História My protective wolf (baixathentic) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias 11eyes
Tags Baixathentic
Visualizações 46
Palavras 735
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Escolar, Famí­lia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Canção do meu coração , nunca mais me abandone


Fanfic / Fanfiction My protective wolf (baixathentic) - Capítulo 7 - Canção do meu coração , nunca mais me abandone

baixa~​                                                                                                                                                                                                                          - EU NUNCA VOU TE ODIAR?! - digo levantando com meu rosto cheio de lagrimas , ele me olha surpreso  depois saio correndo  vou pra casa  entro correndo pro meu quarto  e fico deitado na cama me xingando com , por que eu fugi!, ele nem tentou escapar então por que eu fugi?!  droga!? eu sou tão idiota?!  bom não adianta ficar me xingando, oque tá feito tá feito  , acho melhor eu dormi , caio no sono rapidamente ,  estava dormindo tranquilamente quando ouso o barulho do despertandor tocando desligo o despertador e  me llevanto pego meu celular pra ver que dia e hoje  e CARAMBA?! EU TENHO AULA HOJE DROGA EU TÓ ATRASADO?!  visto meu uniforme e arrumo meu cabelo rápido e saio de casa correndo , direto pro ponto de ônibus quase que perco o ônibus  me sento ne um dos últimos lugares do ônibus quando chegamos  encontro  o pessoal  pra nos irmos a primeira aula era matemática , entramos  e me sentei no meio  lydia sentou do meu lado , cherry no fundo , junto com cronos, e nofaxu  na frente , a aulas passaram normalmente , na hora do intervalo fui na cantina , junto com todo mundo e comemos lá , no final de todas as aulas fui embora mas não pra casa falei pra minha mãe que voltaria  um pouco mais tarde , queria voltar na floresta  eu adora lá   vou caminho até lá paro em um lugar bem calmo  sinto a brisa em meu rosto e me deu vontade de algum que eu parei de fazer a algum tempo largo minha mochila em uma arvore  e vou pro centro  de lá  suspiro e começo a canta uma melodia  

 

                                                            - como uma fada , deixo me entregar , você me mudou enquanto eu não ia                                                                                                         como a lua  olha pra terra , assim você me olhou e mudou o que eu era  , eu quero ver você agora                                                                        sem horários e sem demora  uh, uh ,uh , eu já me sinto acordado, e o meu sonho e ao seu lado , uh ,uh                                                          e nada eu buscava , e não , não imaginava assim , mas o destino troce você aqui pra mim,                                                                                   e eu não eu não sabia que um dia eu iria ser feliz , mas o cupido veio até mim , eu sei, sim eu sei, veio até, mim                                                        eu sei, veio até mim , como a chuva em um deserto , me fez ter fé no coração , e me deixou quieto ,                                                            com uma doce voz em pleno silencio , esse  motivo mecheu aqui dentro ,eu quero ver você aqui agora , sem horários                                             sem demora, uh, uhuuu, eu já me sinto acordado, e o meu sonho é ao seu lado, uhh, uhh ., nada eu buscava, e não                                             não imaginava assim , mas o destino troce você aqui pra mim, e não eu não sabia que eu iria ser feliz,                                                                   mas o cupido veio até mim,  veio até mim, nah. nah , nah .......  

???: você canta bem - ouso uma voz  meio familiar dou um pulo de susto , e me viro pra ver quem era o authentic,-                                           -hã? - não avia entendido -                                                                                                                                                                                          authentic: faz tempo que eu não te ouvia cantar  continua bom como sempre -  é eu parei de cantar quando ele foi embora -                               -  você faz aqui ? - pergunto -                                                                                                                                                                                           authentic: eu... estava te procurando - agora eu  tó surpreso , quando  nos encontrávamos ele fugia -                                                                   - me procurando?- pergunto apontando pra mim mesmo -                                                                                                                                             authentic: sim... eu queria  te pedi desculpa - diz ele se aproximando de mim -                                                                                                         - pelo que?  você não tem nada que se desculpa -  digo  -                                                                                                                                            authentic: não, eu quero me desculpa por te fugido de você  - disse ele -                                                                                                                     - mas - interrompido-                                                                                                                                                                                                      authentic: me deixa terminar! - me calo quando ele fala isso -                                                                                                                                    authentic: me desculpa, por tudo , por ter fugido de você ,e por te evitar , eu ...queria te pergunta se ....-                                                                   authentic: se podemos voltar a ser amigos ? - me perguntou ele, eu não consigo conter as lagrimas , não respondi nada só o abraçei bem forte, desabei em seus braço o  minhas lagrimas são de felicidade, ele retribui o abraço,                                                                                            -​ nunca mais me abandone - ​digo ainda chorando -                                                                                                                                                authentic: ​nunca mais            

 

................... continua .................



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...