História My Prince (imagine Kim Taehyung) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Imagine, Taehyung, Você
Exibições 348
Palavras 1.485
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Depois de quase uma semana, eu voltei babys
Para sua alegria ou não, a fanfic vai ter menos de uns 15 capítulo. No máximo 18, eu acho.
Espero que gostem dos últimos caps 😔😜

Capítulo 9 - Surprise ... or not


Fanfic / Fanfiction My Prince (imagine Kim Taehyung) - Capítulo 9 - Surprise ... or not

(S/N) P.O.V On
    Depois da minha breve conversa com o príncipe, eu já estava a caminho do quarto de Kwan com uma tigela com água morna e um pano úmido para ver se Kwan melhorava. Entro no quarto que está todo escuro por causa das janelas fechadas, esse garoto deve ser filho da noite. Abro as janelas sem nem me importar se o menor ia reclamar ou não, ouço uma respiração leve mas exasperada e direciono meu olhar para Kwan que dormia com vários cobertores. Tiro alguns cobertores dele e coloco o pano delicadamente em sua cabeça, o sono dele é bem pesado pois ele não acorda por nada.
- Quem é ele? - Taehyung pergunta encostatado no batente da porta
- Meu primo, Kwan - respondo saindo do quarto, sem antes deixar a tigela em cima da cômoda.
- Aonde está a sua irmã gêmea? - Pergunta novamente vindo atrás de mim. Paro bruscamente e Taehyung acaba trombando comigo
- Ãnh, ela... Ela, deve ter saído - digo engulindo em seco
- Com quem? - Me viro com os olhos semicerrados
- Por que você quer saber? - Cruzo os braços em frente ao peito. Taehyung arqueia as sobrancelhas
- Por que você não tira essa máscara para mim te responder melhor? - Diz, perto demais do meu rosto. Abro a boca, tentando pensar em alguma resposta mas não obtenho nada
- Aish - me viro indo para o quarto onde está Jungkook - Cala a boca
- Mas eu não disse nada - diz inocente, como se eu acreditasse. Ao entrar no quarto, me deparo com Jungkook mexendo no meu ursinho de pelúcia, respiro fundo para manter a calma
- Jungkook-ssi... - Chamo, Jungkook me olha - Solta essa pelúcia, agora!
- Mas ele é tão fofo, ele é seu? - Jungkook diz, abraçando a pelúcia antes de me devolver - Por que ele está queimado?
- Parem de querer saber da minha vida, por favor? - Digo, colocando o Money (nome da pelúcia) no seu lugar devido - Isso parece um interrogatório
- Desculpa, (S/N). É que nunca estivemos na casa de uma ple... - Interrompo Taehyung, com meu olhar mortal em sua direção - Quero dizer, em uma casa simples
- Hum, bom mesmo - digo.
- (S/N), quando eu vou tirar essas suturas e ataduras? - Jungkook pergunta, levantando seus pulsos para eu ver o curativo
- Eu sou caçadora, não médica. Pergunte para a minha tia - dou de ombros vendo Jungkook fazer um bico de modo fofo
- Eu tenho que ir, o Sol já está se pondo - Taehyung diz, olhando pela janela. - Até mais, Jungkook
- Você não pode ficar mais um pouco? - Jungkook pergunta
- Meu pai vai me matar se eu ficar aqui - Taehyung sorri pro mais novo, vindo em minha direção - Tchau, (S/N) - abre os braços como se me abraçasse mas eu estendo a mão. Rimos por isso, fazemos o mesmo de antes mas alternando as posições. Bufo irritada
- Tchau, Taehyung - dou um breve abraço no maior que sorri mais ainda. - Quer ajuda para voltar para o palácio?
- Eu sei o caminho, se eu precisar de ajuda eu procuro um tordo - diz. Assinto e o guio para fora de casa - Nos vemos amanhã?
- Se eu puder, na frente do lago? - Proponho, Taehyung assente e acena. Aceno de volta, fechando a porta. Volto para o quarto vendo um Jungkook triste e fazendo manha como uma criança - O que foi?
- Quando o príncipe chegou, você se esqueceu completamente de mim e só deu atenção pra ele. Me dê atenção, (S/N) - pede manhoso, ok, não tem como ceder com um aegyo desse. Acaricio seus cabelos
- Assim está melhor? - Pergunto, Jungkook sorri em aprovação mostrando seus dentes de coelho. Tão fofo
Taehyung P.O.V On
     Eu e Jungkook conversamos sobre um assunto que envolve a (S/N), e preciso de uma ajuda de uma pessoa certa pra isso. Paro no grande portão do palácio após ter dado uma passada rápida no mercado, comprando alguns anéis e pulseiras para não dizer que o que a Eunji disse ao meu pai, fora mentira. Encaro o guarda que se mantinha indiferente, meu olhar dizia "Eu vou precisar gritar pra abrir esse portão?!". Ele parece entender o que quero dizer e abri o portão, passo pelo mesmo com certa calma já que o rei é uma caixinha de surpresas quando se trata de mim. Assovio balançando a pequena bolsinha que ganhei para levar os anéis e as pulseiras, até eu trombar com alguém.
- Aonde você esteve? - SeokJin pergunta, chocalhando meus ombros. - Me deixou preocupado, o rei também ficou
- Calma, Jin. Eu só fui no mercado, não me machuquei nem nada do tipo. - Respondo, Jin me analisa por inteiro como se estivesse procurando algum vestígio de mentira, ele deve ter encontrado já que Jin sempre sabe que eu bato meu pé esquerdo, como agora, quando estou nervoso.
- Ah é? Então porque você mandou Eunji e o Jimin virem para o palácio? - Jin pergunta. Essa me pegou desprevenido
- Uma princesa e um criado de outro reino não devem estar acostumados com o meecado cercado de plebeus e uma ladra solta. Eu só pensei no bem da... Minha a-amada - me xingo mentalmente por ter gaguejado. Eu não posso demonstrar que estou desinteressado na Eunji se nós fomos "prometidos" um para o outro.
- Então se for isso mesmo, está tudo bem. - Jin sorri, saindo da minha frente e murmurando "Acha que eu sou idiota?" para si mesmo. Ando apressadamente para o meu quarto, guardando as minhas jóias novas dentro da minha gaveta. Saio do cômodo real, procurando meu "criado" açúcar
- Onde aquele garoto foi se meter? - Murmuro, andando sem rumo pelos corredores. - YOONGI!
- Me chamou, Taehyung? - Yoongi brota do meu lado. Pulo de susto e ponho minha mão no meu peito, esse garoto é louco - Está bem, príncipe?
- Deixa eu me recompor primeiro - faço sinal pro mais velho esperar enquanto minha respiração se normalizava - Agora sim. Meu querido amigo, Yoongi. Você pode me ajudar?
- Eu não tenho opção, mesmo - balança os ombros.
- Ainda bem que você sabe. Tem como você ir com o joalheiro real e pedir para ele fazer...

(...)

     Eu já estava com a surpresa de (S/N) pronta. Na verdade, eu estava com a surpresa de (S/N) e o da sua irmã.
Jungkook P.O.V On
- Porque você disse isso? - Pergunto pra (S/N) após ela ter me dito sobre a mentira da irmã gêmea
- Eu não sei o que deu em mim, Kookie! Foi a primeira coisa que venho em mente - põe as mãos na cabeça - O que faço?!
- O qur você vai fazer eu não sei, mas você vai levar essa conversa pra frente? - Levanto uma sobrancelha, ela sorri
- Não sei...talvez - se encolhe, escondendo o rosto - O que a minha vida virou?
- Um quebra cabeça, eu acho - encaro o teto
- Um gigante quebra cabeça! - Assumi, fazendo um tamanho grande com suas mãos.
Jungkook P.O.V Off

     Dia seguinte

(S/N) P.O.V On
      Acordo e vou direto me trocar para caçar, antes de sair de casa eu vou falar com a minha tia, que me diz que vai tirar o curativo do Jungkook hoje. Me apresso para sair já que eu não quero ver ela fazendo isso.
          Pego a Xue, dou água para a égua e monto na mesma para ir a floresta. Xue já parece estar acostumada pois só eu montar nela que o animal já foi em direção da floresta. Até que para uma cavalo real ela não é tão mimada. Desço da Xue assim que chegamos ao rio, ela deita no chão e vou para a margem do rio, molhar meus pés.
- Eu demorei? - Taehyung pergunta - Ô bichinho chato! - Diz, pulando em um pé só
- Oxi, o que você tá fazendo? - Pergunto, estranhando
- Tem um bicho no meu pé que não quer sair - balança o pé, demonstrando incômodo. Ele se senta do meu lado, tirando sua bota. - TIRA ISSO DAÍ, (S/N)
- É só uma sangue-suga - rio pelo seu desespero, tiro o bicho do seu pé e jogo ele longe - Você deve ter pisado em lama enquanto vinha pra cá
- Bicho quinto dos infernos - resmunga colocando sua bota - Enfim, aqui está - estende um pacote
- O que é isso? - tento pegar o objeto mas Taehyung distância a mão
- Você saberá só se me contar o porque estava chorando ontem - diz, abro a minha boca. E agora?


Notas Finais


Notas inicias


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...