História My Physics Teacher - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Suga
Tags Bts, Jikook, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 174
Palavras 1.261
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CHEGUEEEEEEEEEEEEI
Olá cotton candys ❤️
Acabei de chegar e decidi postar logo antes de me matarem.

Boa leitura!

Capítulo 13 - Reality


Eu havia despertado, mas não fazia questão de abrir os meus olhos. Nunca havia dormido tão bem. Para ser sincero, me sentia nas nuvens e eu não queria sair delas nem tão cedo.

 

O perfume de Yoongi dançava em meu nariz e só aí notei que ele dormia com a cabeça sobre meu peito. Seus cabelos tocavam meu nariz e eu cheirei aquela fragrância como nunca.

 

Sem ofender a ninguém, mas eu estava me sentindo um drogado cheirando pó. A diferença é que eu estava cheirando açúcar... se é que me entendem.

 

Nossas pernas estavam entrelaçadas e seus braços em minha cintura. Ele parecia tão vulnerável daquela forma. Sua expressão angelical me dava um pouco de medo.

 

Yoongi começou a se mover e eu permaneci parado apenas o observando. Depois de me apertar como um urso, ele ergueu sua cabeça com um bico adorável nos lábios.

 

— Bom dia Yoonie... -sussurrei acariciando seus cabelos e sorri.

Seus olhos passearam pelo meu rosto, até chegar em meus olhos e abrir um leve sorriso.

 

— Bom dia Minie. -falou com seu tom rouco e grosso, me fazendo fechar os olhos e quase suspirar.

 

— Dormiu bem? Está melhor? -perguntei e ele se ergueu ficando completamente sobre o meu corpo.

 

— Muito melhor... existe remédio melhor do que Park Jimin? -perguntou olhando em meus olhos e pude notar a intensidade neles.

 

— Yoongi... não me olha assim. -sussurrei, virando o rosto e tentei disfarçar minhas bochechas coradas.

 

Eu me sinto tão indefeso quando ele me olha dessa maneira. Parece que estou completamente nu e no meio de uma praça pública. Comparação estranha, eu sei. Mas é exatamente como me sinto.

 

— Obrigado por cuidar de mim. -disse passando suavemente seu nariz pelo meu.

 

Queria tanto sentir seus lábios no meu, mas parece que ele não quer o mesmo. Se parar para pensar, nós só tivemos contatos corporais. Nunca nos beijamos e isso, de certa forma, me machuca um pouco.

 

Tudo bem que eu deveria esperar algo do tipo. Até porque Yoongi tem uma namorada e eu sou apenas um adolescente. Por que ele iria querer ter algo comigo? Eu sou apenas uma diversão para ele.

 

Pensar nisso me da um aperto no coração e uma agonia se espalha pelo peito. Eu não deveria me preocupar com isso e aproveitar apenas o momento, certo?

 

— Jimin? -balancei levemente a cabeça e o encarei. — O que foi? -me perguntou com as sobrancelhas franzidas, mas apenas neguei e tentei sair debaixo de seu corpo, mas fui impedido. — Jimin, o que foi? -perguntou segurando meus braços na cama.

 

— Não é nada, Yoon... -falei sorrindo para ver se conseguia mudar a cabeça do mais velho e não funcionou nem um pouquinho.

 

— Eu odeio que me escondam as coisas. -fechou a feição em seu rosto. — Será que dar para me dizer? -falou um pouco mais grosso e isso só fez minha vontade de chorar aumentar.

 

Eu sou apenas um adolescente apaixonado por um professor que só o quer para satisfazer suas necessidades sexuais. Parte disso é culpa minha, afinal, eu que sempre me insinuei para ele dessa forma. 

 

— Estava pensando no que posso fazer para comermos agora. -falei com uma serenidade que nem sei de onde surgiu.

 

— O que acha de misto quente com um suco geladinho? Deu vontade de comer. -sugeriu com um biquinho nos lábios e eu mordi os meus para não tomar nenhuma atitude impulsiva.

 

— Perfeito! Vamos para a cozinha que eu faço. -falei me sentando na cama, mas Yoongi se deitou e me puxou para cima de si.

 

Eu não sabia o que ele queria, então apenas fiquei o observando enquanto sentia suas mãos em minha cintura e em meu rosto acariciando-o.

 

— Por que você usa maquiagem? -ele soltou e eu fiquei um pouquinho confuso com a sua pergunta.

 

— Para esconder falhas e espinhas. -respondi ainda sem entender.

 

— Você fica muito mais bonito sem. -ele disse olhando para cada parte do meu rosto, fazendo-me corar. — E olha só... nem precisa gastar dinheiro com blush! -disse em tom de deboche e eu deixei uns tapas em seu braço.

 

— Ai que idiota! -ele soltou uma gargalhada que cheguei ficar estático.

Que risada maravilhosa, meu Deus do céu! Obrigado por abençoar meus ouvidos com essa música divina! 

 

A gengiva de Yoongi ainda estava visível por conta do sorriso. Sinceramente, ele pode me fazer de gato e sapato, mas eu sempre vou ser um trouxa completamente apaixonado por cada parte desse homem.

 

— Hm... acho que você já pode parar de me encarar e fazer o nosso café. -debochou saindo de cima de mim e eu logo levantei um pouco atordoado.

É muita coisa para minha cabeça processar. Vamos com calma!

 

Sem dizer nada, fui até a cozinha e comecei a catar as coisas necessárias para fazer o misto quente. Ainda havia sobrado suco do dia anterior, então tomaríamos aquele mesmo já que estava bom.

 

Abri a geladeira pegando o queijo e o presunto. Ao fechar a geladeira, dei um pulo ao ver Yoongi apoiado no balcão me encarando. Coloquei as coisas sobre a pia e virei-me para si.

 

— Você está maluco? Eu morreria se tivesse algum problema cardíaco, sabia? -fiz meu drama de sempre e ele riu.

 

— Tão dramático... -saiu do balcão e começou a andar em minha direção.

 

Ele me encarava intensamente e nossos olhos não se desviaram nem por um instante. A cada passo que dava em minha direção, eu sentia minha respiração se tornando irregular.

 

— Deixa eu te ajudar com isso. -disse pegando em minha cintura e me virando para a pia. — Eu realmente estou com fome e, por enquanto, não é de você. -sussurrou em meu ouvido e me arrepiei por completo.

 

Ainda atrás de mim, ele começou a montar os mistos para pôr na chapa. Eu sentia minha bunda esmagar generosamente o seu membro que, mesmo coberto, pude sentir sua rigidez.

 

Como instinto, empinei minha bunda e cheguei um pouco para trás em busca de mais contato. Yoongi logo me empurrou para frente com o seu quadril me pressionando na pia.

 

Minha respiração não era mais a mesma e as mãos de Yoongi já não estavam mais nos mistos. Sentia minha cintura queimando pela pressão que suas mãos faziam nela.

 

Eu estava necessitado. Eu queria mais, mas não era certo. O fato dele já ter alguém tem me castigado mentalmente nesses últimos dias. Eu não poderia fazer isso porque, por mais que eu não demonstre, isso me machuca.

 

Pensando seriamente nisso, eu o afastei e subi para o andar de cima. Ele continuou parado afinal, eu não havia dito nada.

 

Troquei as roupas e vesti as minhas, deixando as dele dobradas sobre a cama. 

 

A cama...

 

Olhá-la e lembrar da noite anterior e antes de levantar-mos mais cedo me deu um aperto no coração. Não era certo... isso me machucava.

 

Peguei todas as minhas coisas e cheirei seu travesseiro que continha sua fragrância. Fechei os olhos e saí do quarto, logo descendo as escadas.

 

Yoongi estava no batente da entrada da cozinha me encarando. Seu rosto e seu olhar não demonstrava nenhum tipo de emoção. De certa forma, isso me magoou. Sempre magoa.

 

— Eu preciso ir para casa. Fique bem, Sr Min. -falei calmamente.

 

— Eu te levo pra casa... -não dei nem tempo dele terminar.

 

— Não. -me arrependo ao notar o jeito afobado que falei. — Até amanhã. -saí sem olhar para trás.

 

Eu precisava desencanar ou meu coração sairá destruído da história. Talvez Yoongi mereça a namorada que tem e talvez ela realmente o ame. Como eu já havia dito, sou apenas um brinquedinho e brinquedinhos quebram.

 

E eu não quero quebrar.


Notas Finais


Esse final me descreve...

Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...