História My Princess, My Baby ( HIATUS ) - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Lemon, Namjin, Sexting, Texting, Yaoi
Exibições 840
Palavras 1.388
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


oiee!!
O grande dia chegou!!
Peço desculpas logo agr.. Kkk
Quero que escutem essa musica enquanto leem:

Not About Angels - Birdy

Boa leitura ^^

Capítulo 20 - Vigesima Mensagem


Fanfic / Fanfiction My Princess, My Baby ( HIATUS ) - Capítulo 20 - Vigesima Mensagem

Pov's Namjoon.

Estava muito nervoso, minha mãos estavam suando e eu andava de um lado para o outro.
Já tinha me olhado no espelho uma dúzia de vezes e arrumado meu cabelo mais uma dúzia.

Me olhei no espelho uma última vez e arrumei minha roupa; estava com uma camiseta branca, um casaco preto, uma calça skinny de lavagem escura e um converse vermelho.

Peguei um buquê de rosas brancas que havia comprado mais cedo pela manhã e uma caixa em formato de coração com chocolates com recheios variados - clichê, eu sei.

Sai de casa um pouco antes do horário combinado, não aguentava esperar, cheguei ao local combinado depois de alguns minutos de caminhada. Era uma pequena e simples lanchonete, o lugar tinha uma pintura azul bebê desgrastada e várias flores decoravam a frente inundando o ambiente com um perfume maravilhoso, havia algumas mesas de metal do lado de fora e outras dentro do estabelecimento, a maior clientela de lá eram casais, o que me deixava um pouco envergonhado por chegar sozinho, mas era um otimo lugar para um primeiro "encontro".

Entrei e ouvi o sininho tocar ao abrir a porta, me sentei mais ao fundo e logo fui atendido por uma garçonete muito simpática, apenas pedi um café forte e me pus a esperar.

Estava ansioso, nervoso, tudo o que se pode imaginar, meu estômago dava voltas e voltas, olhava a cada minuto se Kook havia mandado alguma mensagem sobre Jin.

Após alguns minutos o meu pedido chegou, beberivava o café e olhava algumas fotos de Jin que Kookie havia me mandado à uns dias. Pousei a xícara de café na mesa e passei a brincar com meus dedos, a cada minuto que passava eu ficava mais nervoso.

Ouvi o sininho da porta tocar e meu coração apertou, vi a silhueta alta passar pela porta e cumprimentar simpaticamente a garçonete, a qual lhe mostrou uma mesa para sentar não muito longe da minha.

Congelei no instante que vi seu rosto, não consegui evitar de sorrir ao vê-lo tão belo. Seus olhinhos redondos brilhavam e tinha um tímido sorriso estampado, parecia tão nervoso quanto eu. Pude ver o colar a qual lhe dei, caía perfeitamente sobre seu peito. Ele tirou o celular do bolso e digitou algumas coisas, logo ouvi meu celular tocar, fazendo com que Jin sorrisse ao perceber que seu Daddy estava ali.

Ele ainda não tinha me visto, então peguei meu celular e respondi.

[19/10 5:30 PM] BabyPrincess: Ja estou aqui. Onde você está?

[19/10 5:31 PM] Namjoon: Também ja estou aqui. Te vi chegar, princess. Esta lindo. ^^

[19/10 5:34 PM] BabyPrincess: Venha falar comigo.

[19/10 5:35 PM] Namjoon: Tem certeza disso mesmo?

[19/10 5:37 PM] BabyPrincess: Por que não teria?

[19/10 5:38 PM] Namjoon: Eu ja te disse..

[19/10 5:40 PM] BabyPrincess: Você só vai saber disso se falar comigo.

[19/10 5:40 PM] Namjoon: OK.

Tomei fôlego e me levantei da mesa,  peguei os presentes e fui até a mesa que Jin estava.

- Princess? - falei meio sem jeito, ele ainda não tinha me visto.

- N-namjoon? - ele falou um pouco assustado. - O que faz aqui?

- Te ver. S-são pra você. - respondi envergonhado e entreguei as flores e o chocolate.

- Por que me chamou de princess? - disse rude como sempre. " Por que sempre assim, Jin?"

- Você veio aqui encontrar alguém não foi? - ele assentiu com a cabeça. - No caso, acho que você veio me ver. - disse baixando o tom de voz a cada palavra que pronunciava.

Ele me olhava incrédulo segurando com força o buquê de rosas, amassando algumas delas. Jin não pronunciou uma palavra, apenas fez sinal para que me sentasse.

- Por que? - pude notar sua voz um pouco embargada. Parecia querer chorar. - Só isso que quero saber.

- Por que? - repeti fitando a mesa, era incapaz de encará-lo. - Por que eu te amo.

- Tem certeza? - ele riu cansado.

- T-tenho. - um nó de pensamentos se formava na minha cabeça. - E-eu te amo, Jin.

- Pelos menos seja homem o suficiente pra dizer isso olhando nos meus olhos. - ele disse baixo e frio.

- D-Desculpe. - senti lágrimas rolando por meu rosto. " Vai chorar justo aqui e agora, Namjoon?"

- Não se desculpe. Apenas olhe para mim.

Levantei meu rosto e enxuguei algumas lágrimas. Jin também chorava, seus olhos estavam levemente inchados e o rosto vermelho. Ele deu um sorriso triste.

- Como pude ser tão idiota.

- Jin...

Ele me interrompeu colocando seu dedo indicador de leve sobre meus lábios, me deixando um pouco receoso com tal ato. Ele se inclinou sobre a mesa e pôs a mão em meu rosto, fazendo um singelo carinho. Jin se inclinou mais, nos deixando bem próximos. Era capaz de sentir sua respiração incrivelmente calma, diferente da minha; sentia que meu coração poderia explodir a qualquer momento.

Numa ação surpreendente Jin selou nossos lábios. Um selar calmo, castro, mas com certa paixão. A sensação foi breve, me deixando com desejo de mais. Jin me encarou por alguns segundos, nenhum dos dois pronunciava nada, apenas trocávamos olhares; até que o moreno se levantou bruscamente da mesa e tudo que pude sentir foi o contato bruto de sua mão contra meu rosto.

- Não me procure, ouviu? - seu tom era firme e rude, como sempre havia me tratado. -
Esqueça que eu existo.

Apenas assenti com a cabeça enquanto passava a mão pelo local agredido. Jin apanhou seus presentes e saiu dali sem olhar para trás.

Vi o amor da minha vida sair pela porta e levar minha felicidade junto. Estava em estado de choque com o que havia ocorrido em poucos minutos. Toquei meus lábios onde Jin havia beijado, aquilo causou um vazio dentro de mim.

Ele me amava? Ele me odiava? Ou estava apenas confuso?

Que merda hein, Namjoon.

- Briga de casal? - a garçonete que me atendera anteriormente me pronunciou, me assustando pela chegada repentina. - Desculpe me meter.

- Quem dera fosse. - respondi tristonho e me levantei da mesa.

Paguei o que devia e saí dali sem rumo. Não queria voltar pra casa e só quem poderia me ajudar nesse momento não morava no lugar mais adequado.

Pov's Jin

Peguei meus presentes e saí dali o mais rápido que pude, minha cabeça estava uma bagunça.

Raiva? Não. Decepção? Não. Tristeza? Não.

Surpresa.

Minhas mãos e o resto do meu corpo inteiro tremia pela adrenalina, saí praticamente correndo até em casa. Abri a porta e avistei Kook assistindo televisão.

- Ligaram pra você, hyung. - falou sem tirar os olhos do eletrodoméstico.

- Quem era? - disse com dificuldade por conta da fadiga da corrida.

- Era do trabalho, disseram que era importante.

- OK. Depois eu ligo.

Subi para o meu quarto, tranquei a porta e me joguei na cama, minha respiração estava ofegante, minha cabeça girava.

Namjoon? Com tantas pessoas no mundo, tinha que ser logo ele? Ele estava só brincando comigo.

Bufei.

Que imbecil. Como pude ser tão cego? Tantas pistas e coisas que se ligam e eu não pensei nele.
Como você é burro Jin, muito burro! Como se não bastasse, ainda o beijei. Era para mim ter levantado e jogado a porra daquelas flores na cara dele assim que me chamou de princess.

Mas, por que não fiz isso?
Por que apenas não me levantei e saí dali?
Por que levei meus lábios de encontro com os dele?
Amor? Acho que não.
Pena? Nunca.

Ele parecia tão doce e amoroso pelas nossas conversas, acho que deveria dar uma chance a ele; uma chance de se explicar melhor, de explicar o porquê de tudo isso.

Será que realmente eu impliquei com ele? Tenho que admitir que as vezes sou meio intolerante.
Não! Não mesmo! Esse, esse garoto é um mentiroso, um idiota que apenas me iludiu com palavras bonitas e presentes baratos. Mas palavras bonitas cheias de sentimentos e presentes baratos com boas intenções.

- Aarg! Pare com isso Seokjin. Você não vai ficar com ele. - disse a mim mesmo em voz alta tentando me convercer daquilo. -
De novo... - suspirei fechando os olhos, acabando por cair no sono abraçado ao Mario que havia ganhado.

Quem realmente é você, Kim Namjoon?


Notas Finais


Nn me matem, por favor :v
Gostaram? Tomara que sim.

Pretendo fzr um lemon com algum desses casais:
Jikook
Vkook
Yoonseok

Votem ai ^^

Meu número pra qm quiser entrar no grupo: 88 9.9.8.6.9.9.8.4.1


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...