer isso acontecer não duvide! 


─ E-eu... vou para casa, já está tarde... ─ o mesmo se levanta. ─ segunda-feira nos vemos novamente. 


─ Você vai nessa chuva Yoongi? ─ me levanto da cadeira o olhando.


─ Sim... ela não está tão forte Taehyung! ─ ele me olha e cruza os braços, tão... fofo.


─ Está sim. ─ arrumo minhas coisas. ─ vamos. ─ ele me olha confuso e me aproximo do mesmo.


─ Para onde? ─ ele pergunta e se afasta um pouco, espertinho.


─ Eu irei levar você, não quero que vá sozinho, está chovendo demais Yoongi. 


─ E você se importa? ─ Yoongi arqueia uma sobrancelha e me encarava, parecia que iria me bater, medo.


─ Sim, me importa até demais, vamos, eu irei dar uma carona para você, aceita? ─ me aproximo mais um pouco dele e Yoongi se escora na parede.


Que perfeito só falta eu beijar ele como nas novelas, filmes e tudo que aparece esse tipo de coisa, mas, não irei fazer isso, mal conheço o garoto e mesmo que eu tivesse vontade, não poderia fazer isso. Eu podia perder meu emprego em um piscar de olhos.


Vejo o mesmo ficar vermelho pela aproximação, ao perceber isso, me afasto um pouco, não queria causar mal impressão para ele.


─ E-eu só irei aceitar porque está oferecendo, e... porque confio em você. 


─ Não tenha medo de mim, não irei lhe machucar, só se pedir. ─ não aguentei tive que abrir a boca para falar isso, espero que ele não perceba que isso foi apenas de outro sentido que não irei citar.


─ Tá bom... V-vamos. ─ Yoongi fala e logo abri a porta.


O mesmo se retirou da sala e fiz o mesmo, apaguei a luz do consultório e logo depois tranquei a porta do mesmo.


─ Me acompanhe. ─ digo para Yoongi que assentiu logo depois.


Olhei para o pequeno garoto ao meu lado, deu vontade de tocar nele, então, depois de alguns minutos pensando se iria toca-lo ou não, mas decidi que sim, passei minha mão em seu pescoço logo subindo para seus cabelos, pude sentir o mesmo se arrepiar, havia adorado fazer aquilo com ele, era um garotinho mesmo.


─ O-oque e-está fazendo, Tae...? ─ Yoongi parou de andar ao notar meu ato, parecia envergonhado, estava tão vermelho.


─ Nada demais, apenas deu vontade de tocar em seus cabelos, não posso? ─ sorrio de lado e o mesmo sorriu fechado.


─ P-pode sim, mais me pegou de surpresa Taehyung. ─ sorrio ao ver ele dizer aquilo, era muito fechado mas era tão envergonhado, eu gostava disso.


Andamos mais algumas horas para o estacionamento e avisto meu carro abrindo o mesmo. 


─ Entre, fique à vontade. ─ entro no carro, colocando meu sinto de segurança em seguida, vejo Yoongi fazer o mesmo. ─ Coloque o sinto!


─ O-okay... ─ vejo Yoongi colocar o sinto, garoto obediente. 


Começo a dirigir para fora da garagem. O trajeto foi tranquilo, perguntei para o menor do meu lado onde ele morará, tentava dialogar com Yoongi mas ele não parecia muito animado, me deixava triste ver ele assim, mas é apenas um começo.


Ligo o som do carro para cortar o clima chato que estava presente. 


─ Se quiser trocar a música, pode trocar. ─ digo e vejo as delicadas mãos do mais novo tocarem no rádio pequeno que havia ali, se era bonito fazendo isso imagine fazendo outras coisas.


Horas depois eu estaciono na frente da casa de Yoongi, ele olha um momento para sua casa e volta a olhar para mim.


─ Obrigado por ter me trazido até aqui. ─ ele diz e abre a porta do carro.


─ Espere! ─ digo e ele olha rapidamente para mim. ─ nunca se esqueça que irei ajudar você no qie precisar, tá bom?


─ Sim. ─ ele diz assentindo e sai do carro correndo, pela chuva que ainda caía sobre o chão. 


Fiquei um tempo o observando entrar em sua casa, quando vejo o mesmo sumir, dirijo para meu apartamento, feliz? Um pouco.


Notas Finais


O que acharam desse cap? Gostaram? Favoritem!!!
Beju pra vocês♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...