História My Pet Monster - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Kris Wu, Lu Han, Sehun, Tao
Tags Animal De Estimação, Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Flyffly, Lemon, Shoujo, Vampiro, Yaoi
Visualizações 1.174
Palavras 2.831
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Não acredito que tô cumprindo os prazos pra postar kkkk

Eu disse que aí postar e aqui estou eu, o capítulo de hoje está cheio de amor e coisas fofas mas não vou falar muito nos vemos nas notas finais.

Boa leitura!
~ Me desculpe se tiver algum erro🙇

Capítulo 2 - Como assim vampiro?!


Fanfic / Fanfiction My Pet Monster - Capítulo 2 - Como assim vampiro?!

Capítulo 1

Como assim vampiro!?

Chanyeol despertava aos poucos naquela manhã de terça-feira, se espreguiçou mas seus braços bateram em algo e de supetão ele abriu os olhos assutado vendo um homem nu dormindo ao seu lado, se lembrava que a única coisa que dormira na sua cana além de si era o gato.

— Aí meu Deus, não é possível! — Falou enquanto se afastava e acabou caindo da cama despertando o outro que dormia. — Quem é você? Como entrou aqui? Cadê meu gato? — Jogou as perguntas uma atrás da outra quando o menor sentou-se na cama.

— E aí cara. — Sorriu. — Você deve estar sem entender nada, mas eu vou te explicar. — Passou a mão pelos cabelos e suspirou cansado mesmo não estando de fato. — Me chamo Byun Baekhyun e eu sou um vampiro e sobre o seu gato, bem, eu sou ele.

— Vampiro. — Chanyeol riu. — Essas coisas não existem, impossível você ser ele.

— Vou provar que sou seu gato, você me achou no beco ontem à noite me trouxe para o seu apartamento guardou suas compras, me deu banho e leite.

— Impossível. — Falou Chanyeol ficando de pé.

Baekhyun se levantou da cama sem ligar para sua nudez e se aproximou do maior ficando a uma distância razoável e longe do Sol, Chanyeol engoliu em seco observando o corpo bonito que o menor tinha e como seus olhos eram lindos um azul claro limpo como o céu se destacava pela pele pálida e cabelos negros.

— Você prefere que eu fiquei na minha forma felina?

— Mas é impossível um vampiro ser um gato. — Falou Chanyeol.

— Pode ser bem estranho, mas não sou qualquer tipo de vampiro.

— Até onde eu sei vampiros só bebem sangue e por que você bebeu leite ontem?

— Eu não bebi  joguei tudo na pia enquanto você tomava banho, e mais uma coisa, eu também não durmo só fingi quando você acordou.

— Isso só pode ser um sonho. — Chanyeol disse e beliscou seu braço, mas quando olhou para frente Baekhyun ainda estava ali. O menor riu e então se agachou e se transformou no gato na qual Chanyeol havia trazido pra casa — Isso é bem estranho. — Baekhyun se aproximou do maior pedindo carinho e Chanyeol não resistiu e se abaixou para fazer um carinho podendo escutar Baekhyun ronronar. O maior se afastou e Baekhyun voltou a sua forma humana.

— Eu estou com fome. — Falou de forma manhosa para o outro.

— Fique bem longe do meu pescoço. — O Park levou  ambas as mãos as laterias do pescoço, andou até seu guarda roupa e jogou uma blusa qualquer junto com uma cueca para o outro vestir fazendo Baekhyun rir.

— Relaxa não vou te morder sem o seu consentimento, mas eu realmente estou com fome.

— Eu não tenho nada para te oferecer além de comida, mas se quiser posso te levar a algum hospital. — Falou andando do quarto até a cozinha sendo seguido pelo outro.

— Está tudo bem em morar comigo? Quer dizer... Um vampiro.

— Tudo isso é muito louco, mas você tem outro lugar para ir?

— Não, eu estava morando na rua e sobre ir ao hospital, não posso sair no sol.

— Não vai me dizer que brilha como diamante que nem o Edward do crepúsculo.

— Não seu idiota, minha pele queima, podemos fazer isso a noite.

—  Não posso, eu estudo a noite.

— Fazemos isso depois então. — Baekhyun já se sentia a vontade no apartamento do maior, por isso já estava todo esparramado na sofá assistindo algum programa.

Algumas horas já haviam se passado e Baekhyun estava entediado e com fome, o menor se transformou em gato novamente naquele dia e foi até o quarto de Chanyeol onde pode ver o mesmo estudando no chão sentando no tapete rodeado por livros e a mesinha com um notebook a sua frente. Andou sem fazer barulho passou por debaixo da mesa aparecendo entre o corpo de Chanyeol e a mesa fazendo ele se assustar.

— Que susto, Baekhyun. — Falou olhando para o gato. O felino se ajeitou entre as pernas cruzada e deitou ali apoiando a cabeça em sua coxa. — O que você quer?

— Miau.

— Eu não falo gatones. — Encarava o gato ainda sem entender. Baekhyun olhou para mão e depois para Chanyeol de novo e logo ele entendeu que ele queria carinho e levou a mão até a pelagem cinza.

Ficaram assim até a hora do almoço, Chanyeol arrumou suas coisas na mochila e pegou o estojo do violão e saiu deixando as coisas sobre o sofá e voltou para o quarto indo tomar um banho. Agora que já estava devidamente arrumado para o trabalho andou novamente até a sala e pode sentir um cheiro maravilhoso vindo da cozinha e foi lá que encontrou Baekhyun cozinhando.

— O que você tá fazendo? — Perguntou vendo que o outro se movia de maneira rápida demais pela cozinha.

— Seu almoço, não é porque eu não como que significa que não sei cozinhar, e pelo contrário, eu faço isso muito bem, pode se sentar, já está quase pronto.

Baekhyun fez a Chanyeol um lamen  improvisado com coisas que ele havia achado em seu armário, enquanto o outro comia os dois começaram uma conversa e por ela o menor descobriu que Chanyeol tinha 23 anos e estava no último ano de faculdade de música, que trabalhava dando aulas numa escolinha de música, Baekhyun contou que tinha vinte e quatro mil anos e que havia acabado de se mudar para Seoul, mas devido a alguns fatos teve que sair de casa e depois de três semanas vagando pelas ruas Chanyeol havia lhe encontrado.

— Eu preciso ir agora, Baekhyun. — Chanyeol calçou seu velho e bom all star , pegou suas coisas e caminhou até a porta, mas logo se virou para trás vendo Baekhyun lhe encarando com uma carinha fofa. — Você ainda vai estar aqui quando eu voltar?

— Eu não tenho para onde ir, então sim, eu vou estar aqui.

— Eu só vou voltar a noite então quando eu chegar te levo em algum hospital, e amanhã vamos sair para comprar alguma roupa para você. — Falou após ver as coxas salientes desnudas.

— Eu vou ficar te esperando então, mas antes posso fazer uma coisa?

— O quê?

— É apenas para te proteger e saber a onde você está, não sei o que minha presença pode atrair para você. — Chanyeol apenas deu de ombros pensado ser algo de vampiro.

Baekhyun se aproximou levando o nariz até o pescoço sentindo seu cheiro natural que por sinal era muito bom e logo se afastou levando os lábios até o do outro deixando apenas um selar simples.

— O que você fez? — Perguntou com a voz firme comemorando internamente por não gaguejar enquanto sentia seu coração bater rápido e Baekhyun podia sentir o sangue correr mais rápido pelas veias do outro.

— Apenas quis sentir seu cheiro para saber a onde está e o selinho foi para me ligar a você, sempre que estiver em perigo ou se sentir ameaçado por algo é só chamar meu nome mentalmente que vou aparecer em um piscar de olhos.

— Vou me lembrar disso, até mais tarde Baek. — Disse por fim saindo e deixando o menor sozinho.

Horas mais tarde...

Chanyeol e seus amigos caminhavam em direção a saída da faculdade para finalmente terem um descanso, o maior ria de algo que Luhan contava sobre Sehun que havia acontecido durante a tarde arrancando risada de todos enquanto Sehun não sabia aonde se esconder.

— Channie. — O maior olhou para frente vendo um Baekhyun com roupas pretas que pareciam ser novas vindo ao seu encontro lhe abraçando.

— O que você tá fazendo aqui? — Sussurrou para que somente ele escutasse enquanto retribuía o abraço sentindo a pele gelada do menor contra a sua.

— Não consegui aguentar até você chegar em casa, apenas siga o script. — Sussurrou de volta rindo desfazendo o abraço e pegando na mão grande de Chanyeol entrelaçando na sua.

— E aí não vai nos apresentar seu namorado? — Falou Kyungsoo.

—  Byun Baekhyun. — Disse o menor antes que Chanyeol falasse alguma coisa.

Cada um se apresentou para o menor enquanto olhavam para o maior com um semblante maliciosos, afinal, nunca pensaram que o amigo pudesse namorar alguém tão lindo como Baekhyun depois de seu último relacionamento, ficaram ali mais algum tempo conversando e se despediram e então os dois passaram a caminhar até o ponto de ônibus ainda de mãos dadas.

— Será que agora você pode me explicar a onde arrumou essas roupas e como achou minha faculdade? — Perguntou assim que chegaram no ponto.

— Eu sou rico por isso quando anoiteceu eu saí e comprei algumas roupas pra mim, e o meu dinheiro vem acumulando de várias décadas então só gasto com o que preciso, e sobre te achar, posso sentir seu cheiro agora esqueceu?!

— Se você é rico porque não comprou uma casa?

— Eu só mudo de lugar quando as pessoas percebem que eu não envelheço ou acabam desconfiando de algo, agora imagina se toda a vez que eu for me mudar eu comprar uma casa seria um desperdício então eu espero alguém me acolher, mas caso isso não ocorra sou obrigado a comprar uma moradia.

— Você faz com eles a mesma coisa que faz comigo? Tipo dizer a eles que você é um vampiro.

— Não eu vivo na minha forma felina  só saio dela para caçar e ficar um pouco na minha forma humana, mas você é o primeiro que eu faço isso, de alguma maneira me sinto confortável na sua presença. — O maior concordou com a cabeça ainda pensando sobre o assunto.

— Nosso ônibus chegou. — Chanyeol estendeu o braço o logo Baekhyun seguiu ao seu encalço.

*_*_*_*_*

— Esse é o hospital, mas com você vai fazer para pegar as bolsas de sangue? — Perguntou enquanto olhavam o imenso hospital.

— Eu tenho meus truques Chan, já volto.

Chanyeol já estava ficando com fome o menor havia saído a uns quinze minutos e até agora não voltou, olhou em volta e viu uma cafeteria alguns metros dali não demoraria tanto caso fosse até lá pedir algo para comer então com o estômago pedindo algo o maior foi até lá pedindo um cappuccino junto com alguns pães de queijo e uma fatia grande de torta de limão, pedindo tudo para viagem, e logo voltou a caminhar feliz comendo seu pão de queijo enquanto tomava seu cappuccino.

— Já podemos ir. — Chanyeol se assustou e deixou seu copo cair mas foi salvo por Baekhyun antes que o mesmo encontrasse o chão.

— Caralho Baek, para com isso, quase eu perco meu cappuccino. — Disse irritado pegando o copo de volta.

— É engraçada a cara que você faz. — Falou rindo passando a caminhar ao lado do outro.

— Você não vai comer?

— Você quer que eu abra uma bolsa de sangue no meio da rua? — Chanyeol olhou para o menor de depois para seu copo, terminou de beber o líquido e abriu a tampa.

— Põe aqui e toma. — Baekhyun pegou uma bolsa de sangue da mochila rasgando a ponta e despejando o líquido no copo Chanyeol tampou e deu a Baekhyun que imediatamente levou a boca sugando o líquido.

— Hmm. — Gemeu em deleite. — É tão bom.

— Isso é nojento. — Chanyeol Falou comendo seu pão de queijo.

— Isso é uma delícia. — pensou por alguns instantes. — Tem gosto de vinho ele é um pouco adocicado, mais amargo e mais viscoso.

Chanyeol olhou com nojo para o menor que riu alto, fazia muito tempo que não se divertia assim.

Chegaram em casa e Baekhyun foi direto para a cozinha abrindo mais uma bolsa e despejando no copo, pegou as outras e colocou na geladeira trocou de roupa vestindo apenas uma blusa do maior - que estava tomando banho - e foi pra sala assistir algum filme.

— Pode sair daí Chanyeol, eu sei que você está atrás do sofá pra me assustar.

— Nossa como você é chato. — O maior saiu de onde estava e sentou ao seu lado no sofá.

— Eu tenho sentido aguçado querido.

— Deve ser legal ser um vampiro.

— Se quiser posso te transformar em um, mas é chato. No começo eu achava legal, mas agora depois de tanto tempo eu só quero morrer, mas isso é impossível só se arrancarem minha cabeça

— Se você tivesse morrido não teria me conhecido.

— Anwt que fofo. — Disse apertando a bochechas do outro. — Em todos esses meus anos de vida conhecer você e Kyungsoo foi a melhor coisa.

— O Kyung...

— Opa! Acho que falei demais. — Levou a mão sobre a boca.

— O Kyung também é um vampiro? Mas se ele é um como consegue andar no Sol?

— Kyungsoo e um vampiro também mas diferente de mim ele possui um amuleto que o protege do Sol.

— E porque você não tem?

— Eu já tive mas não gosto de lembrar como o perdi, esse amuleto pode ser qualquer coisa mas ele precisa ter o mais sincero amor, e sim vampiros amam mesmo não tendo nenhum sentimento o amor ainda pode aflorar em nós.

— Você já amou?

— Sim, mas isso já foi a quatro mil anos então já passou. E você Chanyeol já amou alguém?

— Na minha adolescência já namorei bastante, mas só tive dois amores um foi ao meus quinze ano com uma menina bonita da sala que eu não lembro o nome e outro foi um menino chamado Eunmin nós chegamos a namorar mas ele fugiu com um estrangeiro e ficou rico, é eu nunca tive sorte no amor. — Falou chateado.

— Um dia você vai encontrar alguém que realmente goste de você. — Sorriu para o outro. — Agora vamos dormir. — Puxou Chanyeol pela mão levando ele até o quarto e se deitaram juntos na cama.

— Se você não dorme porque está deitado comigo? — Perguntou vendo o menor se aconchegar mais perto de si.

— Eu gosto de ficar assim com você, gosto do calor do seu corpo.

— E você é bem gelado.

— Obrigado pela parte que me toca. — Chanyeol riu alto quando ele se afastou.

— Eu to brincando mas eu não ligo se você é gelado, vem cá. — Puxou Baekhyun de volta para perto.

— Eu só não te bato agora porque não estou afim de causar a sua morte.

— Uhuum tá bom.

— Chanyeol não me provoca, eu to falando sério.

— Relaxa Baek, não precisa me chamar amanhã pois não vou trabalhar e nem ir para a faculdade. — Falou de olhos fechados.

— Posso saber porque?

— Estou cansado.... — Baekhyun ficou ali observando rosto sereno de Chanyeol até que o mesmo dormisse.

Se levantou da cama devagar para não acordar o outro foi para a cozinha pegar mais um bolsa de sangue.

— Eu sei que está aí Kyungsoo. — Falou sem olhar para trás.

— Seu sentidos estão aguçados como sempre.

— Você quer? — Ofereceu o copo ao amigo.

— Não o Jongin já me da o suficiente, mas e aí como você está? E como conheceu o Chanyeol?

— Fico feliz que tenha achado alguém, eu estou bem agora e sobre o Chanyeol, ele me acolheu na forma felina e bem não achei mal ele saber quem eu realmente sou então contei tudo ele.

— Do jeito que o Chanyeol é deve ser aceitado do boas.

— Ele foi bem tranquilo, mas e você e o Kai estão bem.

— Estamos bem até demais, mas eu realmente gosto dele.

— Seus olhos chegam a brilhar quando fala dele, espero achar alguém um dia. —

— Chanyeol está aí, só não quero que ele entre em depressão de novo foi horrível Baekhyun.

— Não vai me dizer que foi por causa do último relacionamento dele?

— Foi sim, foram momentos difíceis para todos nós ele era brincalhão e ria de tudo agora ele é mais quieto e quase não conta sobre sua vida pessoal.

— Assim como ele eu também tem cicatrizes.

— Quem sabe vocês não achem a cura um no outro, eu já vou indo qualquer coisa me ligue.

Baekhyun terminou de se alimentar e voltou para quarto, assim que deitou sobre a cama um braço de Chanyeol foi de encontro a sua cintura  o puxando para perto deixando os rosto a centímetros de distância enquanto as pernas se entrelaçavam debaixo da coberta e assim  o menor ficou até o dia amanhecer.


Notas Finais


Eu aí falar isso la encima mas me segurei, o próximo capítulo vai acontecer algumas coisinhas hehehe🌝

Vou explorar mais a relação dos dois então se preparem pois varias coisas vão acontecer, não sei se vou colocar algo sobrenatural ainda estou pensando sobre isso.

Pra quem lê MCF vou atualizar assim que chegar da facul porque preciso caçar uns links pra colocar então esperem mais um pouco.

Um beijo um queijo e até semana que vem😘

Twitter: @_OhGostosoHun
Snap: sehunachan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...