História My Princess, My Baby ( HIATUS ) - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Lemon, Namjin, Sexting, Texting, Yaoi
Exibições 823
Palavras 2.338
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee neus bolinhos!!!
Voltei, até q nn demorou neh?
Kk

Boa leitura ^^

Capítulo 21 - Vigesima Primeira Mensagem


Fanfic / Fanfiction My Princess, My Baby ( HIATUS ) - Capítulo 21 - Vigesima Primeira Mensagem


Pov's Jin

Acordei com fortes batidas na minha porta. Jeon batia como se o mundo fosse acabar.
Me levantei e abri a porta.

- O que é, guri? - respondi coçando um olho e bocejando, ainda estava com sono.

- O seu trabalho ligou de novo. - ele me entregou o telefone.

- OK. Vou retornar. Obrigado.
Jeon saiu e eu retornei a ligação, esperei alguns longos segundos e fui atendido.

- Alô? Aqui é o SeokJin. Queriam falar comigo?

- Ah, sim. Queríamos avisar que foi substituído.

- C-como assim substituído?

- Achamos uma pessoa mais competente que você. Indico você preparar seu currículo.

- Como assim mais competente? O que está acontecendo?

- Sinto muito, senhor. Amanhã venha buscar seus pertences e o seu pagamento referente ao trabalho desse mês.

- O-ok...

- Obrigado. Tenha uma boa noite.

- Você também.

Finalizei a chamada e voltei para meu quarto. Deitei na cama abraçado ao meu Mário e comecei a chorar, as lágrimas corriam livres pelo meu rosto, vi meu mundo desabar em apenas algumas horas.
Soluçava e me lamentava entre murmúrios, até que ouvi o rangido da porta ao se abrir.

- Hyung? - disse Jeon colocando a cabeça pela abertura da porta.
- Posso entrar?

- P-pode. - minha voz estava embargada pelo choro. Limpei minhas lágrimas e me sentei à cama. - O que aconteceu?

Jeon entrou timidamente quarto à dentro e sentou ao meu lado. Não pronunciou uma palavra se quer, apenas me abraçou deixando que eu chorasse em seu ombro.

- Hyung... - disse um pouco aflito. - Aconteceu algo ruim?

Apenas murmurei um "sim".

- O que exatamente?

- Perdi o emprego. - respondi me soltando de seu abraço e pegando a caixa de chocolates, pondo um em minha boca.

- Só isso? - perguntou incrédulo.

- Só.

- Tem certeza? - insistiu.

- Tenho.

- Quer que eu fique?

- Não. Quero ficar um tempo sozinho.

- Tudo bem então. Vou sair com meus amigos, OK?

- OK.

- Não vai perguntar quem são? - seu tom era de surpresa.

- Não. Faça o que quiser da sua vida.

- C-como assim, hyung?

- Você já é bem grandinho.

- OK então. Tchau.

- Tchau. Só tome cuidado.

Jeon saiu me deixando sozinho novamente, nada demais aconteceria com ele, não tinha o que me preocupar.
Peguei meu celular e olhei as mensagens numa ponta de esperança de Namjoon ter me enviado alguma coisa, nem que fosse apenas um "desculpe" ou "não vou desistir de você".

Nada.

Doce e trágica ilusão. O que você queria Seokjin? Você disse para o garoto esquecer sua existência.
Não deveria estar me importando com isso, afinal, ele é apenas um aproveitador e pervertido.
Mas foi atencioso de sua parte lembrar que gosto do Mário, de rosas brancas, de chocolate recheado...
Ele sempre foi tão atencioso ao que eu dizia, sempre querendo me agradar com presentes e palavras.
Coloquei a mão sobre o colar em meu pescoço e o apertei carinhosamente, novas lágrimas rolaram por meu rosto e não hesitei em deixá-las correr livres novamente. Comi mais alguns chocolates e deitei novamente na cama abraçado ao meu Mário, sentindo o doce cheiro de Namjoon.

Pov's Jungkook

Sai de casa um pouco surpreso, Jin não era daquela forma, sempre foi muito preocupado e atencioso, mas eu ja sabia o possível motivo de seu estado.
Namjoon havia ligado pra mim, havia explicado tudo, queria sair comigo e que também havia convidado Jimin, mas respondi que não me importaria com sua presença.

Cheguei ao local combinado, Jimin e Namjoon estavam do lado de fora conversando. Namjoon deu um sorriso triste ao me ver e me abraçou, Jimin apenas me cumprimentou e foi na frente, adentrando o lugar até então desconhecido por mim.

- Então, o que vamos fazer aqui? - perguntei a Namjoon.

- Beber. Beber muito. - respondeu e me puxou pelo braço local a dentro.

O interior do estabelecimento só não era mais escuro que o lado de fora por conta dos jogos de luzes instalados por todo lugar. A música tocava alto, o cheiro de álcool era forte e algumas pessoas estavam visivelmente alteradas demais. Segui Namjoon até o bar, Jimin já se encontrava ali bebendo. O mais velho pediu a bebida mais forte que tinham e eu o mesmo, sentei ao lado de Jimin, ele não olhava para mim, parecia ainda estar abalado pelo acontecido.

- Então...Jimin... - falei um pouco tímido - Queria pedir desculpas pelo o que fiz. Não foi minha intenção te magoar nem nada.

- Não se preocupe com isso. - ele sorriu, mostrando seu eye smile
- Já passou não foi? Aliás, você beija muito bem. - ele riu.

- A-ah. Obrigado. - não pude evitar rir. - Você também. Então.. Tudo bem?

- Umhum. - ele deu um gole na bebida e eu fiz o mesmo.

- Vamos aproveitar a noite? Precisamos alegrar o nosso amiguinho.

- É, ele teve um dia pior que o nosso.

- Nem me fale.

Namjoon apareceu como havia desaparecido; do nada. Chegou com dois garotos, os mesmos de mãos dadas e um cheiro forte de álcool.
Ele aparentava estar feliz, mas talvez fosse apenas efeito das bebidas.

- Meninos, quero apresentar esses dois aqui! - disse passando os braços pelo pescoço de ambos.
- Jackson e Mark. Duas pessoas muito especiais.

- Se conheceram aqui? - Jimin perguntou.

- Não. Na verdade eu e o Nam já namoramos por um tempo. - o mais alto respondeu, seu cabelo era loiro e seu corpo musculoso, parecia frequentar academia.

- Isso foi desnecessário, Jack. - Nam disse meio sem jeito.

- Não me incomodo com isso. - disse o moreno ao lado de Jackson. Este era um pouco mais baixo que o loiro e menos musculoso, seu corpo era um tanto delicado, o que me lembrava Jin.

- Estes são Jimin e Jungkook. Grandes amigos meus. - Namjoon disse apontando para cada um. - Vamos nos conhecer melhor, viemos aqui nos divertir.

- Vamos para a pista de dança. - o moreno intitulado Mark convidou.

Todos concordamos e fomos, Namjoon foi na frente com os outros dois, deixando eu e Jimin sozinhos de novo.

- Vamos? - Jimin estendeu a mão.

- Vamos. - peguei em sua mão e o mesmo saiu me puxando por entre tantas pessoas.

A cena da festa se repetiu, dançamos e bebemos muito, e nos divertimos mais ainda. Namjoon bebia um copo atrás do outro junto com seus amigos, eu e Jimin dançávamos juntos, vez ou outra Minnie fazia algum movimento sensual ou provocante, já alterado pela bebida,  eu apenas acompanhava seus passos.
Depois de muito tempo nos divertindo no meio da multidão, voltamos para o bar suados e exaustos.

- Então. Vamos para onde agora?
- Mark perguntou apoiando a cabeça no ombro de seu namorado.

- Como assim? - perguntei.

- A noite ainda não acabou. Vamos para outro lugar. - Jackson respondeu afagando a cabeça de Mark.

- Acho melhor não. Amanhã temos aula e... - Jimin me interrompeu.

- Ah, Kookie. Não acho que faltar um dia de aula mate.

- Ele tem razão. - Namjoon retrucou, sua voz estava arrastada e ele altamente alterado pelo álcool.

- Não acho que você esteja bem, Nammie. - respondi preocupado.

- OK então. A gente marca de sair outro dia, OK? - Mark sugeriu.

- Por mim tudo bem. - Jimin respondeu.

- Por mim também. - Continuei.

- Você sabe que sempre concordo com você, amor. - Jackson disse.

- Quem sabe da próxima eu trago o Jin... - Nammie falou cabisbaixo.

- Ah.. Não fica assim. - o abracei com força. - Vai melhorar.

- Espero...

- Então. Acho melhor irmos. - Jackson se pronunciou. - Quer carona, Nammie? Você poderia dormir lá em casa.

- Vamos. - ele respondeu.
Saímos do lugar e Mark, Jackson e Namjoon entraram no carro que estava estacionado mais a frente.

- Não façam nada demais, viu! - Jimin falou.

- Não prometo nada! - Mark respondeu maroto e Jackson deu partida logo em seguida.

Olhei a hora, nenhum ônibus passaria por ali por algum tempo e Jin não viria me buscar com certeza. Sussurrei um "droga" e coloquei as mãos nos bolsos da calça, estava ficando frio.

- O que foi? - Minnie perguntou.

- Não posso ir pra casa agora. - bufei.

- Você poderia dormir lá em casa. - falou como quem não quer nada.

- Não teria problema?

- Não.

- Tudo bem. Vou ligar para o hyung.

- Vou chamar um taxi, ok?

- Ok.

Liguei para Jin e avisei que dormiria na casa de Jimin, ele apenas perguntou se iria passar em casa pela manhã ou iria logo para a faculdade. Respondi que voltaria para casa depois da aula e Jin se despediu, fiz o mesmo e desliguei a chamada.
Alguns minutos depois o taxi chegou, o caminho inteiro foi silencioso, nem eu nem Jimin falávamos nada.

Chegamos logo à casa do loiro, ele tirou as chaves do bolso e destravou a porta, a casa inteira estava escura. Ele entrou e acendeu as luzes da cozinha, eu apenas o acompanhei.

- Quer comer algo? - perguntou olhando o interior da geladeira. - Posso fazer sanduíche.

- Pode ser.

Jimin pegou os ingredientes na geladeira e fez dois sanduíches. Aquilo estava realmente delicioso, elogiei o menor pela comida e o mesmo apenas sorriu envergonhado.

Subimos para seu quarto e ele me entregou uma toalha e roupas limpas, tomei banho primeiro e me vesti, Jimin foi depois.
Estava sentado na cama quando o loiro saiu do banheiro, estava com uma toalha na cintura e com outra secava seu cabelo, aquela visão era sexy, podia ver os gominhos marcados de seu abdômen e as coxas fartas, não tinha percebido isso antes e não pude evitar morder o lábio.
Jimin percebeu que o observava e corou fortemente, desviei o olhar em igual timidez. O loiro vestiu sua cueca e não pude deixar de espiar, sua bunda era grande e redondinha e sua cueca box vermelha deixava isso mais aparente. O observava enquanto procurava alguma roupa dentro do armário, não tinha percebido o quanto Jimin era lindo e sexy.

- O que tanto olha, Kook? - perguntou envergonhado.

- Eu? N-nada. - desviei o olhar, senti minhas bochechas queimarem.

- Ok. - Jimin pegou uma calça de moletom e vestiu, pegou também alguns cobertores e um colchão.

Colocou o colchão no chão e me entregou alguns dos cobertores.

- Acho que isso é o suficiente. - disse e se deitou na cama, de barriga para baixo.

- Acho que sim.

Deitei no colchão e fitei o teto, refleti um pouco sobre tudo que havia acontecido em tão pouco tempo, minha vida tinha virado de ponta cabeça.

- Kook... - o menor interrompeu o silêncio. - Posso perguntar uma coisa?

- Pode.

- Por que me beijou aquele dia? Foi só para fazer ciúmes ao Tae?

- E-eu acho que não.

- Como assim?

- Não sei, mas acho que sinto algo a mais por você, Minnie. Mais do que amizade, mas Tae chegou e acabei me apaixonando por ele. Acho que fiz uma escolha errada.

- Mas vocês voltaram?

- Não. Pra falar a verdade, não nos falamos desde aquele dia.

- Jin já sabe sobre isso?

- Não contei ainda. Ele tem passado por muita coisa, principalmente hoje.

- Entendo. - ele suspirou - Kook..

- O que?

- Deita aqui comigo?

- O-ok...

Deitei ao lado de Jimin meio sem jeito, estava completamente envergonhado. A cama se tornara pequena com nos dois ocupando seu espaço, o que fazia eu e Jimin ficarmos bem próximos.

- J-jimin...

- O que?

- Seria estranho se eu dissesse que me sinto diferente quando estou perto de você?

- Não. Também me sinto assim.

- Mas você gosta de mim, é normal. Eu não sei o que sinto.

- Você gostou quando nos beijamos?

- Sim.

- Você se sente bem perto de mim?

- Unhum.

- Como ainda pode ter dúvidas?

- Não sei...

- Como descobriu que gostava de Taehyung?

- Assim...

Tomei os lábios de Jimin com os meus, o mesmo correspondeu quase de imediato me dando passagem, a qual aproveitei assim que tive oportunidade. Nossas línguas travaram uma batalha por espaço, eu explorava seu interior a cada centímetro. Mudei nossas posições, o deixando por baixo de mim, minha mão agarrou sua cintura o puxando para mais perto enquanto a outra posicionada em sua nuca aprofundava mais o beijo.

Suas mãos exploravam todo o meu corpo, arranhando minha costas algumas vezes. Separamos algumas vezes por falta de ar, mas logo retomavamos o beijo, cada vez mais profundo. Colei nossas cinturas, Jimin movimentava seu quadril me fazendo ficar levemente excitado. Tomei o pescoço de Jimin e ali alternava entre beijos e chupões, cuidei de deixá-lo bem marcado, Jimin seria apenas meu. Ele puxou meus cabelos fazendo com que voltássemos a nos beijar, dessa vez ele que conduzia o ósculo, me fazendo ficar cada vez mais excitado.
Separamos mais uma vez por falta de ar e Jimin tirou minha camiseta junto com minha calça.

- Acho que não vamos precisar disso. - disse rouco levantando uma de suas sobrancelhas, me fazendo arrepiar até a espinha.

Ele atacou meu pescoço e deu alguns chupões violentos, aquilo ficaria realmente marcado. O loiro foi descendo suas carícias por meu abdômen até a barra da minha cueca, passando para minhas coxas. Ele beijava e apertava, me fazendo afar, meu membro já estava mais que duro, eu o sentia pulsar e o pré-gozo já molhava minha cueca.

- J-jimin... - era quase impossível não gemer.

- O que foi? - ele parou seus atos, recebendo um gemido de reprovação meu.

- E seus pais? - perguntei envergonhado.

- Eles só chegam pela manhã.

- E se eles entrarem aqui?

- Eu tranquei a porta. Não se preocupe. Vamos ter a noite só pra nós...
   


Notas Finais


Espero que tenham gostado ^^

Os lemons selecionados foram Jikook e Yoonseok
Os próximos caps vão ser deles

Entrem no grupo:
88 9.9.8.6.9.9.8.4.1
Chamem lá ^^

~Kissus de caramelo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...